sexta-feira, 20 de abril de 2018

Orar sempre é bom

A imagem pode conter: texto e natureza

Uma das maiores lições que eu aprendi; é que, faz tempo, deixei de orar "PARA" fazer um bom trabalho; pois, o bom trabalho é feito quando oramos "SEMPRE" (ainda que, algumas vezes, um pouco mais; outras vezes, um pouco menos). O importante é estarmos sempre no lugar de oração - por pouco ou muito tempo (é lógico, quanto mais tempo melhor). Jamais vou aqui dizer que a oração sazonal não é importante. Afinal, orar (pouco ou muito) sempre é bom! Porém, os que gastam mais tempo em oração, fazem maiores colheitas, saboreiam melhores frutos, e... Alcançam maiores vitórias.

Sei que, quando falo em oração, parece que estou entoando o "samba de uma nota só"... E me tornando repetitivo. Todavia, preciso falar sobre oração (embora eu saiba que o que preciso mesmo é orar); pois, ao abordar o tema - antes de alertar os meus seguidores - estou exortando à mim mesmo. Glória a Deus! Bem sei que, logo ao início de um novo dia, tenho muitos assuntos a tratar e não devo me omitir. Entretanto... Antes de cuidar de qualquer coisa (até mesmo desta postagem que estou fazendo) devo orar primeiro; pois tenho importantes lutas a travar - seja dentro, ou fora de mim mesmo.

Paulo orou, pois o espinho na carne é sempre doloroso:

"E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. Fui néscio em gloriar-me; vós me constrangestes. Eu devia ter sido louvado por vós, visto que em nada fui inferior aos mais excelentes apóstolos, ainda que nada sou. Os sinais do meu apostolado foram manifestados entre vós com toda a paciência, por sinais, prodígios e maravilhas."(2 Coríntios 12:7-12)

Também precisamos tratar nossos espinhos com oração.

Canção linda! Ela é uma das minhas preferidas:
https://youtu.be/Qs8Jbflu1vY

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário