domingo, 9 de agosto de 2020

Quando o amor esfriar

Dias atrás (manhã aqui em Portugal e madrugada lá no Brasil) pensei nesta advertência divina ao pastor da igreja em Éfeso: "Tenho porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor" (Apoc 2:4). Então, vemos que deixar o primeiro amor é uma atitude antiga. Mas a proliferação de casos de abandono do primeiro amor nos remete à este texto do sermão profético de Jesus: "por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará." (Mat 24:12). E neste triste quadro, o pior é vermos certos crentes - na igreja e fora dela, cujo testemunho cristão parece indicar que deixaram o seu primeiro amor. E isto é um risco à vida!

Segundo a Palavra, o esfriamento do amor se assenta sobre a multiplicação da iniquidade. Na verdade, iniquidade é como um vírus que se propaga contagiando todo aquele que o toca ou que é por ele tocado. Segundo a Bíblia, "o pecado é a vergonha das nações." (Prov 14:34). O pecado - ao mesmo tempo que é envergonha os povos, tira a vergonha do indivíduo. E ainda pior é vermos tanta gente que - além de ter perdido a vergonha de pecar, ainda se vangloria de seu pecado. É triste ver muitos chegarem ao cúmulo de apresentar como benção de Deus (?) a nova amante, fruto de seu relacionamento extra conjugal.

Sempre penso nesta advertência do Senhor, feita ao pastor da igreja em Éfeso: "Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos. E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste. Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres" (Apo 2:2-5). Advertência que ainda está em vigor!

Voltar ao primeiro amor pode resolver quase tudo na vida:
https://youtu.be/-WJVX_m1ofM

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 8 de agosto de 2020

Sentido real das coisas

Devemos atentar ao sentido real das coisas:

Ontem, na leitura do texto de abertura do culto em Lagos, pensei no sentido desta declaração de Davi: "Despertai, saltério e harpa; quero acordar a alva" (Salmos 108:2). Em minha opinião, se os revisores - ao atualizarem os intérpretes originais, entenderam ser melhor grafar este texto lógico: "eu mesmo despertarei ao romper da alva"; então, retiraram do texto sua poesia.

Na verdade, o salmista pretendia era alegorizar o seu desejo de se antecipar à própria alva - dando a ideia de quer acorda-la com seu louvor ao Senhor; ordenando saltério e harpa que despertassem para o louvor. Em suma, Davi pretendia liberar o som do louvor na madrugada, disposto à tirar a alva de seu estado adormecido. É assim que todos nós devemos louvar e adorar!

Na Bíblia é frequente o uso de figuras comparativas e alegóricas que pretendem transmitir um ensino que ultrapassa o senso imaginário lógico. Creio ser esta uma das razões que levou Jesus a advertir que precisamos ter olhos de ver e ouvidos de ouvir. "Surdos, ouvi, e vós, cegos, olhai, para que possais ver." (Isaías 42:18). Precisamos ter olhos e ouvidos espirituais.

Amém! "Preparado está o meu coração, ó Deus; cantarei e darei louvores até com a minha glória. Despertai, saltério e harpa; eu mesmo despertarei ao romper da alva. Louvar-te-ei entre os povos, Senhor, e a ti cantarei louvores entre as nações. Porque a tua benignidade se estende até aos céus, e a tua verdade chega até às mais altas nuvens." (Salmos 108:1-4). Aleluia! Em minha juventude, esta canção edificou muita gente: https://youtu.be/CmtII4EF89E

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Os milagres acontecem

Neste mundo - ante circunstâncias imprevisíveis (muitas delas tão desfavoráveis) devemos viver um dia de cada vez. Em minha vida, quantas vezes me prostrei para orar ao Senhor - sem saber o que fazer no minuto seguinte; apenas confiado que Deus tinha a resposta apropriada para o que parecia ser impossível... E o milagre sempre aconteceu! Digo milagre porque não tenho outra palavra para explicar aquilo que considero inexplicável. Digo em testemunho da verdade, que inúmeras vezes presenciei a intervenção divina em minha vida, família e ministério. E foi seguindo no curso do milagre que pude chegar até aqui.

Por maiores que sejam as provações e desafios, devemos manter o lugar de oração sempre aquecido. Afinal, nunca sabemos quando algum mal vem bater à nossa porta. Então, precisamos de três recursos sobremodo importantes, para lidar com aquilo que é imprevisível (ou improvável); e estes três recursos são: Sabedoria, discernimento, e perseverança. Portanto, precisamos orar buscando sabedoria de Deus, discernimento de espírito, e perseverança na fé; pois o milagre não é uma plantinha que vai sendo regada e que cresce com o passar do tempo. Não mesmo! Pois, o milagre é um recurso surpreendente, as vezes tão inesperado.

Este milagre trouxe vida: "E aconteceu que, no dia seguinte, ele foi à cidade chamada Naim, e com ele iam muitos dos seus discípulos, e uma grande multidão; E, quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade. E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores. E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: Jovem, a ti te digo: Levanta-te. E o que fora defunto assentou-se, e começou a falar. E entregou-o à sua mãe." (Lucas 7:11-15). Nosso Jesus opera milagres!

Aleluia! Em Cristo Jesus o milagre pode acontecer:
https://youtu.be/WoYoT1fR8qo


Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Meu descanso é Jesus

Em minha vida, decidi descansar no Senhor:

Sei que para muitos, esta pode se soar como bela frase de efeito. Porém, em minha vida, ela é um testemunho tão real como a água que bebo e o ar que respiro. Faz tanto tempo que tomei esta decisão de descansar em Jesus; e eu não saberia dizer quando ou onde começou. O que eu sei é que ela foi gerada e consumada na Palavra de Deus.

Certa feita, em uma praia da Galileia, Pedro disse à Jesus: "sobre a tua palavra, lançarei a rede." (Lucas 5:5). E, parafraseando Pedro, eu posso dizer que sobre a Palavra de Jesus posso descansar na rede. Jesus disse: "aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas." (Mateus 11:29). Amém!

Estou certo de que - lá em Betânia, a agitação de Marta tinha tudo a ver com sua falta de descanso na palavra de Jesus. E o próprio Jesus lhe advertiu: "Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada." (Lucas 10:41-42). Maria descansava no Senhor!

Este texto destaca a confiança no Senhor: "Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado. Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia. Descansa no Senhor, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos" (Sal 37:3-7). E ele nos insta à confiar e descansar em Jesus. Após refletir é bom ouvir esta linda canção: https://youtu.be/dxQzsbztA8o

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Coisas que acontecem


Em nossa vida, coisas boas e ruins, grandes e pequenas, acontecem. E devemos dar graças à Deus por todas elas. Mas... Alguém dirá: "Não vou agradecer por coisas ruins que me acontecem". Até entendo este sentimento; porém, a Palavra nos diz: "Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco." (1 Tes 5:18). Mas... Dirá o crente: "Por que devo dar graças por coisas que não acho boas?". Eu respondo com a Bíblia: Porque "todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito." (Rom 8:28). Amém!

Domingo - após termos ficado retidos cinco meses no Brasil (devido à pandemia); participamos da Ceia do Senhor, com nossos queridos irmãos da IMW de Lagos. Benção purinha! Pois a alegria do reencontro compensa a prolongada ausência. Além do que... Nunca saberemos dos livramentos de Deus, recebidos durante esse tempo; pois alguns males dos quais o Senhor nos livra estão encobertos aos olhos. O que Maria Célia e eu sabemos é que "Até aqui nos ajudou o Senhor." (1 Samuel 7:12). Somos gratos à Deus, por termos presidido o culto de comunhão da Ceia do Senhor - participando de sua mesa com os irmãos.

Este salmo - em sua maravilhosa mensagem e proposta, deve preencher todos os cantos e recantos de nosso coração: "Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre." (Salmos 133:1-3). Estou convencido que a comunhão com os irmãos representa um sinal de vida cristã autêntica - baseada no amor do Senhor, sem a qual o cristão jamais terá a paz do céu.

Comunhão com os irmãos é fator de vida e integração:
https://youtu.be/shCXKj0Gd3E

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 4 de agosto de 2020

Sigo olhando pra Jesus

Afinal, para quem devemos olhar?

Eu não teria como contar as vezes que preguei, sobre a necessidade de olharmos para Jesus, Na vida, existem ações muitos importantes; porém, considero algumas essenciais (e não me refiro ao respirar, comer, trabalhar)... Estou pensando em vida e missão cristã! E os valores que na vida, julgo essenciais todos se relacionam com Jesus.

Meus valores essenciais são estes: Olhar para Jesus como Senhor e crer nele como Salvador; seguir seu caminho e buscar sua presença; obedecer sua Palavra e cumprir seu propósito; ser fiel até à morte e herdar a corôa da Vida. Preciso dizer mais alguma coisa? Penso que não! Pois o que foi dito é essencial. Enfim, viver é amar e servir Jesus.

Digo que Jesus é essencial, "Porque o Filho de Deus, Jesus Cristo, que entre vós foi pregado por nós, isto é, por mim, Silvano e Timóteo, não foi sim e não; mas nele houve sim. Porque todas quantas promessas há de Deus, são nele sim, e por ele o Amém, para glória de Deus por nós." (2 Coríntios 1:19-20). Razão porque devemos olhar para Jesus.

Devemos atentar ao testemunho dos servos de Deus, como este: "Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores. Olharam para ele, e foram iluminados; e os seus rostos não ficaram confundidos. Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias." (Salmos 34:4-6). E manter nossos olhos em Jesus contemplando seu rosto de amor: https://youtu.be/vTAMAK-Qsco

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Orando bem mais cedo


Por razão que eu não consegui identificar, senti necessidade de levantar bem mais cedo que o habitual, para buscar a face do Senhor. Já faz tempo, aprendi que não necessitamos de um motivo especial para orar costumeiramente. Assim, para orar,  preciso de três coisas essenciais: mente aberta, coração contrito, e espírito quebrantado. Tenho percebido que joelhos dobrados, olhos lacrimejantes, e voz tremida não são sinais indiscutíveis de oração contrita e aceitável. Pois, se assim fosse, algumas pessoas que parecem orar tanto não seriam tão duras, incrédulas, e insensíveis. Orando, devemos ser sinceros e objetivos.

Algumas vezes, sinto vontade imperativa de orar, sem que haja uma razão plausível. Em situação assim, logo penso em algo que aprendi faz muito tempo: Os mais importantes motivos de oração, nem sempre são conhecidos. Mas, como Deus sabe de tudo; devemos nos deixar conduzir pelo Espírito ao lugar de oração; pois, lá no final, saberemos os porquês. Pois certas soluções e respostas que a oração traz, talvez nunca venhamos a saber. A Bíblia diz que "não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis." (Rom 8:26). Louvado seja o Senhor!

Sobre como orar, este texto bíblico nos ensina o essencial: "Porque em esperança fomos salvos. Ora a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê como o esperará? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos. E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos." (Romanos 8:24-27). Louvado seja Deus!

A oração em amor é reconfortante e transformadora:
https://youtu.be/XQPcUyuyeno

Cordialmente;
Bispo Calegari

Compartilhar