segunda-feira, 16 de julho de 2018

Amor de meu Deus


Ao orar nesta manhã, pensei no início de minha jornada cristã... E lembrei a letra desta antiga canção, que cantei inúmeras vezes: "Mais vasto que o mundo; ainda mais alto que o céu; mais fundo que os mares é o amor de meu Deus. Eu nada mereço; tenho porém no Senhor santa alegria, prazer todo dia, no Seu amor". Confesso que não saberia dizer a extensão do bem que esta canção me fez! E estou convencido que, em minha vida, os seus efeitos perduram até os dias de hoje. Que bênção é viver na dimensão deste amor!

Devemos orar mais, pois os dias que vivemos são dias de desamor e perversidade. Penso nesta canção (e em outras que falam do amor de Deus) e me regozijo em Cristo Jesus; pois seu amor jamais falha! E ele sempre traz em sua esteira a misericórdia do Senhor, que é a causa de não sermos consumidos. Portanto, ainda que seja longa a noite do pranto; sempre haverá o raiar de um novo dia, trazendo alegria do Senhor ao coração. E assim, vou seguindo no caminho da vida, certo que o amor de Deus me guiará até o fim.

Disse Davi: "Exaltar-te-ei, ó SENHOR, porque tu me exaltaste; e não fizeste com que meus inimigos se alegrassem sobre mim. Senhor meu Deus, clamei a ti, e tu me saraste. Senhor, fizeste subir a minha alma da sepultura; conservaste-me a vida para que não descesse ao abismo. Cantai ao Senhor, vós que sois seus santos, e celebrai a memória da sua santidade. Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã." (Salmos 30:1-5). Amém!

Meu amoroso Senhor! O Teu amor não falha:
https://youtu.be/0WGm6Lx8GAA

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 15 de julho de 2018

Amor de um pai


Hoje despertei pensando no amor dos pais e da dor que este amor as vezes causa. Então, pensei no amor de Deus por Seus filhos... Quanta dor envolvida! Na verdade, por mais que os pais amem seus filhos; jamais conseguirão ama-los, como o Senhor nos ama. O seu amor é tão grande, que não se contenta apenas em sofrer as nossas dores; mas, chega ao ponto de suportar nossos pecados; semeando em nosso coração, as sementes - do amor, da esperança, e da fé (amor sem contra-indicações; esperança que prevê melhores dias; e fé que provê caminho para um beco sem saída).

Creio que um coração purificado das obras más é solo propício para um belo jardim de lindas flores e um belo pomar de frutos saborosos; se for nutrido e fertilizado por estes nobres sentimentos: Fé, esperança e amor. Conheço inúmeros casos, de vidas que se aproximaram tanto dos homens; que foram se afastando de Deus, sem se dar conta. Então, me senti agradavelmente convencido que - somente conservando o nosso coração limpo do mal e cheio de fé, esperança e amor;  é que podemos nos aproximar dos homens, sem corrermos o risco de nos afastarmos de Deus - o nosso Pai.

Este é um texto de grande significância para o cristão: "Não erreis, meus amados irmãos. Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas. Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus." (Tiago 1:16-21). Já preguei muitas vezes sobre ele; e procuro vive-lo no dia-a-dia.

Canção de Anderson Freire, que tanto nos edifica:
https://youtu.be/CacjLKyTHbA

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 14 de julho de 2018

Amor que eu sinto


Nesta manhã, enquanto eu escrevo, sou lembrado de uma oração que fiz anos atrás... Nela, expus a Deus a grande dificuldade que tenho; quando tento expressar, de modo pleno e perfeito, o amor que sinto por Ele. E nela, declarei lamentar os muitos erros que cometi; até enquanto tentava demonstrar o meu amor - até mesmo o grande amor que sinto por minha querida esposa; e por meus queridos filhos. Realmente... Senti quão difícil é fazer uma oração neste nível; simplesmente, porque é muito mais fácil dizermos que amamos; do que praticarmos o amor que tanto declaramos sentir.

Ao orar e expor minha incapacidade, Deus me deu resposta de paz! E aprendi com o Senhor que jamais conseguirei amar "in natura" - ao Deus eterno, ou a quem quer que seja; pois, mais bem intencionado que eu seja, o meu amor estará sempre contaminado por minha humanidade defeituosa e impura. Daí, a necessidade que tenho de expressar o meu amor através de Jesus. Pois, quando me rendo a Jesus, e mergulho em seu amor; o meu próprio amor é refinado e limpo de sua impureza e de suas imperfeições humanas. Enfim... Ao orar, pude entender claramente o processo!

O amor de Deus é puro: "Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor." (1 João 4:9-12). Mas, este amor só pode se manifestar e propagar através de Jesus.

Que bom ouvir Josely Scarabelli nesta canção:
https://youtu.be/fh6ZsPbYryw

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Nossa nave veloz


Tenho visto o agir de Deus em nossa IMW em Ílhavo, sob nosso pastoreio. Domingo, preguei sobre nossa peregrinação... Somos viajantes em uma nave chamada "planeta terra", que navega no espaço a mais de cem mil km por hora; sem que sintamos os efeitos de sua grande velocidade, por estarmos seguros em força de gravidade, pressurizados em grande bolha de oxigênio, preservados em uma camada azulada de ozônio que nos protege dos perigosos raios solares que bombardeiam nosso planeta. Nossa nave é tão veloz, que consegue percorrer enorme distância, circundando o sol a cada 365 dias.

Então, pergunto: Como é possível entender a existência humana, envolta em tanto mistério; sem ver o agir do Deus eterno e criador em nossa vida e sua presença em nossa história? E o salmista Davi - mesmo sem dispor do conhecimento que nós hoje temos; explica muito bem (melhor até que muitos cientistas do nosso tempo) a relação entre o temporal e o eterno, entre o santo e o profano, e o fascínio que esta visão nos causa. Enquanto nosso mundo segue seu giro, temos água em abundância, reservas infindáveis de alimento, e recursos minerais diversos... Que esta humanidade pecadora, suja e cuida tão mal.

Assim falou o rei Davi:

"Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a terra, pois puseste a tua glória sobre os céus! Tu ordenaste força da boca das crianças e dos que mamam, por causa dos teus inimigos, para fazer calar ao inimigo e ao vingador. Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites? Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste. Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés: Todas as ovelhas e bois, assim como os animais do campo, As aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo o que passa pelas veredas dos mares. Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a terra!"
(Salmos 8:1-9)

Obrigado meu Senhor!

Quando andamos com o Deus dos antigos, a vida é sempre mais bela:
https://youtu.be/iE9xDUTQg20

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Que Deus nos livre


Sempre digo que precisamos orar um pouco mais! É o que fiz nesta madrugada - ao buscar remédio divino, para angustia da alma e aflição do espírito. Em momentos assim é normal, fazermos recapitulação de atitudes tomadas; ainda que isto não garanta a descoberta da origem de tão desconfortante sensação. Entretanto, o tempo gasto em oração - mesmo quando nos sentimos acuados por aflição e angústia - sempre produz efeitos terapêuticos e resultados positivos; mormente, quando existe sinceridade e verdade, na prece de todos que se dispõem a orar com veemência e contrição.

A oração da madrugada dá uma santa liberdade de expressão! De modo que o riso e o pranto se misturam, sem exigência de serem contidos ou comedidos. Ao orarmos devemos pedir a Deus que nos livre - dos inimigos verdadeiros e dos falsos amigos. Enquanto eu fazia uma autoanálise, pedi ao Senhor que me guarde de fazer promessas falsas, que produzem esperanças frustradas; ou de fazer promessas com a intenção de não cumprir, pois produzem forte decepção. Ao orar - procurei lavar meu coração na fonte da Palavra e as minhas mãos no regato da inocência. Que doce paz senti.

Estas são boas medidas que todos nós devemos tomar: "Lavo as minhas mãos na inocência; e assim andarei, Senhor, ao redor do teu altar. Para publicar com voz de louvor, e contar todas as tuas maravilhas. Senhor, eu tenho amado a habitação da tua casa e o lugar onde permanece a tua glória. Não apanhes a minha alma com os pecadores, nem a minha vida com os homens sanguinolentos, Em cujas mãos há malefício, e cuja mão direita está cheia de subornos. Mas eu ando na minha sinceridade; livra-me e tem piedade de mim." (Salmos 26:6-11). Todavia... Sem jamais nos afastar do altar.

Louvado seja Deus! Senhor estou aqui:
https://youtu.be/nXqbzyizha4

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Bodas de Granito


Que benção! Hoje (11/07) Maria Célia e eu completamos 48 anos de abençoado casamento. Pela graça de Deus, mantemos o mesmo nível de comprometimento, prazer e alegria que nos marcaram desde o dia 10 de janeiro de 1970 (quando ficamos noivos). Sinto alegria em dizer: Que os momentos de crise foram muito pequenos, se comparados aos largos momentos de prazer e satisfação que vivemos em todo esse tempo. Vimos nossos filhos nascerem, crescerem, se emanciparem - sem que sofrêssemos a tal "síndrome do ninho vazio", da qual muitos nos falam; pois nosso amor nos une e nos nutre.

Sou grato ao Senhor por esta aliança de amor, nascida de Seu propósito e que perdura por tanto tempo. Sei que no decorrer desse tempo, tentações e provações vieram; todavia, uma aliança de amor construída sob o temor de Deus e os auspícios de Sua graça, se sobrepõe ao tempo. Aleluia! Pode até ser que o nosso casamento seja menor, em brilho, do que muitos outros; todavia... Ao longo desse tempo, temos visto casamentos com maiores possibilidades que o nosso, ruírem sob o peso de conflitos e de crises; pois, somente uma perfeita fé em Jesus e um profundo amor conjugal o pode sustentar.

Este texto bíblico sempre me causou profunda impressão: "Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará. Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. E assim com confiança ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador, e não temerei O que me possa fazer o homem." (Hebreus 13:4-6). Nele, podemos perceber que a advertência divina - quanto ao caráter sagrado do santo matrimônio; inclui severa punição aos transgressores.

A fidelidade a Deus é a base da fidelidade conjugal:
https://youtu.be/etcmGmjC2XQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 10 de julho de 2018

Orar, meu dever


Sei que não sou um homem de oração; então, prefiro dizer que sou um homem que ora. Mas sempre peço ao Senhor que abençoe minha esposa, nossos filhos, seus cônjuges, e nossos netos; embora eu saiba que minhas orações não os eximam de cumprir seus compromissos ou de sofrer as consequências de seus atos, no processo de ser e existir. Todavia, eu sei que o agir de Deus em suas vidas, pode lhes trazer paz, saúde, e prosperidade... E assim, tenho certeza de que é o meu dever orar sempre por eles; pois, embora eu saiba que Deus jamais fará o que sua vontade não queira; todavia... Sei que Ele é misericordioso.

Estou convencido que, no tocante às minhas orações, a vontade de Deus atende os seus acertos e descarta os seus agravos. E esta é a razão pela qual, minhas orações nem sempre são atendidas. Sei que não sou profeta; mas isto não me impede de profetizar a existência de um lugar onde o sol nunca se põe, onde a paz não se ausenta e a vida jamais se finda. Sei que não sou um vendedor de sonhos; mas isto não me impede de dizer que conheço o caminho para este lugar, onde existe a fonte da eterna juventude. Enfim... Se eu tiver que resumir toda essa glória em uma só palavra; com plena certeza, eu vou dizer: Jesus!

Este texto confirma o que digo: "Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho. Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14:1-6). Glória a Deus!

Quão bela e profunda é esta canção. Faz tanto bem a ouvir:
https://youtu.be/VIrOTbyYoAE

Cordialmente;
Bispo Calegari