sexta-feira, 18 de maio de 2018

Vocação e relevância

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, texto

É raro eu acordar mal disposto; tão raro, que não consigo lembrar a última vez em que tal coisa aconteceu (se é que aconteceu). Na verdade, nós fomos criados com propósito de servir; e isto deve se sobrepor aos nossos humores (alegria ou tristeza, calma ou irritação); pois a vida deve focar sua vocação e relevância. As vezes fico a pensar em minha jubilação (imposta por leis humanas); porém, jamais permitirei que ela se sobreponha ao caráter e grandeza da missão que recebi do Senhor; pois o fim de meus atos administrativos, não encerra meus atos pastorais nem a minha natureza de servo.

Em nossas andanças (pelo reino de Deus e pelo reino dos homens); é tão comum vermos vidas, outrora felizes, se tornarem amargas e queixosas (não me perguntem as razões). Sei que cada um deve ter suas próprias razões... Porém, um cristão de verdade não deve aceitar que as circunstâncias da vida (certas ou erradas) interfiram em sua missão de amar e servir com alegria - à Deus e aos homens. Na verdade, os caminhos que trilhamos, ao longo de uma vida, nem sempre nos favorecem (as vezes, até atrapalham). Enfim... As aflições do presente não devem afetar nossa bem-aventurança futura.

Este testemunho de Paulo é serve de excelente base para reflexão: "Eis aqui estou pronto para pela terceira vez ir ter convosco, e não vos serei pesado, pois que não busco o que é vosso, mas sim a vós: porque não devem os filhos entesourar para os pais, mas os pais para os filhos. Eu de muito boa vontade gastarei, e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado. Mas seja assim; eu não vos fui pesado mas, sendo astuto, vos tomei com dolo." (2 Coríntios 12:14-16). Assim como Paulo, podemos encontrar na Bíblia nossa real finalidade.

Ouvir esta canção é um grande deleite, para a alma e o espírito:
https://youtu.be/5BCuZ1tFcmA

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário