terça-feira, 15 de maio de 2018

Vida relevante

A imagem pode conter: planta, atividades ao ar livre e texto

Tivemos um fim-de-semana bem intenso... Sábado - cinco horas de ministração sobre doutrinas wesleyanas, no CEFORTE de Aveiro; domingo - duas ministrações (manhã em noite) sobre a urgente necessidade de sermos "cheios do Espírito", na Igreja Restaurada de Cristo em Viseu... Ufa! Isto, sem contar a viagem para Viseu (ida e volta). Então... Eu pergunto: Como fazer um tal esforço, sem manter o nível mínimo de oração? Pois é! A oração é bom condutor da graça que deve fluir - em e através de nós. Obrigado, Pr Rogério e família; pelo bem à nós proporcionado!

Tenho satisfação em poder servir ao meu Deus e ao meu próximo; embora, reconheço, eu não seja o Seu melhor vaso (ou sequer esteja entre os melhores). Todavia... Faz bem ao meu espírito saber que o fim alcançado justifica a existência prevista. Sei que o Senhor é minha razão de ser. Mas, não devo jamais esquecer que Ele deve ser também minha razão de viver! Ou seja: Ainda que eu me ocupe com tanta coisa - e me sinta e ressinta com os efeitos por elas causados; devo nutrir sempre em meu espírito a certeza de ter vida relevante - aos olhos de Deus e dos homens.

Não há um obreiro que, de quando em vez, não se volte para este texto: "Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido." (1 Coríntios 13:9-12). Seu foco é perfeição cristã e vida futura.

Jesus deve ser causa e razão do meu cantar e viver.
https://youtu.be/pc78XGKYcsI

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário