domingo, 6 de maio de 2018

A dor do pecado

A imagem pode conter: texto

Hoje ao orar, minha mente se voltou para o salmo 51; salmo que foi gerado em meio à dor do pecado do salmista. Nele, podemos ver a dor de Davi ao confessar seu pecado. Ou seja: Ele busca na instância própria, perdão e clemência; pedindo coração puro e espírito reto; e que a alegria da salvação lhe fosse restituída. A verdade sobre a dor do pecado que quase o destruiu poderá ser claramente vista. Como é salutar perceber a atitude sensata de Davi - ao recorrer à única Fonte capaz de lavar o pecado humano.

Em oração, logo pensei na dor produzida pelo pecado (uma Dor moral, que pode se tornar psico-somática); um sofrimento que se propaga, em ondas de dor indeterminada, por todo o corpo sem que possa ser erradicada por tratamento convencional. Eu já vi as mais diversas tentativas de auto-libertação desta grande dor. Em casos extremos, existe possibilidade da dor do pecado levar ao suicídio (aconteceu com Judas). Porém, longe de eliminar a dor do pecado, o suicídio pode transporta-la para a eternidade.

A Bíblia diz que Jesus "tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos." (Isaías 53:4-6). Glória ao Senhor!

Jesus é o único que pode perdoar pecados, pois veio buscar e salvar o perdido:
https://youtu.be/8-oBoaH5SEs

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário