terça-feira, 23 de abril de 2019

Nosso estojo de barro


Dias atrás, fui surpreendido com a notícia da morte de Edna Araújo... Eu vi seu batismo; quando, aos 15 anos de idade, iniciou em Cristo a sua nova vida. Poucos dias antes, Célia e eu ouvimos o seu testemunho e nos abraçamos, no culto em Ouro Preto d'Oeste. E hoje, livre de seu envólucro de barro, ela já está no céu que tanto amou. A vida é assim; existência em dois atos: Ato presente e ato futuro. Então, precisamos viver e terminar o nosso primeiro ato em Jesus; para ao fim, podermos chegar ao segundo ato, eternamente com Jesus. E o corpo? Ele é apenas habitação temporária, cujo fim é retornar ao lugar de onde veio: O pó.

A vida, envolta em estojo de barro (chamado corpo), intercala momentos de dor e prazer; até que se esgote o seu tempo e seu corpo volte ao pó de onde veio (salvo o ser espiritual nele existente). Embora nossa vida terrena seja breve; existe em cada um de nós relutância em morrer (a não ser para quem desiste da própria vida, pelo suicídio, tentando fugir loucamente da existência). Sim, somos fadados à morrer fisicamente. Entretanto, por sermos de vocação eterna, a morte é nossa inimiga! Pois a Bíblia diz ser ela o último inimigo a ser vencido (1 Coríntios 15:26). Enfim, o melhor não é a vida que vivemos; mas... A vida que esperamos.

A primeira aos coríntios, em seu capítulo 15, mostra em detalhes o processo que permeia vida presente e vida futura: "Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo. Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda. Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a Deus, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império, e toda a potestade e força. Porque convém que reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés. Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte" (1 Coríntios 15:22-26). Maranata! Vem Senhor Jesus!

O amanhã se torna em "hoje" temporal; até que,um dia, se torne "Hoje" infindo:
https://youtu.be/Pjcrp4g0GvU

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário