segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Um dia propício


Em minha trajetória cristã, sempre vi o dia de domingo como um dia de desafio maior... Não por ser um dia melhor ou pior do que os outros; mas, por ser um dia que para a maioria das pessoas, representa um dia dedicado ao descanso. Ou seja: Sob o ponto de vista laboral, é um dia vago. Alguns, dele se aproveitam para estar mais tempo com a família; outros, para por alguns assuntos pessoais em dia; outros, para "papear" com os amigos; e até, os que fazem péssimo uso desse dia, utilizando-o para fins nocivos e pecaminosos. Neste domingo já orei, pedindo sabedoria a Deus, para usa-lo bem.

Penso ser o domingo, um dia propício para conjugar a necessidade de descanso com deveres domésticos e devocionais (por doméstico, quero dizer passar tempo com a família; por devocionais, quero dizer passar tempo com Deus). Infelizmente, há os que não fazem nem uma coisa, nem outra. Enfim... Não vejo, em nossa vida física e terrena, relacionamentos mais importantes do que aquele que devemos cultivar com Deus e aquele que devemos cultivar com os nossos queridos. Até porque, destes dois relacionamentos, dependem todos os demais que esta vida nos impõe. Sim! Precisamos orar.

A oração do "Pai nosso" (ensinada por Jesus) é o modelo ideal de oração, para início o de um novo dia. "Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém." (Mateus 6:9-13). Nesta oração, Jesus destaca a importância de buscarmos a Deus e dele dependermos.

Um domingo de entrega, para uma semana de bênção:
https://youtu.be/_kKsKWZww4k

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário