sexta-feira, 7 de setembro de 2018

O momento devocional


Existem ações que, no meu entender, devem se sobrepor às demais. E uma delas é a atividade devocional. Hoje mesmo ainda em oração, me dei conta que minha idade avançada não me torna capaz de dizer como Calebe: "ainda hoje estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força então, tal é agora a minha força, tanto para a guerra como para sair e entrar. Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou aquele dia" (Josué 14:11-12). Mas, pela graça de Deus, posso dizer como Samuel: "Ebenézer; e disse: Até aqui nos ajudou o Senhor." (1 Samuel 7:12 ). Glória a Deus!

Na verdade, o momento devocional descortina aos nossos olhos verdades reveladas na Bíblia; mas, nem sempre percebidas - mesmo pelos leitores mais atentos. Entretanto (segundo creio) eu posso dizer que, mediante as orações diárias, janelas do céu se abrem e revelações se sucedem. Isto não significa que a oração nos torna mais sábios que os outros; todavia, ela nos prepara para lidar com o imprevisível e com o improvável. Digo também que é orando que aprendemos a lidar - menos com o instinto e mais com o discernimento. Porém, antes de abrir as janelas; Deus avalia o teor da oração secreta.

Medite nesta oração de Salomão: "E esta palavra pareceu boa aos olhos do Senhor, de que Salomão pedisse isso. E disse-lhe Deus: Porquanto pediste isso, e não pediste para ti muitos dias, nem pediste para ti riquezas, nem pediste a vida de teus inimigos; mas pediste para ti entendimento, para discernires o que é justo; Eis que fiz segundo as tuas palavras; eis que te dei um coração tão sábio e entendido, que antes de ti igual não houve, e depois de ti igual não se levantará. E também até o que não pediste te dei, assim riquezas como glória" (1 Reis 3:10-13). E perceba que a oração é por Deus avaliada.

Leva-me além, para que eu possa ver e entender:
https://youtu.be/JbMlKbFQ2W0

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário