segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Não consigo entender

A imagem pode conter: pássaro e texto

Em fevereiro de 2012, após oração, desejei fazer esta postagem:

"Ainda a pouco, me ergui do lugar da oração. Atualmente, estou orando em um novo lugar - bem mais aconchegante. Desta vez, não cantei enquanto orava (na verdade, nem me dei conta disso enquanto estava orando). Comecei louvando e expondo a Deus, minhas dificuldades em lidar com preciosidades. Então, citei três coisas que - por mais que eu tente - ainda não consigo entender.

Não consigo entender o amor de Deus - tão vasto, que o mundo inteiro não conseguiria conte-lo... Como posso eu, entender sua imensidade? Não consigo entender a vida, esta dádiva de Deus - posto que é tão envolta de mistérios; tão cheio de cor! Então... Como entender sua nuance? E, sou salvo pela graça a graça de Deus - tão maravilhosa em sua manifestação... Tão envolvente!

Logo após confessar aquilo que não consigo entender; comecei a interceder - como sempre faço em meus momentos de oração. E orei... Até sentir que o meu tempo de oração havia terminado. Enfim, me levantei do lugar da oração sem ter melhorado o meu conhecimento sobre a vida, o amor e a graça. Mas... Levantei-me muito mais preparado para lidar com esta grandiosa riqueza."

E, em pleno ano 2018, continuo a pensar e viver do mesmo modo.

Sou salvo pela graça! Este texto tem sido alimento e conforto minha vida:

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más."
(João 3:16-19)

Pela graça de Deus me vejo incluído no amor de Deus, que ele transpira.

Por amor e graça fomos salvos, perdoados, e feitos pescadores:
https://youtu.be/mSWf1sQl-RE

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário