terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Genuína conversão

A imagem pode conter: texto

Apesar da rudeza do inverno, Portugal é também terra de um sol brilhante (como posso ver nesta manhã através de minha janela). Portugal! País de belas praias, de muitas fontes... E de uma bela história. Portugal! Terra dos bravos heróis do mar... Maria Célia e eu, amamos Portugal e seu nobre povo. Porém, esta bela terra - além de sua beleza - tem também suas dores (não pensem que estou a pensar em violência ou doença). É que esta nação tem um povo a ser levado aos pés de Jesus - assim como o Brasil. E isto, um verdadeiro missionário de Cristo jamais deve esquecer!

Neste domingo; muitas igrejas estarão abertas, a pregar o Verbo vivo. Glória a Deus! Porém... Assim como vem acontecendo no Brasil - percebo deslocação de crentes, entre uma igreja e outra; a procura de ofertas de ocasião (como se houvesse um "Cristo" mais eficiente, nesta ou naquela igreja). Não digo que, as vezes, uma mudança não seja necessária. Mas a ideia que tenho é que falta genuína conversão na grande maioria, dentre os que vão - de igreja em igreja (talvez atraídos por tais "ofertas de ocasião"). Então... Me recordo que o Senhor falou sobre isto, em Daniel 12.4.

Esta palavra, de Deus a Daniel, explica com muita clareza esta confusão: "E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente. E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará." (Daniel 12:2-4). E, ao mesmo tempo, nos alerta quanto ao nosso dever de pregar e ensinar.

Esta canção do Grupo Logos diz tudo em poucas estrofes:
https://youtu.be/PFe1FBfAhS4

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário