terça-feira, 7 de novembro de 2017

Discipulado de liderança


Ontem tivemos mais uma reunião de discipulado de liderança... O nível de unção crescente! Percebo que os líderes da frente missionária estão em fase de estruturação e de crescimento; isto é muito bom - Bom para cada um deles, bom para o pequeno rebanho, bom para a cidade de Ílhavo, enfim... bom em todos os sentidos. Afinal, pequenos grupos bem estruturados e orientados, podem vir a se tornar em grandes e saudáveis comunidades cristãs. Nossa prioridade não é o crescimento; mas sim, o amadurecimento (o crescimento não deve ser causa; mas sim, efeito). Enfim... Pelos resultados já visto; acredito que estamos no rumo certo. Glória a Deus!

Ao longo de meus anos de vida cristã e de ministério pastoral; tenho percebido que precisamos crescer por dentro, para então crescer por fora. Este processo igual ao desenvolvimento de um pinto dentro de um ovo: na medida que ele cresce por dentro, sua casca não poderá mais conte-lo. Do mesmo modo, na medida em que o nosso "homem interior" se expande, o nosso ser visível diminui em importância. Preocupante é o processo inverso - quando crescemos mais por fora que por dentro; pois nosso ser espiritual vai se apequenando, na proporção inversa ao gigantismo do ser estético. Daí, a necessidade de crescermos espiritualmente.

Isto é para entendermos: "Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido." (1 Coríntios 2:12-15). E então praticarmos.

Que bênção é poder ouvir e entender o sentido desta canção:
https://youtu.be/8LMg9i8fCD4

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário