terça-feira, 14 de novembro de 2017

Que pena eu sinto


Que alegria me faz sentir... Saber, que tenho sobre minha vida o cuidado do Deus eterno que pode fazer tudo que lhe apraz; mas, que nem sempre faz tudo (ele sempre deixa algo para nós fazermos). Glória a Deus! Que alegria me faz sentir... Saber, que vivo nos limites da graça do Deus a quem sirvo; onde tenho paz e segurança, sem ter razão para espanto. Aleluia! Que alegria me faz sentir... Saber, que sigo no Caminho que tem por nome Jesus; Caminho vivo, sempre em movimento, no qual - enquanto eu permaneço - não sofro o menor risco de me perder. Louvado seja Deus!

Que pena eu sinto... Ao perceber que muitos seguem em direção oposta ao caminho da graça; perdendo o melhor de Deus, pelo simples fato de fazerem escolhas erradas. Misericórdia! Que pena eu sinto... Ao contemplar o estado daqueles que se recusam a andar no Caminho da Vida (seja por ignorância ou incredulidade); e que abrem mão do amor de Deus em sua vida, preferindo colher os frutos amargos de uma jornada sem Deus. Lamentável! Que pena eu sinto... Ao ver famílias inteiras vitimadas por decisões impróprias, contrárias à vontade de Deus para suas vidas. Senhor Jesus!

Jesus veio nos salvar; e, na cruz de dor e sangue, ele assumiu nosso lugar: "Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus." (João 1:9-13). Portanto, seguir a Jesus é seguir a verdadeira vida, sem risco de perdição.

Inspirado pela declaração desta canção, "Perto quero estar":
https://youtu.be/s6871xx3LBk

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário