domingo, 5 de novembro de 2017

Calor ao qual me refiro


Hoje precisei madrugar; pelas razões de sempre... Hoje é domingo; dia em que o pequeno rebanho, que o Senhor confiou aos meus cuidados, precisa de um culto aquecido por Sua presença e uma palavra revestida com Sua unção. Nós, servos do Senhor, precisamos ter registrado em nosso espírito que temos a bendita graça que nos da segurança, o Santo Espírito que nos dá direção, e a Sagrada Escritura que nos dá sustentação. Sabemos que o mundo a nossa volta está gelado e sem rumo. E esta é mais uma razão, a exigir que o culto que prestamos ao Senhor seja aquecido e bem orientado. Porem, o calor ao qual me refiro, não pode ser baseado em cânticos de motivação ou declarações de auto-ajuda. Valha-nos Deus!

É comum vermos cultos estridentes (como se barulho pudesse suprir o vazio causado pela ausência do Espírito); e por orientações várias - a que façamos "deste ou daquele jeito"; para trazermos ou sentirmos a presença de Deus (algumas orientações são bem estranhas e inconvenientes). Desde meus dias de jovem pastor; aprendi e ensinei que o barulho não traz a presença de Deus (ainda que a presença de Deus possa provocar algum barulho). Portanto, entendo ser lamentável o esforço de alguns, na vã tentativa de "criar um clima" de presença de Deus. Infelizmente, o máximo que tal esforço pode causar é dor de cabeça e desconforto aos ouvidos. Alguns louvoristas e pregadores precisam repensar a sua fonte de inspiração.

Meditemos nesta palavra: "E disse-me: Que vês? E eu disse: Olho, e eis que vejo um castiçal todo de ouro, e um vaso de azeite no seu topo, com as suas sete lâmpadas; e sete canudos, um para cada uma das lâmpadas que estão no seu topo. E, por cima dele, duas oliveiras, uma à direita do vaso de azeite, e outra à sua esquerda. E respondi, dizendo ao anjo que falava comigo: Senhor meu, que é isto? Então respondeu o anjo que falava comigo, dizendo-me: Não sabes tu o que é isto? E eu disse: Não, senhor meu. E respondeu-me, dizendo: Esta é a palavra do Senhor a Zorobabel, dizendo: Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos." (Zacarias 4:2-6). Tudo pelo Espírito!

Esta canção consegue resumir o que procurei explicar:
sentido https://youtu.be/QGBoyJD9CkI

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário