quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Galardão da perseverança

A imagem pode conter: texto

Na justa medida em que o tempo passa, cresce em mim aquele sentimento - de que dificuldades maiores sempre esperam quem passou por dificuldades menores; pois nossa existência é um tipo de laboratório de provas, onde a resolução de um problema nos leva a um nível mais elevado de experimento. Portanto, quem já passou por provações diversas, esta bem mais preparado para lidar com as dores e provas que um novo dia impõe. Porém, pelo fato de muitos cristãos não entenderem este processo bíblico, de aprimoramento da vida cristã, acabam por desistir; sem se darem conta de quão perto chegaram, do galardão da perseverança.

Ao pensar no valor da provação no aprimoramento do crente; não pude deixar de também pensar, em homens de Deus do passado: José teve sua prisão; Davi, o seu gigante; Sadraque, Mesaque e Abednego, a sua fornalha; Daniel, a sua cova... Momentos assim podem definir o futuro de um servo de Deus. Ou seja: Passar pela prova é inevitável; enfrentar e vencer é opcional. Sim! Ou vamos em frente; ou paramos no caminho. Ou aceitamos o processo; ou então... Nos deixamos dominar por melancolia, ressentimento, e mania de perseguição. É comum, vermos crentes amargurados, revoltados, sempre a procura de culpados para sua dor e sofrimento.

Salmo inspirador este: "O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias." (Salmos 23:1-6). Aleluia!!!

Salmo 23... Que maravilha! Vale a pena ouvir esta canção:
https://youtu.be/V5ixXXGYdPE

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário