quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Faz de novo Senhor

A imagem pode conter: texto

Aqui estamos, como a 39 anos atrás, prostrados aos pés do Senhor. Já não temos o mesmo vigor daqueles dias... Mas, temos o mesmo amor e fé. Portanto, continuamos com aquilo que é indispensável! Glória a Deus! Sei como chegamos a Campos, 48 anos atrás... Sei como chegamos a Valadares, 44 anos atrás... Sei como chegamos a Portugal, 39 anos atrás... Sei como chegamos a Cabo Frio, 29 anos atrás... Sei como chegamos a Rondônia, 19 anos atrás... Sei como chegamos a Belo Horizonte, 9 anos atrás... Portanto, não ignoro meus limites; nem o que podes fazer, se quiseres. Faz de novo Senhor!

Faz de novo Senhor! Porque sei que nada posso fazer, sem que tu faças em mim e através de mim. Faz de novo Senhor! Porque sei que minha presença é frágil, mas tua presença é forte. Faz de novo Senhor! Porque o querer do homem não é garantia do agir de Deus. Faz de novo Senhor! Porque sem teu agir tudo é vago... Sonho sem conteúdo. Faz de novo Senhor! Porque sem ti, nosso fazer é incapaz de realizar e concluir. Faz de novo Senhor! Porque nada tenho além de ti. Faz de novo Senhor! Porque sem ti, eu nada sou. Sim! Porque além do teu agir só existe o nada... E mais nada. Louvado seja nosso Deus!

Esta oração de Habacuque sempre traz inspiração: "Oração do profeta Habacuque sobre Sigionote. Ouvi, Senhor, a tua palavra, e temi; aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida; na tua ira lembra-te da misericórdia. Deus veio de Temã, e do monte de Parã o Santo (Selá). A sua glória cobriu os céus, e a terra encheu-se do seu louvor. E o resplendor se fez como a luz, raios brilhantes saíam da sua mão, e ali estava o esconderijo da sua força. Adiante dele ia a peste, e brasas ardentes saíam dos seus passos." (Habacuque 3:1-5). Faz de novo Senhor, aviva a tua obra!!!

Faz de novo Senhor! Porque tu és o nosso castelo forte! Faz de novo Senhor! 
https://www.facebook.com/QuartetoCasteloForte/videos/1191536834279138/

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário