terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Sou um milagre

A imagem pode conter: texto

Existem dias, em que orar exige um esforço maior... Como se fosse algo pesado. Em dias assim, precisamos reagir e por os "joelhos em terra" (posição clássica de oração). Nesta manhã fria, iniciei orando por minha "herança" (minha esposa e meus filhos) e seus dividendos (meu genro e noras, minhas netas e netos). Enquanto eu orava, Deus me fez saber o que sou... Se sou salvo é por sua graça (Efésios 2.8); se sou limpo é por sua palavra (João 15.3) e por seu sangue (1 João 1.7); se eu vivo ou morro é para o Senhor (Romanos 14.8). Enfim... Sou um milagre resultante da eterna redenção consumada por Jesus!

Enquanto eu orava percebi um marco divisório entre o passado e o futuro: A sombra de uma cruz projetada no horizonte... Sim!  Nela, meu passado morreu, quando Jesus deu a vida por mim. Sou filho da graça, sou filho de Deus! Que mais posso querer? Que mais posso temer? Se a morte morreu e a vida viveu! Que bênção é poder sentir o pulsar da Vida em meu espírito! Glória a Deus! É por esta, e por muitas outras razões, que eu afirmo: Precisamos orar, mesmo quando não sentimos vontade; ou, quando pressionados pelas mais diversas ocupações. Enfim... Para qualquer mal, orar é sempre melhor remédio.

A cruz foi erguida no Calvário, projetando uma sombra horizonte: "Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades." (Efésios 2:13-16). Enfim... Símbolo da eterna salvação, pois nela Jesus morreu por nós!

Belíssima canção, do Prisma, que tanto nos edifica:
https://youtu.be/rQ2JZByyBPU

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Vida com Jesus

A imagem pode conter: texto

Tenho pensado, que não temos como cortar caminho frente às provações da vida; pois elas estão em toda parte. Jesus disse que teremos aflições (João 16.33); pois, o mal do mundo e os problemas da vida são incontornáveis. Eles são resultantes da queda do homem, que o levou à perda de seus valores morais e espirituais. Mas Deus enviou Seu filho ao mundo, para salvar a humanidade - do engano, da condenação eterna, dos demônios; enfim... E de si mesma. Então; só não se salva quem não quer! Pois basta nos rendermos a Jesus que seremos salvos, e tudo se tornará novo!

Tenho consciência da existência do mal no mundo, sob as mais diversas formas (guerras, doenças, traições, injustiças e muitos outros). Porém, se existe mal no mundo, existe Deus no céu; se existe maldição na terra, existe bênção no céu; se existe guerra no homem, existe paz no Senhor. Entretanto, todos nós somos tendentes a fazer escolhas ruins e destinados a colher os frutos dessas escolhas. Portanto, devemos nos entregar aos cuidados de Deus, nos rendendo ao Salvador Jesus, buscando sempre a direção do céu, para que o bem governe a nossa vida na terra.

O ensino deste salmo sempre me conforta: "Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado. Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia. Descansa no Senhor, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos." (Salmos 37:3-7). Nele, percebo que entrega e confiança são as palavras-chave.

Esta canção entoada por Ozeias de Paula é inspiradora:
https://youtu.be/Pjcrp4g0GvU

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 10 de dezembro de 2017

Apascentar é preciso

A imagem pode conter: texto

Ao orar nesta manhã, agradeci ao Senhor por ter diante de mim o pequeno rebanho que ele me confiou (ontem, uma parte dele esteve na casa da irmã Lurdes para jantar de confraternização). Recomendo aos pastores, que deem toda atenção aos crentes novos do seu rebanho; pois teremos que dar conta das ovelhas à nós confiadas). Há dois momentos, no ministério terreno de Jesus, que devem nos preocupar: O 1º: é quando ele fala sobre ovelha perdida (Mateus 18.12-13). O 2º: é quando, em conversa com Pedro, liga o amor que lhe devemos ao pastoreio das ovelhas (João 21.15-17). Portanto... Apascentar é preciso!

Tenho sentido necessidade de orar por meu trabalho; pois nós, pastores encarregados de cuidar do rebanho do Senhor, temos obrigação de renovar o nosso amor e cuidado, para com quem  vive sob o nosso pastorado. Logo, mesmo ignorando os termos de nossa responsabilidade para com as ovelhas que nos foram confiadas; isto não nos isenta da responsabilidade de ter que dar conta de cada uma delas. Ao longo de meu ministério, vejo pastores e obreiros que não sabem nem cuidar de seus filhos - quanto mais de suas ovelhas; que vivem sempre à mercê de aves de rapina e dos ladrões e salteadores. É para pensar!

Estas palavras ditas por Jesus são dirigidas aos pastores: "Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas." (João 10:9-13). Ela nos adverte, quanto ao dever de cuidar.

Esta canção de Fernanda Brum, aponta para o pastor ideal:
https://youtu.be/EN99DXAK-d8

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 9 de dezembro de 2017

Rota invisível aos olhos

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Hoje pensei em meus dias no Colégio de Cadetes do Exército de Salvação. Grandes provas enfrentei ali; que eu jamais teria suportado se não gastasse uma parte do meu dia na presença do Senhor (meia-hora após a devocional da manhã, meia-hora após o almoço, e meia-hora após as dez da noite). Não tenho dúvida em dizer: Foi assim que venci e subjuguei minha alma rebelde. Conheço muitos, que terminaram em fracasso por não levarem a sério sua fraqueza. Vejo com tristeza que, infelizmente, quando os fracassos se sucedem as pessoas começam a se habituar a eles.

Na verdade, estou convencido que nesta vida, jamais teremos da parte de Deus um mapa detalhado. Abraão não teve um tal mapa; fato que o levou a aventar: "um nascido na minha casa será o meu herdeiro." (Gên. 15.3); E Paulo não teve tal mapa; e isto o levou a dizer: "pelo espírito, vou para Jerusalém, não sabendo o que lá me há de acontecer, Senão o que o Espírito Santo de cidade em cidade me revela, dizendo que me esperam prisões e tribulações." (Atos 20:22,23). Enfim... Andar com Deus é caminhar sobre o vasio, seguindo uma rota invisível aos olhos.

Mesmo em seu direito, Abraão concedeu à Ló a opção de escolha: "E houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e os pastores do gado de Ló; e os cananeus e os perizeus habitavam então na terra. E disse Abrão a Ló: Ora, não haja contenda entre mim e ti, e entre os meus pastores e os teus pastores, porque somos irmãos. Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; e se escolheres a esquerda, irei para a direita; e se a direita escolheres, eu irei para a esquerda." (Gênesis 13:7-9). Ele agiu assim, porque sabia que a sua rota estava definida pelo Senhor.

Gosto de ouvir esta canção; ela diz como o crente deve andar:
https://youtu.be/QKvfqPHw7lg

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Salto acima dos obstáculos

A imagem pode conter: texto

Ao pensar na oração e no salto com vara, consigo perceber um denominador comum entre ambas as coisas. Se no salto com vara, o atleta consegue transpor obstáculos que jamais poderia atingir apenas com seu condicionamento físico; também, sem a oração como ponto de apoio e de alavancagem, o crente - por melhor que seja seu condicionamento espiritual; jamais poderá superar os obstáculos que obstam sua caminhada em direção ao céu. Talvez, a falta de uma vida de oração seja a causa dos desacertos e contrassensos na vida de muitos crentes sinceros.

Ao refletir sobre este assunto, não pude deixar de pensar nesta declaração do salmista Davi: "Porque contigo entrei pelo meio duma tropa, com o meu Deus saltei uma muralha." (Salmos 18:29). Este homem de Deus viveu bons e maus momentos na vida. Estou convencido de que, os maus momentos que ele não conseguiu vencer, foi por falta de oração. Ao pensar nos maus momentos que passei na vida; estou convencido que a oração esteve na base da vitória alcançada. A oração é como vara de apoio, para darmos aquele salto acima dos obstáculos da vida.

Que bênção, este testemunho de Davi: "Porque tu, Senhor, és a minha lâmpada; e o Senhor ilumina as minhas trevas. Porque contigo passo pelo meio de um esquadrão; pelo meu Deus salto um muro. O caminho de Deus é perfeito, e a palavra do Senhor refinada; e é o escudo de todos os que nele confiam. Por que, quem é Deus, senão o Senhor? E quem é rochedo, senão o nosso Deus? Deus é a minha fortaleza e a minha força, e ele perfeitamente desembaraça o meu caminho." (2 Samuel 22:29-33). Se orarmos, poderemos saltar obstáculos ao longo do caminho.

Canção de Alda Célia, sempre edificando quem a ouve:
https://youtu.be/aXNAAP-OwhQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Tendência de todos nós

A imagem pode conter: texto

Nesta manhã, estive refletindo sobre a tendência de todos nós - de nos inquietarmos com nossas necessidades, nos afligirmos com nossas dores, e de nos preocuparmos com nosso futuro; como se a paz que precisamos dependesse de circunstâncias da vida para por fim à nossa ansiedade. Sempre agradeço a Deus - por saber que tenho promessas suas. E procuro manter meus olhos sobre elas! Fiz questão de apontar algumas, dentre as muitas que o Senhor nos faz. Pense nas que estou indicando abaixo:

Sobre os meus temores: Sei que buscar a Deus me livra deles todos (Salmo 34.4). Sobre minhas dores: Sei que ele perdoa os meu pecados e sara as minhas enfermidades (Salmo 103.3). E quanto ao meu futuro: Sei que o dia de amanhã cuidará de si mesmo (Mateus 6.34). Portanto, não devo gastar o meu tempo em queixas e lamentos; mas confiar sempre em Jesus. Pois "Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre." (Salmos 125:1). Aleluia!

Este texto muito me tem ajudado: "Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos. Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus." (Filipenses 4:4-7). Glória a Deus! Bendita paz que vem de Jesus!

Esta canção tem ajudado a muitos crentes, ao longo dos anos:
https://youtu.be/b1UWOkNBp68

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

O Dia do Senhor está perto

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Hoje fui levantado para orar, com estas palavras: "Vocês vão viajar! Se preparem, se preparem... Com hurgênciaaa!" Como eu não tenho nenhuma viagem prevista, senti que tem tudo a ver com a vinda do Senhor - como se este tão esperado dia estivesse bem mais perto do que possamos imaginar. É sabido pelos cristão, que o Dia do Senhor é anunciado em toda a Bíblia - com mensagens reveladoras, cheias de detalhes, que parecem ter sido escritas em nosso tempo, de tão atuais que são. Devemos perseverar!

A Bíblia diz que "quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão." (1 Tessalonicenses 5:3). Enquanto eu orava, pedi ao Senhor que me ajude a manter o meu amor, esperança e fé em grau de pureza e santidade que seja suficiente para me sustentar - em dias tão confusos e maus. Sei que não devo me descuidar um só momento, sempre atento, perseverando em oração; pois o Dia do Senhor está perto!

Devemos vigiar: "Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão;" (1 Tessalonicenses 5:1-4). Precisamos estar firmes, em oração.

O dia está chegando... Esta canção me reporta aos anos oitenta:
dhttps://youtu.be/-_mI5hOCwq0

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Mundo beirando à catástrofe

A imagem pode conter: texto

Sem nenhuma ponta de pessimismo, penso que nosso o mundo está beirando à catástrofe... Sei que são muitos os que pensam diferente de mim e isto não me incomoda. A bem da verdade, gostaria muito que os tais estivessem certos e eu equivocado. O próprio Senhor Jesus nos faz advertência neste sentido - à que nos lembremos dos dias de Noé (Lucas 17.26-27) e dos dias de Ló (Lucas 17.28-29). Creio ser desnecessário dizer que os pecados desta geração são maiores que os pecados daquelas gerações condenadas. Se olharmos o nível de violência e depravação em que a mundo vive; veremos graves ofensas contra Deus e Sua Palavra.

Tenho por costume respeitar aqueles que pensam diferente (em especial, os evangélicos). Entretanto, seguindo uma linha bem diferente daqueles que prometem um "paraíso de prosperidade e felicidade" para nosso tempo; os quais chegam a dizer que os que pensam de outro modo é porque não têm fé (e são muitos pastores que apregoam isto); eu prefiro manter a minha certeza - em linha com as Sagradas Escrituras - de que este mundo está no maligno, que a terra e as obras que nela há, estão reservadas para o fogo... Sim! Eu acredito que o nosso tesouro é outro - em um lugar onde não haverá dor e morte, onde os fieis viverão sempre com o Senhor.

É para pensar: "O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?" (2 Pedro 3:9-12). Pois... Vai acontecer.

Esta canção aponta aquele que dever ser o foco de nossa atenção:
https://youtu.be/SRjWqPdH6UY

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Meu primeiro amor

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Nesta manhã, minhas primeiras palavras ao Senhor foram em favor do pequeno rebanho que Ele me confiou... Percebo que ele está se tornando maior; portanto, preciso me desdobrar em oração e cuidados pastorais em seu favor. Glória a Deus! Como sempre faço, orei por minha pequena casa; pois ela deve estar sempre presente em minhas orações. E agradeci a Deus por Jesus - o Caminho no qual eu vou seguindo, em direção à Vida eterna. Pois o "novo e vivo caminho" (Hebreus 10.20) em que eu ando é o único caminho que termina exatamente onde começa a rua de ouro: No portal dourado da cidade santa.

Enquanto eu orava, Deus me fez saber que a herança eterna compensa tudo que os homens nos negam aqui na terra; e que mais vale sermos herdeiros do reino celestial (o único que não se transformará em pó); do que sermos agraciados com favores e honras terrenas. Então, fiquei a pensar: São muitos os que se contentam com honra e poder dos homens; e muitos mais que se magoam e revoltam por não obterem estes mesmos valores. Meus Deus! Bom seria se os crentes procurassem manter em sua lembrança, a razão que os levou a Jesus. E buscassem manter aceso o seu primeiro amor. Isto sim é que vale a pena!

Este texto diz muito mais do que aquilo que se apresenta aos olhos: "Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado." (1 Coríntios 9:24-27). Devemos manter viva a esperança!

Esta canção é sugestiva... Vale a pena ouvir e pensar no céu:
https://youtu.be/wWSqyxyCGX8

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 3 de dezembro de 2017

Instrumento de libertação

A imagem pode conter: texto

Tenho pensado na facilidade com que muitos (mesmo crentes dedicados) vivem a especular sobre a vida alheia. Os que procedem deste modo, falam e opinam, como se soubessem tudo a vida de alguém. E, com este tipo de atitude, calúnias e injúrias são propagadas, sem dó nem piedade, podendo por em risco a vida de muitos - destruindo reputações e até casamentos. Na verdade, a grande maioria dos que assim procedem se arvoram em "defensores da verdade". Eu pergunto: Que verdade? talvez o adjetivo mais apropriado para este tipo de conduta seja: "bisbilhoteiros".

Estou convicto que a verdade não pode servir como desculpa, para vingança pessoal; ou como libelo de acusação, para ferir aqueles de quem não gostamos. Penso que a verdade é, antes de qualquer coisa, instrumento de libertação e formação de um caráter probo. Tenho notado que certas verdades, nos lábios de alguém mexeriqueiro e fofoqueiro, pode fazer tanto mal quanto a própria mentira. Portanto, não me causa surpresa as sentenças encontradas na Bíblia, contra a testemunha falsa, do difamador e semeador de contendas. Que o Senhor nos guarde deste tão grande mal.

Na Bíblia, podemos encontrar inúmeras advertências contra aqueles que conspurcam a reputação alheia, em conformidade com este texto: "Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos." (Provérbios 6:16-19). Enfim... Todos nós precisamos nos guardar de falar mal de outrem, mesmo sendo verdade.

Esta canção nos ajuda a entender este mal. Vale a pena ouvir:
https://youtu.be/HS6T2u3oyJs

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 2 de dezembro de 2017

A mais sábia atitude

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Hoje, manhã fria de final de outono aqui em Portugal; eu, como de costume, me curvei aos pés do Senhor para orar. E a minha primeira palavra de oração, foi a de reconhecer quão imperfeitos, pequenos e incapazes nos tornamos - quando nos distanciamos de Deus. Tenho visto boa gente perder sua razão e lucidez, por se manterem longe do Senhor. Então, Deus me fez saber que as influências negativas não conseguem prevalecer em nossos pensamentos, palavras e ações - quando buscamos sabedoria e graça aos seus pés; pois dele vem nosso socorro. Glória a Deus!

Meu pensamento se volta para o texto de Tiago 1:5: "se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada". Então, penso: Por que insistimos tanto em seguir conceitos e opiniões que nada têm à ver com a Palavra de Deus? Em minha jornada, tenho visto que são muitos os lares (e até igrejas) profundamente afetados por falta de oração. Eu creio que, antes de tomarmos qualquer decisão, devemos recorrer às únicas fontes confiáveis de sabedoria e conhecimento: O Espírito e a Palavra de Deus.

Posso testemunhar que este texto já me ajudou inúmeras vezes: "E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa. O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos." (Tiago 1:5-8). Nele, aprendi que buscar a Deus em oração é sempre a mais sábia das atitudes.

Esta canção inspira quem tem dado pouco tempo à oração:
https://youtu.be/hPCnIRBOwAI

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Guerra ideológica

A imagem pode conter: texto

Tenho pensado, no quão atentos precisamos estar, quanto aos perigos das novidades deste tempo. É cada novidade que nos aparece... É de assustar! Ainda que muitas delas sejam úteis ao viver diário; todavia, muitas outras são nocivas à todos nós. São novos equipamentos eletrônicos, que oferecem inúmeros recursos; joguinhos "inocentes" (alguns até ensinam a matar); e os novos conceitos ditos de vanguarda, capazes de enfraquecer valores cristãos e tradições milenares, que infligem danos à família. E em meio a estes males, os crentes devem perseverar em sua fé. 

Em nossos dias, diversos modos de crer e de viver, agridem de modo frontal os ensinos da Palavra de Deus... É assustador! São novos modos de pensar e de agir que procuram desconstruir valores e tradições que inspiraram e motivaram, por milênios, a humanidade. Existe uma guerra ideológica em curso, capaz de mergulhar a raça humana na anarquia e obscurantismo. E eu me pergunto: Conseguirá o ser humano resistir ao mar de lama que estes males criam? Ainda bem, que temos o Santo Espírito a se mover em meio a este caos - tal e qual no alvorecer da criação.

Creio que vivemos o limiar desses dias: "E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas. E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória. Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima." (Lucas 21:25-28). Amém, Senhor Jesus!

Esta canção é fator de inspiração e motivação para os crentes:
https://youtu.be/BEtWbOWCJNQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Sentimento de semeador

A imagem pode conter: texto

Madrugada fria aqui em Portugal (estamos já no final do outono europeu). E enquanto eu orava, pensei na reunião de pequeno grupo de ontem a noite... Que prazer nos traz, ver pessoas que até alguns dias atrás eram indiferentes à Palavra de Deus; mas que agora, com Bíblia aberta no colo e olhos fixos nas páginas sagradas, irradiam paz na alma e brilho nos olhos... Meu Deus! Que prazer sinto, ao ver o que o Espírito de Deus faz no coração humano! É algo que compensa todo o trabalho feito e qualquer dor sentida. Posso entender muito bem o dizer do salmo 126:6. Que bênção!

Estou certo de que cada lágrima derramada no lugar de oração, em favor dos perdidos, é como uma espécie de rega; capaz de fazer germinar no coração de alguém sem futuro, a semente da esperança de vida eterna. Enquanto eu procuro lidar com meu sentimento de semeador; minha mente se reporta ao início de meu ministério... Tantas lembranças! Tantas provações! Tantas alegrias! Na verdade, estou tendo o prazer que muitos tiveram, nos dias primitivos da Igreja - que é terminar a jornada do jeito que a iniciaram: Guardando a fé, a esperança, e o amor de Deus.

Texto para refletirmos: "Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras." (Mateus 16:24-27). E pormos em prática! Glória a Jesus!

Todos nós, em uma ou outra esfera, precisamos de um milagre:
https://youtu.be/PYdqk59chgQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Grande amor, amor de Deus

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Hoje me vi pensando no amor e na graça de Deus por mim (na verdade, sempre penso sobre isto). E pude vislumbrar em meu íntimo, o preço que Jesus pagou por mim - preço de sangue; em meio ao qual, subiu a via dolorosa, tendo que levar o peso da cruz, instrumento de sua tortura que iria expô-lo aos olhos da humanidade - ferido por todos os lados, sangrando por todos os lados... Jesus, meu salvador e libertador! Preciso compreender um pouco mais a dimensão deste martírio, pois me tornei um de seus frutos.

Jesus... Seu amor me contemplou, Sua graça me salvou, Seu sacrifício me restaurou, Seu perdão me absolveu, Sua paixão me cativou. Aleluia! Isto me torna seu servo para sempre; pois não há como ignorar tão grande prova de amor. E agora, lavado e redimido por Seu sangue, devo seguir em frente - sem olhar pra traz - com meus olhos postos em Jesus e meu coração ligado à missão que Ele me deu, ao me chamar para ser um daqueles que nomeou para servir. Sim! Sou um servo de Deus, para servir aos homens.

Grande amor: "Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nos devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor." (1 João 4:9-12). Amor de Deus.

Por favor; ouça e cante este hino. ele tem tudo a ver conosco:
https://youtu.be/zb7rNY5TjW4

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Orações cheias de fervor

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Ontem, três lares visitados. E nos três, orações cheias de fervor subiram ao céu; sendo que no último, foi um verdadeiro pentecostes que nos encheu de alegria, com um final marcado por grande quebrantamento. Enquanto alguns fazem planos mirabolantes, para um futuro incerto; fico a pensar no quanto é frágil a existência humana, de curta duração... E me pergunto: Quem pode contar seus próprios dias, de modo a alcançar coração sábio, à menos que seja por Deus ensinado? Preciso mais de ti, Jesus!

Quando penso na igreja local; sou lembrado que - ao mesmo tempo que peço ao Senhor que salve aqueles que abordamos - também preciso buscar em Deus, sabedoria para cuidar deles. Ou seja: não é suficiente que alguém seja salvo e frequente a igreja local; ele também precisa de cuidados pastorais e de um ambiente favorável ao seu crescimento saudável. Tenho percebido que de nada vale o esforço para a salvação de uma vida; se nós não formos capazes de lhe dar a tão necessária assistência.

Todos os servos de Deus são focados nesta exortação: "Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas." (João 21:16-17). Pois, de evangelista e pastor, todos temos um pouco.

Esta canção marcou a minha vida e o meu ministério:
https://youtu.be/WiIpwiNemF4

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Precisamos lançar as redes

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Madrugada fria (isto não é novidade em Portugal nesta época do ano); e eu a refletir sobre o agir de Deus ontem, no culto na frente missionária de Ílhavo. Não tenho dúvida ao dizer que foi algo sobrenatural! Deus falou e agiu... E eu creio não ter havido quem não sentisse o mover do Espírito entre nós (presença tão  densa, quase palpável, do início ao fim). Vejo Deus agindo nos novos convertidos... E não é fácil colher frutos de conversão em nossos dias; daí o hábito não recomendável, em voga nos dias de hoje, de se "pescar em aquário". Não vejo mérito neste ato.

Nós cristãos deste tempo, precisamos lançar nossas redes de pesca; pois "o mar está pra peixe" (e são tantas as vidas sendo tangidas para o abismo sem fim). Os nossos dias são marcados por terrorismo tão brutal, violência doméstica, perversão moral, vícios sexuais e seus derivados... Como se um verdadeiro estado de anarquia fosse instalado nas nações da terra. E nós cristãos bíblicos, temos a ideia exata da origem de tais males (a Bíblia denuncia o nome e a fonte de toda maldade no mundo: Satã e legiões de demônios. Então, estejamos vigilantes e em oração!

Evangelizar é nossa missão:

"Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério."
(2 Timóteo 4:1-5)

Então, devemos cumpri-la!

Esta canção anuncia o amor capaz de salvar o mais vil pecador:
https://youtu.be/wOzj2OI_KPU

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 26 de novembro de 2017

A cruz de Cristo era minha

A imagem pode conter: texto

Em minha vida cristã; uma das mais importantes lições que eu aprendi foi a de que é se prostrar diante de Deus é bem melhor do que se prostrar diante dos adversários e das adversidades. Sempre será uma coisa ou outra: Rendição perante o Senhor; ou rendição perante o inimigo. Nesta manhã, enquanto orava; veio ao meu espírito o quadro de Jesus vergado sob o peso da cruz... Dor e humilhação atroz. Todavia, sem se curvar ante os seus inimigos - intercedeu por eles, salvou um réu confesso, e rendeu ao Pai o seu espírito, consumando a obra de nossa eterna redenção.

Desde muito cedo, aprendi que a cruz de Cristo era na verdade minha (maldição que condenava minha natureza pecaminosa; sem que eu pudesse escapar por mérito ou virtude). Mas Jesus tomou sobre si o meu pecado e vergonha, em forma de cruz, e me absolveu da culpa. Glória a Deus! Sem se deixar abater por minha culpa, ele a cravou na cruz, destruindo a inimizade que havia entre mim e Deus. Aleluia! E redimido pelo seu sangue; posso gritar aos quatro ventos, que Jesus me salvou da morte eterna! Sim! Por ele, fui reconciliado e não temo mais a morte.

Jesus se doou por nós: "Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades." (Efésios 2:13-16). E assim, nós também devemos nos doar por ele.

Esta é uma das belas e bíblicas canções que conheço:
https://youtu.be/Q5ID69MEBMM

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 25 de novembro de 2017

Mundo em que vivemos

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e texto

Tenho pensado no estado do mundo em que vivemos... Como não pensar? se ocorrências se sucedem, dizendo que o mundo perdeu o rumo e que não tem nada de bom a oferecer. Todas as suas invenções (mesmo as que tanto ajudaram a humanidade) trazem efeitos colaterais que vão se transformando em males causadores de dores e aflições. Declaro que sou otimista! Todavia, não tenho esperança quanto ao futuro deste mundo mau. Creio em um futuro risonho; mas, não aqui neste planeta. Que bom, que minha fé não está firmada nos valores deste mundo; mas, em Cristo Jesus que por mim morreu e ressuscitou!

Tenho visto a mão de Deus agir na história; tenho sentido Sua mão agir em nosso tempo. Creio no Deus que opera milagres e que não está sujeito aos caprichos dos homens ou dos deuses criados pela fértil imaginação humana. Que segurança eu sinto em saber que o Deus eterno reina sobre céus e terra - em meio à paz e à guerra! Que bom é saber que investir fé no Senhor é investir na vida futura - a verdadeira! Aquela, em um lugar onde o sol jamais se põe. Vida reservada aos que amam a Jesus e se guiam por Sua Palavra eterna. Palavra que intercala juízo severo sobre a impiedade, com as promessas feitas aos fiéis.

Promessas à Filadélfia: "Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas." (Apocalipse 3:10-13). São promessas de Deus aos fiéis!

Assim cremos! Assim vivemos! Assim perseveramos:
https://youtu.be/wpSHiCyhMzQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Doce presença de Deus

A imagem pode conter: texto

Ontem dei oportunidade ao Presbítero Rui para pregar; uma palavra da parte de Deus, que bem fez a todos nós ali reunidos, na frente missionária de Ílhavo. Nesta manhã, enquanto eu orava; o meu espírito foi levado a pensar no salmo 139. Que prazer eu senti! Agradeci ao Senhor, por sua bendita presença. Sua Palavra diz que: "Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito." (Salmos 34:18). E também diz: "Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade." (Salmos 145:18). Doce Presença!

Na verdade, somos exortados a buscar Sua presença: "Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto." (Isaías 55:6). A Palavra de Deus declara que Deus está em toda parte... E que sua presença enche os céus! Portanto, quando nos sentimos distantes do Senhor; isto não significa que Deus esteja longe; mas sim, que dele nos distanciamos. E a oração é um dos meios mais práticos de nos aproximarmos dele. Entretanto, renunciar ao pecado é o modo mais eficaz de estarmos em sua presença, sem susto ou medo; pois o pecado sempre nos afasta do Senhor.

Bom é estar na presença de Deus: "Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá. Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim. Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa" (Salmos 139:7-12). Pois, é sempre o melhor lugar para se estar!

O salmo 139, pregado ou cantado, é sempre uma bênção:
https://youtu.be/K80BNksymco

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Amar e perdoar é preciso

A imagem pode conter: texto

Estive refletindo sobre este texto: "Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; põe o teu coração sobre os teus rebanhos" (Provérbios 27:23). Não penso que Deus tenha inspirado este texto pensando em ovinos, bovinos, caprinos, equinos... Creio que o Senhor estava pensando em Suas ovelhas aqui na terra; aquelas, sobre as quais admoestou Pedro, ao lhe questionar sobre amor: "Apascenta as minhas ovelhas." (João 21:17). Na verdade, nós pastores devemos amor e cuidado ao rebanho do Senhor; o qual é constituído por aqueles que, depois de salvos, seguem a Jesus.

Ao mesmo tempo, penso em nossa tendência de impor nossa vontade sobre aqueles que, de algum modo, presidimos. Então me pergunto: Como cuidar melhor dos que Deus pôs sob minha tutela (família, igreja...)? E chego à seguinte conclusão: Amar e perdoar são qualidades indispensáveis nas relações humanas. Portanto... Preciso aprender com meu Senhor Jesus - a amar e perdoar de verdade. Algumas vezes parece ser mais fácil dizer: "Eu amo meus inimigos"; do que dizer: "eu amo meu cônjuge". Ou então dizer: "Eu perdoo a todos"; do que dizer: "Eu te perdoo".

Para ser pastor, amar é preciso:"Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos." (Colossenses 3:12-15). Enfim; perdoar é preciso.

Canção inesquecível... Como ela me ajudou em minha missão:
https://youtu.be/NhIRxmLLOuA

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

História de milagre

A imagem pode conter: texto

Em nossa jornada cristã, existem dias em que nos sentimos tão enfraquecidos, até para orar... Como se orar exigisse um grande esforço (e na verdade exige). Alguém já disse que a oração leva a alma humana a uma grande fadiga (física e mental). O que nos vale é que, em determinados dias - ao orarmos - nos sentimos tão leves, quase suspensos no ar. Além disso, temos um chamado à perseverança: "Perseverai em oração, velando nela com ação de graças" (Colossenses 4:2). Na Bíblia, encontramos testemunho de vários homens de oração, cujo exemplo de vida nos motiva a orar.

Ao pensar em homens de oração; não posso deixar de pensar em Daniel... Homem, cujas orações são marcadas por milagres extraordinários (visões e revelações sobrenaturais) com uma gloriosa experiência de livramento, ao ser lançado na cova dos leões. Eu creio que cada crente que ora tem sua própria história de milagre pra contar (curas, livramentos, respostas marcantes); enfim... Se a oração não fosse tão importante Jesus não teria deixado tantas exortações, sobre o dever de orar; e o diabo não trabalharia tanto para nos impedir de orar. Precisamos nos manter em oração!

A oração: "Ora, naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano. E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas. Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra." (Atos 6:1-4). É indispensável.

Esta canção do Grupo Gileade tem me inspirado muito:
https://youtu.be/GdS7tkVT5xU

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Juízes de plantão


Sei que esta questão, vez por outra, surge na mente de um filho de Deus: "Somos salvos e abençoados por nossos méritos ou pelo amor de Deus?" Entretanto, encontramos com frequência, cristãos que se julgam merecedores da graça de Deus (e eles não são poucos). Estes são os que pensam estar no direito de julgar e condenar os que tiveram a infelicidade de escorregar e cair, enquanto seguiam no Caminho da Vida (não são poucos os caídos). Certo é que, se nós fôssemos depender da misericórdia dos homens; muitos crentes não teriam como levantar a sua cabeça.

Algo bem comum é encontrarmos pessoas prontas a denunciar pecado alheio; as quais fazem questão de lembrar e relembrar os "pecados daquele irmão ou irmã"... Quando o próprio Deus se dispõe a "esquecer" nossas transgressões (Isaías 43.25). Eles se comportam como "juízes de plantão", sem que tenham este direito (Mateus 7.1 e Lucas 6.37). Quanto a mim... Tenho certeza: O que existe de bom em mim foi o que Deus fez e não o que eu tinha para oferecer. Sinto-me muito bem, por saber que o amor de Deus - em Jesus meu Senhor - me salvou e me deu a Vida.

Isto é amor: "Porque esta é a aliança que depois daqueles dias: Farei com a casa de Israel, diz o Senhor; Porei as minhas leis no seu entendimento, E em seu coração as escreverei; E eu lhes serei por Deus, E eles me serão por povo; E não ensinará cada um a seu próximo, Nem cada um ao seu irmão, dizendo: Conhece o Senhor; Porque todos me conhecerão, Desde o menor deles até ao maior. Porque serei misericordioso para com suas iniquidades, E de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais." (Hebreus 8:10-12). Por Ele eu fui salvo!

Esta canção destaca o amor de Deus e o sacrifício de Cristo:
https://youtu.be/_tOQmTJflYA

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Quando oramos mais

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Deus tem me feito levantar mais cedo para orar; isto pode ter muitas razões, ou uma razão em especial (só Deus sabe). Mas o importante é saber quando o Senhor nos quer de joelhos... Disto tenho plena consciência. Quando oramos mais; isto não significa que vamos sofrer menos. Significa sim, que estaremos melhor preparados para lidar com a dor e a tentação. Glória a Deus! Não é de hoje, eu sei que aquele que se prostra diante de Deus, jamais ficará prostrado diante dos provações da vida.

Sempre que me prostro diante do Senhor, é com um misto de tensão e temor; entretanto, sempre que me levanto do lugar de oração, é com agradável sensação de descanso e paz... E com a certeza de que algo ali aconteceu, enquanto eu orava ao Pai. Na verdade, o tempo que passamos em oração - além de não ser tempo perdido; sempre repercute positivamente na vida daqueles que amamos (família, amigos, irmãos). Por estas e outras, eu sempre digo, que orar é sempre o melhor remédio e a melhor atitude.

Devemos levar tudo a Deus em oração: "Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos. Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus." (Filipenses 4:4-7). Louvado seja o nome de Senhor!

Não canso de ouvir esta canção - antiga, mas sempre atual:
https://youtu.be/AXKU_MTZ2dA

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 19 de novembro de 2017

Meu pé de limonete

A imagem pode conter: planta e atividades ao ar livre

Pensando em minha vida, não pude deixar de pensar em meu pé de limonete (eu o plantei, alguns dias atrás, em um pequeno canteiro que tenho) planta, cujas folhas dão um delicioso chá. E percebi que minha vida é tão frágil como ele... Ou, como um minúsculo ponto em um lençol de linho; uma gotícula de vapor  suspensa no ar. Assim é minha vida. No entanto; esta vida, tão frágil e imperfeita, custou a vida de Jesus - o Salvador da humanidade. Portanto, assim como meu pequeno pé de limonete depende da rega e poda que lhe aplico; a minha vida depende do cuidado do Senhor.

É comum pensarmos sobre nós mesmos, muito além do limite de nossa insignificância. Quando nos tornamos arrogantes, pedantes, jactanciosos; ficamos a pensar, falar e agir como se o mundo girasse em torno de nós. Tenho percebido que este tipo de conduta - antes de se tornar ridícula - causa muito mal aos que se encontram à nossa volta (especialmente a nossa própria família). Precisamos entender que o que torna a vida relevante é o propósito para o qual ela foi por Deus criada. Meu Senhor! Quando é que vamos entender, que nossa insensatez não tem graça nem futuro!

Que ensino maravilhoso, encontramos neste texto bíblico: "E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco." (Filipenses 4:7-9). Ele é uma importante lição de vida.

Eu era assim... Glória a Deus! Não sou mais. Obrigado Senhor!
https://youtu.be/HQhQ3SXVdA0

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 18 de novembro de 2017

Rebanho do Senhor

A imagem pode conter: texto

Hoje me surpreendi com este meu pensamento, transformado em oração: Até onde o nosso querer pode estar em harmonia com o querer de Jesus? Pensei em meu ministério... E pedi a Deus que me ajude a manter na lembrança que as ovelhas que pastoreio (rebanho crescendo e com o seu crescimento, cresce também o dever pastoral); pois elas não são "minhas ovelhas"; Mas, ovelhas de Jesus entregues aos meus cuidados pastorais até que o Senhor finalmente as receba (João 10.16). Nossa!!! Como pesa cuidar de filhos que não são nossos! São de Deus!

Enquanto orava; os nomes foram se sucedendo, sem que eu pudesse conter o fluxo da lembrança (penso ser este o pensar e o interceder de um pastor de almas). Sei que não sou o servo que Deus espera; todavia, tento me esforçar para ser; embora eu as vezes sinta que jamais conseguirei ser e fazer tudo o que Deus quer. O que me consola é encontrar alguns textos que me incentivam. Este é um deles: "tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome." (Apocalipse 3:8). então, me confortei com esta canção que estou inserindo abaixo.

Este texto aponta para o Grande Pastor das ovelhas: "Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas." (João 10:6-11). Amém Jesus!

Esta canção, cheia de simplicidade e beleza, marcou minha vida:
https://youtu.be/-a1B0afuVkA

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Direção de Deus

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

Esta tem sido uma semana marcada por gratificante atividade, pois temos tido vários contatos. Fomos chamados para sermos sal&luz (sal da terra e luz do mundo) e como tal, devemos nós viver. Visitamos diversos lares (um deles, de um querido casal que ganhamos para Cristo, vários anos atrás). Realmente, tem sido uma semana marcante! Rimos muito, choramos muito, e oramos com intensidade; até sentirmos os efeitos das orações que temos feito. Vemos vidas que ganhamos se firmarem no Senhor, e cultos marcados por sentida unção do Espírito Santo.

Em minha condição de servo de Deus, desde muito cedo, creio que o melhor lugar para se estar não é aquele que agrada aos olhos; mas sim, o lugar que é, de fato, o centro da vontade de Deus para nossa vida e ministério (não devemos esquecer que Ló foi seduzido pelas campinas de Sodoma e sentiu na própria carne, os efeitos de quem não prioriza a direção do Espírito Santo em sua vida). Ao longo de minha vida, tenho visto cristãos  (alguns com futuro promissor) que sofrem até hoje - feridos por sofridos por não terem priorizado o reino de Deus e sua justiça.

Este é um dos princípios ensinados por Jesus é fundamental: "Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." (Mateus 6:31-34). Ignora-lo é um grande erro.

Este texto enriquece esta canção dos Vencedores por Cristo:
https://youtu.be/FWb5dzsReZo

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

O lugar de oração


Nesta madrugada, me derramei perante o Senhor; Sei que já disse isto, inúmeras vezes. Todavia, nesta madrugada foi um tanto diferente... E não sei dizer o porque. O lugar de oração ficou marcado por lágrimas e gemidos. Fui levado a pensar... A história de pecado no mundo é uma história de dor e sofrimento, desde o Éden. Convivo com vidas e famílias marcadas por este sofrimento e vestidas com esta dor. Lamento muito; pois, dentre os que padecem este mal, estão cristãos que poderiam ter uma vida bem melhor, se orassem um pouco mais. E o mais triste ainda é perceber que quanto mais um cristão se afasta do lugar de oração, mais se queixa das pessoas - sempre alegando falta de apoio.

Todos nós, que servimos a Deus em espírito e em verdade, precisamos manter nossa chama acesa - tal e qual as cinco virgens prudentes, de Mateus 25; pois, são muitos os entraves ao agir do Santo Espírito em nossa vida. Não conheço alimento melhor para este fogo, do que a oração - secreta ou congregacional. Não digo que este seja o único meio; porém, não tenho dúvida em afirmar que, de todos os meios, é o mais eficaz. A oração não é apenas um bom irradiador de calor espiritual; ela também é recurso para fortalecer nossas reservas espirituais. Não existe cristão - por mais consagrado e experiente que seja - que tenha meios próprios de resistir às intempéries, sem uma perseverante vida de oração.

Que batalha travada no jardim da oração: "E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres. E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então nem uma hora pudeste velar comigo? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca." (Mateus 26:37-41). Esta também deve ser nossa luta.

Como sou edificado por esta linda canção, entoada por Ozeias de Paula: 
https://youtu.be/HGkOWGHp6Gw

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Que pena eu sinto


Que alegria me faz sentir... Saber, que tenho sobre minha vida o cuidado do Deus eterno que pode fazer tudo que lhe apraz; mas, que nem sempre faz tudo (ele sempre deixa algo para nós fazermos). Glória a Deus! Que alegria me faz sentir... Saber, que vivo nos limites da graça do Deus a quem sirvo; onde tenho paz e segurança, sem ter razão para espanto. Aleluia! Que alegria me faz sentir... Saber, que sigo no Caminho que tem por nome Jesus; Caminho vivo, sempre em movimento, no qual - enquanto eu permaneço - não sofro o menor risco de me perder. Louvado seja Deus!

Que pena eu sinto... Ao perceber que muitos seguem em direção oposta ao caminho da graça; perdendo o melhor de Deus, pelo simples fato de fazerem escolhas erradas. Misericórdia! Que pena eu sinto... Ao contemplar o estado daqueles que se recusam a andar no Caminho da Vida (seja por ignorância ou incredulidade); e que abrem mão do amor de Deus em sua vida, preferindo colher os frutos amargos de uma jornada sem Deus. Lamentável! Que pena eu sinto... Ao ver famílias inteiras vitimadas por decisões impróprias, contrárias à vontade de Deus para suas vidas. Senhor Jesus!

Jesus veio nos salvar; e, na cruz de dor e sangue, ele assumiu nosso lugar: "Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus." (João 1:9-13). Portanto, seguir a Jesus é seguir a verdadeira vida, sem risco de perdição.

Inspirado pela declaração desta canção, "Perto quero estar":
https://youtu.be/s6871xx3LBk

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

A voz dos que oram


Existem algumas instruções específicas, sobre a necessidade e o dever de orar, proferidas - tanto por Jesus, como pelos apóstolos. Entretanto, não cometo injustiça ou exagero ao dizer que oração é uma das atividades menos praticadas pelas igrejas em nossos dias. Eu sei que existem exceções (penso que isto deveria ser regra e não exceção). Já tenho dito que a oração não pode mudar tudo; pois algumas coisas precisam acontecer, quer oremos quer não. Todavia, se orarmos frente aos problemas e desafios, estaremos melhor preparados para lidar com eles. Ou seja: Aquilo que a oração não pode resolver; ela nos ajuda a entender e a suportar.

Não é de hoje, vejo igrejas e famílias viverem aprisionadas em uma espécie de redemoinho maligno - sem conseguirem erguer a cabeça ou sair do seu ponto de encalhe, tal e qual um barco imobilizado na areia. E o pior, em tais situações, é a procura de culpados e troca de acusações que separam as pessoas (em uma casa, marido e esposa atribuindo um ao outro a culpa pelo fracasso; em uma igreja, grupos se formando em torno dos que influenciam negativamente); sem que a voz dos que oram seja sequer respeitada. E, quando alguém propõe oração; logo um "entendido em crise" assevera: "nós precisamos é de ação!" Precisamos orar irmãos!

Esta oração de Davi é um incentivos às minhas orações: "Inclina, SENHOR, os teus ouvidos, e ouve-me, porque estou necessitado e aflito. Guarda a minha alma, pois sou santo: ó Deus meu, salva o teu servo, que em ti confia. Tem misericórdia de mim, ó Senhor, pois a ti clamo todo o dia. Alegra a alma do teu servo, pois a ti, Senhor, levanto a minha alma. Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade para todos os que te invocam. Dá ouvidos, Senhor, à minha oração e atende à voz das minhas súplicas. No dia da minha angústia clamo a ti, porquanto me respondes." (Salmos 86:1-7). Devemos orar em nome de Jesus!

Oração de Davi, na voz de Feliciano Amaral. Vale à pena ouvir:
https://youtu.be/s_8iyY64x3g

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 12 de novembro de 2017

Somos criaturas de Deus


Ao longo de minha vida, cheguei à conclusão, que não há como estudar o ser humano, sem ver em sua vida o amor e o cuidado de Deus. Creio que a existência humana neste planeta já é algo espantoso, sobrenatural. Ou seja; certamente que houve um ser superior responsável por sua existência na terra. E, que não me venham a dizer que foi de uma ameba; ou dos símios; ou de algum processo evolutivo jamais comprovado. Não mesmo! O mais antigo registro existente (a Bíblia sagrada) declara que Deus o criou e nos diz como Ele o fez. Sim! Somos criaturas de Deus.

É natural que o ser humano esteja sempre a procura de sinais palpáveis de sua origem (a razão humana é tendente a ignorar aquilo que não pode ser cientificamente comprovado). Todavia; as evidências de sua origem estão presentes em seu corpo (os mesmos elementos químicos encontrados no barro); e em seu espírito (a vocação religiosa a indicar que ele é fruto de um ser supremo). Daí, a sua propensão à crença estar tão entranhada em seu ser; que, a despeito dos avanços científicos e tecnológicos que vem obtendo; o ser humano não consegue se desprender de sua crença.

Eis aqui o ser humano:

"Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a terra, pois puseste a tua glória sobre os céus! Tu ordenaste força da boca das crianças e dos que mamam, por causa dos teus inimigos, para fazer calar ao inimigo e ao vingador. Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites? Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste. Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés: Todas as ovelhas e bois, assim como os animais do campo, As aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo o que passa pelas veredas dos mares. Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a terra!"
(Salmos 8:1-9)

Deus o formou do barro.

Esta canção descreve poeticamente o nosso Deus:
https://youtu.be/kbk0-6Hy43o

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 11 de novembro de 2017

Nossa combalida nação


Hoje eu orei pelos cristãos de minha pobre/rica nação... E sei que não estou sozinho neste clamor; pois existem milhões de Cristãos no Brasil; e que, dentre eles, certamente que alguns milhares devem sentir o mesmo chamado à intercessão que eu sinto; por nossa combalida nação que segue à deriva, devastada por terríveis epidemias (entre as quais - violência, corrupção, pornografia, doenças antigas e novas, são apenas algumas delas) e por escandalosa banalização da vida humana. E alheias a isto, as elites do poder subtraem como podem as riquezas do país dom engano e perversidade; enquanto os mais pobres e desassistidos lutam para sobreviver, assombrados pelo mal do dia seguinte.

Em meio ao caos gritante; vemos alguns grupos (a Igreja cristã, a família tradicional, juízes e procuradores independentes, etc) sendo perseguidos por maus governantes, maus parlamentares e maus magistrados... Que deveriam ser probos e exemplos para a nação brasileira. Vemos alguns esbanjando os bens da nação, subtraindo o pão e a saúde dos pobres, para construírem o seu "paraíso" na terra; sem perceberem que, ao fim de tudo, serão as maiores vitimas dos atos de injustiça que praticam. E o pior é que, quando os corruptos são punidos, ainda somos obrigados a ouvir os seus discursos vazios: de que são inocentes, injustiçados, perseguidos, bla, bla, bla... Misericórdia Senhor!

A Bíblia diz que os homens corruptos e réprobos quanto à fé; "Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles. Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência, Perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio, e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou; E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições. Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados." (2 Timóteo 3:9-13). Infelizmente, muitos não percebem que o Deus de amor também é justo juiz.

Este hino é bem antigo; porem, contextual com nossa realidade:
https://youtu.be/BdIv_HfdOPg

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Alcançado pela graça


Acordei pensando na vida... Quem sou eu, além de uma gota de orvalho que se evapora ao calor do Sol? Ou uma partícula de pó, erguida e levada ao sabor do Vento? Sei que sou filho de Deus e isso, por si só, é suficiente para me bastar. Sei que sou servo de Cristo e isso, por si só, me motiva a prosseguir. Portanto, que devo nutrir minha crença e afirmar minhas confissões (confissão de pecados, confissão de fé), "Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação." (Romanos 10:10); e que "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça." (1 João 1:9). Enfim... Eu sei o essencial. Aleluia!

A minha vida de ontem não cabe mais em minha vida de hoje; pois, pela graça fui alcançado! E me tornei filho da graça! Que ventura é saber que o Senhor nos ama e nos quer bem! Então, devo viver em função deste amor e bem querer, para que meus dias sejam ainda melhores mais a frente - sem que eu precise me constranger e me envergonhar pelo meu passado (que foi aniquilado na cruz); nem me queixar do meu presente (que tem sido abençoado por Deus); ou me ufanar quanto ao meu futuro, que é o futuro de todos aqueles que creem e (em Cristo) estão guardados para a vida eterna - sejam eles pequenos ou grandes, ignorantes ou sábios, pobres ou ricos. Saber estas coisas é real fonte de prazer.

Em Cristo Jesus: "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação. De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus. Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus." (2 Coríntios 5:17-21). Somos novas criaturas.


Esta canção demonstra a importância de estarmos além do véu:
https://youtu.be/Qs8Jbflu1vY

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Assim cremos


Existe uma canção antiga, por nós cantada tantas vezes, cuja letra é a que se segue: "Se eu falar com Deus, as coisas mudarão, orando (repete 3 vezes). Todos os meus problemas, meu Deus resolverá, orando". Nós a conhecemos a muitos anos (nunca perde a validade) bendita canção, que resume a nossa plena confiança no Senhor Jesus - Salvador de nossa vida, nosso eterno Senhor. Precisamos cantar e praticar esta verdade até o fim da nossa vida aqui. Que bom, se todos os crentes a praticassem.

Existem inúmeras canções e textos bíblicos, que reforçam meu sentimento - quanto ao valor da oração. A nossa vida não está baseada em nossos dons e talentos (se é que os temos); mas, em nossa fé em Jesus e em nossa perseverança em oração. Cremos na Palavra de Deus, cremos na doutrina dos apóstolos, cremos na Igreja de Cristo, cremos no valor da família, cremos na nossa salvação. Na verdade, nossa fé é alicerce da nossa confiança e combustível da nossa crença; e ela é fortalecida e amadurecida na oração.

Ficamos a pensar nesta experiência do apóstolo Paulo: "Porque eu sou o menor dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus. Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo. Então, ou seja eu ou sejam eles, assim pregamos e assim haveis crido." (1 Coríntios 15:9-11). Muito nos identificamos com este texto da Bíblia Sagrada.

Assim eu creio; assim eu ando; assim procuro viver: viver:
https://youtu.be/9zB4rUQ0MV4

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Discipulado de liderança


Ontem tivemos mais uma reunião de discipulado de liderança... O nível de unção crescente! Percebo que os líderes da frente missionária estão em fase de estruturação e de crescimento; isto é muito bom - Bom para cada um deles, bom para o pequeno rebanho, bom para a cidade de Ílhavo, enfim... bom em todos os sentidos. Afinal, pequenos grupos bem estruturados e orientados, podem vir a se tornar em grandes e saudáveis comunidades cristãs. Nossa prioridade não é o crescimento; mas sim, o amadurecimento (o crescimento não deve ser causa; mas sim, efeito). Enfim... Pelos resultados já visto; acredito que estamos no rumo certo. Glória a Deus!

Ao longo de meus anos de vida cristã e de ministério pastoral; tenho percebido que precisamos crescer por dentro, para então crescer por fora. Este processo igual ao desenvolvimento de um pinto dentro de um ovo: na medida que ele cresce por dentro, sua casca não poderá mais conte-lo. Do mesmo modo, na medida em que o nosso "homem interior" se expande, o nosso ser visível diminui em importância. Preocupante é o processo inverso - quando crescemos mais por fora que por dentro; pois nosso ser espiritual vai se apequenando, na proporção inversa ao gigantismo do ser estético. Daí, a necessidade de crescermos espiritualmente.

Isto é para entendermos: "Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido." (1 Coríntios 2:12-15). E então praticarmos.

Que bênção é poder ouvir e entender o sentido desta canção:
https://youtu.be/8LMg9i8fCD4

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Esperança renovada


Um novo dia que nasce, ainda que no manto da madrugada, é uma excelente oportunidade para se estar curvado no lugar de oração (volto a dizer que meu lugar de oração é qualquer lugar em que eu possa me estender aos pés do Senhor). Já levei os problemas e desafios ao Senhor, antes dos primeiros clarões, em uma segunda-feira repleta de oportunidades e surpresas. E creio ser inadiável, que todos os crentes ajam assim - levando ao Senhor sua vida e família (com seus problemas e desafios). Temos promessas de Deus, feitas à nós, do tamanho exato de nossas necessidades. O que temeremos, se Deus é por nós?

Sei que o novo dia traz consigo esperança renovada; e tenho a agradável lembrança do que o Senhor fez neste domingo... Há esperança para o crente que deposita deposita plena confiança nas promessas de Deus; sem se importar em demasia com os males que um novo dia sempre traz (dores e decepções, aqui e ali; lutas e ameaças, aqui e agora). Enfim... Penso no adágio que diz: "nada como um dia após o outro"; e nesta declaração de Jesus: "Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.a Palavra" (Mateus 6.34). Não temerei, Deus está comigo!

Estas palavra de Jesus estão gravadas em meu espírito: "Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?" (Mateus 6:25-29). Tudo é possível àquele que crê.

Não posso descrever o sentimento que este hino faz brotar em meu espírito... Glória a Deus! https://youtu.be/yNxQE9I6xXY

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 5 de novembro de 2017

Calor ao qual me refiro


Hoje precisei madrugar; pelas razões de sempre... Hoje é domingo; dia em que o pequeno rebanho, que o Senhor confiou aos meus cuidados, precisa de um culto aquecido por Sua presença e uma palavra revestida com Sua unção. Nós, servos do Senhor, precisamos ter registrado em nosso espírito que temos a bendita graça que nos da segurança, o Santo Espírito que nos dá direção, e a Sagrada Escritura que nos dá sustentação. Sabemos que o mundo a nossa volta está gelado e sem rumo. E esta é mais uma razão, a exigir que o culto que prestamos ao Senhor seja aquecido e bem orientado. Porem, o calor ao qual me refiro, não pode ser baseado em cânticos de motivação ou declarações de auto-ajuda. Valha-nos Deus!

É comum vermos cultos estridentes (como se barulho pudesse suprir o vazio causado pela ausência do Espírito); e por orientações várias - a que façamos "deste ou daquele jeito"; para trazermos ou sentirmos a presença de Deus (algumas orientações são bem estranhas e inconvenientes). Desde meus dias de jovem pastor; aprendi e ensinei que o barulho não traz a presença de Deus (ainda que a presença de Deus possa provocar algum barulho). Portanto, entendo ser lamentável o esforço de alguns, na vã tentativa de "criar um clima" de presença de Deus. Infelizmente, o máximo que tal esforço pode causar é dor de cabeça e desconforto aos ouvidos. Alguns louvoristas e pregadores precisam repensar a sua fonte de inspiração.

Meditemos nesta palavra: "E disse-me: Que vês? E eu disse: Olho, e eis que vejo um castiçal todo de ouro, e um vaso de azeite no seu topo, com as suas sete lâmpadas; e sete canudos, um para cada uma das lâmpadas que estão no seu topo. E, por cima dele, duas oliveiras, uma à direita do vaso de azeite, e outra à sua esquerda. E respondi, dizendo ao anjo que falava comigo: Senhor meu, que é isto? Então respondeu o anjo que falava comigo, dizendo-me: Não sabes tu o que é isto? E eu disse: Não, senhor meu. E respondeu-me, dizendo: Esta é a palavra do Senhor a Zorobabel, dizendo: Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos." (Zacarias 4:2-6). Tudo pelo Espírito!

Esta canção consegue resumir o que procurei explicar:
sentido https://youtu.be/QGBoyJD9CkI

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 4 de novembro de 2017

Um coração aquecido


Os salmos de Davi foram gerados em momentos de profunda contrição e oração. Na verdade, muitos dos seus salmos são orações escritas (que hoje em dia cantamos); pois fluíram em meio a fervente oração, em seu espírito contrito e seu coração quebrantado. Um deles, que sempre vem ao meu espírito, é o salmo 86; o qual exerce grande influência sobre minha vida. Sou convencido que um cristão de verdade é sustentado e motivado por uma vida de oração. Portanto, quanto mais ele orar, irá se sentir bem mais motivado e fortalecido - para vencer lutas e suportar provações. Um obreiro que tem o seu coração aquecido no lugar de oração; tem diante de si uma igreja aquecida e frutífera. Todavia, quando o mesmo deixa de orar (seja evangelista, pastor ou mestre); ele se torna estéril, transmitindo morte por onde passa.

Na própria vida familiar, a oração é essencial para dar base e cobertura ao agregado. Até acredito que certas conquistas podem ser obtidas sem oração - tanto em uma igreja como em uma família. Entretanto, os resultados permeados com graça, comunhão e crescimento espiritual somente são possíveis, quando os seus integrantes separam algum tempo diário para se dedicar à oração. Não é difícil perceber a diferença entre um crente que ora e um crente que não ora. E mesmo entre os que servem a Deus em algum ministério, a diferença é notória - entre os que oram e os que não oram. Na verdade, a oração não deve ser vista como uma atividade comum, rotineira; pois, o mundo espiritual vem sempre ao encontro de quem ora de verdade... E os céus se abrem ao som de uma oração comprometida com a vontade de Deus.

Medite nesta oração: "Inclina, SENHOR, os teus ouvidos, e ouve-me, porque estou necessitado e aflito. Guarda a minha alma, pois sou santo: ó Deus meu, salva o teu servo, que em ti confia. Tem misericórdia de mim, ó Senhor, pois a ti clamo todo o dia. Alegra a alma do teu servo, pois a ti, Senhor, levanto a minha alma. Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade para todos os que te invocam. Dá ouvidos, Senhor, à minha oração e atende à voz das minhas súplicas. No dia da minha angústia clamo a ti, porquanto me respondes. Entre os deuses não há semelhante a ti, Senhor, nem há obras como as tuas. Todas as nações que fizeste virão e se prostrarão perante a tua face, Senhor, e glorificarão o teu nome. Porque tu és grande e fazes maravilhas; só tu és Deus." (Salmo 86 1-10). Amém!

Jamais me canso de ouvir esta canção, baseada no salmo 86:
https://youtu.be/H6VPjN46CKg

cordialmente;
Bispo Calegari