quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Como precisamos de Jesus

A imagem pode conter: texto

Digo, e sei que não me engano: Que a chegada de um novo ano não tem o efeito de anular velhos problemas... Quem já viveu o tanto que vivi, deve entender muito bem o que eu digo. Sei que o novo ano abre um novo leque de oportunidades; mas, algumas decisões precisam ser tomadas, para que o novo ano seja bem melhor que o anterior. Infelizmente, cada ano que passa, vejo as ações demoníacas aumentarem; com novos e antigos modos de enganar, seduzir, e dominar a mente e o coração de tantos... Só mesmo Deus para nos valer. Realmente... Como precisamos de Jesus!

Muitos espíritos rondam o povo de Deus (espírito de intolerância e de engano, espírito de avareza e de pecados sexuais, espírito de violência e de suicídio... E tantos outros). Convém lembrar que o espírito de suicídio vem ganhando muito espaço em nossos dias. Todavia; o cálice da comunhão é muito melhor que o copo de veneno; assim como, a sombra da cruz é muito melhor que a sombra da forca. Suicídio é o ato final da loucura de alguém que, muito tempo antes, perdeu a razão. Enfim... O demônio que induziu Eva a comer o fruto proibido é o mesmo que convence ao suicídio.

Paulo advertiu os irmãos de Corinto, quanto ao perigo de caírem nos ardis de Satanás: "Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo. Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofreríeis." (2 Coríntios 11:3,4). Estou convencido de que neste tempo em que nós vivemos, o perigo é ainda maior.

Glória a Deus! canção antiga, boa para se ouvir neste tempo:
https://youtu.be/xafkVPWWJac

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário