sábado, 30 de abril de 2016

Por nos amar assim


Ao pensar no amor de Deus; por mais que eu tente calcular sua extensão, entender sua real dimensão ou definir sua essência, eu me sinto como se estivesse olhando a vastidão do infinito, em uma noite sem nuvens. Senhor, o teu amor contempla os encarcerados, os enlouquecidos, os rejeitados, os diminuídos... O que mais posso dizer? Se por Deus assim nos amar, é que os pecadores (mesmo os piores) podem ser salvos; salvos pela graça revelada em Cristo Jesus, nosso Senhor. Como mensurar tão grande amor? Enfim... Minha conclusão é que o único modo de corresponder ao grande amor do nosso Deus é investir em nossa santidade pessoal.

Em minhas reflexões, tenho concluído que cada cristão renascido precisa libertar o santo nele existente (também chamado na Bíblia, de homem interior e homem espiritual). Digo isto, porque o homem interior (o espírito humano), quando confinado em uma prisão denominada natureza carnal, vive uma crise de identidade e de propósito. Paulo, ao se referir a este estado, exclamou: "Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?" (Romanos 7:24). Embora pareça difícil de se entender; esta estranha crise, geralmente, é causada pelas trágicas opções da natureza carnal, quando a mesma mantém sob prisão o homem espiritual.

Que testemunho! "Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros." (Romanos 7:18-23). Que entendimento!

Como me faz bem, buscar e ouvir Deus no secreto:
https://youtu.be/KzvR1sG1YmY

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Dois tipos de oração


Quando oramos a Deus; sem nos apercebermos, somos tangidos a dois tipos de oração (um aceito, outro recusado). Um deles, pode ser ilustrado pela oração do fariseu: "graças te dou porque não sou como os demais homens," (Lucas 18:11); o outro, pela oração do publicano: "Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!" (Lucas 18:13). Vemos no texto que, aos olhos do Pai, apenas esta última foi aceita. Na verdade, estas duas orações demonstram a diferença entre a soberba e a humildade. Alguns chamam, equivocadamente, a oração soberba de oração ousada. Porém, ousadia tem seus limites.

Ainda que, para muitos crentes de nossos dias, a oração humilde pareça ser uma oração enfraquecida; entretanto, esta é a forma de oração que move o coração de Deus. Sei que existe a humildade falsificada (aquela que após chorar no altar, trata seu próximo com soberba); mas a que eu indico é a que procede de um quebrantado coração, que transpira humildade em seu modo de pensar, falar, e agir. A Palavra de Deus declara que "Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus." (Salmos 51:17). Humildade na vida nunca é demais!

Veja o que Deus nos fala: "Quando clamares, livrem-te os ídolos que ajuntaste; mas o vento a todos levará, e um sopro os arrebatará; mas o que confia em mim possuirá a terra, e herdará o meu santo monte. E dir-se-á: Aplanai, aplanai a estrada, preparai o caminho; tirai os tropeços do caminho do meu povo. Porque assim diz o Alto e o Sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é Santo: Num alto e santo lugar habito; como também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos, e para vivificar o coração dos contritos." (Isaías 57:13-15). Vamos dar ouvidos à sua voz!

Esta canção encerra muito bem este assunto:
https://youtu.be/46thyA55R8c

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Uma rota de fuga


A madrugada ainda tem longo caminho a percorrer, até se tornar dia pleno... E eu refletindo sobre o dia a dia de um filho de Deus. Parece ser simples viver cada dia no Senhor; mas não é! Cada dia na vida de um cristão convicto é um dia cheio de surpresas... Para as quais ele precisa estar preparado. Enquanto penso; peço a Deus que guarde minha alma - tantos dos sentimentos impuros, como dos pensamentos inglórios - pois ela é propensa ao engano. Enfim, como Davi; vou esperar com paciência no Senhor (Salmo 40.1). E nada deve me impedir de buscar em Deus meu refúgio e fortaleza.

Ao longo dos anos, tenho mantido uma rota de fuga que me leva ao esconderijo do Altíssimo... E eu a percorro muitas vezes, sempre que me sinto ameaçado. Ontem, minha esposa sofreu uma queda tão forte que me assustou; logo me ajoelhei ao seu lado e orei por ela, pedindo ao Pai que não a deixasse sofrer. Para minha alegria, ela se levantou com minha ajuda e manteve sua rotina do dia; sem demonstrar qualquer sinal de dor ou de indisposição. Louvei a Deus em meu íntimo; e agradeci por ser socorro dos que nele esperam e confiam. É bom ter rota de fuga que leve ao Pai!

Este salmo de Davi tem sido um tônico para o meu espírito: "Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. (Selá.) Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã." (Salmos 46:1-5). Perdi a conta, das vezes em que à ele eu recorri!

Como não chorar, ao cantar esta canção!
https://youtu.be/o39QIb-FQp8

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Oração bem construída


Estou entre aqueles que acreditam na eficácia de uma oração bem construída e bem direcionada (entendo como oração eficaz, aquela que é feita ao Pai, em nome de Jesus, em sintonia com a vontade do Senhor). Ainda a pouco, prostrado no lugar de oração, pedi a Deus que me conserve o bom humor, o bom ânimo e a boa fé; pois os dias são maus e tentadores. Também pedi que guarde o meu pensar, ver, ouvir e falar; para que a malícia e impureza não se infiltrem em meu interior através dos meus sentidos. Creio ser comum o sentimento de solidão. Mas, este sentimento é enganoso! Pois, nunca estamos sós.

Como é bom saber que a família, mesmo não sendo perfeita, é uma dádiva de Deus por demais preciosa e não deve ser desvalorizada. Como é bom saber que um amigo - ainda que nem sempre afinado - é um bem a ser cultivado; que não deve ser descartado por mais que nos dê motivos. Como é bom saber que o Deus vivo, mesmo quando nos disciplina, é o melhor amigo em todos os tempos; tendo enviado Seu Filho Jesus para morrer a nossa morte; à fim de que vivamos a nova vida por Ele proposta. Portanto, se o caminho for difícil e o sol escurecer; temos a promessa de Sua presença conosco, até o final!

Perdi a conta das vezes em que preguei sobre este texto da Bíblia: "E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." (Mateus 28:18-20). Ele soa como ordenança; pois nos impõe o cabal cumprimento da missão de pregar, batizar e ensinar. e soa também como promessa; e vale a pena confiar nas promessas do Pai!

É assim que eu creio; é assim que eu vivo:
https://youtu.be/y2_pxNYbPUA

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 26 de abril de 2016

O nosso maior desafio


Ao despertar, fui surpreendido por esta indagação: Nesta vida, qual é o nosso maior desafio? Tentei conjecturar... Será nossa formatura? Nosso casamento? A compra da casa, do carro? Ascensão social? Cheguei à conclusão de que, nesta vida, o nosso maior desafio se resume neste conjunto de atitudes: Tomar a cruz e seguir a Jesus (Mateus 16.24); combater o bom combate (2 Tim. 4.7); e ser fiel até a morte (Apo. 2.10). Quando encaramos estes desafios, nos tornamos perseverantes; pois esta palavra tem resume todos eles: "Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo." (Mateus 10:22). Aleluia!

Infelizmente, vemos crescer um cristianismo de muitas exigências; porém, de pouca perseverança. E isto é de se lamentar; pois a saúde da vida cristã e dos bons princípios encontram na perseverança seu mais importante componente. Na verdade, o seu papel é da maior importância em todos os setores; para a construção de uma vida de qualidade e de compromisso. Afinal, é a perseverança que cimenta um bom casamento, uma boa atividade profissional e uma verdadeira amizade... Enfim; não existe nada de bom neste mundo, cujo valor não se evidencie e se perpetue por ela. Então, cabe à nós sermos perseverantes!

Vemos, em toda a extensão deste texto, que as lutas e provações sofridas não justificam o abandono da fé: "Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim." (Mateus 24:10-14). Portanto, nós cristãos convictos devemos permanecer firmes na fé, sejam quais forem as circunstâncias.

Me fez muito bem concluir esta mensagem, ouvindo e entoando esta bela e profunda canção:
https://youtu.be/NhTFVQOqDNE

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Continuo a lutar e perseverar


Hoje bem cedo (friozinho em Petrópolis), enquanto eu me derramava ante o Senhor; me vi tomado por este pensamento: Se há alguém que precisar orar é o crente que se julga fraco; pois, corre o risco de se persuadido a desanimar e desistir pelo simples fato de ser fraco. Então, orei por mim mesmo; pois é assim que, as vezes, me sinto. E logo surgiu outro pensamento: Se há alguém que precisa orar bem mais é o crente que se julga forte; pois, por se julgar predestinado e imune; caso venha a fracassar, pode ser dominado por insuportável hipocrisia ou por incurável revolta. Sempre vejo isto acontecer.

Algumas vezes, as dificuldades parecem ser gigantescas; tanto, que chego a desejar ir para um lugar distante, ou entrar em um ambiente escuro, para me ocultar até de mim mesmo. Então, o meu espírito se posiciona em Deus; e corro para o lugar de oração, onde encontro a cura que preciso; pois o Senhor envia o Seu anjo para me guardar e o Seu Espírito para me confortar. Enquanto eu me derramo perante o Senhor, o Espírito Santo toca em minha vida, removendo as dores reais; e sopra sobre mim, dissipando as dores imaginárias. E assim, mesmo que tudo diga não; continuo a lutar e perseverar em Deus.

Espinhos existem: "...Foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte." (2 Coríntios 12:7-10). E podem nos ferir.

Esta canção ainda abençoa muitos crentes:
https://youtu.be/kIgp_PBTl_U

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 24 de abril de 2016

Uma boa olhada ao céu


Não sei se é impressão minha... Todavia, tenho percebido que cresce a incidência de tragédias  em todos os lugares (pequenas, médias, grandes). E este fenômeno é tão evidente, que chega a nos assustar. São cada vez mais frequentes ventos fortes, mares revoltos, tremores de terra, vulcões em erupção, desmoronamentos, epidemias, acessos de fúria... Sinceramente! são tantas as tragédias, que algumas vezes, fico sem saber o que pensar e o que dizer. Vejo pessoas se curvarem na vida, cansadas de sofrer; vejo pessoas se desesperarem, inertes ante seus dramas. Então... Ou é impressão minha; ou este mundo está mesmo indo de mal a pior. Enfim... Em meio à noite escura, procuro contemplar o céu... E glorifico ao Deus eterno, pois as estrelas brilham e a lua se acende. Aleluia!

Enquanto reflito; vejo que uma boa olhada ao céu reduz os problemas do dia a dia a algo próprio do mundo em que vivemos. Então, o caminho para uma vida feliz e plena, consiste em manter os olhos fitos no céu! E assim vivendo e crendo, sou constantemente lembrado das advertências da Palavra de Deus! Nela vejo que, ao se referir às nossas provações na terra, Jesus assim nos falou: "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." (João 16:33). E, quanto ao que concerne ao céu, ele nos fez advertências e promessas, como estas: "Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima." (Lucas 21:28). Esta deve ser a nossa meta.

Leiamos a Bíblia: "E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas. E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória. Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima. E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira, e para todas as árvores; Quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão. Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto. (Lucas 21:25-31). Pois ela tem respostas.

Esta é uma canção capaz de nos inspirar neste novo dia:
https://youtu.be/84s1idjrS8Q

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 23 de abril de 2016

A vida é sempre assim


Ao despertar nesta manhã, o meu primeiro pensamento foi voltado ao Deus eterno... Então, pensei: Feliz a pessoa que, ao raiar do novo dia, antes de qualquer outra coisa, pensa primeiro no Senhor; pois, isto pode servir de filtro para o restante do dia. Eu sei que ninguém se perderá por não ser amado, ou por ser esquecido por Deus; e sim, por se recusar a aceitar Sua graça concedida em Cristo - graça que é melhor do que a vida, pois ela dá sentido e valor à existência. Sinto paz e prazer em Sua presença; pois, quando a tempestade ruge e o mal se avizinha, nosso Deus sempre me acalma e me faz repousar.

Daqui a pouco levarei o meu querido filho Ezequiel à rodoviária de Petrópolis, de onde segue rumo ao seu voo de regresso à Roraima. Foi tão bom te-lo conosco estes dias... Vai deixar saudades. Mas a vida é sempre assim, marcada por chegadas e partidas; e não há como conter o giro desta roda. Cada ida marcada por lágrima; cada vinda brindada com sorriso; e, em meio a este giro... Histórias vão sendo lembradas e contadas. Todavia, em meio aos bem-vindos e despedidas, o Senhor é sempre lembrado e suas bênçãos sempre contadas. Aleluia! O seu amor e misericórdia duram eternamente!

Gosto de pensar nestas palavras de Jesus:

"Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria. A mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque é chegada a sua hora; mas, depois de ter dado à luz a criança, já não se lembra da aflição, pelo prazer de haver nascido um homem no mundo. Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vô-la tirará. E naquele dia nada me perguntareis. Na verdade, na verdade vos digo que tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vô-lo há de dar."
(João 16:20-23)

Elas trazem paz e conforto ao meu coração.

Como me faz bem ouvir esta abençoada canção:
https://youtu.be/dBiNmX2Hr6E

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Sobre vida devocional


Quarta-feira a noite ministrei sobre vida devocional, aos alunos do polo do CEFORTE em Petrópolis. Creio ter sido proveitoso para todos nós que ali estivemos. Sempre entendi o valor da vida devocional para o crescimento e produtividade de um crente que quer servir a Deus; pois é através dela que a oração sobe e a unção desce, concretizando nossos sonhos e visões. Aprendi a valorizar os ministérios dedicados à oração e intercessão, como por exemplo,  o "Desperta Débora" - este de um modo especial - face ao seu empenho em promover a intercessão pelos filhos (biológicos e adotivos). Não tenho a menor dúvida, de que precisamos mesmo orar por nossos filhos... E muito!

Tenho percebido que cresce o fenômeno dos pais que perdem os seus filhos. Vejo cartazes denunciando o desaparecimento de crianças, adolescentes e jovens... Um quadro de horror e sofrimento! Entretanto, alguns pais parecem não se dar conta, de que estão perdendo os seus filhos dentro de suas próprias casas; perdendo-os para "games" que infestam o mercado do entretenimento; para os conceitos vazios de sentido altruísta e de temor de Deus; para amigos de conduta reprovável; e, o que é ainda pior; para as drogas comercializadas pelo tráfico. Isto é tão doloroso, quanto trágico. Sim! Precisamos cercar nossos filhos com nossa atenção e cobri-los com nossas orações.

Vejam este ensino sobre relacionamento saudável: "Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor. Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo; Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus" (Efésios 6:1-6). Precisamos marcar a vida familiar com princípios bíblicos.

É precioso estar com os irmãos... E ouvir esta bela canção:
https://youtu.be/4InqvcspA5E

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Finalidade da tragédia


Nesta madrugada; enquanto eu percorria minha trilha devocional, fui levado a pensar no Egito... E, achei estranho este pensamento. Mas, veio ao meu espírito o juízo de Deus sobre aquele reino; para o qual, pragas punitivas eram fatos circunstanciais; não passando de tragédias naturais. Então, tudo foi ficando mais claro quanto ao que vem acontecendo em nosso país (a contaminação do vale do rio doce, a crise hídrica em S. Paulo, as pragas transportadas por um simples mosquito)... O que mais virá? Enfim, perguntei: Porque será que um governo ímpio e profano insiste tanto em se manter no poder, mesmo em um país à beira da ruína? A resposta me angustiou bastante.

Já no lugar de oração, sem saber o que pensar ou dizer, entendi melhor a finalidade da tragédia (ela não é só punitiva; é também depurativa). Que o país é roubado - e não é de hoje - todos nós sabemos. No entanto; governo algum antes deste ousou promover com tamanha obstinação ideologia de gênero, orientação sexual de crianças com cartilhas pornográficas, casamento entre pessoas do mesmo sexo, cirurgias de mudança de sexo... Tudo com dinheiro do contribuinte. Pois é, este governo impio foi longe demais em sua rebelião contra Deus e Sua lei. Enfim, o antigo Egito e o Brasil... Ambos têm muito mais em comum, do que possamos imaginar. Só nos resta clamar.

O Deus eterno é um fogo consumidor: "O Senhor desfaz o conselho dos gentios, quebranta os intentos dos povos. O conselho do Senhor permanece para sempre; os intentos do seu coração de geração em geração. Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo ao qual escolheu para sua herança. O Senhor olha desde os céus e está vendo a todos os filhos dos homens. Do lugar da sua habitação contempla todos os moradores da terra. Ele é que forma o coração de todos eles, que contempla todas as suas obras. Não há rei que se salve com a grandeza dum exército, nem o homem valente se livra pela muita força." (Salmos 33:10-16). E ele também é justo Juiz!

Este é um bom momento para cantar esta canção de Fernandinho:
https://youtu.be/Isr3nVCVeP0

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 20 de abril de 2016

De que lado vamos ficar


Ao avaliar as condições em que este mundo se encontra; chego à conclusão primária, de que é preciso ser muito crente; ou então, ser muito ímpio; para poder conviver com aquilo que por aqui se passa... E posso explicar melhor o meu raciocínio: Se por um lado, sofremos inúmeras ameaças (terrorismo crescente, violência, intolerância, rumor de guerra, instabilidade climática, retorno de velhas doenças, novas pragas assustadoras); por outro lado, vemos crescer o nível de decadência moral, que chega a superar a depravação em que viviam os Sodomitas.

A impiedade cresce de modo envolvente, irresistível; e com ela, cresce também a intolerância, quanto aos valores morais e espirituais que pautam as pessoas de bem. É alarmante o caráter falso deste mundo mau (falsificam remédios, bens, serviços, informações, documentos...). Enfim; falsifica-se quase tudo neste mundo! E assim, enquanto o ímpio se aprofunda no lamaçal que o fascina; o crente mergulha na graça do Deus eterno; e prossegue no cumprimento de sua missão de sal e luz. Enfim... Nesta história cabe a cada um de nós, decidir de que lado vamos ficar.

Nós, que pretendemos viver de modo cristão; precisamos pensar seriamente nisto: "Agora, pois, temei ao Senhor, e servi-o com sinceridade e com verdade; e deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais além do rio e no Egito, e servi ao Senhor. Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor." (Josué 24:14,15). E então, tomar a nossa decisão.

Esta é uma das minhas canções favoritas:
https://youtu.be/ApfJiVQ5COQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 19 de abril de 2016

Infinitamente mais


Hoje, manhã nublada, ao me curvar perante o Senhor; senti grande necessidade de adorar a Deus de modo intenso; logo após, louvei ao Senhor com o cântico "Infinitamente mais". Adorei e engrandeci o nome do Senhor, renovando o meu propósito, de viver segundo as Escrituras, e de manter minha vida devocional centrada em priorizar um relacionamento preferencial com o Deus eterno. Também defini minha disposição de ter prazer nas coisas do céu; mesmo sentindo prazer em algumas coisas da terra (as agradáveis, justas e nobres), tais como: Família, amigos e prazeres compatíveis com a santidade.

Para a infelicidade de muitos, existem pessoas que buscam manter distância das coisas de Deus, movidas por vago conceito de "gozar a vida"; vivendo cativas por desejos carnais (alguns até hediondos); enlouquecidas por apetites mundanos que as levam a profanar o seu lar, magoar sua família, ofender seu próximo e afrontar a Deus. Estas são criaturas marcadas por engano e sedução deste mundo; sem a menor noção quanto a fim reservado aos que - vencidos pelo mal - se associam à Satã, em sua firme disposição de "roubar, matar e destruir" (João 10.10). Espero que se arrependam antes que seja tarde demais.

Esta advertência bíblica é contextual com a triste realidade deste tempo: "Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva. Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro, Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo." (2 Pedro 2:17-19). Mas os crentes fiéis irão vencer, perseverantes na fé, esta influência perniciosa!

Ao longo dos anos, tenho sido edificado por esta canção:
https://youtu.be/ZvMnrZLnKSs

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Atitudes que preciso tomar


Nesta manhã, minha devocional foi invadida por um desejo especial de alinhavar algumas atitudes que preciso tomar. Na verdade, cada dia é uma espécie de agenda em branco, onde precisamos pautar ações que sejam válidas e proveitosas. Então, em meu conjunto de atitudes, defini que preciso ser mais humilde; para poder conviver com boas realizações e lembranças, sem me embriagar com elas. E decidi reforçar meu sentimento de gratidão; para poder ser grato e pronto a reconhecer o bem que recebo, Seja da parte de Deus seja da parte dos homens.

Em manhã tão promissora; aproveitei para reforçar minha vocação de adorador; de modo a exerce-la, mesmo quando estiver condicionado por necessidades e carências. Ah... Também aproveitei para nutrir o meu sentimento de adoração a Deus; pois sendo ele o meu Deus e eu o seu servo, não posso me furtar a esta santa obrigação. E para fechar este conjunto de medidas; destaquei a obrigação de louva-lo ao longo do dia, mesmo afligido por dores e afrontas; pois a Bíblia diz que todo ser que respira deve louvar ao Senhor (Salmo 150.6). Louvado seja Deus!

A Bíblia nos exorta ao louvor e adoração: "Louvarei ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca. A minha alma se gloriará no Senhor; os mansos o ouvirão e se alegrarão. Engrandecei ao Senhor comigo; e juntos exaltemos o seu nome. Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores. Olharam para ele, e foram iluminados; e os seus rostos não ficaram confundidos. Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias." (Salmos 34:1-6). Portanto, nós precisamos obedecer!

Enquanto finalizava, me lembrei desta canção de Alda Célia:
https://youtu.be/6DaLZGEqwMo

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 17 de abril de 2016

Antídoto para as aflições


Existem ocasiões, que não conseguimos evitar aquela sensação de desconforto - mesmo não havendo causa aparente - sem sabermos dizer o por que de tal sentimento. Penso  que, em menor ou maior grau, todas as pessoas sentem algo assim. Ouvi dizer que também os  animais - de pequeno ou grande porte - sofrem tais sensações. O pior é quando, em meio a tal apreensão, somos levados às mais estranhas suposições; tais como: Será que a minha saúde não vai bem? Será que o meu lar está mal? Será que meus negócios vão piorar? Enfim... São vãs as nossas tentativas de tentar achar razões para aquilo que produz quadro de inquietação sem causa aparente.

Creio não existir melhor antídoto para tais aflições, do que o ato de orar e descansar nas promessas de Deus. A Bíblia declara que "Os homens maus não entendem o juízo, mas os que buscam ao Senhor entendem tudo." (Provérbios 28:5). Portanto, descansar sob a proteção de Deus é e será sempre a melhor atitude a ser tomada. Assim, em tempo de paz, devemos orar; em tempo de guerra, orar ainda mais; seja qual for a circunstância, orar é sempre melhor! Na verdade, mesmo o cristão sabendo que na oração está sua melhor salvaguarda; a grande maioria tende a ficar desorientada diante das aflições. Enfim; estando tudo bem ou mal... Devemos orar sempre!

Nisto devemos pensar: "Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos" (Efésios 6:13-18). E orar em todo tempo!

Nosso Deus é Deus de promessas, que honra suas alianças:
https://youtu.be/s74NutG8K5c

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 16 de abril de 2016

Somos servos de plantão


Existem dias que se revestem de especial significado... Hoje foi um deles! Tivemos o prazer de ter em nossa casa - ainda que por umas horas - o cantor e compositor, Pastor Adhemar de Campos, em sua passagem em direção ao cumprimento de mais uma missão. Como faz bem receber um homem de Deus em nossa casa! Na verdade, somos servos de plantão, e nossa preocupação primeira (senão única) deve ser procurar conhecer e cumprir o propósito de Deus. Portanto, nossa curta existência no espaçotemporal é como uma espécie de estágio para o futuro; para aquilo que haveremos de ser, quando a barreira do tempo e do espaço, enfim se romper. Aleluia!

Enquanto reflito sobre a vida presente; não posso deixar de pensar no grandioso laboratório chamado existência... Encontrar alguém ao longo do caminho; ver o desabrochar de uma flor e a jornada de um inseto; sentir uma gota de lágrima ou de suor, ao escorregar pelo rosto; enfim... Ouvir sons distintos (ou indistintos); como o cantar de um pássaro, o latir de um cão; ou, simplesmente, o som de algo caindo em algum lugar; sem que saibamos exatamente o que seja. Ao pensar em tudo isso... Me reporto ao salmista: "Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?" (Salmo 8.4). Como precisamos conhecer e buscar a Deus!

Que bênção é meditar neste salmo:

"Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a terra, pois puseste a tua glória sobre os céus! Tu ordenaste força da boca das crianças e dos que mamam, por causa dos teus inimigos, para fazer calar ao inimigo e ao vingador. Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites? Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste. Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés: Todas as ovelhas e bois, assim como os animais do campo, As aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo o que passa pelas veredas dos mares. Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a terra!"
(Salmos 8:1-9)

Ele revela o amor de Deus por nós!

Vamos compartilhar um pouco da visão e unção de Adhemar de Campos:
https://youtu.be/NcwC4O00uBM

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Pedi a Deus que me guarde


Hoje de manhã, ao me encaminhar para o lugar de oração; senti o peso dos dias que vivemos... Como se estivesse subindo a encosta de uma montanha, pernas cansadas e respiração ofegante. Então, senti necessidade de pedir ao Senhor que me alimente com o pão de cada dia e me sustente em meio às lutas do dia a dia. Percebo que não é fácil ser fiel e honesto neste tempo; portanto, pedi a Deus que me guarde do mal presente e do mal distante; pois, os dias são maus e não há como supera-los sem ajuda do Senhor. Ainda bem, que a Aurora eterna está prestes a se manifestar! Glória a Deus!

Vivemos um tempo, em que todas as escolhas são difíceis; pois, em qualquer direção que olhemos, lutas e provações são patentes. Em tempos assim, devemos direcionar a nossa oração para o Deus da Palavra e os olhos para a Palavra de Deus. Como bem sabemos, ante o mal praticado; certas decisões precisam ser tomadas - para o bem de todos - mas, não devemos esperar benefícios imediatos; pois, os estragos feitos por desmandos e pecados não podem ser curados de imediato (na verdade, algumas atitudes nesta vida são tão profanas, que nunca serão plenamente resolvidas). Só Jesus na vida!

Deus é bom: "E o Senhor desceu numa nuvem e se pôs ali junto a ele; e ele proclamou o nome do Senhor. Passando, pois, o Senhor perante ele, clamou: O Senhor, o Senhor Deus, misericordioso e piedoso, tardio em irar-se e grande em beneficência e verdade; Que guarda a beneficência em milhares; que perdoa a iniquidade, e a transgressão e o pecado; que ao culpado não tem por inocente; que visita a iniquidade dos pais sobre os filhos e sobre os filhos dos filhos até a terceira e quarta geração. E Moisés apressou-se, e inclinou a cabeça à terra, adorou" (Êxodo 34:5-8). Mas... Também é justo!

Esta canção, dos Embaixadores de Sião, me traz grande conforto:
https://youtu.be/K80BNksymco

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Um dos milagres de Deus


Hoje acordei pensando em minha vida... E considerei todas as hipóteses prováveis, caso não tivesse tido um encontro real com Deus. Realmente... Em nenhuma das possibilidades, encontrei  um bom fim. Na verdade, nada teria dado certo em minha vida, se aquela segunda-feira chuvosa não tivesse existido: Foi no dia 26 de outubro de 1964, as 21 horas; no pequeno templo congregacional, quase defronte à estação das barcas; visitado naquele dia, pelos cadetes do Exército de Salvação em uma de suas campanhas. Ali, ouvi a Palavra! Ali tudo começou! Ali, eu me tornei um dos milagres de Deus. Enfim; não há um dia em minha vida, que eu não seja abençoado pelo que ali aconteceu.

Todos nós temos uma singular história de vida; diferente de todas as outras, ainda que parecida com algumas delas. Portanto, nossa história é a "nossa história". E, por pior que tenha sido o seu início e o seu desenvolvimento; dependendo da decisão que tomarmos, em Deus, o seu final poderá ser excelente, caso haja um real encontro com Deus. Na verdade, por mais que um garimpeiro perfure a terra, em busca de gemas e metais preciosos; a verdadeira riqueza só poderá ser finalmente encontrada, quando tivermos um encontro real com Jesus. Ao longo de minha curta existência eu tenho visto inúmeras vidas, sem rumo e sem sorte, serem transformadas por um real encontro com Deus.

Devemos meditar neste texto: "Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma." (1 Coríntios 6:9-12). Ele pode ter tudo a ver conosco.

Parecia ser impossível, como afirma esta canção; mas Jesus fez acontecer:
https://youtu.be/WoYoT1fR8qo

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Somos amados por Deus


Hoje, manhã bem cedo, enquanto eu buscava a face do Senhor; me recordei desta expressão de Davi: "Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?" (Salmo 8.4). Mesmo estando o texto pontuado por interrogação; na verdade, ele não traduz dúvida, mas admiração. Então, agradeci a Deus pelo fio chamado esperança; que me mantém ligado à herança futura. E agradeci pela semente chamada fé; que me mantém de pé, quando inúmeras forças procuram me fazer cair. É sempre bom saber que o Senhor cuida de nós; e poder retribuir com o coração cheio de gratidão e louvor o Seu cuidado para conosco. Sim! Somos amados por Deus, amor imenso e profundo!

Eu sei que, desde o meu grito ao nascer, até o meu suspiro ao partir, vou acumulando fatos e lembranças que apontam para o cuidado de Deus para comigo. Duas coisas me causam admiração: A primeira, o fato de homens ímpios abdicarem da crença, mesmo declarando fé em Deus; sem se darem conta de que - mesmo acumulando pecados - vivem e seguem no jogo da vida, devido ao cuidado de Deus para com eles. A segunda é o fato de muitos crentes viverem vida pautada no mundanismo e vaidade, mesmo professando tipo de fé em Jesus - todavia, sem obras - que não consegue mudar o seu estilo de vida. E assim, ambos os tipos de vida nem percebem que muito em breve virá o juízo divino.

Este texto apresenta a fé em Deus: "Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo? E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano, E algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí? Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma. Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o creem, e estremecem." (Tiago 2:14-19). É fé plena de obras!

Sempre ouço canções, como esta, do Ozeias de Paula:
https://youtu.be/Tlrni-L4N0A

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 12 de abril de 2016

Vida cristã de qualidade


Neste domingo, tive o prazer de pregar na cidade de Pequeri, onde Maria Célia e eu passamos o fim de semana, comodamente hospedados, na casa do Pastor Joaquim e de sua esposa, irmã Dinorá. Durante a manhã, pregamos no culto batismal, discorrendo sobre a fórmula e o significado do batismo e sobre a nova vida em Cristo. A noite, no culto de aniversário, pregamos sobre a eficácia do sacrifício de Cristo; o qual, pela cruz, nos concedeu vida cristã de qualidade capaz de produzir frutos eternos. Louvei a Deus pelo estado geral desta igreja wesleyana! E percebi que o testemunho de vida e obra da família pastoral promove um admirável ritmo de dedicação e crescimento a este rebanho de Deus. Minha oração é que o Senhor sustente a IMW de Pequeri neste estado de graça.

Alguém que se propõe a servir a Deus em espírito e em verdade precisa produzir frutos de salvação e de santidade, que referenciem este santo relacionamento. Ou seja: Uma declaração de compromisso com Deus, destituída dos frutos correspondentes à mesma, acaba por se tornar em um mero palavreado sem base e sem crédito; seja no céu, seja na terra. Estou convencido de que a marca de um genuíno testemunho cristão produz mais resultado no reino de Deus, do que mil sermões bem compostos e bem pregados. Tenho percebido que, quando um pregador é bem sucedido em sua pregação; isto nem sempre se deve à qualidade de seu sermão; pois são inúmeros os casos, em que o sucesso do pregador é creditado ao testemunho e oração daquela igreja que lhe fez o convite.

Veja o testemunho da igreja em Colossos: "Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, Aos santos e irmãos fiéis em Cristo, que estão em Colossos: Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós, Porquanto ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus, e do amor que tendes para com todos os santos; Por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual já antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho, Que já chegou a vós, como também está em todo o mundo; e já vai frutificando, como também entre vós, desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade" (Colossenses 1:1-6). Era uma igreja exemplar!

Igreja gloriosa - destemida e perseverante:
https://youtu.be/uXxQKpn9ZNE

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Orar é viver e deixar viver


Preciso me manter preparado; tanto para enfrentar os ardis de Satã, como para ser um vaso capaz de edificar as vidas que estão ao meu redor. E não conheço melhor instrumento de preparo e edificação do que a oração. Daqui a pouco, Maria Célia e eu estaremos indo rumo à Pequeri; onde iremos comemorar com aqueles amados irmãos, o aniversário da IMW naquela cidade mineira. Sou grato a Deus pela parte que tivemos, no projeto de consolidação e expansão daquela querida igreja wesleyana. E posso garantir que tudo foi fruto de oração.

Algumas vezes, sou levado a pensar que minha vida com Deus (em especial, minha vida de oração) parece incomodar algumas pessoas; então, chego à seguinte conclusão: Se buscar a Deus incomoda uns; se deixar de buscar a Deus incomoda outros; vou, ao menos, buscar edificar a minha vida espiritual, orando e vivendo cada dia no Senhor. Afinal, o aprendizado de quem busca a Deus é sempre da mais alta qualidade; sem contar o socorro bem presente para quem busca abrigo à sombra do Onipotente. Orar é viver e deixar viver. Oremos!

Orando sempre: "Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós, Porquanto ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus, e do amor que tendes para com todos os santos; Por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual já antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho, Que já chegou a vós, como também está em todo o mundo; e já vai frutificando, como também entre vós, desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade" (Colossenses 1:3-6). Glória ao nosso Deus!

Aproveito o momento, para me edificar com esta canção do Asaph Borba:
https://youtu.be/NhIRxmLLOuA

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 10 de abril de 2016

Mentes e corações vazios


Em certas ocasiões, procuro olhar para dentro de mim mesmo... E, chego à seguinte conclusão: Se não consigo me entender com exatidão; como então entender o que se passa à minha volta? Na verdade, o ser humano desprovido da graça reveladora do Deus eterno; vive, age e reage de modo semelhante aos primatas. E esta é a razão maior de tantas maldades e loucuras praticadas por muitos; que teriam tudo para ser sensatos, justos e piedosos, se buscassem conhecer a Deus segundo as Escrituras sagradas. E assim vivendo, com mentes e corações vazios do Criador, se enchem de ideias e motivações impróprias.

Faz um bom tempo, abri mão do meu orgulho e vaidade... Mas não da certeza de que devo monitorar meus sentimentos e motivações, para ver se eles passam no crivo da vontade de Deus; pois o mundo em que eu vivo me obriga a estar sempre atento, sem me descuidar um só momento. E isto porque, circunstâncias em que muitos veem vantagem e benefício, os meus olhos espirituais enxergam situação de perigo. E assim vivendo, peço sempre a Deus que guarde minha pequena vida e minha pequena casa; pois sei o quanto nós somos frágeis; e, sem a ajuda do Senhor, não temos a menor chance de final feliz.

Este salmo já inspirou belas canções: "Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono. Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta." (Salmos 127:1-5). E inspira minha vida.

Esta é uma excelente canção para ser cantada neste momento:
https://youtu.be/zld1S0RpM44

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 9 de abril de 2016

Por loucura ou ignorância


Ao me aproximar do Senhor, trago comigo duas certezas: A primeira é a convicção que tenho, de que Ele é protetor e provedor daqueles que o buscam. Então, esteja eu no deserto mais ardente ou no vale mais escuro; na mais alta montanha ou na mais densa floresta, sei que não tenho o que temer; pois, se o Senhor estiver comigo, minha provação resultará em minha colheita mais próspera. A segunda é a certeza de que todas as coisas redundarão em meu proveito; pois, o único mal que pode me arruinar é o meu próprio pecado. Logo, não devo ocultar meu pecado ou justificar meus erros. Pois nosso Deus tudo vê.

Eu sei que, mesmo a oração sendo secreta; na presença de Deus não cabe secretismo. Ou expomos tudo em Seu altar e Ele se revela; ou ocultamos pecados e Ele se ausenta. Simples assim! Resumindo: Não dá para viver vida dupla na presença de Deus. Portanto, bom é por em Sua mesa, nossas dores e prazeres; nosso pranto e sorriso; nossas convicções e incertezas; nosso louvor e queixume; enfim... Deus jamais entrará em jogo de "esconde esconde" que, por loucura ou ignorância, alguém tente iniciar com Ele. Então, diante do Senhor, ou tudo deve ser posto com clareza; ou tudo ficará escuro como breu.

Esta oração feita e testemunhada pelo salmista Davi dá consistência ao que externei nesta bendita manhã: "Vinde, e ouvi, todos os que temeis a Deus, e eu contarei o que ele tem feito à minha alma. A ele clamei com a minha boca, e ele foi exaltado pela minha língua. Se eu atender à iniquidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá; Mas, na verdade, Deus me ouviu; atendeu à voz da minha oração. Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração, nem desviou de mim a sua misericórdia." (Salmos 66:16-20). Portanto; quando fechamos a porta do coração ao pecado, a comunhão com Deus se estabelece.

Em momentos assim é sempre bom ouvir esta canção do Anderson Freire:
https://youtu.be/Y8QWKwo5Vw8

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Bíblia aberta ao colo


Por mais que eu me debruce sobre os livros - sejam eles de religião ou de história universal - não consigo encontrar nada semelhante ao que vejo com os meus olhos, nestes dias cinzentos. São notícias ruins sucedendo notícias ruins... E me pergunto: O que mais está a caminho? Então, procuro resposta nas Escrituras sagradas; pois elas são bem mais precisas e atuais, do que os jornais que estarão nas bancas nos próximos dias. E elas me dizem que estes são os tempos difíceis profetizados no passado; e me ensinam como lidar com eles. Precisamos buscar nossas respostas na santa Palavra de Deus.

A Bíblia nos ensina a conviver com os dias maus; sem esperar que o mundo responda com brandura e empatia às nossas indagações e necessidades. Precisamos, sim, ter na Palavra de Deus o nosso pão diário; e usa-la no dia a dia, como o viajante utiliza uma bússola para se manter no rumo certo. Portanto, creio ser relevante o estudo bíblico à moda antiga; em que um grupo monitorado por um irmão mais experiente, se assenta - em roda ou semi-círculo - com a Bíblia aberta ao colo; consultando e discutindo sobre como se resguardar, dos perigos que nos afligem e sobre a vida eterna à nós prometida.

Procure meditar nesta palavra: "Vos dizemos, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras." (1 Tessalonicenses 4:13-18). As Escrituras sempre têm resposta!

É assim mesmo, como diz esta canção bem conhecida: Os crentes convivendo e caminhando juntos, desfrutando o amor de Deus:
https://youtu.be/Kpf1AYoB_v0

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Senti incontrolável emoção


Embora eu saiba que a importância do ato de orar independe do lugar em que nós estejamos; todavia, sinto um prazer especial quando eu posso orar aqui, no Centro de Convenções em Xerém; onde me encontro desde ontem, em reunião do Colégio Episcopal. Graças a Deus, pude levantar mais cedo e cumprir minha rotina de oração! Afinal, o que seria de mim; caso eu não tivesse sido convencido da importância e da eficácia da oração secreta? Enquanto estive orando, pude percorrer em espírito, o trajeto que venho fazendo ao longo do tempo; então, eu pude me ver atravessando as fronteiras das cidades, estados e nações às quais o Senhor me levou. Confesso, senti incontrolável comoção.

No tempo gasto em oração, ao fazer indagações; o Espírito de Deus falou ao meu espírito que, nos lugares por onde passei, deixei luzes acesas e sementes plantadas cujos frutos são testemunhas daquilo que fiz para o meu eterno Senhor, em prol de inúmeras vidas que Ele amou e resgatou. Aleluia! Enquanto eu ainda orava, louvei a Deus por Seu carinho e atenção para comigo e para com a minha pequena casa. Então, percebi mais uma vez que o ser humano não pode fazer nada de bom se a mão de Deus não estiver sobre sua vida. E esta é, provavelmente, uma das principais razões dos males causados pelos líderes e governantes ímpios. Então, aproveitei para pedir a Deus, que venha sarar nossa nação!

Atentemos à esta doutrina: "Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Não erreis, meus amados irmãos. Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas." (Tiago 1:13-18). Somos salvos para odiar o pecado e amar o pecador!

A cruz está vazia... Jesus se move entre nós. Aleluia!
https://youtu.be/b2pK3V8VXLU

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Coração pleno de gratidão


Acordei nesta manhã com o coração pleno de gratidão a Deus! E os motivos são tantos, que nem dá para enumerar. Agradeci pela família que Ele me deu a condição de constituir; agradeci por ser amado e protegido; e também, pelos amigos e irmãos que tenho. Agradeci por me ter dado a graça de saber lidar com este mundo mau, sem me deixar amedrontar ou atrair por sua dupla face (ora enfurecida, ora sedutora); pois, estando nele, não pertenço a ele. Então, me lembrei de dois testemunhos magníficos: O texto em que aparece a palavra "Ebenézer"; e a canção "Te agradeço".

Existem tantos interesses orbitando à nossa volta... Tantos, que o nosso maior desafio é saber definir nossas prioridades relativas aos mesmos. De quando em vez, faz bem lembrar esta resposta de Jesus a Marta: "Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada." (Lucas 10:41-42); pois, não são poucas as vezes, em que optamos por prioridades determinadas por nossa precipitação; sem levarmos em conta a sua relevância. Quando agimos apenas pelo impulso, geralmente lamentamos depois.

Que maravilhoso testemunho este: "E sucedeu que, estando Samuel sacrificando o holocausto, os filisteus chegaram à peleja contra Israel; e trovejou o Senhor aquele dia com grande estrondo sobre os filisteus, e os confundiu de tal modo que foram derrotados diante dos filhos de Israel. E os homens de Israel saíram de Mizpá; e perseguiram os filisteus, e os feriram até abaixo de Bete-Car. Então tomou Samuel uma pedra, e a pôs entre Mizpá e Sem, e chamou-lhe Ebenézer; e disse: Até aqui nos ajudou o Senhor." (1 Samuel 7:10-12). É sempre bom confiar na graça e no amor de Jesus!

Que canção maravilhosa esta! Ela expressão o meu sentimento de gratidão:
https://youtu.be/qTXeK5sQwVk

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 5 de abril de 2016

Quanta vitória alcançada


Hoje, o Espírito de Deus me conduziu bem mais cedo ao lugar de oração. Enquanto eu balbuciava as primeiras palavras, pensei em Davi, o abençoado rei de Israel... Quantas lições tenho aprendido com este servo de Deus! Deus me fez lembrar esta oração de Davi: "Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores." (Salmos 34:4). Realmente; quantos temores tentam nos assaltar, ao longo de nossa curta existência; sem que saibamos como resistir-lhes? Aprendi que orar como Davi nos capacita a dizer como ele: "Por que temerei eu nos dias maus, quando me cercar a iniquidade dos que me armam ciladas?" (Salmos 49:5). Meu Deus é fiel!

Ao orar, me enchi de certeza quanto ao cuidado do Senhor por mim! Realmente... Quanta segurança sentimos, quando estamos em Sua presença! Quanta vitória alcançada, por ter Deus rasgado o véu que nos impedia de estar diante dele! E isto só se tornou possível pelo fato de ter, pela cruz, derrubado a parede de separação antes existente. Glória a Deus! Eu até entendo os adoradores de deuses falsos; em sua busca frenética pelo favor de quem jamais poderá lhes responder e ajudar; pois a oração é coerente com a fé. O que não entendo é a falta de oração dos adoradores do Deus eterno; que enviou o Seu Filho pra morrer a nossa morte e pra salvar a nossa vida.

Este texto da Palavra de Deus faz um resumo de tudo aquilo que Deus fez em nosso favor por meio de nosso Senhor Jesus Cristo: "Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto." (Efésios 2:11-13). Logo, jamais encontraremos vida verdadeira fora da pessoa do Salvador Jesus!

Esta música expressa o fundamento e o conteúdo de uma vida que se decidiu pelo Deus verdadeiro:
https://youtu.be/b2pK3V8VXLU

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Vou procurar viver o hoje


Neste fim de semana; enquanto líderes de nações poderosas se reuniram, preocupados com o risco iminente de atentado nuclear por parte do terrorismo internacional; o Brasil continuou a assistir a obstinada insistência de líderes corrompidos e esgotados, em se manter à qualquer custo no poder pelo poder; mesmo sem ter mais nada a oferecer em prol da envergonhada e desprotegida nação brasileira. Ao acompanhar as más notícias que se sucedem; precisamos nos preparar para o que se seguirá ao desfecho de tudo isto; pois, estes ainda não são os piores males... Pois o vinho da ira que supre o cálice da dor e do sofrimento ainda não se esgotou. Que o Senhor nos guarde do mal que se aproxima... Sim, dos dias maus que ainda estão por vir.

Ao acompanhar o estado de decadência crescente, em que a humanidade está vivendo; sou levado a crer que faço parte de uma geração sem rumo e sem futuro; geração que a Palavra de Deus rotula de "geração perversa". Ainda bem que conheço a Palavra de Deus; e ela me faz saber que, neste mundo, o pão é o do dia; a alegria é a do dia; o mal é o do dia... Pois Deus nos disse que o pão nosso é o de cada dia, que a alegria vem ao amanhecer e que basta a cada dia o seu próprio mal. E assim vivendo, preciso orar em favor do dia de hoje, pois... O amanhã não faz parte deste dia. Talvez seja por isto que o Senhor recomenda não nos inquietarmos com o dia de amanhã. Em assim sendo, vou procurar viver o hoje como se o amanhã não existisse.

Assim nos exorta a Palavra de Deus: "Saiba pois com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo. E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos? E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar. E com muitas outras palavras isto testificava, e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa." (Atos 2:36-40). Portanto, devemos dar ouvidos à ela!

Esta canção traduz perfeitamente a razão da nossa esperança e confiança:
https://youtu.be/hRuePzx6DYQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 3 de abril de 2016

Entrega tudo a mim


Tenho prendido que a melhor coisa que acontece, quando oramos, é ter o socorro do Espírito Santo. E nesta manhã mesmo, ao orar, pedi a Deus que me guarde do medo e da inquietação... E a voz do Seu Santo Espírito soou forte em meu íntimo: "Se queres desfrutar segurança e descanso; entrega tudo a mim". Então, ali no lugar de oração, me dispus a entregar meu medo e inquietação. Enfim, ouvi em meu íntimo que o amor lança fora o medo (1 João 4:18); assim como a paz lança fora a inquietação (Filipenses 4.6-7). Como é bom buscar a Deus em oração! Como caiu bem em meu coração esta palavra!

No lugar de oração eu aprendo sempre! Sinto ser necessário dizer: Eu não oro apenas para fazer a obra de Deus com mais eficiência; pois, entendo ser necessário desfrutar da presença do Senhor. E a oração é, de longe, o melhor modo de cultivar esta Presença. Ainda em oração, eu disse a Deus que Ele é o meu melhor amigo; e que o  Espírito Santo é o meu melhor consolo; e que Jesus é o meu melhor presente. Na verdade, quando chegamos a este ponto, na oração, tudo passa a fluir mais livremente! A adoração passa a ter sentido e a intercessão passa a ter resposta, pois Deus sempre atende ao coração contrito.

Que Palavra linda esta: "Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado." (Romanos 5:1-5). É a bendita Palavra de Deus!

Vou finalizar este momento ouvindo a canção "Perto quero estar", com o "Ministério Apascentar":
https://youtu.be/s6871xx3LBk

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 2 de abril de 2016

Nesta fé eu tenho vivido


Desde que me converti a Cristo; nunca tive a menor dúvida de que a Palavra de Deus é imunizante para minha mente, remédio para minha dor e nutriente para minha fé. E nesta fé eu tenho vivido e me movido; sem me deixar desorientar - nem por contradições do ser humano; nem por ataques contínuos do vil tentador contra aqueles que têm fé em Jesus. E assim; ou postamos nossa fé na Palavra de Deus como nosso fundamento; ou curtimos dúvida e insegurança pela vida afora. Que existem dois rumos - o da vida e o da morte - a grande maioria já sabe; seja pela razão, seja pela intuição. Porém, a grande questão não é ter esta ciência; mas sim, o que fazer com ela.

Com base no que sei, sobre o Deus a quem eu sirvo e sobre Sua Palavra; tenho procurado manter a minha mente descansada em Sua vontade, minha alma quieta em sua presença e meu espírito atento ao que Ele quer falar ao meu coração e à Sua Igreja. Sei que manter esta conexão em dia não é tão simples como parece; no entanto, posso contar com a ajuda de Jesus e com o socorro do seu Espírito. Vejo crescer declarações de fé em Jesus, tudo sob o manto de modismos, mantras e canções... Porém, eu sei que - para não perder o rumo - meu espírito, alma e corpo precisam ser nutridos e preservados pela santa Palavra de Deus. E esta será sempre a minha maior defesa.

Tenho este texto como um dos mais inspiradores para minha vida: "Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal. E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará. Irmãos, orai por nós." (1 Tessalonicenses 5:16-25). Este é o tempo para fortalecermos as nossas bases espirituais.

Este é também um bom momento para ouvir esta canção do Asaph Borba:
https://youtu.be/6CL2Q1b7TQU

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Necessidade de referencias


Existem dias, em que sentimos necessidade de buscar referências que nos motivem a dar continuidade ao esforço de conseguir ou de fazer alguma coisa. Aqueles que me conhecem - de perto ou de longe - devem saber que vejo na oração, um dos mais importantes atos que um cristão pode e deve praticar. Jamais escondi a minha preferência por Daniel, o sábio profeta da Bíblia; embora eu saiba que existem outros personagens, dentro e fora das Escrituras, com vida de oração tão marcante quanto a sua. Entretanto, nesta manhã  eu me senti atraído para a oração de Davi, no Salmo 86. Bendito seja o nome do Senhor!

Desde muito cedo, aprendi que - mesmo não tendo na vida tudo o que quero - tenho da parte de Deus tudo que preciso. Que bênção! Entretanto, existem aqueles dias em que sentimos falta de algo, que não sabemos definir. Tenho notado que algumas orações de Davi, vistas nos salmos, exibem alguma inquietude interior cuja razão não está perfeitamente clara. E mesmo a Palavra nos exortando quanto ao perigo da inquietação; todavia, não há um cristão que, em certos momentos da vida, não tenha sido incomodado por seu insistente assédio. Mas, em horas assim, a oração pode neutralizar os seus efeitos.

Como este salmo edifica: "Inclina, SENHOR, os teus ouvidos, e ouve-me, porque estou necessitado e aflito. Guarda a minha alma, pois sou santo: ó Deus meu, salva o teu servo, que em ti confia. Tem misericórdia de mim, ó Senhor, pois a ti clamo todo o dia. Alegra a alma do teu servo, pois a ti, Senhor, levanto a minha alma. Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade para todos os que te invocam. Dá ouvidos, Senhor, à minha oração e atende à voz das minhas súplicas. No dia da minha angústia clamo a ti, porquanto me respondes." (Salmos 86:1-7). E melhor ainda é lê-lo todo!

Que bem nos faz ouvir esta música "Oração de Davi", na voz inconfundível de Feliciano Amaral:
https://youtu.be/PqlbZTTQibU

Cordialmente;
Bispo Calegari