sábado, 19 de dezembro de 2015

Profunda paz sentida


Estive orando a Deus nesta manhã... Não conseguiria explicar tão profunda paz sentida! Então, me pus a agradecer. Agradeci, pelo amor de Jesus, que por mim se entregou. Agradeci, pelo amor do Pai, que por mim entregou Seu Filho. Agradeci, por este tão grande amor, que se manifesta em meio à dor e alívio, doença e cura, alegria e tristeza; amor sempre disponível e paciente, provedor da graça e perdão. Agradeci por minha vida presente e por minha vida futura. Nem seria preciso dizer o prazer que senti, por saber que sou amado pelo Deus eterno, que enviou Seu Filho, a Quem sirvo de coração!

Em meu momento de oração, não descuidei da intercessão. Afinal, ela pode mudar muita coisa - tanto na vida da gente como na dos outros - trazendo justiça e paz de Deus, aos corações desprovidos de justiça e paz na terra. Já notei que existe dia em que as orações são facilitadas; sinto em meu espírito que hoje foi um desses dias. Foi como se um caminho se abrisse, na linha do horizonte, permitindo especial acesso ao mundo espiritual. Em dias assim precisamos aproveitar bem o momento de oração; muito embora, isto não signifique que o lugar oração deva ser evitado, quando o céu parece estar fechado.

Este é o grande amor de Deus:

"Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito:Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia;Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor."
(Romanos 8:35-39)

Quem poderá nos separar dele!

Como faz bem ouvir esta canção sobre o amor de Deus, entoada por Zé Marco & Adriano:
https://youtu.be/-8k9IsbDw_s

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário