sábado, 28 de novembro de 2015

Uma nação chamada Brasil


Existem ocasiões, em que me sinto como um ferido de guerra. Esta é uma delas. E nesta manhã (céu nublado em Uberlândia) procuro me ajeitar no lugar de oração, para buscar satisfazer minha sede de Deus e recorrer aos curativos que sempre encontro na presença do Senhor. Aproveito para orar por uma nação chamada Brasil, ferida em suas entranhas; mal amada e maltratada por aqueles que deviam cuidar dela. E não consigo deixar de pensar, que nem o mar de lama que desceu das montanhas de Mariana e se esparramou por toda a extensão do leito do Rio Doce, até a sua foz; consegue fazer tanto mal quanto o mar de lama moral que corrompe e denigre uma nação inteira.

Enquanto procuro alcançar o favor de Deus, fico a pensar... Não sei se alguém sente como me sinto: Uma espécie de viajante do tempo que se vê transportado de um lugar de sonhos e visões - a cinquenta anos atrás - e chega a outro lugar, de dor e tragédia; marcado por violência e decadência tal, que enlouquece e corrompe, até mesmo a muitos cristãos! Então, intercedo por aqueles que são vítimas de perseguição atroz; perpetrada por ímpios que - em nome de uma causa ou de uma crença - torturam e matam com requinte de crueldade e prazer. E tudo faz pensar que, até que Jesus venha, muito sangue ainda vai correr, das feridas impostas sobre os que amam adorar e servir a Jesus.

Creio que o quadro desta advertência é contemporâneo com os dias atuais: "Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias. Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito; Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que eu vô-lo tenho predito." (Mateus 24:21-25). Precisamos pedir a Deus que nos livre do mal que está por vir.

Estou trazendo esta canção entoada por José Carlos; bem apropriada para este tempo:
https://youtu.be/D2BbfOsGdKU

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário