quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Laodicéia e Filadélfia

Era uma vez... Duas Senhoras de fino trato, seguindo juntas no curso da História - em caminhos distintos e com opções e destinos diferentes. Trata-se de Filadélfia e Laodicéia; duas damas que caminham na noite escura. Sua história é antiga... Mas, o contexto profético que ambas protagonizam é bem atual. As vezes penso que elas nem se dão conta do importante papel profético que desempenham, no grande palco da existência humana.

Laodicéia e filadélfia... Damas muito bem vestidas, cuja aparência não revela aquilo que trazem oculto em seu íntimo. São experiências e segredos acumulados ao longo do tempo. Os bastidores de sua existência são tão insondáveis como as gemas preciosas em seu casulo de granito. Apenas os olhos de Deus conseguem ver com clareza aquilo que trazem dentro de si. E elas seguem com segurança o caminho que escolheram seguir - em direção ao seu eterno destino.

Uma delas - Filadélfia - é a dama do dia! Sempre discreta; exibindo suas vestes alvas, sem manchas alguma, enquanto caminha. Sua roupagem se parece com a branca lã de um carneirinho. Em sua necessidade de claridade; contenta-se com a luz do sol batendo em seu rosto - fazendo-o brilhar naturalmente. Sua brancura é semelhante a neve no topo de uma montanha gelada. Caminha firme, embora cansada, procurando chegar ao destino antes do anoitecer.

Já a outra - Laodicéia - é a dama da noite! Apresenta-se sempre insinuante; exibindo a exuberância de seus vestidos de cor escarlate. E assim, consegue atrair, de imediato, o olhar daquele que por ela passa. Ela vive em busca da luz dos holofotes deste mundo; que refletem sobremodo o esplendor de suas vestes. E ela sabe acentuar o seu brilho; recorrendo as lantejoulas e purpurina que usa em excesso. Caminha com desenvoltura - sem ter o destino como preocupação imediata - pois, a noite lhe faz bem.

Filadélfia - enquanto caminha - necessita, de quando em vez, procurar a sombra do caminho; por onde perambulam vidas sem rumo e de destino incerto. Já Laodicéia - pelo contrário - procura ser o centro das atenções. Gosta muito das luzes da noite; pois, as mesmas ajudam a ocultar o estado sombrio em que vive. Enquanto Filadélfia caminha vacilante - as vezes sem forças para prosseguir. Laodicéia, em seus sapatos altos - julgando-se rica e poderosa - caminha como se fosse a "senhora do destino".

Elas são tão diferentes entre si... À primeira vista, é bem fácil saber distinguir uma da outra. Filadélfia e Laodicéia estão por aí - caminhando entre nós. Creio que você conseguirá identificá-las muito bem, mediante o modo como andam e procedem; e, por suas preferências aqui postadas.

Cordialmente;
Bispo Calegari

Um comentário:

  1. Deus lhe abençoe Sr. Bispo pela sabedoria nesta mensagem!! Jamais olhei para estas passagens bíblicas como duas damas..
    Esta palavra ministrou muito ao meu coração. Obrigada por deixar Deus lhe usar para ministrar aos corações das suas ovelhas.

    ResponderExcluir