sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Protegido em minha crença


Que bênção, Pai celeste! É poder crer na verdade; e poder viver com verdade a minha crença. E crer que existe Deus no Céu, rodeado de seres celestiais; assim como existe o ser humano na terra, cercado de vida a sua volta. Que bênção é poder crer contra as circunstâncias e crer contra os inúmeros argumentos hostis à crença; pois a fé, sem invalidar a ciência, vai muito além dela. Porque, se o conhecimento nos leva ao limite do natural; a crença porém nos leva ao sobrenatural.

Portanto, Pai celeste; eu creio que, com a tua Palavra, abriste o mar vermelho e estabeleceste paredes invisíveis entre as partes; para que o teu povo Israel pudesse atravessar entre elas, sob o comando de Moisés - o legislador. Também creio que alongaste o dia; para que o teu povo eleito pudesse celebrar a vitória, sob o comando de Josué - o guerreiro. Enfim... Creio que enviaste o teu amado Filho Jesus; para que eu pudesse ter a paz e segurança, protegido em minha crença.

Amados irmãos; Deus vos conduz em crença, "Para que andeis honestamente para com os que estão de fora, e não necessiteis de coisa alguma. Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele." (1 Tessalonicenses 4:11-14). Amém! Assim creio, assim eu vivo!

Como eu gosto de ouvir e cantar esta canção do "Sinal de Alerta":
https://youtu.be/VeNM5sTTqXQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário