quarta-feira, 21 de setembro de 2016

O amor de Deus é remédio


Ao me prostrar em oração me senti levado a pensar no caminho que, ao longo de minha vida, tenho percorrido... Caminho que intercala os maus e bons momentos; e que intercala dias de regozijo com dias de provação; dias de descidas e subidas escarpadas. Então, comecei a entoar uma canção de louvor... E senti paz enquanto cantava; pois o Espírito Santo me fez lembrar que, enquanto eu caminho; vou sendo guardado pela graça salvadora que me livrou do pecado e da morte; vou sendo fortalecido pela fé nas promessas de Deus; e, sustentado pela esperança que não traz confusão à quem tem o amor de Deus.

É algo maravilhoso, indescritível, ter o amor de Deus derramado no coração; pois ele não exige compreensão dos que estão a sua volta, nem impõe suas cargas sobre a vida de outrem; pois, é tangido pelo mesmo sentimento que, no passado, inspirou Francisco de Assis. É algo prazeroso, saber e sentir que o amor de Deus é remédio para todo e qualquer tipo de doença - do corpo e da alma - sem o menor risco de efeito colateral indesejável. O amor de Deus pode salvar um casamento em crise, ou uma amizade rompida; tanto quanto é capaz de salvar uma alma perdida. Enfim... Só o amor de Deus tudo suporta.

Amor tão grande: "O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado." (1 Coríntios 13:4-10). Amor de Deus!

Esta é a canção que cantei nesta abençoada manhã:
https://youtu.be/875sZwrq_yM

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário