quinta-feira, 19 de abril de 2012

O agir de Deus

 
Muitas vezes me deparo com questionamentos acerca do agir de Deus - tais como: "Por que Deus não agiu nesta situação?"; ou, "por que Deus agiu deste modo?". Percebo que estas e outras indagações parecem indicar que só aceitamos sem reservas o agir de Deus, quando o Seu agir vem ao encontro do nosso desejo e da nossa opinião. Ao longo de minha vida, tenho percebido que a maioria dos cristãos vive num estado entre confusão e preplexidade, por não conseguir entender o agir de Deus.

Eu mesmo, em diversas ocasiões, fiquei a refletir sobre a palavra e o silêncio de Deus - pensando cá com os meus botões: "O que Deus quer dizer com isso?"; ou, "por que Deus não fala comigo?". E só consegui "silenciar" estas e outras indagações de minh'alma, quando me aprofundei no testemunho de Asafe: "Quando pensava em entender isto, foi para mim muito doloroso; Até que entrei no santuário de Deus; então entendi eu o fim deles" (Salmo 73.16-17). Este salmo revela o conflito de Asafe, esperando o falar e o agir de Deus. Somente quando ele entrou no "Santuário de Deus" é que entendeu tudo isso.

Em todo o Universo, não existe nada ou coisa alguma, que consiga impedir Deus de alguma coisa. O Seu eterno poder transcende a qualquer poder - conhecido ou desconhecido - sendo somente condicionado pelo Seu querer. Sim! Porque somente a vontade soberana de Deus pode condicionar e estabelecer limites para as Suas ações - seja no tempo, seja no espaço, seja no espaço-tempo. Enfim, nada pode impedir o agir de Deus, a menos que Ele mesmo não queira agir. Pois, Deus jamais se deixa manipular!

Jamais existirá alguém que seja capaz de impedir o agir de Deus. Até porque, não há como ter sucesso nesta tentativa! É o próprio Deus que assim se expressa: "Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?" (Isaías 43:13). É isso mesmo! Ele age ou não, segundo o Seu querer! O que ocorre é que, quando o homem descrê e se endurece, Deus o entrega aos seus próprios devaneios e loucuras. Isso acontece com grande freqüência!

Isso não significa que Deus tenha sido impedido de agir em prol de alguém assim. É que, alguém - cujos sentimentos o afasta de Deus e o liga ao pecado -  receberá de Deus o mesmo tratamento, sendo por Ele entregue aos seus insanos sentimentos. "E saiu ao encontro de Asa, e disse-lhe: Ouvi-me, Asa, e todo o Judá e Benjamim: O SENHOR está convosco, enquanto vós estais com ele, e, se o buscardes, o achareis; porém, se o deixardes, vos deixará" (II Crônicas 15:2). O agir de Deus é lindo... Na vida de quem é fiel!

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário