sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O mal em forma humana


Ao me estender em oração, segui a orientação do "Pai Nosso" (que é nossa oração modelo); e pedi ao Senhor que nos livre do mal; pois o mal parece ter adquirido corpo e forma humana, tendo se tornado onipresente. E, em sua forma humana, ele está entrincheirado nas comunidades carentes e na alta sociedade; também se entrincheira nos parlamentos, nos tribunais e nos governos humanos. E, devido à este aparato, as vozes da corrupção e da violência exercem forte influencia em todas as esferas, impondo leis brandas contra o crime organizado e pesados impostos contra o cidadão comum. Enfim... Estamos em maus lençóis! E só temos Deus para nos defender.

Enquanto me rendo ao Senhor nosso Deus; fico a pensar no modo ingênuo como parecemos nos surpreender por aquilo que sabemos existir e se passar. A Palavra de Deus sempre sentenciou que este mundo jaz no maligno (o fim deste sistema iníquo é um jazigo, cuja lápide terá esta inscrição). Portanto, o que nos resta é escolher melhor os nossos representantes políticos (dentre os que carregam histórico de boa procedência e finalidade, distantes das manchetes de corrupção e violência). Sei muito bem, que tais cuidados não são garantia de acerto em nosso voto; todavia, são base de bom senso e certeza de consciência em paz; caso nos enganemos na escolha.

Veja o parecer dos apóstolos sobre a escolha de administradores: "Ora, naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano. E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas. Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra." (Atos 6:1-4). E na política, nosso procedimento não deve ser diferente.

Esta canção nos move a voltar às origens do cristianismo autêntico:
https://youtu.be/Isr3nVCVeP0

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário