sábado, 3 de novembro de 2012

Recursos da razão


Na manhã deste dia, enquanto eu estava prostrado aos pés do Senhor Jesus; percebi o quanto nos equivocamos ao tentar refletir sobre Deus e a eternidade com os recursos da razão. É... Não há mesmo como entender o mundo espiritual com a mente condicionada pelo mundo natural. Com as divagações intelectuais, cometemos alguns erros grosseiros e perigosos. Só para ajudar, dou aqui alguns exemplos:
 
Quando refletimos sobre Deus somente pela razão, podemos condicioná-lo aos nossos limites; dando-lhe formato e sentimentos humanos. E assim, na tentativa de explicá-lo intelectualmente - mesmo de boa fé - acabamos por reduzi-lo ao nosso modo de pensar e entender as verdades espirituais que julgamos ser as únicas corretas. No passado, monstros e criaturas inferiores foram promovidos a deuses - transformados em ídolos e símbolos da divindade - devido a loucura da razão desprovida de revelação.
 
E do mesmo modo, quando a razão prevalece, nos tornamos juízes e algozes do nosso próximo; condenando aqueles que nos criticam e refutam; e, absolvendo aqueles que concordam conosco em tudo o que definimos como verdade. E assim, apressados em defender conceitos pessoais; é muito comum penalizarmos inocentes e inocentarmos criminosos; tudo isso, em nome dos imperativos da razão despida de unção.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário