quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Prevalecendo em oração


 
Algumas madrugadas atrás, estive orando perante o meu Deus... Como me sinto bem ao encontrar motivos para orar e interceder, sempre que me prostro diante do Senhor, no lugar de oração! Na verdade, não vejo de que modo um cristão pode resistir ao rolo compressor do mal; caso não se mantenha no lugar de oração. E não me refiro àquela oração rotineira; que muitas vezes não passa de um conjunto de palavras decoradas. Não digo que isso não seja importante; pois, fazer uma oração curta ou uma oração repetitiva; é bem melhor do que não orar de modo algum. No entanto, a oração a que me refiro vai muito além do modo trivial de orar!
 
Enquanto eu orava, lamentava um pouco a minha pobre vida de oração; pois... Eu bem sei que poderia orar um pouco mais. Ou muito mais, dependendo das necessidades circunstanciais. No entanto, o problema que enfrento e que a grande maioria dos crentes deve também enfrentar; são aqueles que sempre aparecem quando nos dispomos a orar mais intensamente. É como se eles ficassem na espreita, esperando o nosso dobrar de joelhos, para então interferir; ou sob a forma de uma dor súbita; ou, de uma preocupação que chega; ou, de sonolência; ou em forma de inconveniente ansiedade; ou... A lista pode ir bem mais longe!
 
Mas, novamente, consegui prevalecer em oração perante o meu Deus! Aleluia! Os problemas já conhecidos e aqui denunciados, tentaram interferir; mas, foram rechaçados! As divagações tentaram ter o seu quinhão em meus pensamentos; mas, não conseguiram obter sucesso! As emoções tentaram me levar por outro caminho; mas, não lhes dei a menor atenção! Na verdade, nada disso é novo para mim; pois, enfrento tais adversários com freqüência; e a muitos anos. Portanto, nem sei como agradecer ao Espírito Santo, por me ajudar quando não sei orar como convém; e ao Senhor Jesus, por interceder sempre por mim diante do Pai eterno.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário