segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Asas para voar


Aqui estou, querido Pai, no lugar de oração - na madrugada deste dia - procurando entender os meus limites. As vezes me sinto como que cercado... Impedido de ir adiante. Como se uma cadeia de montanhas me confinasse; ou, como se muros elevados me prendessem. É angustiante sentir algo assim!

Então, me fazes lembrar que tenho asas; e que, com elas, posso voar para lugares bem acima desta prisão abstrata. Até porque, não existem obstáculos capazes de impedir o caminho daqueles que se prostram, rendidos a teus pés. E, pela graça do Senhor, eu sou um deles. Como sou grato a Ti por ser teu filho!

E assim, neste santo lugar de oração, me volto para as razões de minha prostração: Começo a te adorar e clamar. Em seguida, trago perante o Senhor, minha esposa e meus filhos - sem esquecer minhas noras, genro e netos - todos tão queridos e parte de mim. Oro também pelos meus companheiros de missão - tanto Regional como Geral - homens separados por Deus assim como eu. E me sinto feliz!

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário