quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Um tesouro incorruptível


Tenho dobrado os meus joelhos, nesta madrugada, para me nutrir da Fonte em que me fortaleço a cada dia. Creio que todos os crentes - especialmente aqueles que servem em algum ministério - precisam fazer isto diariamente. E não é só uma questão de fortalecimento; mas, sobretudo, de sobrevivência! Realmente... Precisamos, hoje mais do que nunca, buscar a face do Senhor; em um mundo que instila em muitos cristãos, obsessão por prazer e riqueza; como se estes fossem os dois pilares da plena realização. Em um mundo que facilita o progresso de um mercado gospel que mais parece fábrica de fazer dinheiro, enriquecendo da noite pro dia - com canções criadas em meio ao sofrimento, ou livros escritos sob revelação, ou sermões pregados sob forte unção - cristãos deslumbrados com um punhado de moedas.
 
Meu Deus! Até quanto, bons crentes viverão narcotizados com os vapores deste mundo; dormindo o sono da indiferença, embriagados com sonhos de grandeza; embalados por mensagens e canções feitas, não para despertar, mas para adormecer os que por elas são condicionados a pensar que este mundo é uma ilha da fantasia? Ajuda-nos a entender que nossa riqueza não é um pote de ouro plantado na base de um arco-íris; e sim, um tesouro incorruptível nascido - não sob uma cruz qualquer - mas na base da cruz de dor; e guardado no céu de luz. E muitos crentes, nem percebem o quanto este mundo conspira contra o povo de Deus; mesmo quando lhe oferece vantagens. Ó Senhor! Quando bons servos Teus irão perceber que este mundo possui a forma de um grande túmulo, no qual muitos ministérios foram sepultados!
 
Veja esta advertência de Jesus aos crentes: "Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas! Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom." (Mateus 6:19-24). Devemos definir qual tesouro guardar no coração!
 
Devemos refletir profundamente nesta canção do Asaph Borba:
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário