quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Me enchi de esperança


Enfim, Maria Célia Calegari e eu chegamos... Cheios de saudades e boas lembranças. Senti necessidade de levantar bem cedo de manhã, carente de suprir minha vida com os ensinos da Palavra e com a presença do Espírito; e... Com mil motivos pelos quais interceder. É que teremos mais uma rodada de reuniões com a Comissão de Legislação; e isto me faz lembrar o quanto está próximo o nosso Concílio Geral. Ainda curvado aos pés do Senhor; percebi que precisamos de menos leis e de mais graça. Até porque, sei que não existe lei capaz de conter vidas sem rumo, desprovidas de amor e de razão. Logo, precisamos de mais graça para lidar com as contradições da vida e com os desacertos dos homens.
 
Também intercedi pelo pleito eleitoral; e pensei: Será que, à semelhança do que aconteceu na história humana - quando uma mulher centrada em Deus foi instrumento para prover livramento do caos provocado por uma mulher sem Deus e sem direção - poderemos ver neste país, mergulhado na corrupção, miséria e descrédito; uma mulher centrada em Deus se tornar instrumento para anular a confusão beirando o caos destes últimos anos? Ao orar, me enchi de esperança; pois tenho visto algo semelhante ao que aconteceu em Israel, nos dias de Débora. Posso  estar exagerando na esperança... Mas, no quadro atual, toda mudança é esperançosa; especialmente se provocada por uma mulher de Deus.
 
Neste canto de Débora, juíza em Israel, foi acionado o dispositivo da libertação de Israel:
 
"E CANTOU Débora e Baraque, filho de Abinoão, naquele mesmo dia, dizendo: Louvai ao SENHOR pela vingança de Israel, quando o povo se ofereceu voluntariamente. Ouvi, reis; dai ouvidos, príncipes; eu, eu cantarei ao SENHOR; salmodiarei ao SENHOR Deus de Israel. Ó SENHOR, saindo tu de Seir, caminhando tu desde o campo de Edom, a terra estremeceu; até os céus gotejaram; até as nuvens gotejaram águas. Os montes se derreteram diante do SENHOR, e até Sinai diante do SENHOR Deus de Israel. Nos dias de Sangar, filho de Anate, nos dias de Jael cessaram os caminhos; e os que andavam por veredas iam por caminhos torcidos. Cessaram as aldeias em Israel, cessaram; até que eu, Débora, me levantei, por mãe em Israel me levantei."
(Juízes 5.1-7)
 
O mundo já tem presenciado e usufruído daquilo que pode ser feito por uma mulher de Deus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário