terça-feira, 29 de setembro de 2015

Eu nasci de novo


Hoje, manhã de um domingo agraciado por uma leve brisa fresca; despertei para o dia... Despertei para a oração matinal! Então, fiquei a pensar: Como separar o ato de orar, do ato de despertar? E me dediquei à gratidão... Gratidão por tudo; tudo mesmo! Agradeci ao Senhor, pelo culto sobrenatural na sexta-feira, no Carapina. E também, pela reunião com pastores e esposas, do Distrito de Governador Valadares. Agradeci ao Pai, pela linda família que me deu; e pela graça que nos tem concedido, para vivermos uma vida com propósito. Enquanto eu agradecia, me lembrei do dia em que me deixei conduzir aos Seus braços de amor (em outubro faz 51 anos, que isto aconteceu)... E pensei: O que teria sido minha vida, caso isto não tivesse acontecido? Onde estaria eu agora?
 
Em momento tão especial, de gratidão incontida; me derramei perante o Deus eterno! E senti novamente aquela sensação que, de quando em vez, me assalta... Sensação de que vivo em terra estranha; de que este mundo não é meu lar; que nada tem a ver comigo. Então, novamente, agradeci ao meu Salvador por ter me aceitado naquele dia em que meu coração acolheu a viva fé, que me levou à Sua presença. Pensei na impurezas e imperfeições que levei comigo; enquanto caminhava e me prostrava aos Seus pés. Ele me aceitou como eu cheguei; e tive a certeza que um milagre ali acontecera: Eu nasci de novo; não mais para viver no estado de miséria em morte em que me achava... Mas, para viver a nova vida que tenho pela frente; pois me tornei uma nova criatura! Glória a Deus!
 
Este texto bíblico é pura doutrina do novo nascimento: "Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito." (João 3:1-8). Bendito seja Deus!
 
Tenho predileção especial por esta canção, tão bem interpretada por Ozeias de Paula:
https://youtu.be/jwm4EOjabNQ
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário