segunda-feira, 7 de abril de 2014

Pequeno servo


Nesta manhã, como sempre faço, procurei me estender em meu lugar de oração, para buscar a face do Senhor e render graças ao Deus eterno e todo poderoso. Minha primeira palavra foi de gratidão, por todo bem que me tem feito o Deus de Israel. Agradeci também por estar em Sua presença, prostrado; pois, minha presença no lugar de oração é muito mais um ato de Sua bondade do que do meu esforço. Não esqueci de interceder por minha pequena casa e família; especialmente por saber o quanto dependemos do Senhor para continuar a viver e permanecer em Sua presença.
 
Enquanto eu orava, louvei ao Senhor por conhecê-lo e ser dEle conhecido. Na língua dos anjos, pude manifestar meu sentimento. Senti humildade e reconhecimento por entender não precisar ambicionar e lutar por posições neste mundo; até porque, sei que sou bem menor do que a posição que ocupo. Realmente, preciso romper com a vaidade de pensar que sou alguma coisa além daquilo que realmente sou: Um grande pecador que - por graça e propósito de Deus - se tornou um pequeno servo. No entanto, ser um pequeno servo do Deus altíssimo é de fato uma grande posição.
 
O testemunho de Paulo neste texto; é um parâmetro para todo aquele que pretende servir a Deus segundo o Seu propósito:
 
"E agora, eis que, ligado eu pelo espírito, vou para Jerusalém, não sabendo o que lá me há de acontecer, Senão o que o Espírito Santo de cidade em cidade me revela, dizendo que me esperam prisões e tribulações. Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus."
(Atos 20.22-24)
 
As vezes, me assusta ver como cresce o número daqueles que só admitem servir a Deus, se for em conformidade com seus interesses.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário