sábado, 12 de abril de 2014

Necessidades fundamentais


A algum tempo não me levanto tão cedo como hoje... O meu espírito sentiu necessidade de madrugar diante do Senhor; e não posso negar-lhe este direito. Direito que também é dever de todos nós, que amamos e servimos ao Senhor. Tenho aprendido que não há como andar com Deus sem buscar Sua face continuamente. E nesta madrugada com o Senhor, Ele me fez ver duas necessidades fundamentais em minha vida: A primeira, que eu devo me sujeitar continuamente a Ele, sem me deixar dominar por outros interesses que não sejam os dEle. A segunda - tão difícil quanto a primeira - é, que, se desejo realmente que Seu propósito seja cultivado em minha vida; preciso viver nEle e negar-me a mim mesmo.
 
Ao ser confrontado com estas duas necessidades, meu primeiro pensamento foi para o relacionamento que deve existir na família; e, no quanto estas duas atitudes podem auxiliar no relacionamento entre as partes integrantes de um lar. Pensei, inclusive, em minha família. Então, me dei conta de que sujeição a Deus e negação de mim mesmo, tem sido dois fatores fundamentais para o bom nível de relacionamento que desfruto com meus queridos. Quantas vezes, o abrir mão de minha própria vontade e calar a voz do meu "eu", trouxe paz ao meu lar e mudou o rumo de conflitos, assim como uma barragem muda o curso de um rio. Sim! Sujeitar-me a Deus e negar-me a mim mesmo constrói caminho para a paz.
 
Infelizmente, ao longo dos anos, tenho visto lares se desmancharem e vidas se arruinarem; exatamente por não abrirem mão de suas vontades, de seus caprichos. Como é triste ver casais que se amam; virarem as costas um ao outro, tão somente por colocarem o "eu" acima do cônjuge. E assim, não se apercebem que a paz e a estabilidade de uma família reside na capacidade de doação que cada um de seus membros precisa fazer. Enfim, o interesse do "outro" deve ser colocado acima do interesse pessoal. Sei que pensar assim parece ser um contrassenso; especialmente nestes dias, em que as pessoas vão se tornando amantes de si mesmas; dias em que prevalece a busca pelos interesses próprios e pela realização pessoal.
 
Estas são instruções bíblicas que podem dar um novo ritmo ao casamento e à toda a família: "Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos." (Colossenses 3.12-15). É sempre bom saber que a Palavra de Deus tem ensinamentos para todas as áreas da vida humana.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário