sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Sinto profunda gratidão


Eterno Pai; ao me curvar no lugar de oração nesta manhã, luto contra os interesses de minha própria alma. Não é de hoje, que, sei o quanto a alma humana procura interferir na conduta de um espírito adorador. Então, sutilmente, ela vive a questionar a grandeza e majestade do Senhor; chegando, as vezes, ao disparate de questionar Sua eterna existência. No entanto, como negar uma verdade comprovada e consagrada ao longo de toda a História? Como questionar a existência de Enoque e sua jornada rumo ao céu? como questionar a saga dos Patriarcas, tendo Noé e Abraão como principais protagonistas? Como negar a marcha liderada por Moisés, o grande legislador; ou, a conquista de Jericó e a vitória em Gibeon - comandada por Josué - onde o Sol não se pôs até que a batalha terminasse? Como negar Samuel, profeta de transição; ou Davi, de gentil presença e natureza indomável, que olhava para o alto; a procura de um ponto fixo acima das montanhas e das estrelas? Definitivamente, não há como negar as grandes obra do Senhor!
 
Sou eternamente grato a Ti, querido Pai eterno; por poder ver belezas que atestam Tua existência e revelam o Teu poder. Sinto profunda alegria, em poder ver Tuas obras gloriosas com os olhos da fé e poder entendê-las com a mente de Cristo. Não posso explicá-las com fundamento científico, nem riqueza de detalhes; Todavia, não vejo importância nisso. Afinal de contas, não consigo explicar muitas coisas com que lido no dia-a-dia; e isso não me induz a negá-las. Graças Te dou, por ter aprendido que algumas coisas se explicam por si mesmas! Sinto profunda gratidão por ter conhecido Jesus e ter sido encontrado por Ele. Sou salvo por Ti - disso tenho a mais absoluta certeza - e devo isso ao meu Senhor Jesus, que deu Sua vida por mim. Tenho uma família que nasceu e cresceu aos Teus pés; pela qual Te dou graças todos os dias. Tenho a Igreja - bela e radiante - onde vivo e cultivo os meus valores morais e espirituais. Tenho tudo; pois... Tenho Jesus! E, nEle, tudo é possível e alcançável - havendo necessidade e propósito naquilo que desejo.
 
Querido Pai; sinto deleite e prazer nos Salmos. E este vem bem a calhar, em momento de quebrantamento e gratidão: "Ó SENHOR, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a terra, pois puseste a tua glória sobre os céus! Tu ordenaste força da boca das crianças e dos que mamam, por causa dos teus inimigos, para fazer calar ao inimigo e ao vingador. Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites? Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste. Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés: Todas as ovelhas e bois, assim como os animais do campo, As aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo o que passa pelas veredas dos mares. Ó SENHOR, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a terra!" (Salmo 8.1-9). tenho entendido que olhar o céu sem crer em Ti; é como mergulhar solitário na escuridão do Universo.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário