sábado, 6 de dezembro de 2014

Símbolo mor do cristianismo

Foto: Retornar a um concílio regional da 4ª Região foi emocionante... Rever rostos e abraçar vidas com quem temos história digna de ser lembrada, fez aflorar um mix de sentimentos que não caberiam nesta simples postagem. Sou grato a Deus por ter sido lembrado pelo Bispo Jamir Fernandes Carvalho, que me fez um honroso convite para pregar no culto de abertura. Não nego que senti fogo em meus lábios ao pregar a Palavra do Deus eterno - mensagem que seria trivial caso não fosse embebida no óleo mais puro - para a grande multidão que se reuniu no "Rancho dos Profetas". Também sou grato a Deus pela assistência dedicada do Pastor Wanderley Baptista de Melo, que me conduziu aos lugares em que precisei estar.

Durante o tempo da mensagem, cresceu ante os meus olhos a figura mística da cruz... Sim! Porque ela é o ponto de referência capaz de conduzir judeus e gentios a Jesus, em Quem podem ser encontrar e unir. A história e a mensagem da cruz está definitivamente ligada ao próprio Jesus; pois Sua morte na cruz - e a razão pela qual nela esteve por algumas horas - faz dela o símbolo maior do cristianismo, sem desmerecer os símbolos sagrados do judaísmo; mas, deixando-os repousar em seu lugar de honra: Na saga e na crença do povo de Israel. Infelizmente, não é o que vemos hoje em dia; pois muitos líderes cristãos, seduzidos por profetas de origem incerta, estão tentando substituir símbolos cristãos por símbolos judeus.

Retornar a um concílio regional da 4ª Região foi uma experiência emocionante; pois rever rostos e abraçar pessoas com quem temos uma história digna de ser lembrada, fez aflorar em meu coração uma mistura de sentimentos que não caberiam nesta simples postagem. Sou grato a Deus por ter sido lembrado pelo Bispo Jamir Fernandes Carvalho, que me fez tão honroso convite para pregar no culto de abertura. Ao me reportar ao momento da ministração, posso afirmar que senti fogo em meus lábios, ao pregar a mensagem da cruz - mensagem que seria trivial caso não fosse embebida no óleo mais puro - para a grande multidão que se reuniu no "Rancho dos Profetas", da IMW de Nova Floresta. Também sou grato a Deus por todos aqueles que se dispuseram a me dar assistência em Porto Velho; em especial, pela assistência dedicada do Pastor Wanderley Melo, que me conduziu aos lugares em que precisei estar.
 
Achei interessante que durante o tempo em que preguei a Palavra de Deus, foi crescendo diante dos meus olhos espirituais, a figura mística da cruz... Sim! Porque ela é o único ponto de referência capaz de conduzir judeus e gentios a Jesus, em Quem ambos os povos podem se encontrar e se unir. Não tenho dúvida de que a história e a mensagem da cruz está definitivamente ligada ao próprio Jesus; pois Sua morte na cruz - e a razão pela qual ele nela esteve por algumas horas - faz dela o símbolo maior do cristianismo em todos os tempos; sem desmerecer os símbolos sagrados do judaísmo, mas deixando-os repousar em seu lugar de honra: Que é na saga e na crença do povo de Israel. Infelizmente, não é isso o que vemos hoje em dia - dias em que cresce conceitos e condutas heréticas - pois muitos líderes cristãos, seduzidos por profetas de origem incerta, estão tentando substituir símbolos cristãos por símbolos judeus.
 
A mensagem da cruz, conforme este texto, deve ser pregada sempre: "Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades." (Efésios 2:11-16). Pois a mensagem da cruz e mensagem de vida e paz!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário