sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Graça e direção diária


Um dos grandes benefícios que recebo, ao me curvar diante de Deus no lugar de oração é reaprender verdades que conheço. Digo "reaprender", porque existem verdades que em parte conhecemos; sobre as quais impomos as nossas próprias interpretações, condicionando as mesmas à nossa própria opinião desprovida de discernimento e revelação. Ao longo de minha vida, agi assim algumas vezes, até descobrir que a verdade de Deus, para ser perfeitamente conhecida, precisa de uma chave de acesso; a qual só pode ser utilizada com sucesso, se buscarmos a direção de Deus em oração. Não me refiro ao tipo de oração padrão - aquela que fazemos no dia-a-dia, buscando algum tipo de favor para consumo próprio - mas, a oração tipo a de José, Samuel, Daniel e tantos outros servos de Deus do passado.
 
Nesta manhã mesmo, ao me curvar diante do Pai; busquei auscultar a voz do Seu Espírito em meu interior. Isso, porque ontem me senti tão indisposto; que, não consegui orar como devia. É bem verdade que senti o socorro de Deus, trazendo conforto em meio ao mal estar físico. Porém, o conforto ao meu corpo - mesmo proporcionado por Deus - não é suficiente para acalmar o meu espírito carente de graça e direção diária. Agradeci a Deus por cuidar de mim; intercedi por minha esposa, filhos, noras, genro, netos, amigos, irmãos; pedi que poupasse a cidade de Porto Velho, detendo o Madeira em seu leito; orei também pelos titulares na liderança geral e regional; enfim... Fiz o "dever de casa", sem deixar de orar em busca de conhecimento e direção de Deus para encarar um novo dia que já nasce sombrio.
 
O Profeta Daniel sempre recorria a Deus, buscando direção para o seu dia-a-dia:
 
"E Daniel entrou; e pediu ao rei que lhe desse tempo, para que lhe pudesse dar a interpretação. Então Daniel foi para a sua casa, e fez saber o caso a Hananias, Misael e Azarias, seus companheiros; Para que pedissem misericórdia ao Deus do céu, sobre este mistério, a fim de que Daniel e seus companheiros não perecessem, juntamente com o 19 Então foi revelado o mistério a Daniel numa visão de noite; então Daniel louvou o Deus do céu. Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força; E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos. Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz. Ó Deus de meus pais, eu te dou graças e te louvo, porque me deste sabedoria e força; e agora me fizeste saber o que te pedimos, porque nos fizeste saber este assunto do rei."
(Daniel 2.16-23)
 
Não é exagero afirmar que esta postura em oração foi um dos fatores que prolongou a vida de Daniel.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário