sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Heresia e apostasia


Alguns dias atrás, ao final de uma postagem sobre heresias, encerrei com um exemplo; usando como figura comparativa, a lei e a graça. E agora, encerrando este assunto; preciso dizer que embora lei e graça tenham seus pontos em comum; entretanto, a mistura entre ambas pode se constituir em heresia; posto que o próprio Deus colocou um limite entre elas: "A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele." (Lucas 16.16). Conheço bons crentes que optaram ser discípulos de Moisés; mesmo crendo em Jesus como seu Salvador. Todavia, quando se tenta impor a Lei de Moisés como doutrina cristã, corre-se o risco de enfraquecer a graça de Cristo; com o risco inerente de, em nome da Lei de Moisés, anular a Graça de Deus revelada por Jesus.
 
Podemos definir heresia, como uma mistura de verdades e enganos. Diversas doutrinas heréticas vêm contaminando crentes ao longo do tempo, seduzindo líderes cristãos em diversas igrejas. Seus conceitos doutrinários distorcidos tem desviado muitos crentes; fazendo-os crer que, agora sim, encontraram a verdade. Via de regra, uma seita herética se julga a única porta-voz da verdade de Deus; procurando impor aos demais segmentos cristãos o seu ritmo de vida e de crença. Todavia, existe um mal ainda maior do que a heresia: Ele se chama apostasia; que é a rejeição e negação da verdade de Deus. Enquanto a heresia segue caminho paralelo exclusivista; a apostasia caminha em direção oposta, procurando atrair crentes libertos de volta aos ídolos, aos demônios e às crendices mais estranhas e absurdas. Misericórdia Senhor!
 
A Palavra de Deus nos faz esta recomendação: "Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs. Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado." (Tito 3.9-11). Ela também nos adverte sobre a apostasia dos últimos tempos: "MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;" (I Timóteo 4.1). E nos exorta a não nos deixarmos enganar: "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição," (II Tessalonicenses 2.3). Portanto, devemos perseverar na Palavra e na oração!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário