segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Serpente de plantão


Uma das coisas boas de se desfrutar no lugar de oração é o fluxo de graça e direção de Deus que ali ocorre. A dias atrás, enquanto eu orava; veio ao meu espírito o estado de confronto entre o Bom Pastor e o lobo devorador, pela posse e destino de uma ovelha. Tenho percebido que existem ovelhas correndo de uma parte para a outra - como diz a Bíblia em João 16.32 - e de modo geral só terão duas alternativas: Ou correr para os braços do Bom Pastor; ou correr - mesmo sem querer - para a boca do lobo devorador.
 
Existe o grande perigo de nós, ovelhas do rebanho do Senhor, nos deixarmos enganar pela voz dos nossos sentimentos. Geralmente, somos induzidos: Ou pelo bem de Deus; ou pelo mal de nós. Tenho entendido que, se de um lado, a voz de Deus se faz ouvir - dando instruções e apontando rumos; do outro lado, a voz do diabo também se faz ouvir - procurando subverter e corromper a nossa visão de Deus e do Seu propósito, tal e qual fez com Eva no Jardim de Deus. Portanto, todo o nosso cuidado ainda é pouco!
 
Depois de postar este assunto no facebook, comentei com uma irmã - quanto ao seu entendimento de que a figura do lobo devorador corresponde aos falsos obreiros - que, embora sua linha de raciocínio não esteja errada; no entanto, em última análise - seja de quem for a voz do mal e por que boca ela soe - a origem desta voz é sempre do diabo. Não importa qual a serpente de plantão que esteja sendo usada; o diabo é o mentor. É por isso que Jesus - no episódio de Pedro - não repreendeu a Pedro e sim ao diabo.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário