sábado, 23 de setembro de 2017

Nossas defesas espirituais

A imagem pode conter: texto e natureza

Sei que preciso orar um pouco mais; pois sinto que os dias se abreviam... Sei que os eventos catastróficos sempre ocorreram - com maior ou menor intensidade. Todavia, acredito que em tempo algum jamais ocorreram tantos, tão diversos, ao mesmo tempo. Penso ser da máxima importância, fortalecermos nossas defesas espirituais; e a oração é uma das melhores armas para vencermos em dias tão difíceis. Entretanto, tenho notado que os dias mais difíceis para se viver, são justamente os dias mais difíceis para se orar.

O que precisamos gravar em nosso espírito é que a intensidade do mal destes dias, aponta para a brevidade da vinda de Jesus. Portanto, a evolução do pecado (em forma de engano, de tirania, de violência, de maldade, de blasfêmia, de feitiçaria, de torpeza, e tantos outros males) conjugado com os fenômenos naturais, que devastam e angustiam nações inteiras podem ser sinais - de que os sistemas humanos faliram e o tempo se abrevia. Enfim; motivos, para orarmos e vigiarmos mais, são evidentes.

É inegável, que estes tempos são difíceis; pois vivemos em dias de densas trevas: "Lembrai-vos da mulher de Ló. Qualquer que procurar salvar a sua vida, perdê-la-á, e qualquer que a perder, salvá-la-á. Digo-vos que naquela noite estarão dois numa cama; um será tomado, e outro será deixado. Duas estarão juntas, moendo; uma será tomada, e outra será deixada. Dois estarão no campo; um será tomado, e o outro será deixado." (Lucas 17:32-36). Entretanto, Jesus virá em breve, para buscar os que o esperam!

Esta canção sempre me reporta aos dias primitivos da Igreja:
https://youtu.be/yNxQE9I6xXY

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Nossa real missão

A imagem pode conter: 5 pessoas, texto

Nesta segunda-feira, Maria Célia e eu estaremos voltando à Portugal. Perdi a conta, das vezes que fizemos este percurso; mas sei que esta será a terceira vez que obedecemos este imperativo. Ao pensar na brevidade da vida, não posso deixar de pensar nos queridos que ficam - sentimentos somente amenizados, pela lembrança dos queridos que nos esperam. Louvamos a Deus, por tanta graça manifesta! Deus é sempre fiel; ainda que nem sempre correspondamos ao Seu querer em nós. Obrigado Jesus, por tudo!

Até que ponto, estamos aptos ao cumprimento desta missão? Só Deus o sabe! Todavia; o simples fato de percorrermos este caminho - sem nos deixarmos impedir por lembranças, ou sem nos deslumbrarmos com certos sonhos - já é uma grande coisa. Eu sempre digo que não me prendo a lugares, mas às pessoas. No entanto, nem mesmo as pessoas - por mais queridas que sejam - devem nos impedir de cumprir a vontade do Senhor. Nossa real missão em Portugal ainda é mistério pra nós; mas, Deus sabe o que faz.

Este texto deveria cintilar na vida de todos os que dizem ser chamados por Deus: "E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." (Mateus 28:18-20). Pois nossa missão deve se sobrepor ao nosso conforto e escolha.

Esta canção é linda!!! Como eu me identifico com ela! Aleluia!
https://youtu.be/8CX-oLp0qtI

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Quanto mais orarmos

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Como filhos de Deus que somos, mediante a graça revelada na pessoa de Jesus; jamais devemos olvidar a oração como meio de acesso, súplica e ação de graças a Deus. Quanto mais orarmos, mais entenderemos o mistério da graça e seus derivados (salvação, santidade, perdão, adoração). Sou testemunha viva, dos recursos da graça e dos seus benefícios na vida de um crente em Jesus. Pela graça, somos salvos, perdoados e reconciliados. Entretanto, jamais devemos esquecer que isto só se tornou possível porque Jesus, redentor único e perfeito, nos fez filhos da graça. Amém!

Um crente envolto em graça, sempre terá a direção do céu, para fazer valer sua condição de servo de Deus que vive pela fé - sem jamais se intimidar pelas provações ou por ventos contrários. Isto, porque ele sempre terá em mente o alcance eterno da graça, que deve se sobrepor a todas as tendências carnais que ameaçarem a sua nova vida em Cristo. Como nascidos de Deus que somos; precisamos investir mais em oração e no conhecimento da Palavra, para não sermos vencidos pelos conceitos humanistas e egoístas; os quais corrompem até mesmo bons cristãos que se descuidam.

A epístola aos Gálatas faz apologia da graça, em contraposição à lei: "Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão. Eis que eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará. E de novo protesto a todo o homem, que se deixa circuncidar, que está obrigado a guardar toda a lei. Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído. Porque nós pelo Espírito da fé aguardamos a esperança da justiça." (Gálatas 5:1-5). Pela graça somos salvos!

Superabundante graça, maravilhosa graça, graça de Jesus!
https://youtu.be/nJTqGvEc-QM

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Vivemos tempos de angústia

A imagem pode conter: texto

Vivemos tempos de angústia. Entendo que os dias idos também nos ofereceram sua cota de aflição (isto é perfeitamente bíblico, conforme João 16.33); porém, os dias que vivemos são marcados por insegurança e incerteza. Alguém dirá: "Mas sempre foi assim!" Não nego isto. Entretanto, o nível de angústia se globalizou e se tornou pandêmico. A Bíblia, ao se referir aos nossos dias, fala de "angústia das nações" (Lucas 21.25). Senão... Vejamos: doenças, novas e antigas, se espalhando na terra; terremotos e mares agitados; furacões que parecem desfilar em uma passarela, na medida que são anunciados por seu nome... E tantos outros males.

Estamos sob o espectro de uma guerra mundial; sem que os seus atores tenham a menor condição de recuar. Digo isto, porque o ser humano tem uma trágica inclinação para se destruir. E sob esta terrível ótica, vemos famílias se autodestruírem, nações se autodestruírem, denominações se autodestruírem; isto sem falar no crescente número daqueles que põem fim à própria existência. E o mais grave em tudo isto; é vermos até mesmo cristãos (e não me refiro apenas aos cristãos "faz-de-conta") perdendo o sentido da vida e se distanciando de Jesus, única esperança de todos nós. Enfim, rumando para um beco sem saída e o vazio que virá depois.

A Palavra de Deus está repleta de promessas e de palavras de conforto para os que creem: "Porquanto se rebelaram contra as palavras de Deus, e  desprezaram o conselho do Altíssimo. Portanto, lhes abateu o coração com trabalho; tropeçaram, e não houve quem os ajudasse. Então clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades. Tirou-os das trevas e sombra da morte; e quebrou as suas prisões. Louvem ao Senhor pela sua bondade, e pelas suas maravilhas para com os filhos dos homens." (Salmos 107:11-15). No entanto, hoje vemos - até mesmo em boas igrejas - que são poucos os que creem nas promessas do Pai.

As promessas do Pai! Esta é a melhor cobertura que nós temos:
https://youtu.be/mIWxPgGnVFU

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Vida do crente que ora

A imagem pode conter: texto

Não é de hoje, eu percebo que a oração tanto nos aproxima de Deus, quanto nos afasta do mal. Vivemos em um mundo marcado por desfechos dolorosos; todavia, isto não me assusta; pois tenho a graça e o cuidado do Senhor sobre mim. Vejo pessoas queridas partirem (Áida, Zezinha, Carmem, Delza, Alzira, Santa, Iruene, e tantos outros). Então, sinto conforto por saber que viver com Deus na terra é muito bom; mas (também sei) que estar no céu com Jesus é muito melhor. Glória a Deus! É normal que pensar na morte nos assuste; pois Deus não nos criou para morrer. No entanto, existe um mal que é bem pior que a morte: O pecado! Digo isto, porque sei que pecar é morrer duas vezes. Só Cristo pode nos salvar!

Sinto grande conforto por saber que as bençãos se sucedem, mistérios se desvendam, e milagres acontecem, na vida do crente que ora. Embora eu saiba que apenas orar não é suficiente (é preciso crer na Palavra, obedecer, amar, servir, agir); todavia, sem orarmos de verdade, somos tendentes ao fracasso moral e ao desvio espiritual. Na verdade, sempre penso nisto quando vejo um  cristão tombar no meio do caminho. Sei que podemos fazer muitas coisas boas sem orar; todavia, somente orando podemos deixar de fazer o mal e vencer a tentação. Jesus disse: "Por que estais dormindo? Levantai-vos, e orai, para que não entreis em tentação." (Lucas 22:46). Precisamos mesmo orar; pois sem oração não há vitória!

Em minha vida, este salmo foi muito edificante: "Louvarei ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca. A minha alma se gloriará no Senhor; os mansos o ouvirão e se alegrarão. Engrandecei ao Senhor comigo; e juntos exaltemos o seu nome. Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores. Olharam para ele, e foram iluminados; e os seus rostos não ficaram confundidos. Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias. O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra. Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia." (Salmos 34:1-8). Ele edifica a fé e faz crescer a esperança.

Aos vivem em Cristo, esta canção traz um grande conforto:
https://youtu.be/uOK4JZlHLtI

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Semente de esperança

A imagem pode conter: texto

Hoje se inicia a contagem regressiva, para o nosso regresso à Portugal... Na próxima segunda-feira, se Deus permitir, estaremos alçando voo para uma nova missão na pátria lusa. Coincidência ou não; fato é que hoje faz 39 anos, que rumei para Portugal com a missão pioneira de plantar a IMW em solo português. Em junho de 1993, fui enviado de novo à esta nação; mas, desta vez, para organizar a região europeia da Igreja que eu havia ali plantado quinze anos antes. E agora, nesta terceira etapa da missão, vou como missionário, servir sob supervisão regional do Bispo Geraldo Rodrigues.

Um missionário: Isto é o que sempre procurei ser. E não importa, se mandando ou obedecendo; pois minha prioridade é servir ao Mestre Jesus. Nada me demove desta convicção! Em minha vida e chamado, por onde tenho estado, procuro plantar a semente de esperança no coração dos que encontro em meu caminho. Perdi a conta dos obreiros que foram forjados ou influenciados por meu ministério; mas esta conta nunca me ocupou; pois, sou salvo para amar e servir. Esta sim, é minha mais importante missão! E se alguém me vê de um outro modo; então, precisa me conhecer um pouco melhor.

Este texto sempre pautou minha vida: "E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar a fragrância do seu conhecimento. Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem. Para estes certamente cheiro de morte para morte; mas para aqueles cheiro de vida para vida. E para estas coisas quem é idôneo? Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus." (2 Coríntios 2:14-17). E assim procuro viver.

Esta canção cristã me ajudou muito, por muito tempo:
https://youtu.be/GLEsNXT8LFo

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 17 de setembro de 2017

Medida de segurança

A imagem pode conter: texto

Tenho aprendido que, ao cristão convicto; o seu dia deve iniciar no lugar de oração; e, de preferência, pouco antes do amanhecer. Eu poderia oferecer inúmeras razões, para embasar esta minha convicção; todavia, ofereço estas: Meu fortalecimento espiritual e o bem estar de minha família. Creio que o melhor fundamento que alguém pode ter - para si e seu lar - é sua vida e família no altar de Deus. Assim como este planeta vive sempre sob risco de queda de meteoros e meteoritos sobre ele; também nossa vida e nossa casa vive sob ameaças diversas... Sem sabermos de onde virão.

Na verdade, face aos perigos que nos rondam neste mundo, o Senhor é o único capaz de nos proteger. Portanto, estar aos Seus pés não é apenas prazer; é também medida de segurança. Creio que o Senhor jamais se surpreende com nossas ações e reações; pois, da nossa história de vida, Deus conhece o final. Ele sempre sabe nosso passo seguinte; todavia, não interfere em nossas escolhas, pois nos presenteou com o livre arbítrio. Entretanto, está sempre pronto a nos guiar, ajudar e socorrer, se buscarmos Sua direção para nossa vida. Então, aproveite este momento e ore a Deus.

Medite nesta oração de Davi: "Aqueles que se assentam à porta falam contra mim; e fui o cântico dos bebedores de bebida forte. Eu, porém, faço a minha oração a ti, Senhor, num tempo aceitável; ó Deus, ouve-me segundo a grandeza da tua misericórdia, segundo a verdade da tua salvação. Tira-me do lamaçal, e não me deixes atolar; seja eu livre dos que me odeiam, e das profundezas das águas. Não me leve a corrente das águas, e não me absorva ao profundo, nem o poço cerre a sua boca sobre mim. Ouve-me, Senhor, pois boa é a tua misericórdia." (Salmos 69:12-16). Amém!

Ouvi esta canção sobre oração; gostei demais! Ouça também:
https://youtu.be/GdS7tkVT5xU

Cordialmente;
Bispo Calegari