sexta-feira, 22 de julho de 2016

Na cena da cruz


Mais uma madrugada fria em Petrópolis; e eu despertado para orar. Não pude deixar de agradecer a Deus, pelo que fez em nós e por meio de nós, na IMW de S. José do Calçado. Foi um fim de semana marcado por palavras e obras. Glória a Deus! Também agradeci ao Senhor, por termos estado na Wesleyana Central de Petrópolis, no culto de ação de graças pela vida, casamento e pela família do Bispo Jamir Fernandes Carvalho. Foram momentos de comunhão e de grande alegria! Em ambos os lugares, nos sentimos cercados de amor e favor do Senhor. São momentos assim que aprimoram nossa vida!

Antes de me dirigir ao lugar de oração; acordei com o sentimento, de que a cena de um crime - por mais evidências que apresente - nem sempre revela com clareza os seus culpados ou inocentes; sendo tão somente o ponto de partida para uma investigação que pode surpreender a todos. Foi assim com a morte de Cristo! E o tempo que dela me distancia, não me inocenta; pois meus pecados marcaram os cravos, os espinhos, o açoite e o lenho; como se eu lá estivesse. Todavia, na cena da cruz, o meu pecado foi perdoado, o meu contágio foi curado e a minha mancha removida. Louvo a Deus por Sua graça!

Este texto demonstra o grande amor de Deus por nós, através de Jesus: "Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano. O qual, quando o injuriavam, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente; Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados." (1 Pedro 2:21-24). Somos resgatados e restaurados!

Esta canção está em perfeita sintonia com a Palavra de Deus:
https://youtu.be/zXXy4i-Tv4E

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 21 de julho de 2016

De minha janela


De minha janela, observo o raiar do novo dia, uma bênção de Deus! Sim; porque um novo dia que desponta é como uma porta que se abre, para impensáveis ou previsíveis oportunidades; ou, uma janela aberta, para que olhemos lá fora, na direção que quisermos. E através dela, podemos contemplar o céu e refletir sobre a graça e a glória de Deus; ou então... Olhar a terra e suas belezas naturais, que Deus semeou, aqui e ali. No entanto, o que é comum de se ver; é o ser humano desviado de Deus olhando através desta janela, a procura de uma vítima para seus mais baixos instintos. Então, dominado pelo mal, sai cheio de maus intentos contra seu semelhante.

Neste mundo, a vida é sempre repleta de encantos e desencantos, que deixam marcas indeléveis em cada um de nós - boas ou más - dependendo da direção em que olharmos e da ocupação à que nos dedicarmos. Daí, a necessidade que temos de procurar construir o nosso projeto diário sobre as bases estabelecidas na Palavra de Deus; tendo sempre o Senhor Jesus como nosso Mentor e o Santo Espírito como nossa Fonte de inspiração e motivação. Na verdade, nem sempre podemos modificar a realidade que nos cerca; todavia, podemos ser transformados pela única força capaz de nos salvar e mudar: A graça de Deus revela em Jesus. E isto é que faz toda a diferença!

Este texto demonstra a razão pela qual a graça de Deus se manifestou, para nos salvar do presente século mau: "Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus." (1 Coríntios 6:9-11). E esta, longe de ser apenas sentimento religioso; se constitui em nossa mais bela aquisição.

Esta canção me edificou muito, lá em S. José do Calçado:
https://youtu.be/93CbP5M3Uao

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Gratidão regada com lagrima


Deus nos tem concedido a graça de estar este fim de semana aqui em S. José do Calçado, cidade do sul capixaba; para ministrar na festa do "Desperta Débora" local (Maria Célia ministrou ontem e eu ministrarei hoje). Nesta madrugada, transportei o meu lugar de oração para a cozinha da casa pastoral; onde gratidão temperada com lágrimas se tornou o meu prato principal. Glória a Deus! Agradeci ao Senhor, os convites que temos recebido para compartilhar a graça que, em Cristo Jesus, temos desfrutado. Também agradeci ao Senhor da vida; por Seu cuidado para conosco e para com a nossa família.

Enquanto eu orava, o Espírito me fez recordar os esteios que dão suporte à minha vida cristã: A fé, a esperança e o amor. Então, me regozijei em espírito; pois ao longo dos anos, tenho me empenhado em cultivar estas três virtudes, indispensáveis à vida e ao caráter de um cristão. Na verdade, a vida de um crente é marcada por valores que vão muito além de suas habilidades físicas e naturais. E estes dons inatos e outros correlatos (alguns deles referidos nos frutos do Espírito) é que tornam o crente capaz de produzir bons frutos, para a glória e louvor de Deus. Obrigado, Senhor; por Seu dom supremo!

O amor é dom supremo: "Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros." (1 João 4:7-11). Amor é um dom de Deus!

Esta é uma boa canção, para ser cantada nesta abençoada manhã:
https://youtu.be/8VIOhSoV8b8

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 19 de julho de 2016

Uma causa qualquer


Não é de hoje, venho procurando chamar a atenção daqueles que me dão ouvidos; para o estado de corrupção e decadência do ser humano, sempre inovando em engano e maldade. E em face deste mal crescente, vai se tornando mais rotineiro o fato de alguém - em algum lugar do planeta - dominado pelo ódio e pela loucura; praticar ato hediondo (como mensageiro da morte), em nome de uma causa qualquer... Ora, dirigindo enlouquecido, atropelando pessoas que nada têm a ver com os seus problemas pessoais; ora, envolto em terríveis bombas, procurando um lugar cheio de pessoas, para se explodir com elas; ora, atirando e assassinando pessoas, aqui e ali.

Em meio à tragédia em que a humanidade desorientada vive; o que nós, os crentes em Jesus, devemos fazer? Em primeiro lugar, nossa visão de Deus precisa ser apurada mediante exame frequente das Escrituras e autêntica vida de oração. Precisamos também, cumprir a nossa missão de anunciar Jesus mediante o nosso testemunho, por palavras e obras, nos lugares que frequentamos (vizinhança, escola, trabalho); e até dentro de nossa própria igreja; pois, muitas igrejas deixaram de ser lugar de meditação e adoração, para se tornar um simples lugar de programas festivos; priorizando o entretenimento de seus membros e adeptos, em detrimento da vida espiritual.

Eis aí uma bela oração: "Não me deixes confundido, Senhor, porque te tenho invocado. Deixa confundidos os ímpios, e emudeçam na sepultura. Emudeçam os lábios mentirosos que falam coisas más com soberba e desprezo contra o justo. Oh! quão grande é a tua bondade, que guardaste para os que te temem, a qual operaste para aqueles que em ti confiam na presença dos filhos dos homens! Tu os esconderás, no secreto da tua presença, dos desaforos dos homens; encobri-los-ás em um pavilhão, da contenda das línguas. Bendito seja o Senhor, pois fez maravilhosa a sua misericórdia para comigo em cidade segura." (Salmos 31:17-21). Devemos faze-la.

Esta é uma daquelas canções, que você não cansa de ouvir:
https://youtu.be/KzvR1sG1YmY

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Meu melhor testemunho


Senhor; nesta manhã eu venho estender diante de Ti a minha vida, por reconhecer que somente em Tua presença encontro segurança e direção. Tua Palavra me instrui a pedir ao Senhor "uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios." (Salmos 141:3). Ela também alerta que "O que guarda a sua boca conserva a sua alma, mas o que abre muito os seus lábios se destrói." (Provérbios 13:3). E são tantas as advertências sobre o cuidado que devemos ter com aquilo que sai de nossa boca, que não dá para ignorarmos, mesmo que queiramos. Então, nesta manhã vou filtrar meus pensamentos e sentimentos; para que eles não se transformem em palavras más.

Meu Pai; um exame acurado das Escrituras sagradas revela que o pior veneno pode não ser aquilo que entra pela boca; mas, o que sai através dela. Portanto, me ajude a refrear meus lábios, enquanto vou seguindo pelo caminho da vida. Que o meu silêncio possa ser o meu melhor testemunho e a melhor resposta que eu possa dar; em especial, quando não houver algo bom a ser dito ou quando o ímpio e o murmurador estiverem nas proximidades. Tua Palavra nos diz que "Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido." (Provérbios 17:28). Vejo gente se perder por falar demais. Ensina-me a falar apenas o necessário!

Palavras liberadas comprometem: "E ele disse-lhes: Assim também vós estais sem entendimento? Não compreendeis que tudo o que de fora entra no homem não o pode contaminar, Porque não entra no seu coração, mas no ventre, e é lançado fora, ficando puras todas as comidas? E dizia: O que sai do homem isso contamina o homem. Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as fornicações, os homicídios, Os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem." (Marcos 7:18-23). Portanto, devemos vigiar!

Este antigo hino me inspirou tantas vezes:
https://youtu.be/xwmnPAkoNWE

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 17 de julho de 2016

Graça com responsabilidade


Estou convencido, que o melhor modo de se viver intensamente a vida cristã; é expressando uma vida de humildade e temor, tanto diante de Deus como diante dos homens; e demonstrar gratidão ao Deus eterno, por tudo aquilo que dele temos recebido. Algo que procuro sempre deixar bem claro; é que não há como vivermos em plena segurança e paz, sem depositarmos nossa fé e confiança na graça e no favor do Senhor. A Palavra diz que "Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre." (Salmos 125:1). Enfim... Viver na dependência de Jesus é tudo!

Jamais devemos esquecer que, pelo fato de sermos filhos da graça; adquirimos direitos e deveres inerentes à esta abençoada posição. Portanto, podemos esperar graça e favor do Senhor operando em nosso benefício; sem contudo, ignorar o fato que o Senhor espera de cada um filho da graça, que o mesmo viva em acordo com a Sua vontade expressa em Sua Palavra. Ou seja: Uma vida pautada por responsabilidade para com as coisas de Deus; ou, como dissera o próprio Jesus: "Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?" (Lucas 2:49). É graça com responsabilidade sempre!

Devemos refletir sobre este texto: "Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça. Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. Pois que? Pecaremos porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum." (Romanos 6:12-15). Pois, ele explica bem esta questão.

Viver com segurança é viver na dependência de Jesus:
https://youtu.be/PI3eEPjU7H0

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 16 de julho de 2016

A oração é importante


Quem me conhece melhor, sabe que tenho um horário previsível para orar. E hoje cedo (ainda é bem cedo) eu me curvei perante o Senhor... E fui levado a pensar em minha infância e adolescência; e do quanto minha história teria sido diferente, marcada por crimes, se Deus não tivesse agido em meu favor, em minha infância imersa em violência e vícios (aos nove anos de idade, fumante; aos quinze anos, portando arma de fogo). O Senhor me alcançou aos dezoito anos; aí, tudo mudou em minha vida. Desde então, descobri o quanto a oração é importante, para manter um crente no rumo e no foco.

Deus me deu importantes heranças (esposa e filhos) e uma missão à cumprir (ainda a estou cumprindo); no entanto, Ele será sempre a minha porção na terra dos viventes. Aleluia! Sei que a vida gira em torno de ciclos (dia e noite, sol e chuva, frio e calor); e que alegria e tristeza, dor e prazer, lágrima e sorriso, labor e lazer também faz parte desta esfera cíclica, com fim pedagógico de grande valor. Se nós observarmos as lições que a vida nos dá; veremos que tudo tem um fim proveitoso, quando observamos o propósito divino naquilo que nos acontece nesta vida - não para punir; mas para nos ensinar.

Este texto contém profundas lições: "E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento, Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo; Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus. E quero, irmãos, que saibais que as coisas que me aconteceram contribuíram para maior proveito do evangelho; De maneira que as minhas prisões em Cristo foram manifestas por toda a guarda pretoriana, e por todos os demais lugares" (Filipenses 1:9-13). E não custa nada aprende-las.

Esta canção também traz profundas lições:
https://youtu.be/ajWPXFsPuls

Cordialmente;
Bispo Calegari