sábado, 19 de abril de 2014

Natureza carnal

Foto: Hoje, como sempre faço, passei pelo lugar de oração e me detive ali por algum tempo. Após o meu encontro diário com o Senhor; Fiquei a pensar na insistência da natureza carnal; em tentar frustrar os planos de Deus para a nossa vida. É verdade! Ela não dá trégua; tentando por todos os meios nos "arrancar" da cruz. Então, penso também naqueles crentes que não tem o discernimento necessário para dizer "não" à voz de uma tendência ruim ou de um mau conselheiro. Por outro lado, penso que todos nós somos vulneráveis neste conflito; pois, infelizmente, foi o despreparo nesta luta que levou crentes santos de ontem a se transformarem nos crentes amargos de hoje. Com efeito, precisamos manter os nossos sentidos sob o manto de uma vida temente; para não nos tornamos vidas dormentes, excludentes.

Na verdade, a natureza carnal que ainda resiste em nós, tenta a todo custo nos conduzir pelo caminho da infidelidade, da murmuração, da mágoa, da revolta... Sempre tentando nos convencer de que somos vítimas dos outros; de que somos traídos pelos mais próximos; de que ninguém nos entende; enfim... Tentando nos manter na contramão da vida (e nem percebemos que quanto andamos na contramão, podemos sofrer sérios desastres provocados por colisão frontal com aqueles que trafegam em sua mão certa). Um dos prejuízos que nossa natureza carnal nos causa; é nos levar a ver amigos (aqueles que nos dizem o que precisamos ouvir) como inimigos; e a ver adversários (aqueles que nos dizem o que queremos ouvir) como amigos. Enfim, precisamos manter na cruz a natureza carnal!

Hoje, como sempre faço, passei pelo lugar de oração e me detive ali por algum tempo. Após o meu encontro diário com o Senhor; fiquei a pensar na insistência da natureza carnal; em tentar frustrar os planos de Deus para a nossa vida. É verdade! Ela não dá trégua; tentando por todos os meios nos "arrancar" da cruz. Então, penso também naqueles crentes que não tem o discernimento necessário para dizer "não" à voz de uma tendência ruim ou de um mau conselheiro. Por outro lado, penso que todos nós somos vulneráveis neste conflito; pois, infelizmente, foi o despreparo nesta luta que levou crentes santos de ontem a se transformarem nos crentes amargos de hoje. Com efeito, precisamos manter os nossos sentidos sob o manto de uma vida temente; para não nos tornamos vidas dormentes, excludentes.
 
Na verdade, a natureza carnal que ainda reside em nós, tenta a todo custo nos conduzir pelo caminho da infidelidade, da murmuração, da mágoa, da revolta... Sempre tentando nos convencer de que somos vítimas dos outros; de que somos traídos pelos mais próximos; de que ninguém nos entende; enfim... Tentando nos manter na contramão da vida (e nem percebemos que quanto andamos na contramão, podemos sofrer sérios desastres provocados por colisão frontal com aqueles que trafegam em sua mão certa). Um dos prejuízos que nossa natureza carnal nos causa; é nos levar a ver amigos (aqueles que nos dizem o que precisamos ouvir) como inimigos; e a ver adversários (aqueles que nos dizem o que queremos ouvir) como amigos. Enfim, precisamos manter na cruz a nossa natureza carnal!
 
Todo cristão precisa saber que vale à pena buscar na Palavra de Deus, vacina contra a natureza carnal:
 
"Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos. Seja a vossa eqüidade notória a todos os homens. Perto está o SENHOR. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco."
(Filipenses 4.4-9)
 
Precisamos manter atitudes e linguagem sã; para que Deus seja glorificado, o próximo seja edificado e o adversário seja envergonhado.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Nosso modo de pensar

Foto: Hoje levantei para estar conTigo, ó Pai. Não senti oposição em minha razão ou sentimento; portanto... Creio que estes dois importantes componentes da minha existência, estão se submetendo à inclinação do meu espírito à oração; e à sua determinação em fazê-lo. Glória ao Senhor! Percebi que a viagem que fiz ontem, chegando pouco antes da meia-noite; foi viagem preocupante e perigosa... Mas, ainda bem que Maria Célia Calegari e eu tínhamos o Senhor conosco; e não pode haver melhor companhia para uma jornada que precisa gozar de segurança e paz. Não tenho a menor dúvida de que qualquer palavra ou expressão de gratidão jamais corresponderá à graça alcançada.

Pai! Existem dias em que não conseguimos ter a menor ideia quanto ao que virá depois; mesmo tendo apontamentos a nortear nossas ações nas horas seguintes. É algo, assim, como se uma densa névoa ocultasse dos nossos olhos, aquilo que temos pela frente. Ainda bem que eu caminho por fé - não por vista - e assim, posso dar os meus passos em sintonia com o meu compromisso de Te seguir e o Teu cuidado em me proteger. Não é de hoje, descobri que o melhor modo de transitar por este mundo é procurar ver com os Teus olhos e ouvir com os Teus ouvidos. Ah... E pensar com a mente de Cristo; pois não podemos confiar cegamente em nosso modo de pensar.

Hoje levantei para estar conTigo, ó Pai. Não senti oposição em minha razão ou sentimento; portanto... Creio que estes dois importantes componentes da minha existência, estão se submetendo à inclinação do meu espírito à oração; e à sua determinação em fazê-lo. Glória ao Senhor! Percebi que a viagem que fiz ontem, chegando pouco antes da meia-noite; foi viagem preocupante e perigosa... Mas, ainda bem que Maria Célia e eu tínhamos o Senhor conosco; e não pode haver melhor companhia para uma jornada que precisa gozar de segurança e paz. Não tenho a menor dúvida de que qualquer palavra ou expressão de gratidão jamais corresponderá à graça por nós alcançada.
 
Pai! Existem dias em que não conseguimos ter a menor ideia quanto ao que virá depois; mesmo tendo apontamentos a nortear nossas ações nas horas seguintes. É algo, assim, como se uma densa névoa ocultasse dos nossos olhos, aquilo que temos pela frente. Ainda bem que eu caminho por fé - não por vista - e assim, posso dar os meus passos em sintonia com o meu compromisso de Te seguir e o Teu cuidado em me proteger. Não é de hoje, descobri que o melhor modo de transitar por este mundo é procurar ver com os Teus olhos e ouvir com os Teus ouvidos. Ah... E pensar com a mente de Cristo; pois não podemos confiar cegamente em nosso modo de pensar.
 
É de vital importância darmos ouvidos à voz de Deus:
 
"E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nele, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda. E terás por contaminadas as coberturas de tuas esculturas de prata, e o revestimento das tuas esculturas fundidas de ouro; e as lançarás fora como um pano imundo, e dirás a cada uma delas: Fora daqui. Então te dará chuva sobre a tua semente, com que semeares a terra, como também pão da novidade da terra; e esta será fértil e cheia; naquele dia o teu gado pastará em largos pastos."
(Isaías 30.21-23).
 
A voz do Senhor tem o dom de nos acalmar, dando paz ao coração e direção para o caminho.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Arco da aliança


Hoje, logo após orar; cantarolei baixinho uma antiga canção, esquecida por muitos crentes nas brumas do tempo: "Vindo sombras escuras no caminho teu; ó, não te desanimes; cante um hino a Deus. Cada nuvem escura um arco-íris traz, quando em teu coração reinar perfeita paz... Se teu coração estiver em paz, bem contente, alegre sempre te acharás; se teu coração estiver em paz, tu verás que um arco-íris cada nuvem traz!". Naquele instante, fui levado a pensar nas inúmeras vezes que, ao longo de minha vida, o arco-íris se impôs logo após nuvens escuras no horizonte. Então, me lembrei de que em ocasiões assim, em minha vida; as nuvens sombrias foram, por mim, olhadas sem medo, devido confiança no cuidado do Senhor; e o arco-íris sempre saudado com alegria e gratidão ao Deus eterno.
 
Portanto, em meio às tempestades da vida, não podemos perder o ânimo; nem enfraquecer na fé! A perseverança do crente é de grande importância; especialmente, nas horas amargas que de quando em vez nos assaltam. Precisamos entender que a vida é constituída de trabalho e descanso, guerra e paz; intercalando lágrimas e sorrisos... Enquanto prosseguimos em nossa jornada rumo à eternidade. Então, cada crente precisa ter esperança de que - após uma noite escura e ameaçadora - o dia seguinte trará consigo um arco-íris que nem sempre notamos devido ao medo. No entanto, ele está lá no alto - ligando terra e céu - com suas belas cores, a nos dizer que a vida continua; e, que, por mais que as sombras escuras queiram nos intimidar; o Sol da justiça brilhará sobre nós!
 
O Deus de amor e de justiça; é também de alianças e de promessas: "E disse Deus: Este é o sinal da aliança que ponho entre mim e vós, e entre toda a alma vivente, que está convosco, por gerações eternas. O meu arco tenho posto nas nuvens; este será por sinal da aliança entre mim e a terra. E acontecerá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, aparecerá o arco nas nuvens. Então me lembrarei da minha aliança, que está entre mim e vós, e entre toda a alma vivente de toda a carne; e as águas não se tornarão mais em dilúvio para destruir toda a carne. E estará o arco nas nuvens, e eu o verei, para me lembrar da aliança eterna entre Deus e toda a alma vivente de toda a carne, que está sobre a terra." (Gênesis 9.12-16)). Como é bom servir ao Deus que se revelou em Jesus Cristo!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Aprendi na Bíblia


Hoje de manha, antes de chegar à mesa de trabalho; marquei presença no lugar de oração. Estou convencido de que todo crente deve ter seu lugar de oração para estar, antes de iniciar qualquer atividade - seja de trabalho, seja de lazer - buscando conhecer o propósito de Deus para o novo dia que terá pela frente; deixando nesse lugar, seus medos e inquietações. Ainda impactado pelo que o Senhor fez, tanto em Ipatinga como em Itabira; louvei a Deus por poder ser vaso em Suas mãos. E, louvei a Deus pela vida de minha esposa Maria Célia; pelo casal - Pastor Isaque e sua esposa Lucimar - à frente da IMW de Itabira; e, pelo casal - Pastor Adriano Silva e Tania - à frente do Distrito de Ipatinga. Ah... Senti alegria ao ver o novo ministério que Deus tem dado ao Pastor Eurico. Como faz bem ver o agir de Deus na vida de Seus servos; e Sua igreja ser edificada enquanto nós pregamos Sua Palavra.
 
Enquanto eu orava, pedi a Deus que me guarde de olhar para qualquer coisa ou pessoa que não tenha nada a ver com Ele e comigo; também pedi a Deus que me livre de ambicionar ou desejar qualquer coisa que nada tenha a ver com Ele e comigo; e que eu nunca esvazie minha crença, usando a fé para buscar algo impróprio. Aprendi na Bíblia, que, os olhos e ouvidos são janelas que nos permitem ver e ouvir qualquer coisa que esteja a nossa frente. Então, preciso ter Jesus a minha frente - como foco dos meus olhos - para que qualquer coisa que eu veja, esteja em sintonia com o Seu maravilhoso olhar. E não me esqueci de agradecer ao Senhor, pelos relacionamentos que cultivo: Minha querida família ocupa lugar proeminente; assim como os amigos e irmãos que Deus me deu. Todavia, existem relacionamentos que devo evitar, para que meu relacionamento com Deus não sofra o menor prejuízo.

Infelizmente, vemos bons crentes perderem bênçãos, por não observarem a Palavra de Deus. As vezes, parece difícil entender que - para vivermos uma vida abençoada neste mundo traiçoeiro e perigoso - uma das decisões mais importantes a ser tomada; é mantermos a Palavra de Deus sempre diante dos olhos. E este texto bíblico é um importante alerta para todo verdadeiro cristão: "PORTANTO nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus." (Hebreus 12.1-2). Nele aprendemos que devemos manter os nossos olhos em Jesus, Autor e Consumador da fé.

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 15 de abril de 2014

Só em Jesus temos futuro

 

Neste domingo, dia seguinte ao culto distrital promovido pelo Distrito de Ipatinga na IMW de Vila Celeste; estou a refletir sobre o modo como Deus falou conosco. Quem estava lá pode dizer com propriedade que foi sobrenatural! Enquanto penso no foco da ministração; penso também no quanto somos pequenos e dependentes da graça do Deus eterno que se revelou na pessoa bendita de Jesus, Seu amado filho. É verdade! Enquanto humanos, somos um amontoado de pó com reações imprevisíveis... Algumas vezes, estamos em solo; com aparência de estabilidade, como se ali fôssemos permanecer para sempre; outras vezes, somos semelhantes a poeira em suspensão, levada pelo vento - sem rumo certo - a lugares que nem sempre desejamos estar. Daí, a urgência que temos, de saber que vento nos dirige.
 
Então, senti profunda gratidão a Deus em meu espírito; por entender que não existe consistência na vida humana, capaz de dar sentido e estabilidade à vida de quem quer que seja - eu e você inclusive. Daí, a necessidade que temos de estar sempre em bom relacionamento com Deus; pois dEle vem a provisão para uma vida satisfeita e o fundamento para uma vida estável. Ao longo do tempo, tenho percebido que o herói de hoje pode se tornar no vilão de amanhã; assim como, o vilão de hoje pode vir a se transformar em um homem de bem no futuro. Portanto, isto somente confirma aquilo que penso quanto ao nosso viver neste mundo: De que, nele - de estável e permanente - só temos o amor de Deus, que nos deseja; e a graça de Deus, que nos redime. Deste modo, me dou conta de que só em Jesus temos futuro.
 
Na Bíblia, existem inúmeras advertências, quanto ao nosso modo de viver e agir neste mundo. Portanto, devemos atentar para elas, dentre as quais, achei por bem apontar esta:
 
"Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, Remindo o tempo; porquanto os dias são maus. Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor."
(Efésios 5.14-17)
 
Esta palavra pode mudar completamente o nosso modo de pensar, falar e de agir na obra de Deus.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Fundamento da Palavra


No lugar de oração; não tenho palavras para descrever a segurança que sinto, em buscar tua face, amado Pai! Sempre lamento não Te buscar mais vezes e me manter prostrado por mais tempo. No entanto, sinto conforto e direção sempre que Te busco. E uma das coisas que sempre ouço e aprendo em Tua presença; é que devo construir os meus projetos de vida - seja espiritual, familiar ou de trabalho - sobre as bases da Tua Palavra. E isso tenho procurado fazer, as vezes à custa de sacrifício. E sempre que mantenho Tua Palavra como base daquilo que digo ou que faço; me dou conta de não ter a menor decepção, pelo fato de manter os meus olhos sobre Tua Palavra e tê-la como fundamento de meus sonhos e realizações.
 
Sou convicto de que Tua Palavra é a base de sustentação da terra sobre o nada; enquanto descreve um círculo em torno do Sol - girando qual bailarina - voltando cada ano ao seu ponto de partida. Não é de hoje que sei, que, somos passageiros permanentes de uma viagem espacial por anos a fio - em ciclos de doze meses - sem sentirmos o menor efeito colateral enquanto navegamos pela vastidão do espaço. Sei que a visão do cego Bartimeu teve como base a Tua Palavra; assim como a ressurreição do filho da viúva de Naim. E sei que o Mar Vermelho se manteve em seus limites, para que Teu povo por ele passasse, tendo por base a Tua Palavra eterna. É... Tenho razões de sobra para crer no fundamento da Palavra.
 
Triste, Pai eterno; é ver alguns dos melhores pregadores e intérpretes das artes sacras, passarem a agir, como se este mundo fosse seu verdadeiro lugar; assediados que são por Satã - o mal em pessoa - vestido de bondade e piedade aparente; hábil na arte de enganar e seduzir, que, algumas vezes, nos confunde até ao ponto de vermos o mal como bem e a mentira como verdade. Que bom que, neste mundo tenebroso, podemos contar com a direção do teu Espírito; nos revelando os perigos do caminho e a real face de um mundo asqueroso, fantasiado de paraíso; mas, que, por mais que tente camuflar não consegue ocultar por muito tempo suas verdadeiras intenções; pois, não passa de um poço de perversão e de perdição.
 
Bom é para o crente verdadeiro, render louvores a Deus:
 
"EXALTAR-TE-EI, ó SENHOR, porque tu me exaltaste; e não fizeste com que meus inimigos se alegrassem sobre mim. SENHOR meu Deus, clamei a ti, e tu me saraste. SENHOR, fizeste subir a minha alma da sepultura; conservaste-me a vida para que não descesse ao abismo. Cantai ao SENHOR, vós que sois seus santos, e celebrai a memória da sua santidade. Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã. Eu dizia na minha prosperidade: Não vacilarei jamais. Tu, SENHOR, pelo teu favor fizeste forte a minha montanha; tu encobriste o teu rosto, e fiquei perturbado. A ti, SENHOR, clamei, e ao SENHOR supliquei. Que proveito há no meu sangue, quando desço à cova? Porventura te louvará o pó? Anunciará ele a tua verdade? Ouve, SENHOR, e tem piedade de mim, SENHOR; sê o meu auxílio. Tornaste o meu pranto em folguedo; desataste o meu pano de saco, e me cingiste de alegria, Para que a minha glória a ti cante louvores, e não se cale. SENHOR, meu Deus, eu te louvarei para sempre."
(Salmo 30.1-12)
 
E somos contemplados com a certeza de que a alegria do Senhor é a nossa força!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 12 de abril de 2014

Necessidades fundamentais


A algum tempo não me levanto tão cedo como hoje... O meu espírito sentiu necessidade de madrugar diante do Senhor; e não posso negar-lhe este direito. Direito que também é dever de todos nós, que amamos e servimos ao Senhor. Tenho aprendido que não há como andar com Deus sem buscar Sua face continuamente. E nesta madrugada com o Senhor, Ele me fez ver duas necessidades fundamentais em minha vida: A primeira, que eu devo me sujeitar continuamente a Ele, sem me deixar dominar por outros interesses que não sejam os dEle. A segunda - tão difícil quanto a primeira - é, que, se desejo realmente que Seu propósito seja cultivado em minha vida; preciso viver nEle e negar-me a mim mesmo.
 
Ao ser confrontado com estas duas necessidades, meu primeiro pensamento foi para o relacionamento que deve existir na família; e, no quanto estas duas atitudes podem auxiliar no relacionamento entre as partes integrantes de um lar. Pensei, inclusive, em minha família. Então, me dei conta de que sujeição a Deus e negação de mim mesmo, tem sido dois fatores fundamentais para o bom nível de relacionamento que desfruto com meus queridos. Quantas vezes, o abrir mão de minha própria vontade e calar a voz do meu "eu", trouxe paz ao meu lar e mudou o rumo de conflitos, assim como uma barragem muda o curso de um rio. Sim! Sujeitar-me a Deus e negar-me a mim mesmo constrói caminho para a paz.
 
Infelizmente, ao longo dos anos, tenho visto lares se desmancharem e vidas se arruinarem; exatamente por não abrirem mão de suas vontades, de seus caprichos. Como é triste ver casais que se amam; virarem as costas um ao outro, tão somente por colocarem o "eu" acima do cônjuge. E assim, não se apercebem que a paz e a estabilidade de uma família reside na capacidade de doação que cada um de seus membros precisa fazer. Enfim, o interesse do "outro" deve ser colocado acima do interesse pessoal. Sei que pensar assim parece ser um contrassenso; especialmente nestes dias, em que as pessoas vão se tornando amantes de si mesmas; dias em que prevalece a busca pelos interesses próprios e pela realização pessoal.
 
Estas são instruções bíblicas que podem dar um novo ritmo ao casamento e à toda a família: "Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos." (Colossenses 3.12-15). É sempre bom saber que a Palavra de Deus tem ensinamentos para todas as áreas da vida humana.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari