sábado, 30 de agosto de 2014

Princípio que adotei na vida

Foto: Hoje quase que vi a noite se transformar em dia... Explicando: É que precisei iniciar minhas atividades antes da madrugada plena; pois, tenho que viajar bem cedo, para - após mais de quatro horas de viagem - participar do café da manhã e da reunião de obreiros do Distrito de Cataguases, que se inicia as nove horas da manhã. Daí a minha necessidade de fazer umas "horinhas extras". Todavia, como tenho o braço do Pai sobre minha vida e Sua mão agindo em meu favor; não devo me preocupar tanto com detalhes que parecem ser tão importantes para a grande maioria das pessoas (o necessário e merecido descanso é um deles).

Ah... Já me rendi aos és do Senhor, apenas mudando um pouquinho o meu lugar de oração. Ainda bem que o lugar em si não é essencial; e sim a presença real do Deus eterno que nos ama em Cristo Jesus. Uma das coisas que sempre me impressionam enquanto eu oro; é o modo como o Senhor revigora as minhas forças. Não tenho palavras para descrever o que sinto; mas estou convencido de que nenhuma atividade alternativa, por mais importante que seja, é mais urgente do que buscar a presença do Pai em oração. Não tenho a menor dúvida ao afirmar que tudo o que sou e tenho, devo sobretudo a este princípio que adotei na vida.

Hoje quase que vi a noite se transformar em dia... Explicando: É que precisei iniciar minhas atividades antes da madrugada plena; pois, tenho que viajar bem cedo, para - após mais de quatro horas de viagem - participar do café da manhã e da reunião de obreiros do Distrito de Cataguases, que se inicia as nove horas da manhã. Daí a minha necessidade de fazer umas "horinhas extras". Todavia, como tenho o braço do Pai sobre minha vida e Sua mão agindo em meu favor; não devo me preocupar tanto com detalhes que parecem ser tão importantes para a grande maioria das pessoas (o necessário descanso é um deles).
 
Ah... Já me rendi aos pés do Senhor, apenas mudando um pouquinho o meu lugar de oração. Ainda bem que o lugar em si não é essencial; e sim a presença real do Deus eterno que nos ama em Cristo Jesus. Uma das coisas que sempre me impressionam enquanto eu oro; é o modo como o Senhor revigora as minhas forças. Não tenho palavras para descrever o que sinto; mas estou convencido de que nenhuma atividade alternativa, por mais importante que seja, é mais urgente do que buscar a presença do Pai em oração. Não tenho dúvida ao afirmar que tudo o que sou e tenho, devo a este princípio que adotei na vida.
 
O salmo 32 é um bálsamo para o coração que teme a Deus.
 
"BEM-AVENTURADO aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano. Quando eu guardei silêncio, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia. Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado. Por isso, todo aquele que é santo orará a ti, a tempo de te poder achar; até no transbordar de muitas águas, estas não lhe chegarão. Tu és o lugar em que me escondo; tu me preservas da angústia; tu me cinges de alegres cantos de livramento. Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos. Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio para que não se cheguem a ti. O ímpio tem muitas dores, mas àquele que confia no SENHOR a misericórdia o cercará. Alegrai-vos no SENHOR, e regozijai-vos, vós os justos; e cantai alegremente, todos vós que sois retos de coração."
(Salmo 32.1-11)
 
Que renovo este salmo nos traz! Vale a pena meditar nele!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O devedor sou eu

Foto: Ontem de manha, dia 28 de agosto, prostrado aos pés do Senhor (este dia é o dia real do meu aniversário (não o dia 16 de janeiro, como consta na certidão); agradeci ao Senhor por ter me guardado ao longo de todo este tempo. Em meus 46 anos de ministério, vi homens melhores do que eu; mas, que se diminuíram ao decidir parar à beira do Caminho; queixando-se daqueles que - em seu entender - os abandonaram, ou lhes negaram direitos que julgavam ter. Vi também filhos alegarem falar em "defesa" de seu pai, vociferando rancor por alegadas "injustiças" sofridas pelo mesmo; sem perceberem que sua queixa é em causa própria, por terem se aproveitado de seu pai, sem o devido cuidado de se preparar para uma vida com propósito; enfim... Sem dar nada em troca.

Agradeci ao Senhor por sentir que não tenho o direito de esperar ou exigir retorno humano - seja formal ou pecuniário - por aquilo que porventura tenha feito de bom e proveitoso em favor de alguém. Creio que ninguém me deve nada; pois... O devedor sou eu! Devo aos que Deus pôs sob meus cuidados e não dei o melhor de mim; devo aos que conduzi a Cristo, mas não consegui cuidar como devia; devo aos que, por mais que me esforçasse, não consegui levar ao Senhor... Devo aos obreiros que pude ajudar; devo até mesmo aos que me censuram - justa ou injustamente - pois eles fazem que eu sinta a imperfeição, deles e minha, que me leva buscar mais a Deus; tanto em favor daqueles que assim procedem, como em busca de meu próprio crescimento espiritual.

Ontem de manha, dia 28 de agosto, prostrado aos pés do Senhor; este dia é o dia real do meu aniversário (não o dia 16 de janeiro, como consta na certidão); agradeci ao Senhor por ter me guardado ao longo de todo este tempo. Em meus 46 anos de ministério, vi homens melhores do que eu; mas, que se diminuíram ao decidir parar à beira do Caminho; queixando-se daqueles que - em seu entender - os abandonaram, ou lhes negaram direitos que julgavam ter. Vi também filhos alegarem falar em "defesa" de seu pai, vociferando rancor por alegadas "injustiças" sofridas pelo mesmo; sem perceberem que sua queixa é na verdade em causa própria, por terem se aproveitado de seu pai, sem o devido cuidado de se preparar para uma vida com propósito; enfim... Sem dar nada em troca.
 
Agradeci ao Senhor por sentir que não tenho o direito de esperar ou exigir retorno humano - seja formal ou pecuniário - por aquilo que porventura tenha feito de bom e proveitoso em favor de alguém. Creio que ninguém me deve nada; pois... O devedor sou eu! Devo aos que Deus pôs sob meus cuidados e não dei o melhor de mim; devo aos que conduzi a Cristo, mas não consegui cuidar como devia; devo aos que, por mais que me esforçasse, não consegui levar ao Senhor... Devo aos obreiros que não consegui ajudar; devo até mesmo aos que me censuram - justa ou injustamente - pois eles fazem que eu sinta a imperfeição (deles e minha) que me leva buscar mais a Deus; tanto em favor daqueles que assim procedem, como em busca de meu próprio crescimento espiritual.
 
Trago este texto do Salmo 116, como meu tributo ao Deus da minha vida: "Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do SENHOR. Pagarei os meus votos ao SENHOR, agora, na presença de todo o seu povo. Preciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos. Ó SENHOR, deveras sou teu servo; sou teu servo, filho da tua serva; soltaste as minhas ataduras. Oferecer-te-ei sacrifícios de louvor, e invocarei o nome do SENHOR. Pagarei os meus votos ao SENHOR, na presença de todo o seu povo, Nos átrios da casa do SENHOR, no meio de ti, ó Jerusalém. Louvai ao SENHOR." (Salmo 116.12-19). Pois estou bem certo de que é Ele Quem determina a extensão dos meus dias neste mundo!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

A glória só a Deus pertence

Foto: Louvo a Deus pelo fim de semana que passamos no Distrito de Muriaé. Hoje bem cedo, enquanto eu orava ao Pai, agradeci por tudo aquilo que Ele tem feito em nós e através de nós. Já a muito tempo, tenho convicção de que é um erro atribuirmos à carisma ou estratégia de quem quer que seja, o avanço da obra de Deus. É lógico que, quando digo isto, não estou diminuindo a importância do trabalho dedicado e vida consagrada daqueles que se dispuseram a ombrear conosco nesta honrosa missão. Não mesmo! Na verdade, o que estou querendo dizer é que todo o esforço dos obreiros que militam conosco, teria sido frustrado; caso o Senhor não tivesse agido em nosso favor e prosperado a obra de nossas mãos.
É sempre assim: Uma obra feita para o Senhor, cresce e se multiplica, provocando um choque de transformação na vida daqueles que são, por ela, afetados. Então, com seu crescimento, quando começam a enaltecer mais a criatura do que o Criador, destacando mais a obra do que a razão de ser de sua realização; sua vida e brilho começa a se apagar e acaba por morrer. E quando isto acontece, o que sobra é um conjunto de edificações materiais que começam a perder sua finalidade; algumas chegando a se transformar em escombros de um passado glorioso. E quando procuramos razão ou explicação para tal fracasso, descobrimos que Deus foi deixado de lado, ou então... Completamente esquecido.

Louvo a Deus pelo fim de semana que passamos no Distrito de Muriaé. Hoje bem cedo, enquanto eu orava ao Pai, agradeci por tudo aquilo que Ele tem feito em nós e através de nós. Já a muito tempo, tenho convicção de que é um erro atribuirmos à carisma ou estratégia de quem quer que seja, o avanço da obra de Deus. É lógico que, quando digo isto, não estou diminuindo a importância do trabalho dedicado e vida consagrada daqueles que se dispuseram a ombrear conosco nesta honrosa missão. Não mesmo! Na verdade, o que estou querendo dizer é que todo o esforço dos obreiros que militam conosco, teria sido frustrado; caso o Senhor não tivesse agido em nosso favor e prosperado a obra de nossas mãos.
 
É sempre assim: Uma obra feita para o Senhor, cresce e se multiplica, provocando um choque de transformação na vida daqueles que são, por ela, afetados. Então, com seu crescimento, quando começam a enaltecer mais a criatura do que o Criador, destacando mais a obra do que a razão de ser de sua realização; sua vida e brilho começa a se apagar e acaba por morrer. E quando isto acontece, o que sobra é um conjunto de edificações materiais que começam a perder sua finalidade; algumas chegando a se transformar em escombros de um passado glorioso. E quando procuramos razão ou explicação para tal fracasso, descobrimos que Deus foi deixado de lado, ou então... Completamente esquecido.
 
Ao lermos sobre o trágico fim do Rei Herodes; percebemos o risco de se tentar tomar para si a glória que só a Deus pertence: "E num dia designado, vestindo Herodes as vestes reais, estava assentado no tribunal e lhes fez uma prática. E o povo exclamava: Voz de Deus, e não de homem. E no mesmo instante feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus e, comido de bichos, expirou. E a palavra de Deus crescia e se multiplicava. E Barnabé e Saulo, havendo terminado aquele serviço, voltaram de Jerusalém, levando também consigo a João, que tinha por sobrenome Marcos." (Atos 12.21-25). E são inúmeros os exemplos daqueles que intentaram tamanha loucura. A glória pertence somente a Deus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Ele me ama e me circunda

Foto: Ao Deus que me guarda em todo tempo, venho buscar na madrugada deste dia. Como me faz bem saber que Ele me ama e me circunda com Seu cuidado! Sei que jamais conhecerei a real extensão do Seu domínio e poder; mas, me satisfaz saber que o Seu reino se estende pela vastidão do universo. Aleluia! Ao orar, eu Te louvo por saber que Tu não é apenas o Deus poderoso; mas também o Pai amoroso que me adotou como Seu filho. Glória a Deus! Obrigado Senhor, por me conceder esta graça acessível a todos os mortais; todavia, recusada pela grande maioria.

Venho agradecer e interceder por minha querida esposa, por meus queridos filhos biológicos e por meus queridos filhos espirituais (os gerados em meu ministério e os adotados em minhas nomeações). Sinto grande prazer em respirar o ar de Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Pará, Tocantins, Goiás e Distrito Federal - minha honrosa missão para este tempo - e poder abraçar irmãos e amigos que me deste, nestes Estados brasileiros transformados temporariamente em meu campo de trabalho. sou grato por tudo que o Senhor tem feito em nosso favor. Obrigado, amado Pai!

Enquanto Te busco, amado Pai; venho pedir que me guarde na jornada que tenho pela frente; que me guarde do limbo do esquecimento, da servidão sob a tirania e... Da sedução de aparência agradável, porém mortal, que tem reduzido a pó a vida e história de homens e mulheres que estiveram tão perto de Ti; e que, por tendência ou descuido, acabaram por sucumbir ante seus encantos da besta fera, terminaram os seus dias na vala onde se encontram todos aqueles que se apartaram de Ti, preferindo os prazeres de um mundo que nada pode dar, a não ser desonra e fracasso.

Ao Deus que me guarda em todo tempo, venho buscar na madrugada deste dia. Como me faz bem saber que Ele me ama e me circunda com Seu cuidado! Sei que jamais conhecerei a real extensão do Seu domínio e poder; mas, me satisfaz saber que o Seu reino se estende pela vastidão do universo. Aleluia! Ao orar, eu Te louvo por saber que Tu não é apenas o Deus poderoso; mas também o Pai amoroso que me adotou como Seu filho. Glória a Deus! Obrigado Senhor, por me conceder esta graça acessível a todos os mortais; todavia, recusada pela grande maioria.
 
Venho agradecer e interceder por minha querida esposa, por meus queridos filhos biológicos e por meus queridos filhos espirituais (os gerados em meu ministério e os adotados em minhas nomeações). Sinto grande prazer em respirar o ar de Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Pará, Tocantins, Goiás e Distrito Federal - minha honrosa missão para este tempo - e poder abraçar irmãos e amigos que me deste, nestes Estados brasileiros transformados temporariamente em meu campo de trabalho. Sou grato por tudo que o Senhor tem feito em nosso favor. Obrigado, amado Pai!
 
Enquanto Te busco, amado Pai; venho pedir que me guarde na jornada que tenho pela frente; que me guarde do limbo do esquecimento, da servidão sob a tirania e... Da sedução de aparência agradável, porém mortal, que tem reduzido a pó a vida e história de homens e mulheres que estiveram tão perto de Ti; e que, por tendência ou descuido, acabaram por sucumbir ante os encantos da besta fera e terminaram os seus dias na vala onde se encontram todos aqueles que se apartaram de Ti; preferindo os prazeres de um mundo que nada pode dar, a não ser desonra e fracasso.
 
Em toda a minha vida com Deus, este salmo tem feito grande diferença em momentos desafiadores:
 
"O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias."
(Salmo 23.1-6)
 
Creio não haver um crente que não tenha sido profundamente edificado por este maravilhoso salmo!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Deus jamais se engana


Enquanto vou dando os últimos retoques para poder estar no culto matutino na IMW de Eugenópolis, aqui no Distrito de Muriaé; ainda penso no que foi o Culto Distrital, ontem, na IMW do Dornelas... O clima de avivamento foi muito forte em todo tempo; e Deus falou de muitos modos ali! Na justa medida em que eu pregava, Deus me fez ver algo tão simples; mas, que nem sempre percebemos. O que importa nesta vida, não é o modo como as pessoas nos olham; mas, sim, o modo como Ele nos olha. Aqueles que nos amam; ao nos olhar; nos veem fortes, capazes, dignos e honrados. Já os que não nos admiram; quando nos olham; veem alguém fora de moda, impertinente, alguém que deve ser retirado de circulação. Enfim... As pessoas sempre nos olham com os olhos, mas nos veem com o coração; portanto, verão em nós aquilo que quiserem ver. Mas Deus nos vê em altura e profundidade.
 
Portanto, não devemos levar tão a sério alguém que nos ama, ao nos achar lindos, fenomenais... Ou alguém que não nos admira, ao nos achar inoportunos, vão e descartáveis. Pois eles podem estar enganados em sua visão crítica, condicionada pelo que conseguem ver com seu coração. No entanto, precisamos levar na mais alta conta o modo como Deus nos vê; pois Deus é conhecedor dos pontos claros e obscuros do ser humano. Sua visão crítica a nosso respeito, corresponde sem erro ao que realmente somos. Então, em nossa curta existência; ao escolhermos ou decidirmos algo, devemos procurar agradar a Deus do melhor modo possível; buscando em Sua Palavra, os códigos de honra e de conduta que nos tornam aceitáveis aos Seus olhos; pois Deus jamais se engana em Seu juízo sobre nós; e será o Seu julgamento que vai definir o nosso destino eterno.
 
Devemos procurar carregar sempre conosco, a certeza de que Deus é o Justo Juiz: "QUE os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Além disso, requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel. Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós, ou por algum juízo humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo. Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o SENHOR. Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor." (I Coríntios 4.1-5). E se, porventura, formos assaltados por sentimento de dúvida quando a isto; devemos crer que o Juízo de Deus foi, é e sempre será inevitável!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 23 de agosto de 2014

Revigorante banho da graça

Foto: Hoje, a madrugada me viu despertar e me viu caminhar ao lugar de oração. Algumas vezes, sabemos de antemão o "porque" de nossa ida ao lugar de oração; outras vezes, este mover é apenas algo instintivo... Hoje é um destes dias. Me curvei em pranto, orei em pranto, me ergui em pranto e ainda sinto - enquanto escrevo - uma lágrima e outra correr pelo meu rosto, de ambos os olhos. Como explicar isso pela razão? Não tenho como fazê-lo. Mas sei que aconteceram coisas enquanto eu orava ao Pai. Contei para Ele situações que me trazem apreensão - pelo que digo e ouço - e agradeci por Seu direcionamento em muitas das escolhas que fiz na vida.

Ah... Em Sua presença, lamentei o estado de algumas vidas... E Intercedi por elas. Expressei gratidão por chegar ao lugar de oração e poder renovar minha fé, minha esperança, meu amor. Adorei profundamente Ao Único digno de adoração; e disse o quanto sou grato por ter o divino Companheiro ao meu lado no caminho. Sinto poder dizer que tomei um banho de graça e que, nele, me renovei inteiramente. Como é bom saber que Deus me capacita a enfrentar e vencer provas e desafios que estão muito além de minhas forças; mas, não além de minhas possibilidades no Deus da minha salvação. Sei que sou de Jesus e isso me satisfaz plenamente!

Hoje, a madrugada me viu despertar e me viu caminhar ao lugar de oração. Algumas vezes, sabemos de antemão o "porque" de nossa ida ao lugar de oração; outras vezes, este mover é apenas algo instintivo... Hoje é um destes dias. Me curvei em pranto, orei em pranto, me ergui em pranto e ainda sinto - enquanto escrevo - uma lágrima e outra correr pelo meu rosto, de ambos os olhos. Como explicar isso pela razão? Não tenho como fazê-lo. Mas sei que aconteceram coisas enquanto eu orava ao Pai. Contei à Ele, situações que me trazem apreensão - tanto pelo que digo como pelo que ouço - e agradeci por Seu direcionamento em muitas das escolhas que fiz na vida.
 
Ah... Em Sua presença, lamentei o estado de algumas vidas; e... Intercedi por elas. Expressei gratidão por chegar ao lugar de oração e poder renovar minha fé, minha esperança, meu amor. Adorei profundamente ao Único digno de adoração; e disse o quanto sou grato por ter o divino Companheiro ao meu lado no caminho. Sinto poder dizer que tomei um revigorante banho da graça e que, nele, me renovei inteiramente. Como é bom saber que Deus me capacita a enfrentar e vencer provas e desafios; que estão muito além de minhas forças, mas... Não além de minhas possibilidades no Deus da minha salvação. Sei que sou de Jesus e isso me satisfaz plenamente!
 
Ao ler este texto da Palavra, pensei: Como não me sentir admoestado e encorajado com um testemunho tão maravilhoso como este:
 
"SENDO, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o SENHOR a Abrão, e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em minha presença e sê perfeito. E porei a minha aliança entre mim e ti, e te multiplicarei grandissimamente. Então caiu Abrão sobre o seu rosto, e falou Deus com ele, dizendo: Quanto a mim, eis a minha aliança contigo: serás o pai de muitas nações; E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai de muitas nações te tenho posto; E te farei frutificar grandissimamente, e de ti farei nações, e reis sairão de ti; E estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua descendência depois de ti em suas gerações, por aliança perpétua, para te ser a ti por Deus, e à tua descendência depois de ti."
(Gênesis 17.1-7)
 
Se Abraão, de idade tão avançada, precisou ser exortado por Deus a ser perfeito; quanto mais nós, vivendo dias tão tentadores e opressores!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

E assim vejo a vida


Nesta manhã, ainda madrugada, estive orando a Deus em meu próprio favor... Senti necessidade de me apresentar e buscar direção. Senti o Senhor me confortar e me encorajar. Glória a Deus! Após um momento relativamente longo de oração, para os meus padrões; fiquei a pensar no quanto o cristão perde ao se abster de buscar a Deus... Vida vazia é o que resta, como resultado da falta de procura por direção de Deus. Estou convencido de que não existe nada mais inquietante para um cristão autêntico, do que um coração vazio da presença de Deus. No lapso de tempo entre o amanhecer e a viração do dia, Adão e Eva se meteram em uma grande encrenca, cujas consequências perdurariam além do que porventura pudessem imaginar. eles deram ouvidos à Satã travestido de serpente; e só foram se dar conta do mal feito e da nudez em que estavam, quando Deus interrompeu sua solidão.
 
E assim vejo a vida... Vidas vazias, andando em círculo, replicando ante vozes de advertência; sem conseguir romper o ciclo vicioso de uma existência que perdeu o sentido. Vidas completamente despojadas da essência, alheias aos bons ventos que sopram no dia a dia (família, amigos, oportunidades) introvertidas; vendo o mundo reduzido à elas mesmas, sem entender que o ser humano nasceu para servir a Deus e ao próximo. Sem perceber que a felicidade não está nos benefícios que outros porventura nos façam; mas, sim... No benefício que fazemos aos outros. Assim, enquanto o mundo gira, elas permanecem paradas - no tempo e no espaço - presas no limbo da solidão, mágoa e angústia; sem perceberem que Deus deseja alcançá-las; que precisam sair para o espaço aberto onde Deus se move; pois é neste lugar de santa liberdade que, enfim, encontramos a paz.
 
Não há cristão que não busque conforto nos salmos da Bíblia!
 
"Uma coisa pedi ao SENHOR, e a buscarei: que possa morar na casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do SENHOR, e inquirir no seu templo. Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha. Também agora a minha cabeça será exaltada sobre os meus inimigos que estão em redor de mim; por isso oferecerei sacrifício de júbilo no seu tabernáculo; cantarei, sim, cantarei louvores ao SENHOR. Ouve, SENHOR, a minha voz quando clamo; tem também piedade de mim, e responde-me. Quando tu disseste: Buscai o meu rosto; o meu coração disse a ti: O teu rosto, SENHOR, buscarei. Não escondas de mim a tua face, não rejeites ao teu servo com ira; tu foste a minha ajuda, não me deixes nem me desampares, ó Deus da minha salvação. Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o SENHOR me recolherá."
(Salmo 27.4-10)
 
E este salmo é um bálsamo para o cristão açoitado pela solidão.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari