sábado, 25 de fevereiro de 2017

Perfil da fiel Filadélfia

A imagem pode conter: texto

Ao orar nesta manhã, ainda enfraquecido pelo mal (já debelado) que ontem me afligiu; questionei os nossos governantes (de ontem e de hoje) diante do Senhor. Afinal... O que está acontecendo com a nossa nação? Pois, se ontem a bandeira LGBT era desfraldada nos mastros mais altos; hoje, vemos aparecer indícios de um satanismo ostensivo. E, em ambos os casos, o MEC tem tido papel destacado (com suas hediondas cartilhas obscenas e satanistas). Porém, isto não me surpreende! Pois, não é de hoje, aprendi que um mal nunca vem sozinho. Realmente! Não vejo solução para este mal... Melhor dizendo: Eu vejo sim! Mas... Qual? A resposta de Deus ao mal instituído!

E a Igreja, como está? Ela se divide em três segmentos: Um deles - os adeptos de Laodiceia - promove a ganância e o hedonismo; já se preparando para botar o seu bloco na rua... O outro - adeptos de Filadélfia - procura manter seu território inviolável, santificado; e já se prepara para o fim; pois, segue esta estrita recomendação: "Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas; melhor é o paciente de espírito do que o altivo de espírito." (Eclesiastes 7:8). Ah... O terceiro grupo - nem frios, nem quentes - que, com sua neutralidade, tentam flertar com os dois lados... Esperando "a banda passar", para ver no que vai dar. Só um deles será galardoado... E não é difícil descobrir qual.

Este é o perfil da fiel Filadélfia:

"E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre: Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome. Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo. Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa."
(Apocalipse 3:7-11)

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

Glória a Deus! Só mesmo em tua presença Senhor:
https://youtu.be/t9TXobm558I

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Amar é nossa missão

A imagem pode conter: oceano, texto e água

Na medicina humana, existem dois princípios que são fundamentais na terapia: Na alternativa - o da homeopatia, que é regido pelo princípio "Similia similibus curantur" (os semelhantes se curam); e na convencional - o da alopatia, que defende o princípio "Contraria contrariis curantur" (os contrários se curam). Com este exemplo, explico como vejo o modo como Deus nos trata; o qual é pautado por princípio semelhante ao da medicina alopática. Ou seja: A bondade de Deus aniquila a maldade humana; o sangue de Jesus limpa a lama do pecado; e a morte de Jesus concede vida eterna ao pecador perdido.

Em nossa vida terrena, nosso testemunho cristão deve ser aplicado do mesmo modo. Ou seja: Nós devemos amar aos que nos odeiam (Lucas 6.27). E assim, nossa mansidão deve se sobrepor à ira dos homens, nossa humildade deve confrontar a arrogância dos maus, e nossa bondade cobrir a maldade existente. Portanto, a nossa fé bíblica deve priorizar os valores sagrados; em oposição à fé secular que - regida pela insensatez - prioriza o enriquecimento, a vaidade, o sexo, o narcisismo e o hedonismo. Precisamos entender que a cruz (altar do sacrifício) é bem mais nobre que o palco (lugar de ostentação). 

Que texto lindo: "Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam. Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses; E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também. E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam. E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo." (Lucas 6:28-33). Amar é nossa a missão!

Esta composição de Kleber Lucas soa como memorial da graça:
https://youtu.be/_tOQmTJflYA

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Onda de graça e de paz

A imagem pode conter: texto, natureza e atividades ao ar livre

Tenho sentido, que em nossa oração - antes de fazermos menção do objeto de nossa expectativa ou inquietação; devemos adorar e oferecer sacrifício de louvor - ao Deus que nos salva e nos guarda. Nesta manhã mesmo, antes da súplica habitual, me senti extasiado com as maravilhas do Senhor! Embora não seja fácil explicar esta sensação, senti uma onda de graça e paz me invadir; e, em um só momento, eu me senti revigorado e fortalecido, sem saber se ria ou se chorava... Fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

Existe uma canção, tantas vezes por mim cantada, que pode dar ideia daquilo que sinto (seu título é "Leva-me além"). Em momentos assim (sem querer ser pretensioso) fico a pensar... Como as igrejas cristãs seriam diferentes, se os crentes sentissem o que eu sinto enquanto oro. Estou convencido que o modo e o espírito com que se ora, faz enorme diferença entre o que era antes e o que virá depois. É como se o Rio da Vida corresse bem perto, calmo e sereno, trazendo em suas águas a paz que tanto carecemos.

Este salmo sempre influenciou minha vida; "Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará." (Salmos 1:1-3). Sempre que medito nele, penso em Davi... Em seus sonhos e canções.

Esta é a canção à qual me referi. Vale a pena ouvir e cantar:
https://youtu.be/UxVc1-mRB6Y

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Festa pagã e profana

A imagem pode conter: nuvem, céu e texto

Para nós, brasileiros, que tememos a Deus; esta semana prenuncia dias de desordem e obscenidade. (que me desculpem os adeptos; se vejo deste modo a quadra do carnaval). Então, nos próximos dias, veremos aumentar o índice de barulho, embriagues, óbitos, ofensa aos bons costumes, enfim... Como o termo subliminarmente sugere: Carne a valer! Portanto, não causa admiração o fato de se instalar, nestes dias, o império da carne; dias em que quase tudo é permitido, sob o comando "faz de conta" de grotesca figura rotulada de rei momo; um rei que, neste dias, dá ao povo, o que o povo deseja o ano inteiro.

Reconheço que esta festa pagã e profana consegue atrair, com seu  apelo à alegria sem restrição, muitas pessoas de bem; e até mesmo cristãos desorientados e superficiais em sua crença. E isto, somado a outros fatos - longe de me levar a atitude de indiferença; me causa é tristeza; por perceber que o atual estágio da decadência humana se agrava sobremodo neste estranho Brasil. Este estado de coisas, me faz pensar nesta advertência de Jesus: "Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, entenda;" (Mateus 24:15). Na verdade, o fim se abrevia.

Este texto, e outros correlatos, sempre atrai minha atenção: "Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te." (2 Timóteo 3:1-5). Pois nele vejo o quanto a nossa redenção está próxima!

Nestes dias, vale a pena entoar de coração esta canção:
https://youtu.be/axx8VRomWQw

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Somos um jardim

A imagem pode conter: texto e natureza

Ao me prostrar no lugar de oração levei comigo a mesma canção que soa em minha mente, desde ontem; a qual diz que "somos um jardim diante do Senhor..." Este sentimento influenciou a oração que fiz; pois me deixei transportar ao quintal da casa que o Senhor me deu; onde os colibris se intercalam - com sua variedade de tamanho e cor - em sua procura pelo néctar das diversas flores que enfeitam nosso quintal. Então, em minha imaginação, me deixei transportar para mais longe... Até me ver como um jardim de Deus, cuja beleza não está em mim mesmo; mas... No perfume e no colorido das diversas flores ali plantadas pelo Criador, e nas sementes e frutos delas projetados.

Em minha imaginação; de imediato me dei conta que, assim como em um jardim, encontramos flores e ervas daninhas; assim também, no jardim que somos nós, o inimigo procura semear ervas nocivas... Para anularem os agradáveis efeitos da sementeira de Deus. Então, cabe a nós - jardim de Deus - a responsabilidade de preservar a beleza do plantio divino, regando e fertilizando o solo do coração; e livrando-o das plantas indesejáveis que, porventura, tenham sido nele plantadas. Enfim... Veio ao meu espírito as seguintes palavras de Jesus: "Toda a planta, que meu Pai celestial não plantou, será arrancada." (Mateus 15:13). Glória a Deus! Que manhã proveitosa foi esta!

Vemos aqui, alguns males do coração: "E Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Explica-nos essa parábola. Jesus, porém, disse: Até vós mesmos estais ainda sem entender? Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre, e é lançado fora? Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem." (Mateus 15:15-20). Cabe à nós cristãos, guardar a Palavra e preservar nosso coração das sementes ruins, que são lançadas.

Esta canção expressa muito bem tudo aquilo que hoje senti:
https://youtu.be/-eq045iakyY

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Devemos seguir em frente

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Sábado de manhã, deixei minha querida esposa Maria Célia na rodoviária; de onde seguiu rumo a IMW de Angra dos Reis, onde ministrou neste fim de semana. Quanto a mim; fiquei a pensar na assertiva - de que todo crente empenhado em servir ao Senhor, nos termos do seu chamado segundo o propósito de Deus; vive sempre em movimento (indo aqui, indo ali); firme na disposição de cumprir o "ide" de Jesus. Daí, a necessidade de entendermos e praticarmos o divino imperativo de amar, servir, pregar, socorrer (esta lista parece não ter fim). Pois... Buscar o reino de Deus e sua justiça é nossa primeira prioridade. 

Em minha reflexão; pensei em duas importantes exortações bíblicas: Uma delas, sobre a nossa obrigação maior de seguir, "olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus." (Hebreus 12.2). A outra, nos exorta do seguinte modo: "Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra" (Colossenses 3:2). Então; ao invés de buscar riqueza e prazer nesta vida (como certos mestres oportunistas ensinam); devemos é seguir em frente - olhando para Jesus e pensando na glória do céu.

Este texto mostra o real objetivo de uma vida que anda de fé em fé: "Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." (Mateus 6:31-34). Portanto, Mesmo em lutas e provas; se o Reino é o Alvo, esta deve ser nossa atitude.

Esta canção entoada por Mara Dalila, corrobora o que eu disse:
https://youtu.be/QKvfqPHw7lg

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Mas eu faço oração

A imagem pode conter: texto

É tão importante separarmos tempo para a oração. Hoje de manhã, estando a orar; recordei os passos que me levaram ao atual estado em que vivo. Confesso: Naquela ocasião, não fiquei nada satisfeito. Mas hoje, até me sinto bem com a vida reservada aos idosos; e, no futuro, me sentirei ainda melhor com a vida reservada aos remidos. Glória a Deus! Enquanto eu orava, pedi a Deus algo que eu sempre  peço: Que me ajude a amar as pessoas - mesmo as nocivas - pois aprendi que o amor refina os bons sentimentos, tornando-os ainda melhores; e confina os maus sentimentos, tornando-os inócuos, inodoros.

No lugar de oração, me lembrei de Davi; obrigado a fugir de inimigos e até de amigos... Sem saber para onde ir ou se esconder. Percebi que em sua fuga, Davi não teve a companhia dos melhores; porém, dos piores. E os que o seguiram, não o fizeram por ter uma causa; e sim, por não ter causa alguma. Ao receber má paga pelo seu amor, disse Davi: "mas eu faço oração." (Salmo 109:4). E como Davi orou! E a Palavra adverte que devemos fugir - não apenas do mal - mas até de sua aparência. Algumas vezes nós, que servimos ao Senhor, devemos abrir mão até do que é bom e legítimo, para herdar a Vida. 

Devemos viver em graça, "Na pureza, na ciência, na longanimidade, na benignidade, no Espírito Santo, no amor não fingido, Na palavra da verdade, no poder de Deus, pelas armas da justiça, à direita e à esquerda, Por honra e por desonra, por infâmia e por boa fama; como enganadores, e sendo verdadeiros; Como desconhecidos, mas sendo bem conhecidos; como morrendo, e eis que vivemos; como castigados, e não mortos; Como contristados, mas sempre alegres; como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, e possuindo tudo." (2 Coríntios 6:6-10). Vale a pena assim viver! Esta é a Vida!

Esta canção vestiu de poesia o genuíno sentimento cristão:
https://youtu.be/JPqitveFAGo

Cordialmente;
Bispo Calegari