quarta-feira, 29 de março de 2017

Oração da madrugada

A imagem pode conter: nuvem, céu e texto

Meus olhos se abriram para a oração da madrugada... Não posso me negar este direito vestido de dever; pois orar faz bem ao corpo e à alma - à nós e aos outros. Então, devemos orar; pois a oração nos torna mais dependentes de Deus... Como não depender dele? Se tudo que sustenta a vida vem de Suas mãos? Dependo de Senhor, para pregar e cantar, para sorrir e chorar, para perder e ganhar. Sim! Dependo de Jesus, para o esperado e para o inesperado, para crer e para entender; pois a vida é repleta de surpresas, de imprevistos... Então, dependo dele, até mesmo para conviver e lidar com a inevitabilidade.

Não oração da madrugada, agradeci por ser amado e lembrado; por ter família e missão; por ter noção e visão; enfim, por ser quem sou, mesmo sem ainda ser quem Deus quer. Obrigado, Senhor! Pois sei que posso confiar em ti; mesmo quando tudo a minha volta diz que não. Obrigado, por saber que minhas orações são respondidas e por saber que minha fé tem recompensa; pois como diz um antigo hino,  "em nada ponho a minha fé, senão na graça de Jesus". E assim, na dependência do Senhor; sigo plantando e colhendo sempre... Sem medo dos maus dias, ou da má sorte; pois eu sei que meu Jesus vive!

Gosto muito de refletir sobre este texto da Bíblia: "Ora, muito me regozijei no Senhor por finalmente reviver a vossa lembrança de mim; pois já vos tínheis lembrado, mas não tínheis tido oportunidade. Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece." (Filipenses 4:10-13). Sempre que o leio, percebo o quanto ele me inspira!

Esta canção traduz perfeitamente meu sentimento:
https://youtu.be/PI3eEPjU7H0

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 28 de março de 2017

Peregrinos em direção ao céu

A imagem pode conter: texto, atividades ao ar livre e natureza

É sempre bom retornar à Volta Redonda. Desta vez para pregar na IMW do Aterrado, a convite do Pastor Francisco Mafra, em cuja casa estamos hospedados. Além dos familiares que temos aqui; em nossa história de vida e de ministério, constam importantes detalhes ocorridos nesta querida cidade. Enquanto Maria Célia e eu estamos a nos preparar neste domingo nublado; fico a pensar nos caminhos percorridos por homens de Deus do passado, cuja história sempre me inspirou... É admirável a saga de José, com rota de sofrimento, entre Canaã e o Egito. E Daniel? Que caminho sofrido até Babilônia! Eles não seriam os servos de Deus que foram, se tivessem optado por seguir em um outro caminho.

Assim somos nós... Viajantes percorrendo caminhos, na linha do tempo, cuja rota não sabemos aonde vai dar. As vezes, pensamos em desistir, tal o rigor da caminhada com destino tão incerto. Porém, não nos cabe buscar rota diferente daquela que o Senhor nos traçou; pois o caminho de Deus não é um roteiro turístico com direito a programa alternativo. Pois, no caminho da vida, não somos turistas em busca de diversão; mas, peregrinos em direção ao céu. Percebo que um grande número de crentes (até pastores e obreiros) parece ignorar esta realidade; pois vivem a se queixar das agruras da jornada (como se sua jornada merecesse caminho melhor). Meu Deus! Quando vamos entender isso?

Este texto sempre me impressionou; especialmente, pelo modo claro como define a jornada rumo ao céu: Então disse Jesus aos seus discípulos: "Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras." (Mateus 16:24-27). Creio não haver um só cristão em todo mundo, que desconheça as suas reais implicações.

Senti desejo de fechar esta reflexão, com está linda canção:
https://youtu.be/xzAD5MOGVRg

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 27 de março de 2017

Buscando graça e sabedoria

A imagem pode conter: texto e atividades ao ar livre

Tenho orado a Deus, buscando graça e sabedoria para entender e lidar com este mundo; pois, se o ser humano é incapaz de entender seus próprios sonhos e sentimentos; como então conseguirá lidar com os conflitos e paixões que incendeiam o mundo? A Palavra de Deus declara que "Os homens maus não entendem o juízo, mas os que buscam ao Senhor entendem tudo." (Provérbios 28:5). Então, vivendo entre os maus; preciso me distanciar da maldade reinante, buscando ao Senhor em todo tempo. Lemos aqui, que os maus não conseguem entender nem mesmo o juízo... Todavia; precisamos ir um pouco mais além, para entendermos melhor tudo que se passa à nossa volta.

Se alguém me perguntar: "Mas, o que eu preciso entender melhor?" Eu simplesmente respondo, que - vivendo em um tempo de tantas barbáries e contradições - todos nós precisamos buscar entender e lidar com os conflitos de nossa própria família; e com os desafios à nós impostos diariamente. Na verdade, até mesmo para lidar com o nosso próprio tino e com nossos desatinos, precisamos recorrer à ajuda do Senhor. Não nego que, sob certos limites, seja possível ter melhor compreensão da vida - tanto pela observação, como pelo amadurecimento. Porém, como a vida vai além dos nossos limites; devemos orar a Deus em busca de mais sabedoria e mais entendimento. 

Estou convencido que o mundo seria bem melhor, se todos tivessem Jesus no coração e se orassem a Deus, como recomenda este texto: "E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa. O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos." (Tiago 1:5-8). Falando sinceramente, eu não sei dizer como seria minha vida sem Jesus... Mas sei não seria nada boa.

Louvo a Deus pelas canções do Paulo Cezar, cheias de sabedoria:
https://youtu.be/wJ0cahfGGFU

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 26 de março de 2017

Ponte sobre o abismo

A imagem pode conter: texto

Penso não haver um dia em que eu não considere a proximidade da vinda de Jesus... Como se meu espírito estivesse atrelado a esta lembrança. Estou convencido que o ser humano foi criado e nasceu com estas três finalidades: Adorar a Deus, servir ao próximo e viver eternamente com o Senhor. Não ignoro que o pecado, por ocasião da Queda, contaminou esta tríplice missão; daí vem a incapacidade do ser humano, em cumprir plenamente este pressuposto. A Bíblia diz que "o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou." (Romanos 7.11). Enfim; o pecado pode matar!

Na verdade, não posso pensar na vinda de Jesus; sem pensar no amor de Deus pelo ser humano, que criou o único modo de salvar a todos, da sentença condenatória que pesava sobre nós; "porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3.16). Na verdade, Jesus é a Ponte sobre o abismo que nos separa de Deus. Portanto, ele é o único Caminho que nos conduz à Vida eterna. Somente nele, temos vida e paz! Fora dele, resta uma desagradável sensação de que "alguma coisa mais" está faltando em nossa vida.

Este é o mais importante testemunho, sobre a diferença que existe, entre o ter e o não ter Jesus. A Bíblia diz que "Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu. E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida." (1 João 5:10-12). Portanto, devemos pensar seriamente neste assunto; sem ficar protelando para um "dia seguinte", que pode nem chegar a nascer. Hoje é o dia da oportunidade!

Esta é mais uma "perola" entoada pelo saudoso Nelson Ned:
https://youtu.be/Q5ID69MEBMM

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 25 de março de 2017

Amor, graça, perdão e paz

A imagem pode conter: texto

Senti necessidade de levantar bem mais cedo para orar... Sei que valeu a pena! Aliás... Sempre vale! Após uma intercessão que senti necessidade de fazer; busquei do Senho, condição para lidar com este tempo que vivemos - tempo marcado por dores e contradições; sem que se vislumbre sinais de mudança no modo de ser e de viver  das pessoas. Então, senti grande conforto do Espírito de Deus, que me brindou com quatro palavras, já bem conhecidas no meio cristão: Amor, graça, perdão e paz. Entendi muito bem, o sentido e aplicação das mesmas, neste momento especial passado na presença do Senhor nosso Deus.

Na verdade; estas quatro palavras sintetizam tudo aquilo que Deus tem feito em nosso favor. Senão, vejamos: Na medida em que nos deixamos envolver por Seu amor, Sua graça nos salva, Seu perdão nos absolve, e sua paz sela a nossa justificação. A Palavra de Deus nos diz que "tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação" (2 Coríntios 5:18). Portanto, à nós só nos cabe: Arrependimento e fé. E a partir deste começo; é só viver a nova vida que Jesus preparou para nós! Portanto... Dele somos, por ele vivemos e para ele nós iremos!

Perdi a conta, das inúmeras vezes que recorri a este texto da Bíblia buscando direção, resposta ou simplesmente conforto divino: "Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos." (Romanos 14:7-9), Na verdade, todos nós precisamos crer e praticar a Palavra de Deus em nossa vida e proceder; pois somente nela, temos  plena segurança e paz.

Sempre senti em meu espírito, os efeitos da mensagem desta linda canção:
https://youtu.be/28D0bQo_cvw

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 24 de março de 2017

Votos e obrigações diárias

A imagem pode conter: texto

Precisamos ser guiados por Deus; pois existem cuidados e deveres que não podemos negligenciar, sob pena de perdermos benefícios futuros, ou de nos perdermos eternamente. Um deles, diz respeito aos votos conjugais, nos quais nos comprometemos diante do Senhor e de testemunhas - que amaríamos, protegeríamos e honraríamos o nosso cônjuge até a morte. Infelizmente, muitos esqueceram seus votos feitos e carregam em sua vida, boas e tristes lembranças, que o tempo não consegue apagar; mesmo vivendo uma nova relação. Outro, diz respeito ao nosso descaso com obrigações espirituais... Meu Deus! quantos males resultam desta negligência! Misericórdia!

Ao refletir sobre cuidados e obrigações diárias; chego à conclusão, que estes atos - de cuidar da família, respeitar o próximo, temer a Deus e amar a todos - compõem um conjunto de ações, que não devem ser descuidadas, sob pena de sofremos inevitáveis consequências no mínimo dolorosas e as vezes trágicas. Estas quatro atitudes são princípios basilares que sustentam e dão significado à própria vida humana. Estou certo que todos os males e flagelos que afligem este mundo, têm uma relação direta com a quebra destes princípios - em maior ou menor escala - desfazendo sonhos, destruindo projetos e arruinando vidas. Então; observar os mesmos é medida preventiva! 

Este texto corrobora o que escrevi: "Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui sempre o bem, tanto uns para com os outros, como para com todos. Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal. E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo." (1 Tessalonicenses 5.15-23). Portanto... Precisamos deixar Deus nos guiar!

Gosto de ouvir esta canção - muito importante em minha vida:
https://youtu.be/BdLY3F5N5oo

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 23 de março de 2017

Obrigado Senhor

A imagem pode conter: texto

Obrigado Senhor! Hoje, assim que me levantei, senti um forte desejo de expressar minha gratidão. Sou grato por tudo; mas, neste tributo de gratidão, preciso pôr razões específicas que marcam minha vida!

Obrigado Senhor! Por minha pequena casa, com as 16 almas que dela fazem parte; e pela bolha de imunidade que nos envolve, dando sustento e segurança, enquanto seguimos em um mundo tão hostil.

Obrigado Senhor! Pelo dia que sucede à noite, em sagrada rotina concedida à todos; e que nem todos percebem seu valor. Sou grato Senhor, pelo alvorecer para o trabalho e pelo anoitecer para o descanso.

Obrigado Senhor! Pela fé que me mantém firmado na Rocha eterna, pela esperança no lugar que Jesus preparou para mim, e pelo amor de Deus que enche meu coração. Enfim, por tudo. Obrigado Senhor! 

Aleluia!

"Celebrai com júbilo ao SENHOR, todas as terras. Servi ao Senhor com alegria; e entrai diante dele com canto. Sabei que o Senhor é Deus; foi ele que nos fez, e não nós a nós mesmos; somos povo seu e ovelhas do seu pasto. Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome. Porque o Senhor é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração."
(Salmo 100)

Amém!

Pare cinco minutinhos e ouça esta canção que coroa meu humilde tributo:
https://youtu.be/xjINgXNLftI

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 22 de março de 2017

Réplicas do mal original

A imagem pode conter: texto

É comum, depararmos com pessoas que questionam a bondade de Deus pelo simples fato do mundo ser tão mau. Se eu não soubesse acerca da origem do mal e suas consequências, talvez chegasse a concordar com elas. Todavia, sei muito bem que sua essência é o próprio Satã; e que seus desdobramentos se estendem através do próprio ser humano. Senão, vejamos: De onde procedem doenças, guerras, traições e tantos outros desvios de conduta? Dos desvios e da loucura dos seres humanos, fomentados pelo próprio Satanás. Será que as pessoas rebeladas contra Deus, não percebem o mal causado por sua loucura?

Na verdade, os males vistos no mundo são réplicas do mal original (a rebelião de Lúcifer contra Deus); posto que, a rebelião de Satã se propagou a anjos e homens... Imprimindo a marca da maldade em toda a criação. Quando Jesus diz: "se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos..." (Lucas 11:13); ele está denunciando o estado geral da humanidade. Paulo diz que: "Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só." (Romanos 3:12). Isto não é censura - é constatação! Pois... O mal sempre cresce, quando o ser humano deixa a Fonte do Bem! 

Este é o estado do mundo: "Ouvi a palavra do SENHOR, vós filhos de Israel, porque o SENHOR tem uma contenda com os habitantes da terra; porque na terra não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus. Só permanecem o perjurar, o mentir, o matar, o furtar e o adulterar; fazem violência, um ato sanguinário segue imediatamente a outro. Por isso a terra se lamentará, e qualquer que morar nela desfalecerá, com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar serão tirados." (Oseias 4:1-3). Infelizmente, a humanidade vive, navega e naufraga em sua própria lama.

Hoje, senti forte desejo de ouvir esta antiga canção, na voz de José Carlos:
https://youtu.be/D2BbfOsGdKU

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 21 de março de 2017

Devemos considerar isto

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Um dos benefícios de abrirmos o nosso coração perante o Senhor; é podermos ouvir sua voz soando no íntimo (porque Deus não fala a um coração que não esteja completamente aberto). Mais uma vez fui convencido que aquilo que chamamos de "nosso" (nossa família, nossa casa, nossa vida), não é de fato  nosso. É exatamente como disse o Rei Davi: "Porque tudo vem de ti, e do que é teu to damos." (1 Crônicas 29:14). Se  Deus tirar aquilo que nos deu; sobrará tão somente aquilo que é de fato nosso (nosso pecado, nossa miséria, nossas dores... E por aí vai). Então, devemos viver com sabedoria!

Devemos tratar com sabedoria o nosso próprio corpo, pois ele não é nosso; "Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?" (1 Coríntios 6:19). Devemos tratar tudo com respeito, pois fomos "comprados por bom preço" (1 Coríntios 7:23). É comum vermos pessoas tratarem pessoas e bens como seus (uns matam o cônjuge por abandona-los; e outros, malversam os dons e talentos que lhes foram confiados). A Palavra de Deus diz, que "um só pecador destrói muitos bens" (Eclesiastes 9:18). Devemos considerar isto!

Este texto bíblico indica com clareza, à quem pertencemos: "Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos. Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo." (Romanos 14:7-10). Portanto, a verdade é que pertencemos ao Senhor!

Como sugere a canção, devemos guardar a Palavra de Deus no coração: 
https://youtu.be/_LoTzRtjYLA

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 20 de março de 2017

Vítimas pelo caminho

A imagem pode conter: árvore, planta, atividades ao ar livre, texto e natureza

Estou a pensar na onda de intolerância e de desentendimento, que tanto cresce em nossos dias... É algo assustador. E a minha maior preocupação é como esta onda invade e afoga famílias inteiras em sua águas, afetando relacionamentos e enfraquecendo os laços familiares e conjugais. É como se o diálogo e a compreensão não mais surtissem efeito. Jesus nos alertou sobre este perigo: "o irmão entregará à morte o irmão, e o pai ao filho; e levantar-se-ão os filhos contra os pais, e os farão morrer." (Marcos 13:12). Na verdade, este tipo de conflito está deixando inúmeras vítimas pelo caminho.

Me preocupa a gravidade da intolerância, quando os lares cristãos passam a ser a "bola da vez". E me pergunto: Como, famílias cristãs reconhecidamente maduras, alicerçadas, se permitem chegar a tal extremo? Nas relações humanas rusgas e conflitos são previsíveis; pois as pessoas são diferentes entre si, cada um com a sua opinião no modo de entender e escolher... Mas, entre crentes, tais conflitos não devem resistir ao dia, como recomenda a Palavra de Deus: "Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira." (Efésios 4:26). Chego a esta conclusão: Falta o fruto do Espírito.

Esta orientação apostólica sempre me inspirou: "Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos." (Colossenses 3:12-15). Amém, Jesus!

Você vai gostar de assistir este vídeo; pois ele sugere comunhão:
https://youtu.be/jXw9r2zgDtY

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 19 de março de 2017

Uma dor anula a outra

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Gosto da madrugada - não para "contar" estrelas - mas, para buscar a face do Senhor. Enquanto me ajeitava no lugar de oração; fiquei a pensar nas dores que alguns carregam (eu inclusive)... Dores que não podem ser diagnosticadas pelos melhores médicos; cujas causas e sintomas não podem ser claramente definidos. E com dores assim, temos duas opções: a de ver nossa própria dor, como verdugo, nos torturar; ou, usar nossa dor como como meio, para entender melhor a dor "do outro". Portanto, devemos considerar a dor pessoal como ponte para a dor alheia. Mas isto só é possível, pelo amor de Deus.

Vejo como mal crescente, pessoas se afligirem e se confinarem em sua própria dor; enquanto sua própria família vive em campo aberto, sob todo tipo de ataque. Infelizmente é assim mesmo: Enquanto o egoismo se ocupa em cuidar de si mesmo, esquecendo-se de tudo e de todos; o amor procura utilizar sua própria dor como ferramenta de trabalho, para poder entender e socorrer a dor de seu próximo. É quando o milagre acontece! E a dor que nos afligia, já não nos aflige mais - anulada que foi pela dor de alguém a quem ajudamos. Enfim; assim como u'a mão lava a outra, uma dor anula a outra. Só mesmo Jesus!

Na Bíblia, encontramos promessas e ensinos que nos marcam para sempre; pois nos mostram quem somos e para que vivemos. Como o que nos diz este texto: "Porque, se enlouquecemos, é para Deus; e, se conservamos o juízo, é para vós. Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou." (2 Coríntios 5:13-15). Portanto, precisamos buscar em Deus a tão necessária sabedoria, para podermos entender e praticar a Sua santa Palavra.

Esta canção vem à calhar, como importante ponto de lembrança:
https://youtu.be/6DPMOI4gKNg

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 18 de março de 2017

Segunda vinda de Jesus

A imagem pode conter: nuvem, céu, texto e natureza

Hoje, estive pensando na segunda vinda de Jesus... O evento mais aguardado do planeta. Aproveitei, para agradecer ao Senhor por sua obra eterna em minha vida, por minha querida esposa e filhos (herança do Senhor) e pelos dividendos desta herança (meu genro, noras e netos; enfim... Por ser quem sou em Cristo, meu Senhor - na vida, morte e ressurreição. Bendito para sempre seja meu Rei e Salvador Jesus!

Na verdade, a existência humana - sem esta bendita esperança - é pontuada por interrogações, quanto à vida, morte, propósito, lamentos... E são muitos os que pensam que a vida se resume apenas nisso. Que pena! No entanto, temos promessas em vigor - tão firmes quanto o mais alto rochedo - promessas de Deus, que garantem a vida eterna. É só crermos nelas! Mas... É a fé em Jesus que as torna válidas. 

Que Cristo veio para redimir a humanidade - isto esta bem claro na Bíblia (João 3.16). Podemos enveredar por um outro caminho; todavia, Jesus é o único Caminho para o céu (João 14.6). E até escolher buscar outro mestre e senhor; mas a Bíblia diz que Jesus é o único Mestre e Senhor (João 13.13). Enfim... Cristo é o único Salvador! A Bíblia diz não haver salvação em nenhum outro (Atos 4.12). Aleluia!

A Bíblia assim resume o propósito da primeira vinda de Jesus, fruto do amor de Deus para conosco: "Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados." (1 João 4:9 e 10). Amém!

Canção do Grupo Logos, eternizada por seu desejo da vinda de Jesus:
https://youtu.be/3yRiqZ5TERA

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 17 de março de 2017

Para os religiosos ingênuos

A imagem pode conter: céu, nuvem e texto

Levantei bem mais cedo para orar... Sim! E por que não? Se sobram motivos de oração! E se algum crente tem dúvida, quanto ao dever de buscar a face do Senhor; eu sugiro que dê uma olhadinha pela janela para o mundo... Quanta maldade! E, como se não bastasse o estado em que as pessoas (até muitos amigos e familiares nossos) estão levando sua vida; é só observar o recrudescimento das obras de satanás. O diabo tem dominado grande parte dos seres humanos (alguns deles, mais parecendo humanoides). Blasfêmia, ambição, jogos assassinos, drogas, decadência moral. Creio que o fim está chegando.

Para os religiosos ingênuos (os que pensam que a religião é capaz de melhorar o ser humano); eu afirmo que a religiosidade - quando destituída do amor de Jesus - se torna mentora de muitos desatinos praticados em nome de suas inúmeras formas de crença (budismo, islamismo, hinduísmo, espiritismo, animismo, paganismo, satanismo... E até alguns grupos cristãos); de uma religiosidade sem compromisso com os valores espirituais e morais ensinados pela Bíblia sagrada. E assim, vemos crescer males antigos, como a feitiçaria e a idolatria. Enfim; precisamos orar e levar a mensagem, enquanto ainda é dia.

Este texto denuncia muitos males de hoje: "Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te." (2 Timóteo 3:1-5). Portanto, nós cristãos, precisamos orar e vigiar! Pois, estes dias são maus.

Esta canção de Adhemar de Campos promoveu belos e edificantes momentos:
https://youtu.be/78LJZtB1KiY

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 16 de março de 2017

Dever de todo crente

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu, nuvem e texto

Na terça, Maria Célia e eu precisamos sair mais cedo para a honrosa missão de servir. Glória a Deus! Enquanto eu me preparava para mais uma incumbência; fiquei a pensar no dever de todo crente - que é amar e servir. Na verdade, erramos bastante - quando amamos sem servir ou servimos sem amar (não sei dizer se é possível viver tal contradição). Devemos amar e servir!

É comum usarmos argumentos tais, como: "Não se pode confiar em ninguém". Então, chego à seguinte conclusão: É melhor errar por confiar em alguém que não merece, do que viver a desconfiar de tudo e de todos; pois, dor sentida por confiar é sempre menor, que dor imposta por desconfiar. Ah... Mas nunca deixar de confiar em Deus, que é o nosso socorro sempre presente!

Creio ser bem melhor cultivar minha boa fé, mesmo em solo insalubre; pois a má fé é sempre de natureza imprópria. Descobri que, mesmo que alguns frutos da boa fé sejam amargos; os frutos da má fé podem ser fatais. Boa e má fé é como verdade e mentira: O que distingue a verdade da mentira é sua essência: pois, Deus é a Fonte da verdade; porem a mentira provém do diabo.

Este texto nos faz pensar na conduta de um crente santificado... Ao declarar que "Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados." (Tito 1:15). Enfim; estou convencido, de que ele pode ser fonte de inspiração e ótimo fundamento, para a reflexão que fiz esta manhã.

A cruz é legítimo instrumento de aperfeiçoamento do salvo:
https://youtu.be/Vx3nhjx3Jlk

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 15 de março de 2017

Um passo a frente

A imagem pode conter: texto, atividades ao ar livre e natureza

Se alguém me perguntar acerca dos benefícios proporcionados pela oração; é provável que eu me demore um pouco na resposta, tentando buscar na lembrança o maior número possível (é que são tantos, tão difíceis de relacionar). Porém, um deles devo citar quase de imediato: A oração nos põe um passo a frente, ao apurar nosso discernimento, aprimorar nosso entendimento e aguçar nossa visão  de águia. Glória a Deus! Hoje mesmo, enquanto eu estava orando, O Espírito de Deus chamou a minha atenção para certas realidades rotineiras, a requererem um cuidado maior da minha parte. Aleluia!

Tenho constatado, que seríamos poupados de algumas surpresas desagradáveis, se orássemos um pouco mais - e com mais sentido. Entendo que algumas regras precisam ser observadas, quando nós oramos. Uma delas; é procurarmos ser mais objetivos na citação do que realmente nos aflige. Outra; é liberarmos certa dose de emoção no momento em que oramos (alegria, tristeza, lágrimas, sorriso); pois não devemos (nem podemos) esconder de Deus os nossos reais sentimentos - coisa que a maioria dos crentes faz: que é ocultar os seus conflitos, seus pecados (tornando sua oração, um desagradável bla, bla, bla).

Ao nos ensinar a oração do "Pai nosso", Jesus demonstra claramente o valor de uma oração objetiva; pois esta oração é um conjuntos de princípios a ser observados: "Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes." (Mateus 6:5-8). Assim, na oração, precisamos pô-los em prática.

Esta canção demonstra o curso de uma oração clara e objetiva:
https://youtu.be/ME0151OP6Bk

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 14 de março de 2017

Dama vestida de preto

A imagem pode conter: atividades ao ar livre, texto e natureza

Estou pensando em uma enfermidade (de ontem e de hoje), que tantos males causa. Ele atende pelo nome de depressão (mental ou nervosa) responsável por sintomas, que vão - de melancólicos a trágicos. Ela pode intercalar momentos de estranha euforia, com um pessimismo sem causa aparente. Em sua esfera mental, ela é coberta com o manto de irritante ansiedade e angustiante melancolia. Todavia, ao chegar à esfera nervosa é quando se torna ainda mais perigosa - podendo ir de um estranho pessimismo, até a desistência de viver. E me preocupa o índice de crentes, cuja vida apresenta seus sintomas.

Falando por mim mesmo; eu posso dizer que - como tantos outros crentes - em certas ocasiões, sou assediado por esta dama vestida de preto, chamada de depressão. Mas eu reajo às suas propostas com este argumento bem simples, porém, eficaz: Eu vivo um caso de amor é fé, que me envolve na maior felicidade do planeta, cujo nome é Jesus. Portanto, em cada compartimento de minha vida que a dama de preto tenta se instalar; a flagrância  e o brilho de Jesus chegou primeiro, para alegrar a minha vida e mudar a minha sorte. Enfim, não me deixarei mover pelo que vejo ou sinto. Vivo pela fé!

Como é bom abrir e ler a Bíblia sagrada; pois nela, com o coração quebrantado, encontramos promessas de Deus para cada dia. Nela, é assim que Jesus nos fala: "A mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque é chegada a sua hora; mas, depois de ter dado à luz a criança, já não se lembra da aflição, pelo prazer de haver nascido um homem no mundo. Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará." (João 16:21,22). Portanto, já me decidi: Em minha vida de cristão, é assim que vou viver.

Perdi a conta, das vezes que fui ajudado por esta canção:
https://youtu.be/WoYoT1fR8qo

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 13 de março de 2017

Precisamos orar bem

A imagem pode conter: nuvem, céu, oceano, texto e atividades ao ar livre

Graças a Deus pude adotar em minha vida, alguns princípios que norteiam os meus pensamentos e os meus passos; pois, sem eles, não sei o que seria de minha vida. O mais importante, dentre eles, é o temor do Senhor; e marcando compasso com o temor, está a vida de oração. E quando esta cadência é mantida em harmonia com a Palavra de Deus e sob a regência do Santo Espírito; não há como as coisas darem errado. Tenho aprendido que não precisamos orar muito; mas sim, orar o suficiente. Ah... Também devemos orar bem (Tiago 4.3); pois, quando oramos mal, não devemos esperar resultados melhores.

Após a devocional, seguimos para uma reunião com obreiros de seis distritos da 6ª Região, sob o comando do Bispo Roberto Amaral. Na condição de um dos preletores; busquei e recebi de Deus a palavra. Precisei clamar por graça e sabedoria; pois tenho aprendido com a canção de Lutero (Castelo Forte), que "a força do homem nada faz, sozinho está perdido". É evidente que para falarmos em tom profético, alinhados com a vontade de Deus, precisamos nos encher do Seu Espírito. Na verdade, eu prefiro emudecer, do que falar sem esta unção; pois o silêncio é melhor que uma palavra sem unção.

Penso que este texto traz luz sobre aquilo que escrevi; pois ele deixa bem claro que, se falarmos, devemos falar segundo o propósito de Deus: "Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus. Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém." (1 Pedro 4:10-11). Enfim, devemos nos dispor a buscar em Deus, a palavra e a unção que precisamos, para falar em Seu nome.

Quão maravilhosa é esta canção! Louvo a Deus por ela!
https://youtu.be/6DaLZGEqwMo

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 12 de março de 2017

A vida é feita de momentos

A imagem pode conter: planta, grama, texto, atividades ao ar livre e natureza

Algumas vezes, fico a pensar nos breves momentos que a vida nos reserva... Momentos bons, momentos maus, momentos únicos. Na verdade, a vida é feita de momentos... Momentos com aqueles que nos amam, momentos com quem nos admira, momentos com quem nos ignora. Tenho percebido que os breves momentos requerem toda a nossa atenção - tanto para aproveita-los ao máximo, quando são bons; como para ter o máximo cuidado - quando são difíceis...  Pois um pequeno descuido pode alterar todo o curso de nossa vida; pondo a perder, nossos mais lindos sonhos e abençoados projetos.

Temos alguns exemplos bíblicos, de servos de Deus que perderam seu rumo e conquistas, após um momento mau não levado a sério. Ao longo da vida, temos vários exemplos de pessoas infelizes; por não terem sabido transitar entre os seus momentos com seus olhos firmados no Senhor e sua fé firmada na Palavra de Deus. Um mau momento pode se manifestar na família, na igreja, no trabalho que fazemos... Enfim; nunca sabemos, quando certos problemas vão se manifestar; daí, a necessidade de estarmos preparados. Para tanto, não existe melhor momento que o passado na presença de Deus.

Um momento diante do Senhor, vale mais que mil momentos em qualquer outro lugar: "Olha, ó Deus, escudo nosso, e contempla o rosto do teu ungido. Porque vale mais um dia nos teus átrios do que mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas dos ímpios. Porque o Senhor Deus é um sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não retirará bem algum aos que andam na retidão. Senhor dos Exércitos, bem-aventurado o homem que em ti põe a sua confiança." (Salmos 84:9-12). Portanto, nós crentes, temos o sublime direito e sagrado dever de priorizar os momentos com o Senhor.

Ouça esta linda e oportuna canção, com Bruna Karla:
https://youtu.be/FdBxjwevh9Q

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 11 de março de 2017

Oração do Pai nosso

A imagem pode conter: texto

Precisei orar e chorar diante do Pai; e os motivos... Guardo comigo. Então, fui confortado com a oração do "Pai Nosso". Na verdade, a mais famosa oração de todos os tempos (e tinha que ser bíblica) ao longo da história da Igreja, edificou tantas pessoas, que nem dá pra contar. Músicas foram feitas e livros escritos, no afã de explicar sua essência e profundidade. Eu acredito que esta oração traz em seu conteúdo, os princípios que devem validar e reger nossas orações; haja visto, ter sido ensinada pelo próprio Jesus, em resposta ao clamor de seus discípulos, ávidos por aprender a orar corretamente.

Na oração do Pai nosso, professamos a nossa condição de filhos e nossa disposição de santificar Seu nome. Clamamos por Seu reino e reconhecemos que Sua vontade deve ser feita na terra, como é feita no céu. Declaramos a nossa dependência da provisão de cada dia e pedimos perdão, reconhecendo a necessidade de perdoar os nossos ofensores. Buscamos livramento da tentação e do mal; com o testemunho de que o reino, o poder e a glória só a Ele pertencem. Esta é a razão, pela qual abri minha oração com pranto e devoção. Afinal; como não reconhecer a grandeza e o amor do Deus eterno?!

Respondendo aos discípulos, o Senhor Jesus - antes de de ensinar a oração modelo - deixa esta orientação quanto à postura do crente na oração: "Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes." (Mateus 6:6-8). Estou convencido, de que abençoados seremos se orarmos deste modo.

Letra sagrada, música inspirada e cantora ungida! Glória a Deus!
https://youtu.be/9otUK6dOC4o

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 10 de março de 2017

Dia Internacional da Mulher

A imagem pode conter: flor e texto

Nesta manhã do dia 8, ao abrir minha "page", minha atenção se voltou para os diversos tipos de homenagem à esta figura impar: A mulher. Na verdade, a mulher - mãe, esposa, filha, afamada ou anônima - é tão especial em sua criação e composição; que só perde em formosura e graça para um tipo de mulher que se distingue de todos os outros: A mulher de Deus. Ao examinar a história (seja ela secular ou bíblica) vamos encontrar o extraordinário papel desempenhado por muitas mulheres de Deus. Muitas delas se destacaram no ensino, nas letras, nas ciências... Foram mulheres muito além do seu tempo. E, como servas de Deus, abençoaram o mundo.

Sinto profunda gratidão a Deus, por ter me concedido a graça de ter tido a Major Laja Partäneen (missionária finlandesa já falecida) como minha primeira pastora, em meus dias de novo convertido. Quanta sabedoria! Depois, Deus me uniu à Maria Célia, minha querida esposa (mulher sábia, dedicada, transbordante de graça); e nos deu nossa filha Daniela (dedicada, talentosa, abençoadora). E com o tempo, Deus nos concedeu duas noras - Simone e Synara (especiais, esmeradas, virtuosas). Infelizmente, não tenho tempo nem espaço, para nomear as inúmeras mulheres de Deus que abençoaram minha vida ao longo do tempo. Muito obrigado, meu Jesus!

Este texto sugere que, melhor do que ser mulher cheia de talento e beleza, é ser mulher temente a Deus: "Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis. O coração do seu marido está nela confiado; assim ele não necessitará de despojo. Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida. Busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com suas mãos. Como o navio mercante, ela traz de longe o seu pão... Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa sim será louvada. Dai-lhe do fruto das suas mãos, e deixe o seu próprio trabalho louvá-la nas portas." (Provérbios 31:10-14; 30-31). Que bênção, meu Senhor!

Que bela canção esta, homenageando a mulher:
https://youtu.be/r5bnYPDO_cI

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 9 de março de 2017

Oração do silêncio

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, nuvem, texto, atividades ao ar livre e natureza

Já orei esta manhã... Uma espécie de oração do silêncio. É... Mais ouvi que falei - e me senti muito bem. Sempre acreditei que Deus, para ouvir a minha súplica, não depende do som de minha voz. Sei que isto não justifica silêncio intencional ou falta pura e simples de oração; pois falar com Deus é o resfolegar do espírito quebrantado. Todavia, existem aqueles dias em que não sabemos o que dizer... Mas, não importa; pois precisamos mesmo é saber ouvir... E ouvir a Deus. Ele sempre sabe o que deve dizer; e devemos estar prontos à ouvir Sua poderosa voz - seja em nosso íntimo ou no ribombar do trovão.

Enfim... Nesta manhã foi desse jeito! O que não quer dizer que será sempre assim; pois cada momento passado em oração é um novo tempo - tempo de quebrantamento ou conforto - porém, sempre um bom tempo. E, se pudermos intercalar o silêncio do momento, com um suspiro ou gemido, tanto melhor; pois nosso silêncio é atenção ao que Deus nos fala; já nosso suspiro, ou gemido, efeito produzido  pelo ouvir Sua voz no íntimo. Então, na presença de Deus - seja pra ouvir ou falar - é sempre enriquecimento que não pode ser medido. Obrigado, Senhor! Pois, ante Tua voz, posso te escutar, te entender!

Este texto revela duas reações distintas do povo: "Pai, glorifica o teu nome. Então veio uma voz do céu que dizia: Já o tenho glorificado, e outra vez o glorificarei. Ora, a multidão que ali estava, e que a ouvira, dizia que havia sido um trovão. Outros diziam: Um anjo lhe falou. Respondeu Jesus, e disse: Não veio esta voz por amor de mim, mas por amor de vós. Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo. E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim." (João 12:28-32). É um anjo? Ou um trovão? Jesus dissipa a dúvida, ao dizer: Esta é a voz d'Aquele que vos ama!

Esta canção diz aquilo que aqui não consegui dizer:
https://youtu.be/XEa2jjT9SyQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 8 de março de 2017

Espíritos disfarçados

A imagem pode conter: texto

Nós seres humanos vivemos em um mundo sob ataque de espíritos malignos disfarçados de idolatria, feitiçaria, pornografia, narcisismo, hedonismo e seus derivados. E nós cristãos sofremos o agravo de lidarmos com ataques não menos danosos de doenças e demônios rotulados de insatisfação, murmuração, engano, depressão e seus derivados - tudo como o intuito de "roubar, matar e destruir". Ainda bem que Jesus veio para nos dar "vida, e vida com abundância." (João 10.10). E em tais ataques uns sofrem mais, outros menos - a depender do nível de resistência de cada um - pois somo diferentes uns dos outros).

Os nortistas têm por costume utilizar este adágio: "Devemos manter um olho no peixe e outro no gato". Portanto, precisamos cultivar as virtudes próprias de uma vida cristã restaurada; sem ignorarmos os dardos de Satã (certas doenças, espíritos disfarçados de doenças e as famosas "queixas justas"). Sabemos de queixas que precisam ser levadas em conta; e que existem doenças que precisam passar por terapia. Mas, não devemos olvidar os ardis do diabo; pois assim como Sansão transformou um pedaço de osso em arma mortal, o inimigo pode causar grande dano - até mesmo com uma simples tristeza ou decepção.

Esta advertência vem a calhar: "Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo. Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo. Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofreríeis." (2 Coríntios 11:2-4). Precisamos vigiar!

Nunca pare de lutar! Cante esta canção com Ludmila Ferber:
https://youtu.be/zx7QrUOScXw

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 7 de março de 2017

Indiferença ou misericórdia

A imagem pode conter: texto e natureza

Hoje, enquanto estava rendido aos pés do Senhor; fui tocado pelo Espírito, para uma realidade nem sempre comentada (pelo menos, em minhas observações). Ouvi em meu íntimo, que existe um ato que magoa mais do que a desavença: A indiferença. Isto mesmo! A indiferença dói tanto (ou mais) quanto as piores agressões físicas, com um agravante: Enquanto a agressão física machuca por fora; as dores causadas pela indiferença repercutem no íntimo, todavia, sem que haja um meio de reação, por não haver guerra declarada. Esta atitude tem causado estrago e pesadas baixas - tanto na igreja, como na família - com perdas e consequências que não podem ser medidas. 

Não temos como imaginar, os efeitos produzidos na vida de alguém com quem cruzamos - e que nos dirige a palavra - sem que demos a menor atenção. Vamos pensar em um crente que não é "notado" em sua própria igreja; ou um familiar que é "invisível" aos olhos dos de sua própria casa... Realmente... Algumas vezes, um bofetão no rosto produz menos dor e solidão nos que estão a nossa volta, do que a indiferença com que os tratamos. E quando um pedinte nos pede "uma esmola"... E, em nossa indiferença, nem ao menos lhe dirigimos o olhar - seja com empatia ou com censura - preferindo olhar "para o outro lado".  Misericórdia! Como isto nos magoa!

Este texto bíblico é mesmo de arrepiar... Ele denuncia e sentencia a indiferença e a omissão: "Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim." (Mateus 25:42-45). Meu Deus! Desperta em nós compaixão e nos torna misericordiosos!

Esta canção nos conclama a "sair" da tenda e tentar "ver" a dimensão da promessa:
https://youtu.be/F3qGJUyAeNI

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 6 de março de 2017

Saúde espiritual das famílias

A imagem pode conter: oceano e texto

Creio que não passa despercebido a crente algum, que o tempo presente é caracterizado por engano, sedução e traição. E sobre este tripé forjado no inferno, se assentam paixões momentâneas e articulações profanas - tudo isto, com o objetivo de solapar alianças construídas entre amigos, cônjuges, nações e instituições. Nesta manhã, quero focar a família como objeto de minha preocupação, pois ela é o setor mais atacado, nestes dias infernais que vivemos; em especial, a aliança existente entre cônjuges - hoje em dia tão solapada.

Até onde percebo; vejo os problemas conjugais se avolumarem em boas famílias, que tinham tudo pra viver bem. Creio que os pastores têm como seu maior desafio: Cuidar da saúde espiritual das famílias que pastoreiam, mantendo constante contato com os casais; em especial, os seus assessores diretos (oficiais de primeiro escalão e líderes de ministérios). A onda de desenlace cresce tanto entre os crentes, que começa a assustar - especialmente, quando avaliamos os motivos (fúteis em sua maioria). Não ignoremos os ardis de Satã!

Para a mulher samaritana, o encontro com Jesus representou o fim de sua troca continuada de cônjuge: "Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá. A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido; Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade." (João 4:16-18). Então... Ou alguns cônjuges cristãos nunca tiveram um encontro real com Jesus; ou então, por razão profana, optaram por desonrar e macular a sua aliança conjugal.

Esta canção do Grupo Logos (Paulo Cezar e esposa) é um bálsamo para o espírito:
https://youtu.be/9TBMnW4Vtiw

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 5 de março de 2017

Em oração por todos

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Hoje orei pelas famílias - as constantes e as hesitantes; as bem amadas e as maltratadas; as solidárias e as indiferentes... Enfim; orei por seu avivamento e crescimento - na palavra, no trato, na fé, no companheirismo, na esperança, no amor. Que Deus as sustente!

Hoje orei pelos crentes - os fiéis e os infiéis; os perseverantes e os inconstantes; os determinados e os desanimados... Enfim; orei por suas necessidades diversas - nas áreas, emocional, moral, física e sobretudo espiritual. Que o Príncipe da Paz, lhes conceda a paz!

Hoje orei pelos pastores - os congraçados e os conturbados; os dedicados e os desligados; os altruístas e os egoístas... Enfim; orei por sua saúde emocional, por sua probidade, e por sua santidade pessoal - tanto no lar como na igreja. Que o Pai das luzes os conduza e ilumine!

E importante que - famílias, crentes e pastores - saibam que foram: "Eleitos segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e aspersão do sangue de Jesus Cristo: Graça e paz vos sejam multiplicadas." (1 Pedro 1:2). Amém, meu Senhor!

Cantei inúmeras vezes, esta canção de Alda Célia:
https://youtu.be/NC3vGVIP768

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 4 de março de 2017

Atestado de livre acesso

A imagem pode conter: grama, atividades ao ar livre, texto e natureza

Por que preciso temer, se o mal me ameaça e assedia e o inimigo sempre conspira contra mim? Tenho o poder de Deus - liberado pelo Seu Espírito Santo - e sua manifestação em minha vida é minha garantia de proteção e de vitória! 

Por que preciso me angustiar, se as dores impostas pelos golpes - dos piores inimigos e até de alguns amigos - me afligem? Tenho a unção curativa de Deus - óleo de alegria - e seu fluir em minha vida me traz calma e consolo!

Por que preciso me incomodar, se ameaças e maledicências são direcionadas contra minha vida? Tenho o beneplácito do Senhor - garantia de aceitação - que me confere atestado de livre acesso à Sua presença, e como sou protegido!

Este texto sempre me confortou e motivou: "O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O SENHOR é a força da minha vida; de quem me recearei?" (Salmos 27:1). Não é de hoje, que ele muito me edifica!

Esta canção tem feito grande diferença em minha vida:
https://youtu.be/5fF7kMuAhCo

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 3 de março de 2017

A oração é essencial

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Se a oração é vista como o respirar da alma, em busca do fôlego que a mantém viva e atuante; por que então, em se tratando de vida espiritual, respiramos tão mal - quase até ao ponto de desfalecer?

Se a oração é considerada o transpirar do espírito, em seu esforço para se manter condicionado; por que então, em se tratando de vida de oração; mal transpiramos - sendo espiritualmente tão flácidos?

Se a oração é tida como o mais importante instrumento do crente, para o cumprimento de sua missão de servo; por que então, nós a utilizamos tão pouco - em nossa qualificação espiritual para servir?

Se a oração é considerada arma de guerra, na luta travada contra o o adversário; por que então, em se tratando de batalha espiritual, somos as vezes tão indiferentes - quanto ao seu valor na batalha?

Se a oração é essencial; devemos estar "Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos" (Efésios 6:18). Amém!

Esta canção trouxe importante luz à esta guerra contra satã:
https://youtu.be/AHBHMTzzmWQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 2 de março de 2017

Em dias assim

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Existem dias, em que as lutas parecem ser bem maiores; como se fossem dias reservados às grandes batalhas. Em dias assim, eu me volto para a Palavra de Deus, pois ela responde com promessas.

Existem dias, em que nos sentimos indispostos; como se algum mal desconhecido nos afligisse. Em dias assim, procuro manter a visão nas promessas de Deus, buscando conforto em meu Senhor Jesus.

Existem dia, em que a paz parece ter ido embora sem aviso prévio; como se um vendaval nos açoitasse. Em dias assim, eu me lembro que minha casa foi erguida sobre a Rocha e nela deve permanecer.

Enfim... O crente deve saber que os dias não são iguais: "Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes." (Efésios 6:13). Glória a Deus!

Esta canção vem me abençoando, desde que a ouvi pela primeira vez:
https://youtu.be/1y8n0sxXFi4

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 1 de março de 2017

Três coisas inarrependíveis

A imagem pode conter: texto

Hoje de manhã, senti necessidade de me estender um pouco mais na presença do Senhor. Enquanto eu orava, me senti tomado por um sentimento interessante relacionado com arrependimento... Pois é; falei com o Senhor sobre coisas, que a gente se arrepende por ter feito... Ou por não ter feito; sobre aqueles lugares, que a gente se arrepende por ter ido... Ou por não ter ido. Enfim; a vida precisa ter também sua cota de arrependimento. Então o Espírito Santo me fez lembrar três coisas, das quais nunca devo me arrepender: De ter recebido Jesus como meu Salvador; dos meus arrependimentos segundo Deus; e de orar. Simples assim! Três coisas inarrependíveis (desculpem a neologia).

Aproveitei o momento tão especial que tive, para agradecer a Deus pela família que me ele deu. Sim! Porque o meu lar é fruto do Seu amor. Também pude agradecer por ter, nesta semana, toda a minha pequena casa em volta de mim - algo que não é frequente. Que bênção! E enquanto os vapores carnaval embriagam foliões (de ontem e de hoje), humilhando e arruinando pessoas, devido à onda de loucura que esta festa pagã e profana provoca; cá estamos nós, comendo juntos e desfrutando de uma proximidade nem sempre possível. Ah... Eu aproveitei para interceder pelo povo de Deus - em seus retiros espirituais e suas programações diversas - e pelas vítimas dos males inerentes à folia. 

Este salmo nos adverte: "Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá." (Salmos 1:1-6). Bendito salmo!!

Esta canção fez sua própria história! E edificou muita gente:
https://youtu.be/LaCibbI2WdM

Cordialmente;
Bispo Calegari