domingo, 6 de agosto de 2017

A graça não blinda da dor

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Já disse e repeti, inúmeras vezes - que se passasse toda a minha vida de joelhos, jamais poderia retribuir ao que o Deus eterno fez por mim através do sacrifício de Cristo. A bênção de ser salvo é tão grande, que não consigo ficar triste por muito tempo - mesmo quando sofro provações, privações e males diversos (até porque, eu sei que são eventos temporários). Hoje mesmo, ao orar; disse ao Senhor que sou feliz - feliz com a família, com os amigos, com a igreja, com a missão; enfim, com a vida. Orando, falei da minha alegria em viver no Senhor. E não devo me contentar com menos! 

Não sei dizer quando tempo tenho creditado a meu favor (se dias, semanas, meses, anos); todavia; isto não importa... Tenho Jesus e sou feliz com ele. Sou grato, pelas palavras que borbulham em meu coração e fluem de meus lábios; por canções que ouço e por bênçãos que recebo; pelas promessas que tenho e pela paz que sinto. Como não ser grato; se todo favor é imerecido? Sei que a graça de Deus não me blinda contra dor causada por agressões e injúrias sofridas (muitas vezes elas fazem chorar); mas a tristeza é sempre temporária, pois sua visita é de curta duração. Aleluia!

Palavras lindas estas, ditas por Jesus: "Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria. A mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque é chegada a sua hora; mas, depois de ter dado à luz a criança, já não se lembra da aflição, pelo prazer de haver nascido um homem no mundo. Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vô-la tirará." (João 16:20-22). Elas me fortalecem.

Canto esta canção a muito tempo, sei o valor de sua mensagem:
https://youtu.be/0Xz0uGRbrwc

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário