sábado, 15 de julho de 2017

Socorrer é nosso dever

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Sempre que olho para alguém, fico a pensar... O que esta pessoa traz dentro de si? que sentimentos predominam em seu coração? Quais os pensamentos mais influentes em sua vida? Enfim... Não há como não nos preocuparmos com aqueles que nos rodeiam. É como se cada pessoa a nossa volta também fizesse parte de nós. Na verdade, nós e o nosso próximo, temos bem mais obrigações mútuas, do que aquelas que admitimos. Verdade é que todos nós somos como aquele "samaritano que ia de viagem" (Lucas 10:33) que encontrou alguém caído à espera de ajuda. Ou seja: Sempre haverá alguém em nosso caminho, a quem deveremos prestar socorro.

Sempre tive consciência, de que minha principal missão é cuidar dos meus (minha família, meus irmãos em Cristo, meus vizinhos). Isto não significa que devo fazer "qualquer coisa" por aqueles à quem devo ajudar; pois há limites que precisam ser respeitados (não devo contrair dívidas, ou cometer pecado, sob alegação de querer ajudar alguém). Mas, existem modos corretos de ajudar o aflito, sem incorrer em transgressão. O problema é que - quando deparamos com alguém em situação aflitiva; o nosso primeiro pensamento é: "se ele está passando por isso é porque fez por merecer". Isto até pode ser verdade; mas não é justificativa que abone nossa omissão.

Há muitas vítimas do grande malfeitor, que é o próprio diabo:

"E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo. E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo. Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão; E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre o seu animal, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele; E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar. Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira."
(Lucas 10:30-37)

Jamais devemos passar de largo, pois socorrer é nosso dever.

Canção dos anos 80... Que muito me edificou em minha missão:
https://youtu.be/XIPZ15ovDuM

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário