domingo, 23 de abril de 2017

Fé, emoção e razão

A imagem pode conter: texto

Tenho pensado na influência da emoção e da razão, na conduta humana; e nas marcas deixadas por elas, na história - alegre ou triste - de tanta gente. Afinal, como não pensar nelas... Se todo o curso de uma vida depende de ambas? Então, minha conclusão é que precisamos definir os limites da razão e da emoção; para que não invadam e desorganizem o ambiente pertencente à fé. Estou convencido que a razão é intolerante com as revelações; tal como a emoção é impaciente com as promessas. Portanto; é necessário que a fé faça valer os seus direitos, sem se intimidar.

Existe uma canção que propõe firmarmos nossa fé - não naquilo que Deus faz; mas, naquilo que Ele é. E ela não está errada em sua percepção. Gosto dela! Entretanto; as coisas que Deus faz, incentivam aqueles que o buscam (João 3.1-2). Tenho notado que a fé baseada nos imperativos da razão ou nos humores da emoção, não é segura nem confiável. Ao passo que a fé firmada na Palavra de Deus e em suas promessas, consegue se impor - até quando tudo ao redor tenta frustrar sua esperança. Penso que a fé não deve anular a razão; porém, algumas vezes, precisa silencia-la.

Este é o modo de ser da fé: "Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação. O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas. (Para o cantor-mor sobre os meus instrumentos de corda)." (Habacuque 3:17-19). Ela consegue ver o invisível!

Que bênção! Esta canção vem mesmo a calhar:
https://youtu.be/kIgp_PBTl_U

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 22 de abril de 2017

Algo como jamais se viu

A imagem pode conter: texto e natureza

Estive estendido perante o Senhor, sentindo o peso deste tempo. Vemos o quanto choca e assusta, as mortes causadas pelo jogo "desafio da baleia azul." Na verdade, sua tragédia choca muito mais por ser de rápido desfecho. Todavia, nossas crianças e adolescentes vêm sendo submetidos a conceitos equivocados, impressos por governos e instituições, em flagrante oposição à Palavra de Deus; os quais põem em dúvida a sua identidade e enfraquecem o seu vínculo familiar. Isto destrói o seu futuro! E o crack tem transformado muitos em zumbis. Isto destrói a sua vida, matando aos poucos!

Enfim; estive orando ao Senhor; pois este é um tempo de engano e decadência contagiante; algo como jamais se viu no passado (me atrevo a dizer, que nem nos dias de Sodoma se viu tanto abuso). Então, edificar a casa e discipular os filhos deve ser a nossa prioridade, sempre em afinidade com a Bíblia. Devemos pregar, a tempo e fora de tempo! Mas, algumas coisas já estão se definindo, sem que possamos impedir. Jesus está às portas, para arrebatar o seu povo. E diante de sua iminente vinda; não devemos nos descuidar um só momento; pois, existe o perigo de sermos deixados para trás.

Disse Jesus: "E disse-me: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo. Quem é injusto, seja injusto ainda; e quem é sujo, seja sujo ainda; e quem é justo, seja justificado ainda; e quem é santo, seja santificado ainda. E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro. Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas." (Apocalipse 22:10-15 ). Glória a Deus!

Precisamos estar atentos, pois, como esta canção alerta, o tempo vai passando:
https://youtu.be/D2BbfOsGdKU

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Mesmos monstros de sempre

A imagem pode conter: texto

Madrugada alta aqui no velho continente. E enquanto as nações dormem, o adversário ataca e as almas se perdem. Todavia... Me consola saber que o Deus vivo, que enviou Jesus para nos salvar, não descansa nem dorme. Aleluia! Mas, por rebeldia, vidas estão sendo ceifadas pelos mesmos monstros de sempre, ainda que com nomes diferentes (leviatã, serpente, baleia azul, dragão vermelho); e que usam as mesmas armadilhas de sempre (idolatria, feitiçaria, sexo, drogas, bebidas, vícios). Entretanto, penso que a mentira tem sido e será sempre a sua melhor armadilha, em seus ataques contra os seres humanos.

Meu espírito sente angustia, por ver aquilo que vejo: Multidões em fuga, indo de uma parte para outra, atravessando desertos, rios e mares (muitos deles morrendo enquanto fogem). E vejo também multidões sem conta - sob jugo de cruéis ditadores, sem o menor respeito aos cidadãos. É um alívio saber, que estamos próximos ao fim desta era... Nas cercanias do vale da decisão. E do outro lado, são apenas dois destinos: O Rio da Vida e o lago de fogo. Na verdade, qualquer caminho pode levar ao lago de fogo. Mas ao Rio da vida, somente o Senhor Jesus é quem pode nos levar... Pois é o único Caminho!

Este é o Caminho: "Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vô-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho. Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14:1-6). Jesus é o Caminho!

Obrigado, Senhor; por tanta edificação poe meio desta canção!
https://youtu.be/5RcrKV7DtPk

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Tenho tudo que preciso

A imagem pode conter: texto, atividades ao ar livre e natureza

Nesta manhã, aqui nos Montes de Azurva (onde moramos alguns anos), me prostrei aos pés do Senhor... Orei com sentimento, entre grato e feliz, de alguém que sabe em Quem confia e não se desvia d'Aquele a quem deve gratidão e adoração. Glória ao Deus eterno! Que bom Senhor é estar na fenda da Rocha para te contemplar... diante da Graça que me restaura, da Unção que me renova, da Paz que me acalma, da Alegria que me inebria e do Amor que me cobre. Tenho tudo que preciso! Pois tenho Jesus, meu amado Rei e Salvador! Como não reconhecer e agradecer ao Deus que me amou tanto? Ao Deus que por graça me salvou, libertou, abraçou e me adotou por filho!

Enquanto tento lidar com este agradável sentimento; procuro lembrar os momentos em que fui visto, ouvido e socorrido pelo Senhor - em meio aos males inevitáveis e aos trancos que recebi na vida... Como não recordar teu livramento, em tempos de grandes lutas e provações? Sei que muitos costumam esquecer os dias maus dos quais o teu agir os livrou; e também existem aqueles que se esquecem dos dias felizes que viveram em tua presença (o que é ainda pior), que seriam motivos para uma eterna gratidão; vivendo a se queixar das dores temporárias e frustrações passageiras; como se sua vida jamais tivesse conhecido graça e livramento da parte do Deus vivo.

Proteção: "Se não fora o Senhor, que esteve ao nosso lado, ora diga Israel; Se não fora o Senhor, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós, Eles então nos teriam engolido vivos, quando a sua ira se acendeu contra nós. Então as águas teriam transbordado sobre nós, e a corrente teria passado sobre a nossa alma; Então as águas altivas teriam passado sobre a nossa alma; Bendito seja o Senhor, que não nos deu por presa aos seus dentes. A nossa alma escapou, como um pássaro do laço dos passarinheiros; o laço quebrou-se, e nós escapamos. O nosso socorro está no nome do Senhor, que fez o céu e a terra." (Salmos 124:1-8). Que vem de Deus!

Como faz bem ouvir esta canção do Grupo Logos:
https://youtu.be/GKU_ErxDSoI

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 19 de abril de 2017

O estado geral deste mundo

A imagem pode conter: texto

Madrugada fria aqui em Portugal (parecida com o petropolitana). Enquanto procuro por algumas coisas em ordem; fico a pensar em nosso estado geral... E no estado geral deste mundo. É de assustar o que eu consigo ver! Percebo como bons atributos e qualidades podem ser usados contra quem os possui; pois o nosso adversário é terrível sedutor, sendo capaz de seduzir até vidas bem formadas e bem intencionadas. Tenho notado que a formosura e a ciência de alguém, podem ser usadas contra si mesmo (e isto acontece muito). Portanto, precisamos de Jesus pra nos valer!

Tenho pensado naquela canção de Fernandinho: "...Homens se desviaram, profetas se venderam..." Na verdade, este mal já vem acontecendo, há muito tempo. A história nos mostra magistrados, legisladores, reis, governantes, sacerdotes, profetas e pastores que se renderam à mentira e à corrupção. E nestes dias é o que mais se vê - até ao ponto de assustar. Enfim... O mundo a beira de uma terrível guerra; Jesus prestes a recolher o seu povo... E vemos tantos obreiros e membros cristãos sendo vencidos pela ganância e pela luxúria. Realmente... Só mesmo Jesus para nos valer!

Atual e assustador este texto: "E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita." (2 Pedro 2:1-3). Realmente... Só mesmo em Jesus podemos vencer!

Esta é a canção de Fernandinho, à qual fiz menção acima:
https://youtu.be/SdE5W9b5f1o

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 18 de abril de 2017

Só o socorro de Deus

A imagem pode conter: texto, atividades ao ar livre e natureza

Neste novo dia, achei por bem agradecer a Deus, por ter podido pregar na IMW em Aveiro - que é o berço da obra wesleyana em solo português. Rever e abraçar irmãos (antigos e novos), foi um grande prazer para Maria Célia e eu. Em seguida, achei por bem mergulhar na intercessão (pela família, pelos amigos; enfim, por todos que me vieram à lembrança); pois não acredito no futuro das soluções que não sejam forjadas aos pés do Senhor; pois estou convencido, que só o socorro de Deus pode dar legitimidade e longevidade aos nossos sonhos e projetos. Orando, vencemos!

Ao longo do tempo, encontrei homens, com semblante crispado e olhar de profeta messiânico, a dizer: "Eu vou consertar minha casa, minha igreja, etc." Na verdade, este tipo de ousadia nada mais é que temeridade ou loucura! Pois, em relação à família, a Palavra de Deus diz que: "Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam" (Salmos 127:1). E em relação à Igreja, assim diz o Senhor: "sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mateus 16:18). Enfim, sem ajuda de Deus, nosso esforço é vão.

Com ajuda de Deus, tudo!

"Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono. Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta."
(Salmo 127.1-5)

Sem ajuda de Deus, nada!

Gosto muito de ouvir o abençoado Oseias de Paula:
https://youtu.be/Pjcrp4g0GvU

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Não há forte nesta guerra

A imagem pode conter: texto

Penso que todo cristão deve fortalecer suas defesas espirituais; mas, para isto, precisa se suprir dos recursos que Deus deixou, para nos tornar capazes de vencer as lutas e provas. Eu mesmo tenho procurado me nutrir da provisão divina. Para isto, procuro mergulhar no mar da Graça de Deus, onde encontro salvação; e me banhar no rio do Seu Amor, onde encontro perdão; beber da fonte pura da Sua Palavra, onde encontro paz; e voar nas asas do Seu Espírito, onde encontro direção. E assim fortalecido, prossigo no Caminho da Vida, pois Deus me capacita.

É comum, encontrarmos ao longo do caminho, crentes abatidos, desistentes, a retroceder na fé - alegando não ter mais força pra suportar as dores e injustiças que lhes são impostas; como se tais alegações justificassem seu retrocesso. Na verdade, crente algum tem força em si mesmo, para suportar e vencer lutas que a vida reserva a todos nós. Portanto, somente nos fortalecendo em Deus podemos lidar com os problemas (seja de família, seja do trabalho) sem fracassar. Enfim, não existe forte nesta guerra; E sim, os que creem e os que não creem nas promessas do Pai.

Assim era Abraão: "O qual, em esperança, creu contra a esperança, tanto que ele tornou-se pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência. E não enfraquecendo na fé, não atentou para o seu próprio corpo já amortecido, pois era já de quase cem anos, nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara. E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus, E estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer." (Romanos 4:18-21). Amém!

Gosto muito desta canção, que me reporta ao crente Abraão:
https://youtu.be/mIWxPgGnVFU

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 16 de abril de 2017

Não há consolo melhor

A imagem pode conter: texto

Te agradeço, Pai; por teres me ensinado a lidar com aflições e injustiças sofridas, sem viver a procurar culpados para elas. Sei que fui o que fui, por tua Misericórdia; que sou o que sou, por tua Graça; e que serei o que serei, por teu Amor. Ainda hoje, eu não consigo entender a razão de ter sido dispensado de obrigações que tive; especialmente estando no auge do meu discernimento e da minha força de trabalho... Porém, mesmo sem entender; me aquieto e me consolo, ante a presunção de um divino propósito.

Em minha vida, ao me sentir ferido com dores e decepções que sofri; sempre me rendi ao senso comum, de que "há males que vem para o bem"; e procurei ter na lembrança, o dizer da antiga canção, a bradar que "não há dor que seja sem divino fim." Mas, o que sempre me deu o melhor suporte, ante o inesperado e o inaceitável, foi a promessa divina soando aos meus ouvidos, que "todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus" (Romanos 8:28). É... Não há consolo melhor!

Testemunho lindo, este do apóstolo Paulo: "Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição." (Filipenses 4:11-14). Creio ser este o mais perfeito modelo de vida cristã!

Gostei desta canção, desde a primeira vez que a ouvi:
https://youtu.be/JPqitveFAGo

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 15 de abril de 2017

Posição honrada e segura

A imagem pode conter: grama, texto, natureza e atividades ao ar livre

Sei muito bem que as Escrituras nos advertem quanto à maldade do pecado; assim como sei, que seu diagnóstico quanto ao estado deste mundo é no mínimo preocupante (para não dizer assustador). Todavia, hoje de manhã despertei com dois textos bíblicos dos mais agradáveis, motivadores. Duas promessas que tocaram meu espírito: Uma delas, me motivou: "Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça e cura trará nas suas asas" (Malaquias 4:2); e a outra me incentivou: "Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor." (1 Coríntios 15.58). Amém!

Não é segredo para ninguém, que o mundo vive grande inquietação - das pequenas vilas aos grandes centros. Todavia... Não devemos nos inquietar com o estado deste mundo (seus desastres e desvios); mas olhar sempre para as promessas do Pai; pois elas dizem quem somos, de quem somos... E o que está reservado para nós. Então, sempre haverá paz no vale em que vivemos - ainda que imerso em lágrimas; pois as promessas de Deus, consumadas em Jesus, são a garantia de que para os que estão em Cristo, melhores dias virão. Pois, para seu povo escolhido (os judeus) e seu povo redimido (os cristãos), sempre haverá resposta de paz e uma luz no fim do túnel.

Em Cristo Jesus, Deus nos deu uma posição honrada e segura: "Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus." (Efésios 2:4-8). Portanto, existe um refúgio para o povo de Deus. E este refúgio tem nome: JESUS!

Esta canção, entoada por Feliciano Amaral, sempre me motivou:
https://youtu.be/rUg3gjmdNVc

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Barquinho sobre as ondas

A imagem pode conter: céu, texto, natureza e atividades ao ar livre

Me levantei para orar... Orar por meu amigos e desafetos; pelos que me amam e pelos que me afligem; enfim... Orar e orar (e se você pensa já ser bastante, ore uma vez mais). Pedi a Deus que me dê mente lúcida, para saber o que dizer e responder; e coração sensível, para distinguir Sua voz em meio às vozes que soam ao meu redor. Então me senti como um barquinho, com sua vela enfunada pelo vento (do Espírito), a leva-lo sempre em frente; e cujo leme (a Palavra de Deus) há de guia-lo ao rumo certo. Senti quebrantamento ao orar. Glória a Deus!

Aproveitei para orar pela vigília que Maria Célia e eu presidiremos, hoje a noite, no templo da IMW de Aveiro. Nesta sexta chamada "da paixão" (em alusão ao sacrifício de Cristo); pois não há lugar melhor para se passar a noite, que um templo cristão evangélico (assim penso eu). Ah... Também pedi ao Senhor sabedoria, para lidar com minhas inseguranças e incertezas; especialmente sendo os nossos dias tão confusos. Me ergui do lugar de oração, convencido de que viver para Deus e esperar em Deus, serão as coisas mais importantes a serem feitas.

Que belo salmo é este: "Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor. Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos. E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no Senhor. Bem-aventurado o homem que põe no Senhor a sua confiança, e que não respeita os soberbos nem os que se desviam para a mentira." (Salmos 40:1-4). Enquanto nós aqui vivermos, viver e esperar no Senhor vai valer a pena!

Como esta canção traz calma ao coração! Glória a Deus!
https://youtu.be/VN7B7C5-Z40

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Família e Igreja

A imagem pode conter: texto e natureza

Minhas atenções e preocupações estão sempre voltadas para duas vertentes: Família e Igreja. E isto porque entendo, serem estas as mais importantes atividades relacionais do ser humano - mormente os crentes. Precisamos orar - e muito - porque vejo que estas são as instituições mais agredidas nos dias de hoje. Conceitos espúrios e preconceitos insanos estão na base da violência contra a família e contra a fé cristã. É fácil ver que uma onda crescente de intolerância ameaça a paz e a vida na terra. Nunca estivemos tão perto de uma guerra apocalíptica como nestes dias, de pessimismo e angústia.

Enquanto penso nos momentos maravilhosos que passei perante o Senhor, nesta madrugada, me vem à memória a célebre indagação de Pedro a Jesus: "Senhor, para quem iremos nós? Só Tu tens as palavras da vida eterna" (João 6:68). Realmente... Não temos como construir nossas próprias pontes, para lugar seguro. Somente Jesus é a nossa garantia de sobrevivência; e a cruz de Cristo é a nossa ponte sobre o abismo. Portanto, devemos seguir o conselho de Paulo ao carcereiro de Filipos: "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa." (Atos 16:31). Só em Cristo Jesus, teremos Vida e Paz!

O ser humano vem fazendo todo esforço possível, para viver uma vida emancipada de Deus; todavia, sem conseguir bom resultado. Mas a Palavra diz: "Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao Senhor, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar. Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor." (Isaías 55:6-8). Sim! Somente no Senhor está a nossa segurança!

Ouça e medite nesta canção, entoada por Nélson Ned:
https://youtu.be/HKHmmo3ZIDQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Cenário apocalíptico

A imagem pode conter: texto

Como é bom poder orar na madrugada portuguesa (mais tarde que no Brasil); rendido diante do Senhor, em um acampamento cercado de pinhais. Circunstâncias diferentes; todavia, carência igual. Obrigado, Senhor! Por estar desfrutando de momento tão edificante. Vivemos um tempo desafiador, sob todos os aspectos. O pecado, camuflado sob muitos nomes pomposos, exibe múltiplas facetas; em cada uma delas, um nível de sedução para cada tendência. Orar é preciso!

Neste clima desfavorável; além do descalabro moral, vejo crescer o ódio entre as pessoas (até mesmo entre crentes, vemos evidentes sinais de ódio e intolerância). Também me preocupa a violência que angustia as nações... Até que ponto ela chegará, sem mergulhar o mundo em uma guerra global, com cenário apocalíptico? Só Deus o sabe! Porém, de uma coisa tenho certeza: a de que nada fugirá ao predito na Bíblia sagrada. E a resposta divina será surpreendente.

Creio vivermos o limiar deste tempo:

"Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios"
(1 Tessalonicenses 5:1-6).

Deus nos guardará em meio à crise!

Esta canção, em tempos difíceis que enfrentei, me ajudou muito:
https://youtu.be/rEQ9vtjfzx0

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 11 de abril de 2017

Tempo de desentendimento

A imagem pode conter: texto e natureza

Tenho pensado na conjugação existente, entre o ensino escatológico da Bíblia e este nosso tempo. E ao crente conectado com as divinas revelações - não há como não notar o desenrolar dos fatos assustadores que se sucedem neste tempo (só mesmo as pessoas mais desatentas não percebem isso). As nações não se entendem, as famílias não se entendem, os amigos não se entendem. Enfim... Este é um tempo de desentendimento - inclusive, em relação ao propósito divino; do qual, segundo meu entendimento, tantos, mesmo muitos cristãos, estão se distanciando cada vez mais. Só mesmo Jesus para nos proteger.

Tenho sentido paz, mesmo em meio a realidades tão desfavoráveis. Ainda bem, que a paz do Senhor se sobrepõe às guerras, conforme promessa que nos foi feita neste texto das Escrituras sagradas: "E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus." (Filipenses 4:7). Penso ser chegada a hora - de os crentes comprometidos com os ensinos de Cristo definirem sua posição no Senhor; Até porque, Deus conhece a real intenção dos corações. Portanto, aos irreverentes, não haverá como ocultar de Deus sua atitude dúbia e vida desregrada.

Devemos refletir sobre esta advertência: "Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas. Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos" (Colossenses 3:5-9). Ontem, hoje e sempre: Vida de Santidade!

Esta canção está mais atual, do que quando foi composta:
https://youtu.be/Mfw-04Kkab0

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 9 de abril de 2017

Sou salvo através de Jesus

A imagem pode conter: texto e natureza

Senhor! A primavera ainda não consegue evitar o frio em solo luso; mas o meu espírito pode sentir o calor do teu Espírito, que me move a te buscar. Sei que não sou digno de mencionar teu o nome, e que sou salvo através de Jesus. A graça que desfruto é dele; a paz que tenho é dele; o amor que sinto é dele; a alegria que sinto é dele... Até a vida que tenho é dele. Sou de Jesus! E isto vou dizer sempre! Sou servo do Senhor! E não desisto nunca! Obrigado meu Pai, por tudo!

Senhor! Sei o quanto o mundo é mau; mas a bondade de Jesus me mantém de pé. Guarda os meus familiares e amigos; pois o inimigo tem natureza felina e motivação criminosa; e vive sempre à espreita, tentando dar seu bote fatal. Guarda-nos da maldade existente neste mundo; e de um mal bem mais terrível que a violência dos homens, que é a sedução e o engano. Abençoe minha família, protegendo e prosperando os passos dos meus queridos. Tu és fiel, Senhor!

Creio e vivo este testemunho: "O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O SENHOR é a força da minha vida; de quem me recearei? Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, se chegaram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram. Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria; ainda que a guerra se levantasse contra mim, nisto confiaria." (Salmos 27:1-3). A fé em Deus nos traz segurança.

Esta é uma canção é um testemunho de entrega e confiança:
https://youtu.be/e0WvWeUDFxQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 8 de abril de 2017

Estamos em Portugal

A imagem pode conter: planta, texto, atividades ao ar livre e natureza

Após uma viagem sem contratempos, estamos em Portugal... Que bênção! A pátria lusa é nossa segunda pátria (digo isto de coração). encontramos amigos e irmãos (novos e antigos). Tem sido bom poder abraçar o Bispo Geraldo Rodrigues e Marleide e tantos outros amigos que temos aqui. Meu coração sente um mover muito agradável, sempre que me reporto à Portugal. Obrigado Senhor, pelo que eu sinto! 

Nossa vida é feita de retalhos, como aquelas encantadoras colchas cheias de cores distribuídas de modo casual. É tão triste alguém não ter o colorido das experiências acumuladas ao longo do tempo... Como se não tivesse vivido intensamente o propósito de Deus para o seu existir - cujo ápice se alcança quando o Deus vivo é adorado e exaltado; e Sua criação é amada e servida. Louvado seja o nome do Senhor!

A vida sempre exige uma certa dose de sacrifício, sem deixar de dar a sua dose de prazer. Sou um apreciador desta frase, de Francisco Otaviano: "Quem passou pela vida em branca nuvem / E em plácido palácio adormeceu / Quem não sentiu o frio da desgraça / Quem passou pela vida e não sofreu / Foi espectro de homem - não foi homem / Só passou pela vida - não viveu." Pois ela diz o que é a vida.

A Bíblia diz que "já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração. Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados. Sendo hospitaleiros uns para com os outros, sem murmurações, Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus." (1 Pedro 4:7-10). Amém!

Esta canção continua cumprindo sua finalidade:
https://youtu.be/WiIpwiNemF4

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Por uma justa causa

A imagem pode conter: texto, natureza e atividades ao ar livre

Quando ainda viajando para Portugal, fiquei a pensar... Como conter as lembranças que se sucedem dentro de mim? Afinal, foram doze anos de nossas vidas, dedicados ao querido povo português! Então, precisei levantar mais cedo que de costume, para interceder e para agradecer. Interceder, pelos que deixaremos por alguns dias e pelos que nos esperam em terras lusas; e agradecer, pela graça e favor do Senhor - de valor incalculável, que temos provado ao longo dos anos. Não entendo o modo como certos cristãos esquecem do que Deus tem feito por eles - se dizendo vítimas de sofrimento; sem perceberem, que a real felicidade é muito mais que prazer imediato!

Precisamos MESMO orar por uma justa causa! E digo isto, porque é contagiante a ideia de muitos; de que precisamos priorizar a nossa felicidade (como se tal requisito fosse a razão maior da existência). Será que os tais ainda não perceberam, que a felicidade tem muito mais a ver com valores propositais do que sensitivos? A felicidade é um estado de espírito provocado por uma justa causa; não por uma temerária incursão no mundo dos prazeres proibidos (ou até alguns permitidos). Daí que buscar felicidade tem sido causa da dissolução de famílias e de muitas tragédias - efeito colateral que costuma ferir e até matar quem a busca a qualquer preço. Enfim... Orar é preciso.

Este testemunho de paulo, que faz referência ao propósito de Deus para sua vida; pode facilitar o entendimento quanto ao que postei: "E agora, eis que, ligado eu pelo espírito, vou para Jerusalém, não sabendo o que lá me há de acontecer, Senão o que o Espírito Santo de cidade em cidade me revela, dizendo que me esperam prisões e tribulações. Mas de nada faço questão, nem tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus." (Atos 20:22-24). Na verdade, o propósito de Deus é a mais importante justa causa que pode haver na vida.

Não me canso de ouvir esta canção de Bruna Karla:
https://youtu.be/ppJEjBfLh9E

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 5 de abril de 2017

De bem com Deus

A imagem pode conter: texto, natureza e atividades ao ar livre

Maria Célia e eu precisamos finalizar os preparativos para nossa viagem (mais longa que o habitual). Entretanto; estou aqui a pensar em dois grandes amigos, ambos jovens (na casa dos 40 anos); um em Foz do Iguaçu, outro em Governador Valadares... Ambos feridos por cruel enfermidade; a qual, sem que percebessem, vinha a algum tempo devastando o seu corpo. Acredito na cura do corpo, seja por intervenção médica, seja por intervenção divina; embora eu saiba, que todos nós temos nosso tempo contado - independente do fator idade. Sei que Deus pode mudar isso; embora saiba que raramente o faz. Ainda bem que o crente tem promessa de vida. Glória a Deus!

Enquanto me preparo para ir atrás de documentos (para a viagem); fico a pensar no quanto somos capazes de relutar contra sintomas de que o fim se aproxima... Isto é normal. Pois Deus nos criou para a longevidade, para a eternidade. Somos tendentes a querer ficar por aqui (somente inaceitável desistência de viver muda tal sentimento). O argumento é que temos muito a fazer... Ou, que ainda ha muito a desfrutar. Enfim... O ser humano está sempre disposto a buscar o fim da fila; como se pudesse, por si mesmo decidir tal coisa. Porém o que importa mesmo é estarmos, além de bem com a vida, de bem com Deus. E isto só é possível estando em Cristo - o Salvador nosso.

Que experiência extraordinária esta, das irmãs de Lázaro: "Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido. Mas também agora sei que tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá. Disse-lhe Jesus: Teu irmão há de ressuscitar. Disse-lhe Marta: Eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do último dia. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto? Disse-lhe ela: Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo" (João 11:21-27). Jesus não é apenas salvador; ele é Senhor sobre tudo!

Esta canção tem o dom de me fazer rir e chorar ao mesmo tempo:
https://youtu.be/PYdqk59chgQ

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 4 de abril de 2017

Você precisa orar

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

É muito comum, quando enfrentamos grandes provações, ouvirmos bons crentes dizerem: "você precisa orar." De tão repetida que é, a frase parece ter se tornado um chavão. Porém, esta é uma verdade que não deve ser ignorada. Todos nós precisamos orar! E orar mais com o recrudescer das provações. Não são poucas as vezes, que nos sentimos sós; inúmeras são as vezes, que nos sentimos fracos; e o que falar dos momentos, que nos sentimos tomados por tristeza sem causa aparente? Pois é... Na oração, encontramos o modo de lidar com tais sensações - não porque a oração tenha mérito em si mesma - mas, porque a oração é maravilhoso ponto de encontro com o Senhor.

Digo, por experiência própria, que jamais saberia precisar o conforto alcançado, em momentos de dor e sofrimento, diante de meu Deus. Sempre que vejo um valente tombar sem honra (ofuscado pela luz dos holofotes, ou desencaminhado pelo som dos aplausos); fico a pensar comigo mesmo: "esta preciosa vida aumentou o seu volume de trabalho, mas diminuiu o seu ritmo de oração". Por mais incrível que isto possa parecer; o som dos elogios são bem mais perigosos, que o som das vaias. E a resposta é simples: Enquanto os elogios nos tornam envaidecidos; os apupos nos levam, feridos, a buscar o socorro divino. Algumas vezes, chorar ajuda bem mais do que cantar.

Que texto edificante este: "Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem e quando vos separarem, e vos injuriarem, e rejeitarem o vosso nome como mau, por causa do Filho do homem. Folgai nesse dia, exultai; porque eis que é grande o vosso galardão no céu, pois assim faziam os seus pais aos profetas. Mas ai de vós, ricos! porque já tendes a vossa consolação. Ai de vós, os que estais fartos, porque tereis fome. Ai de vós, os que agora rides, porque vos lamentareis e chorareis. Ai de vós quando todos os homens de vós disserem bem, porque assim faziam seus pais aos falsos profetas." (Lucas 6.22-26). Como ele faz bem ao coração cansado e abatido!

Realmente... Como diz a canção de Beatriz: É na oração!
https://youtu.be/qIRCAIdv9Y8

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Modo controverso de crer

A imagem pode conter: texto

Nesta manhã, um assunto que ocupou meu pensamento foi o modo controverso de crer de inúmeros crentes... Vejo crentes depositarem toda sua fé em informações de parentes, de amigos, de vizinhos, e até de pessoas que encontram casualmente - na rua, na praça e na condução, sem a menor comprovação quanto ao que ouvem. Fico alarmado com muitas coisas que os crentes acreditam, em questão religiosa ou secular, sagrada e profana, sem base alguma na Bíblia. Aliás, alguns acreditam mais no dizer dos outros do que no que a Bíblia diz. Esta é a razão de tantos lares e vidas cristãs sem rumo.

Sei que a Bíblia não oferece resposta pronta para muitas questões abstratas; e que, mesmo em alguns assuntos específicos, a Palavra de Deus não se pronuncia de modo direto. Todavia, os ensinos das Escrituras tem vasta abrangência, enquadrando princípios e valores mais diversos, aferindo conceitos e culturas do mundo inteiro; tanto os antigos como os atuais. Por exemplo: Ela não proíbe fumar ou se drogar; mas nos alerta, quanto às consequências de destruirmos o templo do Espírito que é o nosso corpo (1 Corintios 3.17). Portanto, devemos buscar base na Palavra de Deus para nossa fé e ação.

Leia e medite nisto: "Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma" (1 Coríntios 6:9-12). Amém, Senhor Jesus!

Esta canção, entoada por Cassiane, vem em muito boa hora:
https://youtu.be/9zB4rUQ0MV4

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 2 de abril de 2017

Deus é maior que tudo

A imagem pode conter: texto e atividades ao ar livre

Madrugada fria em Petrópolis... E o Espírito me fez despertar para interceder por uma das regiões que presidi. Inquietação foi o meio usado para chamar minha atenção. Aproveitei para incluir a minha pequena casa na oração. Enquanto eu orava, o Senhor me levou em espírito ao sentimento que teve Davi, ao compor o Salmo 121. Senti paz, por saber que o nosso Deus tem o controle de tudo; até mesmo daquilo que parece estar fora de controle. Meus olhos se encharcaram e meu espírito estremeceu. Deus é maior que tudo! não devo temer mal algum "porque tu estás comigo." (Salmos 23:4).

Como por dúvida sobre Suas promessas, se elas são a garantia de bênçãos e provisões que nem sempre estão ao alcance dos olhos? Precisamos ter duas coisas bem vincadas no coração: A primeira é o apego às promessas do Senhor. A segunda é ter paciência, para esperar sua concretização em nossa vida (recorro ao salmo 40 pra dar força ao que digo). E fico a me perguntar: Como alguém que diz crer em Deus pode pôr seus problemas acima de Suas promessas? Enfim... Não devemos nos intimidar com a grandeza das lutas e provações; pois, "Se Deus é por nós, quem será contra nós?" (Romanos 8:31).

Deus é minha Rocha!

"O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O SENHOR é a força da minha vida; de quem me recearei? Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, se chegaram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram. Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria; ainda que a guerra se levantasse contra mim, nisto confiaria. Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e inquirir no seu templo. Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha."
(Salmos 27:1-5)

Nele sempre confiarei!

Como esta canção me edificou nesta manhã:
https://youtu.be/CqBnPjrzDGU 

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 1 de abril de 2017

Perigos da jornada cristã

A imagem pode conter: texto, atividades ao ar livre e natureza

Tenho pensado nos perigos da jornada cristã, inerentes ao fato de trilharmos o caminho do céu. Digo isto, pois vivemos em um mundo de tanto engano, tanta sedução, tanta maldade... E como se não bastasse tanta coisa ruim a acontecer neste mundo; temos contra nós os nossos próprios conflitos e tendências, que precisam ser combatidos, em nossa própria natureza rebelde. E esta é uma luta inevitável, pois ocorre de dentro pra fora. Daí, a necessidade de resistirmos aos apetites carnais e aos palpites da própria razão.

Creio que o único modo de vencermos a nós mesmos, é tomarmos a nossa cruz (Lucas 9.23) e assumirmos a nossa própria crucificação (Gálatas 2.20). E esta não é uma tarefa simples (se fosse, não veríamos tanta queda moral entre crentes). E não basta cultivarmos um conjunto de boas intenções e de bons modos, se não praticarmos esta norma:  "Para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus." (1 Pedro 4:2); Só Jesus!

Precisamos obedecer à palavra que diz: "Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas. Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca." (Colossenses 3:5-8). Pois, só assim venceremos.

Esta canção destaca a importância do alvo a ser alcançado:
https://youtu.be/faRYpkO3v3A

Cordialmente;
Bispo Calegari