domingo, 19 de março de 2017

Uma dor anula a outra

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Gosto da madrugada - não para "contar" estrelas - mas, para buscar a face do Senhor. Enquanto me ajeitava no lugar de oração; fiquei a pensar nas dores que alguns carregam (eu inclusive)... Dores que não podem ser diagnosticadas pelos melhores médicos; cujas causas e sintomas não podem ser claramente definidos. E com dores assim, temos duas opções: a de ver nossa própria dor, como verdugo, nos torturar; ou, usar nossa dor como como meio, para entender melhor a dor "do outro". Portanto, devemos considerar a dor pessoal como ponte para a dor alheia. Mas isto só é possível, pelo amor de Deus.

Vejo como mal crescente, pessoas se afligirem e se confinarem em sua própria dor; enquanto sua própria família vive em campo aberto, sob todo tipo de ataque. Infelizmente é assim mesmo: Enquanto o egoismo se ocupa em cuidar de si mesmo, esquecendo-se de tudo e de todos; o amor procura utilizar sua própria dor como ferramenta de trabalho, para poder entender e socorrer a dor de seu próximo. É quando o milagre acontece! E a dor que nos afligia, já não nos aflige mais - anulada que foi pela dor de alguém a quem ajudamos. Enfim; assim como u'a mão lava a outra, uma dor anula a outra. Só mesmo Jesus!

Na Bíblia, encontramos promessas e ensinos que nos marcam para sempre; pois nos mostram quem somos e para que vivemos. Como o que nos diz este texto: "Porque, se enlouquecemos, é para Deus; e, se conservamos o juízo, é para vós. Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou." (2 Coríntios 5:13-15). Portanto, precisamos buscar em Deus a tão necessária sabedoria, para podermos entender e praticar a Sua santa Palavra.

Esta canção vem à calhar, como importante ponto de lembrança:
https://youtu.be/6DPMOI4gKNg

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário