quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Festa pagã e profana

A imagem pode conter: nuvem, céu e texto

Para nós, brasileiros, que tememos a Deus; esta semana prenuncia dias de desordem e obscenidade. (que me desculpem os adeptos; se vejo deste modo a quadra do carnaval). Então, nos próximos dias, veremos aumentar o índice de barulho, embriagues, óbitos, ofensa aos bons costumes, enfim... Como o termo subliminarmente sugere: Carne a valer! Portanto, não causa admiração o fato de se instalar, nestes dias, o império da carne; dias em que quase tudo é permitido, sob o comando "faz de conta" de grotesca figura rotulada de rei momo; um rei que, neste dias, dá ao povo, o que o povo deseja o ano inteiro.

Reconheço que esta festa pagã e profana consegue atrair, com seu  apelo à alegria sem restrição, muitas pessoas de bem; e até mesmo cristãos desorientados e superficiais em sua crença. E isto, somado a outros fatos - longe de me levar a atitude de indiferença; me causa é tristeza; por perceber que o atual estágio da decadência humana se agrava sobremodo neste estranho Brasil. Este estado de coisas, me faz pensar nesta advertência de Jesus: "Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, entenda;" (Mateus 24:15). Na verdade, o fim se abrevia.

Este texto, e outros correlatos, sempre atrai minha atenção: "Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te." (2 Timóteo 3:1-5). Pois nele vejo o quanto a nossa redenção está próxima!

Nestes dias, vale a pena entoar de coração esta canção:
https://youtu.be/axx8VRomWQw

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário