segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Rio profundo da graça

A imagem pode conter: atividades ao ar livre, natureza e texto

Estive orando esta manhã - calmo e sem pressa - contrito, com o coração transbordante de gratidão a Deus... E a quem me perguntar por que tanta gratidão; eu respondo, também perguntando: Como não sentir gratidão, por coisas e situações que são fruto direto do amor e da graça do Senhor sobre minha vida?! Enquanto eu orava me lembrei de fatos concretos, referentes ao cuidado de Deus sobre mim... Então, o meu espírito sentiu o que, provavelmente, Naamã e Ezequiel sentiram ante o rio que lhes trouxe cura e renovo - figura do rio da Vida, puro como cristal.

Creio ter sentido o que Naamã sentiu ao ser curado, quando ele "desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne de um menino e ficou purificado." (2 Reis 5:14). E procurei auscultar o palpitar do coração de Ezequiel, ao caminhar em direção às águas profundas, do rio de Deus que só podia ser atravessado a nado. Na verdade, milagres acontecem na vida de qualquer crédulo... No entanto, a capacidade para entender e ser grato só ocorre, quando se mergulha no rio profundo da graça do Senhor.

Rio profundo de Deus: "E saiu aquele homem para o oriente, tendo na mão um cordel de medir; e mediu mil côvados, e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos artelhos. E mediu mais mil côvados, e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos joelhos; e outra vez mediu mil, e me fez passar pelas águas que me davam pelos lombos. E mediu mais mil, e era um rio, que eu não podia atravessar, porque as águas eram profundas, águas que se deviam passar a nado, rio pelo qual não se podia passar." (Ezequiel 47.3-5). Cujas águas produzem cura e salvação.

Jamais me canso de ouvir esta canção, de Feliciano Amaral:
https://youtu.be/jYx7N1oYLOc

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário