sábado, 31 de dezembro de 2016

Agenda de sonhos e projetos

A imagem pode conter: fogos de artifício, céu, noite e atividades ao ar livre

Enfim... Chegamos ao último dia de um ano, que deixará inúmeras recordações (umas boas, outras más); nada muito diferente dos anos que já rompemos (eu mesmo mesmo já atravessei 71 anos). Então, dependendo dos grãos de areia que ainda temos, na ampulheta do tempo; ainda haveremos de repetir esta doce experiência no futuro, se Deus permitir que vivamos até la. E aceitem este meu conselho: Deixemos em 2016 tudo aquilo que nos feriu, ofendeu, ou causou algum tipo de angústia; pois o nosso futuro não merece que tais sentimentos os comprometam.

Entendo que, nesta virada de ano, devemos organizar melhor a nossa agenda de sonhos e projetos; para chegarmos ao novo ano de 2017, cheios de nobres sonhos e projetos plausíveis que tenhamos condição de concretizar - sem o menor risco de censura e lamentação. Eu sei que a vida é um risco que precisa ser considerado; todavia, se planejarmos melhor nosso modo de falar e agir, seguindo uma escala de valores baseados na Bíblia; jamais sofreremos os males que atormentarão quem se deixou Guiar por suas paixões carnais e atitudes reprováveis aos olhos de Deus.

Todos nós precisamos meditar neste texto: "Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai." (Filipenses 4.6-8). Glória a Deus!

Que doçura é esta canção, do "Ministério Sarando a Terra ferida":
https://youtu.be/FoFbr6wYSrM

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Base, estrutura e cobertura

A imagem pode conter: oceano, céu, texto, natureza, atividades ao ar livre e água

Sei que, algumas vezes, devido ao meu modo de "pensar" alto sobre oração, pareço "chover no molhado" (talvez alguém se pergunte: "O que ele tem a dizer sobre oração, que ainda não sabemos?"). Tenho consciência de que no tocante à oração, não digo nada novo - que não seja conhecido da maioria dos crentes. Até porque, se saber coisas sobre a oração (ou entender sua importância) pudesse suprir de dividendos a vida humana; isto seria suficiente para tornar muitos lares e igrejas bem diferentes. Creio que, na oração, existe um lapso de tempo entre o "conhecer" e o "desfrutar", que é o "praticar".

Hoje mesmo, ao orar (intercessão pela família, pelos amigos e por outros assuntos) senti a paz decorrente do tempo passado perante o Pai. É que, quando oramos como devemos, nos sentimos levados ao descanso; como se Deus nos dissesse: "Tudo bem, filho; estou tomando em minhas mãos, a causa e razão de tua apreensão." Aí, o rugir das ondas e a força do vento já não nos assustam; pois a paz, que se sobrepõe aos rumores de guerra, e a calma que neutraliza a agitação à nossa volta, passam a reinar em nosso coração. Assim... Precisamos orar, mais e melhor, para alcançarmos a paz que vem do céu.

Na vida cristã a fé é a base, a armadura estrutura e a oração cobertura: "Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos," (Efésios 6:14-18). Enfim... Devemos considerar isto.

Em seu tempo, esta canção provocou uma onda de entrega e de confiança em Deus:
https://youtu.be/tvpFmal1sBI

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Em meio à bruma do tempo

A imagem pode conter: texto

Estamos em avançada contagem regressiva para o fim de um ano que teria tudo para dar certo; mas que, por conta da insensatez e ganância dos homens (com a cumplicidade de importantes setores públicos, privados e partidos políticos desta nação), acabou se tornando um ano bem ruim... Enfim, dando quase tudo errado! Ainda bem que, os que têm fé em Jesus e promessas de Deus sobre suas vidas, compensam suas perdas com os recursos da graça que jamais nos falta. Todavia, um grande número de brasileiros (aqueles que são deveras dependentes do poder público), perde até o que não tem.

Quanto a mim; procurei fazer uma retrospectiva (olhando por cima dos ombros) tentando ver, em meio à bruma do tempo, os atos e os fatos que marcaram minha vida durante os anos que já vivi. Então percebi que o divisor de águas (em minha longa/curta existência); foi o dia 26 de outubro de 1964, ano em que me converti. E não estou a me referir à uma mera experiência religiosa (se assim fosse, todos os que professam uma religião, teriam uma vida mudada para melhor); pois foi graças ao meu encontro com Jesus, minha vida mudou pra melhor e o mundo perdeu um homem ruim! Aleluia!

Deus nos perdoou e nos salvou em Cristo Jesus, "E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas." (Efésios 2:5-10). Salvação imerecida... Todavia, por graça, oferecida a todos.

Sempre senti unção, ao ouvir esta canção com Elon Cavalcante:
https://youtu.be/KFCIiwns1g8

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Eu vou seguir com fé

A imagem pode conter: texto

Natal passado, fim de ano chegando... A correria continua. Providências remediais de última hora se embolam com providências preventivas para o ano que vai nascer. E a vida segue seu curso, variado, sempre em conformidade com o rumo e ritmo que cada um de nós lhe imprime. Em minha oração de hoje; agradeci a Deus por Sua graça e amor para comigo, cobrindo a minha fragilidade e insignificância.

Estando em meu lugar de oração; me propus a seguir com fé, sem levar em conta aquele (ou aquilo) que tenta me ferir e confundir. Até porque... Nem sei como agradecer em plenitude Àquele que se assenta no grande trono branco. E assim "eu vou seguir com fé, para a Rocha mais alta que eu" (canção de Kleber Lucas), ungindo e nutrindo a minha vida, no óleo do Espírito e no pão da Palavra. Bendito seja o Senhor!

Assim falou Jesus: "Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim, quem de mim se alimenta, também viverá por mim. Este é o pão que desceu do céu; não é o caso de vossos pais, que comeram o maná e morreram; quem comer este pão viverá para sempre." (João 6:56-58). E assim, todos nós devemos fazer.

Nesta manhã, soa muito bem esta canção do Kleber Lucas:
https://youtu.be/wBTP7BDwq9U

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Servir é missão primordial

A imagem pode conter: texto

Faz muito tempo, aprendi este adágio bem conhecido: "Quem não vive para servir, não serve para viver". Na verdade, este provérbio popular se alinha perfeitamente com os ensinos da Bíblia, pois o próprio Jesus declarou que "o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos." (Marcos 10:45). Portanto, servir é a missão primordial da vida do ser humano. Infelizmente, nossa realidade revela conduta que vai na contramão deste princípio; pois vemos tantas pessoas, cuja expectativa é a de serem servidas; e quando não o são, passam a se queixar de tudo e de todos, com a alegação de que ninguém as ama ou ajuda.

Nas diversas profissões, a missão primordial é servir; e o ganho se torna mero detalhe. Então, bombeiros, juízes, músicos, médicos, construtores, políticos, etc. devem possuir natureza serviçal na base da qualificação profissional. E os servos de Cristo (bispos, mestres, missionários, pastores)? Como o próprio termo pressupõe, todos estes (e outros mais) em sua condição de servos de Deus são por extensão, servos dos homens. No entanto, em todas as esferas de trabalho (até mesmo nas eclesiásticas); e assim, o que vemos é total inversão de valores, onde a prioridade passa a ser o ganho; e o servir fica na dependência da boa (ou da má) vontade daquele "servo" de plantão.

Precisamos meditar nesta advertência: "Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes." (Mateus 25:33-40). Vejo no texto de Mateus 25, um alerta aos que desfrutam a sua salvação de modo egoísta, por erradamente suporem que vida do salvo é viver sem lutar, crer sem amar e colher sem plantar. Só Jesus na causa!

Esta canção dos Vencedores por Cristo é bem oportuna ao tema:
https://youtu.be/WiIpwiNemF4

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Oração em todo tempo

A imagem pode conter: texto

Já estive rendido, aos pés do Senhor, em meu lugar de oração; pois o fato de ter dormido bem mais tarde do que o habitual, não é razão suficiente para uma sempre perigosa "abstinência de oração". Já percebi que um feriado que coincide com o domingo, jamais tem o mesmo "sabor". No entanto, ontem foi Natal! Portanto, o motivo é mais que justificável, para a continuidade do real sentimento natalino (o louvor e adoração ao Rei dos reis e Senhor dos senhores); o qual deve prevalecer sobre qualquer outro sentimento, ainda que nobre.

Perdi a conta, das vezes que declarei que orar nunca é demais; é sempre de menos! Sei que alguns polemizam quando o assunto é "a melhor hora para se orar" (Já tenho sido alvo desta polêmica)... Todavia, independente do horário que escolhermos para orar; o importante mesmo é separar um tempo durante o dia (ou da noite); porém, mantendo espírito de oração em todo tempo; pois oração e vigilância - à semelhança de "precaução e caldo de galinha" - não faz mal a ninguém. Logo... Adágio à parte, oremos e vigiemos sempre!

Neste texto, Jesus nos exorta a orar sempre: "E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem." (Lucas 21.34-36). E ele não somente nos ensinou a orar, como viveu em oração. 

Que tal, meditarmos neste antigo hino? Ele enfatiza a oração:
https://youtu.be/1M3xrhVqU7Y

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 25 de dezembro de 2016

Ainda sobre o Natal

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Ainda sobre o Natal... Faz tempo; leio e ouço, de pessoas que foram doutrinadas a repudiar as celebrações natalinas e outras festas do calendário cristão. Sinceramente... Nada tenho contra os que assim optam por viver sua crença cristã. No entanto, me entristece o modo como tentam demover os outros de sua liberdade de crer e expor a sua manifestação de júbilo, em data tão especial. Quem age assim, alega razões históricas, doutrinárias, etc... Para justificar sua intolerância; como se a questão se resumisse em certo e errado. Como se uma data específica pudesse comprometer a pureza do Natal.

Conheço Muitas fontes de onde procedem tais argumentos; e digo que elas não são confiáveis, pois cometem graves erros de estrutura. E o fato de condenarem algumas práticas que também condenamos, não torna seu modo de crer e professar biblicamente aceito. Assim, Continuarei crendo que Jesus é Deus conosco; que Maria o gerou em virgindade; que Jesus é o único Salvador... E sigo celebrando o Natal de Jesus - nesta ou em qualquer outra data que venha a ser universalmente aceitas pelos cristãos (ainda que muitos celebrem de modo inconveniente). Jesus Cristo nasceu em Belém! Glória a Deus nas alturas!

Este fato (o Natal de Jesus) é mais importante que sua data: "Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor." (Lucas 2:8-11), Então, se a data é apenas detalhe... Por que não 25/12? Pois o mundo seria bem mais triste sem esta celebração!

Esta será uma boa noite para ouvir esta canção do Wolô:
https://youtu.be/j8vDK5uHvi0

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 24 de dezembro de 2016

Natal de Jesus, meu Herói

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e texto

Enquanto muitos cristãos equivocados ou desorientados vivem a espera de um mito, a quem chamam de "Papai Noel" - na forma de um simpático velhinho de barbas brancas, vestido de vermelho e com um capuz vermelho sobre a cabeça; conduzindo um trenó cheio de presentes. O qual, apesar da idade avançada - segundo a imaginação de muitos - ainda consegue descer através de uma chaminé, trazendo enorme fardo de... presentes aos que o esperam com paciência...

Prefiro olhar para um outro personagem - não mitológico - chamado Jesus; de carne e osso como todos nós; não com um capuz vermelho na cabeça; mas, com uma coroa de espinhos perfurando sua fronte. Não para descer em uma chaminé e nos presentear; mas, para subir em uma cruz - ferido de morte - para nos salvar. Não com um fardo de presentes sobre um trenó; mas, levando sobre os ombros o fardo dos nossos pecados, assumindo as nossas culpas. Este é o meu Herói! 

"E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens." (Lucas 2:10-14).

Esta canção entoada por Jessé, evoca o sentimento do Natal:
https://youtu.be/kPsVkbneKmA

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Parlamentares em Brasília

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

As vezes, fico sem entender os nossos parlamentares em Brasília... Quando é pra votar uma lei para impor sacrifício ao povo brasileiro, já tão sacrificado; então, se nota rumorosa agitação em torno de uma pauta rápida, com pronta articulação envolvendo os líderes de bancadas. São tantas sessões convocadas em caráter de urgência, etc, que, as vezes, não sei se rio ou se choro, ante tão inequívoca insensibilidade e distanciamento, dos legisladores de plantão. Como entender uma casa de leis de representação popular; porém, que mais se parece com um salão de festas; ou... Com um balcão de negócios?

Por outro lado, percebo que, quando se trata de votar uma lei para impor penas mais duras aos infratores (de assassinos a agentes públicos corruptos); o que se vê é uma agenda sem pressa, lenta e irritante (quando não é engavetada); com emendas desfigurantes, que amenizam penas que deveriam se correspondentes aos crimes praticados pelos delinquentes... À sombra de um Estado, que dizem ser de Direito. Enquanto suas vítimas tombam diariamente, ante o desprezo deste mesmo Estado, que dizem ser Democrático. Então, eu me pergunto: A quem estes parlamentares estão representando?

Ante este texto, não posso deixar de pensar nos líderes do pobre Brasil rico: "Então falou Jesus à multidão, e aos seus discípulos, Dizendo: Na cadeira de Moisés estão assentados os escribas e fariseus. Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem e não fazem; Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com seu dedo querem movê-los" (Mateus 23.1-4). Até admito estar enganado em algum ponto; todavia... É como vejo este quadro.

Não consigo deixar de me emocionar, ao ouvir este hino:
https://youtu.be/9SRgmkPA-i0

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Não temos como saber

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, texto e natureza

Enfim... Contagem regressiva para mais um ano que finda. Eu louvo a Deus - tanto pelo meu tempo de vida, como pelo tempo que passa; pois sei que o Senhor é o mesmo - ontem, hoje e eternamente. Hoje de manhã, como sempre faço, já me prostrei perante o Deus eterno; pois sua graça nos mantém de pé, em meios às lutas, enfermidades e provações diversas. Quando eu me sinto fraco, sou lembrado do testemunho do apóstolo Paulo: "Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte." (2 Coríntios 12:10). Logo, é meu dever orar sempre; sem jamais me descuidar. 

Nesta manhã - tanto pelo que a Palavra de Deus nos ensina sobre os benefícios da oração, como pelo que tenho alcançado mediante oração - quero exortar as famílias que acessam minha página ou o meu blog; a que separem um bom momento para orar, em família e individualmente. Não é preciso ser profeta ou filho de profeta, para saber que os dias são maus; e que esta maldade é crescente, sem que se saiba ao certo quem será sua próxima vítima. Portanto, não podemos nos descuidar espiritualmente, deixando de orar em dias tão angustiantes. E, como será o novo ano que se avizinha... Melhor ou pior? Na verdade, não temos como saber... Portanto, precisamos orar e vigiar sempre.

Vivamos na dimensão deste texto: "E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe. Mas todas estas coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta. Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, Remindo o tempo; porquanto os dias são maus. Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito" (Efésios 5:11-,18). Amem!

Este é um bom momento para ouvirmos Ozeias de Paula:
https://youtu.be/Pjcrp4g0GvU

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Novamente em casa

A imagem pode conter: texto

Enfim, novamente em casa... E "gratidão ao Senhor" é o termo mais apropriado para definir aquilo que sinto. Enquanto procuro refletir; imagens se sucedem em minha lembrança... Foram dias especiais, em que o passado se fez presente. Glória a Deus! Também conheci melhor o Bispo Joás, sua esposa Adriana e sua filha Priscila; assim, estou em condição de dizer, que a 4ª Região está sob liderança de qualidade excepcional (e o tempo se encarregará de confirmar o que digo). A admirável dedicação da família episcopal, marcada por simplicidade mesclada com eficiência, nos fez seus admiradores. Somos gratos a Deus, por suas vidas e pela honra que nos concederam.

Nesta manhã favorável; eu me pus a pensar nos crentes que vivem um cristianismo formal, sem pulsação e sem oração; prisioneiros de meros conceitos sobre Deus... E de preconceitos sobre os homens. Nesta vida, quantas vezes nos arvoramos em juízes; quando, na verdade, somos tão culpados quanto aqueles que nos apressamos em julgar. Misericórdia! Esta é uma das razões, pelas quais vemos crentes vazios, sem vida - tal e qual "Dom Quixote de La Mancha" lutando com seus dragões imaginários - enquanto o dragão real, do meio das sombras, os vai alvejando com seus dardos inflamados. Nunca foi tão urgente nos achegarmos ao Deus eterno, como em nossos dias.

Frequentemente, consulto este texto: "Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno." (Efésios 6:12-16). É assim mesmo! Amém!

Esta canção já edificou e motivou inúmeros crentes:
https://youtu.be/vURTSiCKo-s

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Vaso em suas mãos

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Ontem, enquanto eu me estendia aos pés do Senhor; tentava processar em meu espírito o rasgo de revelação e o banho de unção que recebi, enquanto pregava no sábado, no templo da IMW de União da Vitória; no domingo pela manhã, no templo da IMW Central de Porto Velho; e domingo à noite, no templo da IMW do Areal. Nessas horas, louvo a Deus por ser vaso em suas mãos. Pensei no carinho dos SD (Pr Arilson, Pr. Miguel, Pr. Ricardo, Pr Waldemar e Pr Wanderley) para comigo. Na verdade, foram bons amigos granjeados no passado - como pão lançado às águas - que me honram no presente.

Logo após orar, fiquei a pensar... Como entender o mistério que envolve o Deus eterno? Como explicar o inexplicável; se nem entender eu consigo? Deus foi e será sempre Deus - o Deus de todos nós (até daqueles que insistem em recusa-lo, ou mesmo nega-lo). Hoje fui levado a uma intercessão mais demorada (isto acontece, quando os nomes vão se sucedendo na lembrança).  Como deixar orar... Se a oração é como sangue que percorre vasos e capilares, levando vida ao corpo? Dentro de algumas horas, começaria nossa viagem de volta ao lar. São dois prazeres: sair para a obra; e voltar para casa!

Este testemunho do apóstolo Paulo sempre me desafiou: "Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho! E por isso, se o faço de boa mente, terei prêmio; mas, se de má vontade, apenas uma dispensação me é confiada. Logo, que prêmio tenho? Que, evangelizando, proponha de graça o evangelho de Cristo para não abusar do meu poder no evangelho. Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos para ganhar ainda mais." (1 Coríntios 9:16-19). E eu, inda que apenas humilde servo, procuro ser um imitador seu.

Esta canção do Logos é um irresistível chamado à reflexão:
https://youtu.be/PFe1FBfAhS4

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Meu vazio foi preenchido

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Tenho me apegado a Deus, desde a minha juventude; e encontrado nele descanso e paz que me satisfaz plenamente. Sua presença em minha vida traz a paz que se sobrepõe à guerra, a alegria que se sobrepõe à tristeza, o amor que se sobrepõe ao ódio e o alívio que se sobrepõe à dor. Portanto, continuarei apegado a ele para sempre. É como disse o servo de Deus Blaise Pascal, alguns séculos atras: "O coração humano tem um vazio com a forma exata de Deus". Graças a Deus, hoje eu posso dizer que o meu vazio foi preenchido, ao receber Jesus em meu coração. E esta bênção imensurável fez toda a diferença em meu viver. Sou grato ao Senhor, por tudo que tem feito em minha vida!

Enquanto eu me preparava para ministrar na reunião de pastores e obreiros, dos Distritos de Tancredo Neves e União da Vitória; e para pregar no encontro interdistrital, no templo da IMW de União da Vitória; fiquei a pensar na necessidade que todos nós temos - de sentir prazer em Deus e nas coisas de Deus. Digo isto, porque conheço crentes que demonstram prazer com as coisas de Deus; mas, cuja vida cristã não transpira a alegria no Senhor (como se algo assim fosse possível), chegando até a contender e disputar entre si, coisas que Deus dá a todos (cargos, salários, honrarias, etc.), ainda que em diferentes níveis. Sinceramente... Não consigo entender tamanha contradição.

Este testemunho de Paulo, mudou para melhor a minha visão: "Ora, muito me regozijei no Senhor por finalmente reviver a vossa lembrança de mim; pois já vos tínheis lembrado, mas não tínheis tido oportunidade. Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição." (Filipenses 4:10-14). Pois nele, pude perceber que Jesus é a minha paz e alegria!

Nunca saberia dizer quantas lágrimas verti, ao cantar esta canção:
https://youtu.be/SRjWqPdH6UY

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 18 de dezembro de 2016

Um pássaro solitário


Senhor da vida, que me foi apresentado como Pai; e que me adotou como filho... Venho em tua presença com o mesmo sentimento de um animal da pradaria, sorvendo o ar em busca de água; como um pássaro solitário, que voa em busca de companhia... Assim eu me sinto. Nesta manhã, ao olhar o horizonte; não procuro ver uma copa de árvore ou montanha distante; e sim, ver a nuvem em forma de mão - prenúncio das águas que regam a terra. Te louvo, amado Pai! Como um cego que tateia, procuro sentir a brisa batendo no rosto e sussurrando em meus ouvidos, a me dizer que o Senhor está perto.

Senhor do tempo, que tem tudo sob domínio; que me fez entender o sentido do tempo e das estações... Como negar teu existir e teu agir, se para onde me viro sinto tua presença comigo? Como negar o obvio - que existe Deus no céu e que breve se revelará em glória? Pai, te peço; guia com tua mão a minha vida; pois minha esperança não tem olhos, apenas expectativas. Graças te dou; pois até o meu interesse mor - que se situa um pouco acima dos demais interesses que tenho - é obra do teu Espírito em mim! Que bênção, meu Pai! É ter consciência, de que até minha razão e fé, são dádivas do Senhor.

Este texto da Palavra provoca em meu espírito, fascinação pela grandeza do Deus maravilhoso a quem sirvo: "Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." (Romanos 11:33-36). Tenho percebido que, quanto mais pensamos conhecê-lo... Menos o conhecemos.

Lamento a instabilidade do intérprete; mas sinto unção na canção:
https://youtu.be/-yEaseoa9A4

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 17 de dezembro de 2016

Nossa querida nação

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Estou convencido, que este é o pior momento já vivido por nossa querida nação - sempre deitada em berço esplendido - tão corada de vergonha... Ultrajada por seus próprios mandatários; que são regiamente pagos para honra-la e zelar por sua segurança. Como eu lamento aquilo que estão fazendo com nosso Brasil e seu povo tão ingênuo... Povo tão roubado e maltratado por aqueles que são, por ele, elevados aos postos mais altos desta indefesa nação. Será este o seu futuro? Será este o seu fim? Como não pensar em algo ainda pior?

Nossa nação tem sido vitimada por terrível rede de corrupção que a expõe à vergonha e ao vitupério. Sua casa de leis, sob o manto da desfaçatez e da desonra, se transformou em covil de salteadores; e agora, corre contra o tempo, tentando forjar leis de ocasião que os protejam dos braços da justiça, acionados pelo que ainda resta do império da lei e da ordem que tentam a todo custo corromper. Ainda que sem base para imaginar o fim desta triste história; não há como não pensar no pior. Como escapar a isto? Até quando, Senhor? 

Meu Deus! "Ai daquele que, para a sua casa, ajunta cobiçosamente bens mal adquiridos, para pôr o seu ninho no alto, a fim de se livrar do poder do mal! Vergonha maquinaste para a tua casa; destruindo tu a muitos povos, pecaste contra a tua alma." (Habacuque 2.9-10). "Ai dos que decretam leis injustas, e dos escrivães que prescrevem opressão. Para desviarem os pobres do seu direito, e para arrebatarem o direito dos aflitos do meu povo; para despojarem as viúvas e roubarem os órfãos!" (Isaías 10:1-2). Venha o teu reino, Senhor! 

Nesta manhã, sou confortado por esta canção maravilhosa:
https://youtu.be/3y8Qg1qGTO8

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Oração impõe perseverança


Após passar algum tempo em oração; estou a me recordar de uma canção, de estrutura bem simples, que aprendi muitos anos atrás. Ela inicia assim: "Orar, orar, orar até Deus responder..." E por aí vai, sempre baseada em Lucas 11. É tão comum insistirmos em oração, buscando resposta e solução para certas questões desta vida. E, na medida em que os dias passam, vivendo a vida entre frustração e conformação, desistimos de orar por aquilo que nos preocupa ou aflige. Isto está certo? Não! Pois a oração impõe perseverança. Ao lermos o texto de Lucas 18.1-8; percebemos que a insistência na oração é uma exigência bíblica. Portanto, devemos orar sempre.

Tenho aprendido que oração nunca é demais; é sempre de menos. Então, seja qual for a situação que nos deixa preocupados; nossa postura deve ser de oração, sem esmorecimento. A maioria de nós tem família pra cuidar e ocupações diversas; portanto, problemas do dia a dia exigem medidas (umas preventivas, outras remediais); pois o viver exige lidar com problemas, lutas e aflições. A questão que se nos impõe é que, em alguns casos, nossas ações não são suficientes para acalmar nosso espírito e tranquilizar nossa mente. Daí a necessidade de buscar direção, solução e conforto em Deus. Enfim... Nem sempre a oração é atendida; todavia, ela sempre traz tranquilidade.

Este texto sempre me ajudou muito: "E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte." (2 Coríntios 12.7-10). Aleluia!

Perdi a conta das vezes que, orando, entoei esta canção:
https://youtu.be/s_8iyY64x3g

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Confiança posta no Senhor

A imagem pode conter: noite e texto

Em certas ocasiões, nos sentimos como se estivéssemos cercados, sob ataque; sem que saibamos de onde virá o próximo golpe. Então devemos buscar na Palavra, textos de apoio para ocasiões assim. Esta sensação mais comum do que as vezes pensamos; pois Deus, desde o alvorecer da civilização, vem alertando Seu povo quanto ao  risco de provações e perseguições. E é bom lembrarmos que Deus não só nos alerta quanto aos perigos futuros; como nos guarda em meio aos mesmos. Assim, precisamos aprender a confiar no cuidado de Deus.

É próprio do ser humano se afligir ante o dia seguinte, andando na contramão do texto de Mateus 6.34. Vou aqui parafrasear o escritor americano Dale Carnegie, nascido no ano em que foi aplicada a lei áurea aqui no Brasil; afirmando que o dia de hoje é o amanhã que tanto temíamos. Portanto, é bem melhor vivermos um dia de cada vez, tomando medidas justas e apropriadas para lidar com as lutas; todavia, depositando a nossa fé no cuidado de Deus. E, assim vivendo, poderemos então colher os frutos da confiança posta no Senhor Jesus Cristo.

Confiar plenamente em Deus: "Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." (Mateus 6:31-34). Em nossa vida, creio ser esta uma das decisões mais importantes.

Apesar de antiga; esta canção cai muito bem nesta reflexão:
https://youtu.be/_iA3JXaDQdY

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Braseiro das verdades

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Madrugada agradável em Porto Velho; e eu, prostrado perante o Deus de toda a criação. Aleluia!. Meu espírito indaga, Deus responde em meu íntimo. Realmente... Por mais que se conheça a fórmula e os benefícios que a oração é capaz de proporcionar; por mais que se leia a seu respeito e por mais que saibamos sobre ela... Fonte alguma de informação poderá compensar os efeitos da oração, na vida de alguém que deixou de orar. É semelhante à diferença entre conhecer a fórmula da água e sofrer desidratação por não bebe-la. Sábado preguei na Nova Floresta; e ontem, na Av. Calama. Como é maravilhoso ser vaso nas mãos de Deus.

Eu creio que os resultados de uma pregação não resultam apenas de seu foco e volume; mas, sobretudo, pelo invólucro das orações que santificam e ungem a mensagem. Existe uma diferença entre a mensagem que é gerada no espírito aquecido no lugar de oração e a que é elaborada no intelecto humano (não estou dizendo que seja errado pesquisar ou refletir sobre um texto); e esta diferença está em dois tipos de impressão: A que é feita no braseiro das verdades; e a que resulta da fogueira das vaidades. Estas duas marcas, até podem gerar manifestações parecidas; porém, o fogo da paixão e o fogo da oração, ainda que bem parecidos, geram frutos diferentes.

Este é o desfecho de uma crise gerada por um sonho enigmático, que somente por divina revelação poderia ser desvendado: "Então foi revelado o mistério a Daniel numa visão de noite; então Daniel louvou o Deus do céu. Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força; E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos. Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz." (Daniel 2:19-22). Neste texto vemos que Daniel e seus amigos oraram e alcançam resposta.

Esta canção deixou marcas profundas em minha vida:
https://youtu.be/FeFhlGO6lJI

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Aconteceu hoje comigo

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Algo que segundo penso, acontece com toda gente, aconteceu hoje comigo. Despertei com uma desconfortável sensação de tristeza (é como se faltasse ou sobrasse alguma coisa); enfim... Não há como entender plenamente, as causas dos amuos e queixumes revelados na emoção humana. E quando isto acontece comigo; logo imagino ter esquecido algo importante ou ter feito algo indevido; todavia... nem sempre é assim. O filósofo e cientista cristão Blaise Pascal, da Idade Média (o mesmo que disse que "no coração humano há um vazio que tem a forma exata de Deus") afirmou que "o coração tem razões, que a própria razão desconhece". É... Deve ser isto mesmo!

Em ocasiões assim busco refúgio nas promessas do Pai... Que bom  saber que as promessas de Deus são tão valiosas, quanto os seus frutos. Ao me refugiar na Palavra, sou exortado a manter os olhos no Autor e consumador da fé: Jesus (Hebreus 12.2); prosseguindo para o Alvo: O céu (Filipenses 3.14); não me embaraçando com os negócios desta vida (2 Timóteo 2.4); persistindo até o fim (Mateus 24,13); guardando a fé (2 Timóteo 4.7); e permanecendo fiel até a morte (Apocalipse 2.10). Portanto, jamais me deixarei enredar pelos argumentos de minha própria razão, ou pelas chantagens de minha emoção. Meu aferidor é a Palavra! Então... De que mais eu preciso?

Este texto bíblico é um chamado ao descanso nas promessas de Deus: "Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência. Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar." (Hebreus 4:11-13). Então, precisamos praticar-lo em nossas vidas; sem nos deixarmos seduzir por conceitos e opiniões contrárias.

Senti desejo de ouvir esta canção, que vai sendo esquecida:
https://youtu.be/6aTQQAYuHBA

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Deus cuida de tudo


Me assustei ao despertar para a oração, na residência episcopal, aqui em Porto Velho/RO; e perceber que já eram 07:18. Apesar de ter me recolhido tão tarde (já era "hoje"), não entendi ter acordado dia clareando. Enquanto cuidava de minha higiene pessoal, me dei conta de que aqui o fuso e diferente; portanto, era 05:18. Então eu entendi, que o Espírito havia me despertado para a orar, no horário costumeiro. Que bênção é poder me mover no seu relógio de Deus e não no meu; e por ter aprendido a viver no espírito sem me deixar afetar pelo calor da emoção ou pela frieza da razão. Glória a Deus! Que bênção! Comecei a remir meu tempo, logo em minha chegada.

A Palavra nos diz: "Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração." (Salmo 37.4). Ontem pude provar uma vez mais a veracidade desta promessa! Ainda no avião, falei ao ouvido de minha querida esposa que gostaria muito de visitar os irmãos de Humaitá (esta cidade fica ao sul do Amazonas, fronteiriça ao Estado de Rondônia). Ao chegar, levado pelo Pastor Arilson à residência do Bispo Joás, ouvi do Pastor Miguel que o Bispo só estava ali para me recepcionar; posto que estava de saída para dar posse ao novo pastor em... Humaitá! Louvado seja Deus! Que alegria esta notícia me trouxe ao coração! É sempre bom saber que Ele cuida de tudo.

Jamais poderia contar todas provações que já sofri; todavia, posso dizer que em todas elas, este salmo sempre me trouxe um grande conforto: "Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado. Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia. Descansa no Senhor, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos." (Salmo 37.3-7). Como faz bem saber, que a Palavra de Deus a tudo responde.

Como somos confortados por canções ungidas, como esta:
https://youtu.be/wOzj2OI_KPU

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 10 de dezembro de 2016

Eu ainda me lembro


Na quinta-feira, de malas prontas, rumamos muito cedo para Porto Velho, em Rondônia. Não há como esquecer o tempo que passamos na região norte; pois, algumas das nossas experiências mais profundas foram ali vividas. E hoje, estaremos na IMW de Nova Floresta, pregando no culto de celebração da unidade. Glória a Deus! Ainda me lembro do tempo vivido em Rondônia; em que ouvíamos Deus nos falar no íntimo; dando tarefas para cumprir e o modo como fazer. Deus é o nosso socorro bem presente, companhia indispensável em nossa jornada. As vezes, fico a pensar no fato, de tantos cristãos optarem por andar sozinhos... Sem noção do risco que correm.

Se Deus permitir, nestes dez dias que passaremos em Rondônia (dias que pretendemos aproveitar do melhor modo possível); vamos rever amigos e irmãos, orar por vidas e famílias, ministrar em lares e templos... Enfim; fazer aquilo que fazemos melhor: Que é servir e cumprir o propósito de Deus, enquanto ainda temos temos tempo. Sou grato a Deus por tudo que tenho, e também por aquilo que não  tenho (as vezes, penso que o que me foi negado me fez um bem maior do que o que me foi concedido). Deus é fiel! Seu amor dura para sempre! Sua graça jamais falhará! Seu perdão é essencial à vida! As vezes, Sinto que em meu coração não cabe toda a gratidão que eu sinto.

Sou fascinado por este texto da Palavra de Deus: "Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." (Romanos 11:32-36). Ouço sua mensagem proclamar ao meu espírito que o Senhor é bom, que a sua misericórdia dura para sempre!

Obrigado, Senhor, por esta tão bela canção!
https://youtu.be/xjINgXNLftI

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Nunca entendi muito bem


Não sei se é comum a todos os crentes, sentir aquilo que eu sinto... Sentimento de pequenez e insignificância (não estou me referindo à falta de autoestima; pois este sentimento permanece em mim, até mesmo quanto me sinto em baixa). E isto me faz sentir temor à flor da pele, quando me aproximo do Senhor. Hoje mesmo, enquanto orava; lamentei e chorei, por não corresponder ao que o meu Deus espera de mim. Todavia, não me senti reprovado, ao me sentir tão incapaz (incapaz de fazer com perfeição o meu trabalho; incapaz de oferecer o louvor mais puro; incapaz de me doar inteiramente). Enfim; o que me consola é saber que sou amado por meu Salvador Jesus!  

Ao orar, pensei na vida como uma arte (uma arte dramática); ante a qual, o seu diretor exige total concentração e empenho dos seus atores. E que, no ato interpretado pelos santos, rendição, renúncia, quebrantamento e arrependimento são os itens mais exigidos. E o diretor trata com amor e compaixão os imperfeitos (faço parte deste grupo) perdoando-os e motivando-os a prosseguir no grande teatro da existência - algumas vezes, obrigando-os a começar de novo. Nunca entendi bem, os instrumentos de martírio desta encenação-verdade (chibata, pregos, cruz, espinhos); que nos fazem sangrar; mas, sei que o seu último ato (o triunfo dos salvos) faz a dor valer a pena.

Este texto pode nos dar ideia do que pretendi dizer: "Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos." (Hebreus 12:1-3). Porque, no teatro da vida, as cenas expressam a verdade.

Creio que esta canção encerra muito bem esta oração:
https://youtu.be/Vx3nhjx3Jlk

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Rotina, rotina, mais rotina


Enquanto tento alinhavar alguns deveres; penso na tendência que todos temos, de nos cansarmos com as situações rotineiras desta vida (rotina, rotina... Mais rotina). Na verdade, inúmeras rotinas são deveras incômodas e cansativas. No entanto, algumas delas são a razão de termos o que temos e de sermos quem somos. A questão é que, em nossa canseira e enfado, deixamos de ver os benefícios que certas situações rotineiras agregam à nossa vida. Então, sem avaliar devidamente o risco de certas perdas; vamos nos afastando de ocupações e de pessoas, mergulhando em perigoso isolamento. Na verdade, este tipo de situação é mais comum do que pensamos.

Percebo pessoas se afastando dos amigos, ao se sentirem traídas, enganadas. Algumas chegam a se afastar até dos cônjuges e dos filhos, ao perderem a capacidade de lidar com conflitos do dia a dia da família. Entretanto, eu afirmo que existe um mal bem pior do que atritos resultantes de relacionamentos muito próximos; e este mal se chama: Solidão! Em Gênesis 2.18, vemos Deus preocupado com a solidão humana, ao prover companhia para o solitário Adão. O salmo 133 enaltece a união entre os irmãos. Em Lucas 10.33-34, Jesus destaca o benefício da proximidade - para quem socorre e para quem é socorrido. Enfim... Mais comunhão, menos depressão.

Medite: "Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão; E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre o seu animal, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele; E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar. Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira." (Lucas 10:33-37). Assim devemos viver!

Dentre as minhas canções prediletas, esta foi sempre especial:
https://youtu.be/cPaVyeG7G48

Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Oração tem efeito preventivo


Que agradável manhã de segunda feira! E eu aqui, em oração, em ambiente favorável. Que bom! Deus nos deu a graça de sermos hospedados pelo irmão Heron (da IMW dos mananciais), em seu apartamento aqui no Recreio dos Bandeirantes - bairro do litoral carioca. Foi bom termos dormido e despertado nesta casa. Ontem pregamos, conforme agendado; pela manhã, IMW de Mananciais; e a noite, Imw JD Boiuna. Que prazer abraçar os pastores, Sandoval e Juscelino, e suas esposas; e também, rever amigos e irmãos sempre tão atenciosos para conosco. Obrigado, meu Senhor; por estas amizades sólidas, que foram construídas ao longo do tempo!

Em minha vida cristã, tenho experimentado que a oração, tanto nos aproxima de Deus, quanto nos aproxima dos homens. Ela é tão inclusiva, que tem sido capaz de reconciliar até mesmo pessoas que se odiavam. Tenho notado que a comunhão gerada e mantida no lugar de oração, dificilmente é rompida. Na verdade, a oração tem efeito preventivo; portanto, uma família que ora dificilmente é fragmentada - seja por cruéis tentações; seja por tempestades que sobre ela desabam, submetendo seus integrantes a terríveis provas. A oração ajuda a corrigir desvios de rumo e a conter bestas feras, que das sombras nos espreitam. Orar aplaca a fúria do adversário.

Em todo tempo, devemos manter a Palavra de Deus diante dos olhos. Este salmo já me fortaleceu e inspirou em variadas ocasiões: "SENHOR, tu me sondaste, e me conheces. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó Senhor, tudo conheces. Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão. Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir." (Salmos 139:1-6). E este é um bom momento, para refletirmos sobre esta oração.

Esta canção nos conclama a uma vida profunda em Deus:
https://youtu.be/EBT1OCuwQP8

Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Rosto por trás da máscara


Domingo de manhã bem cedo, Maria Célia & nos dirigimos para Jacarepaguá; onde estivemos ministrando pela manhã, na IMW dos Mananciais. É sempre agradável retornar a esta querida igreja e abraçar o Pastor José Sandoval e sua esposa. Enquanto nos aprontávamos, eu refletia... Quando, num repente, me veio à mente a cena triste de um cadafalso (de um lado, a vítima; e do outro, seu verdugo). Logo me recordei de uma voz que ouvi, faz tempo; a me dizer que a vítima não deve tentar ver o rosto do algoz por trás da máscara; pois ela pode se decepcionar. Nesse dia, pude aprender uma importante lição.

Nesta vida, somos feridos por muita gente; e - como na experiência contada acima - jamais devemos tentar descobrir o rosto por trás da máscara. Também aprendi, que o ato mais nobre é beijar a mão que nos fere e perdoar o rosto oculto pelo capuz - seja ele quem for. Como eu já disse; esta foi uma das mais importantes lições que eu aprendi na vida; pois assim fazendo, jamais carregarei sobre mim a sombra do algoz; pois minha vida já tem a única sombra indispensável, suficiente; pois, "Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará." (Salmo 91.1). Nela, tenho descanso e paz.

Glória a Deus! "Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel. Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti." (Salmo 91:1-7). Amém, meu Jesus!

Música linda! Como é bom habitar no abrigo de Deus.
https://youtu.be/F_ka_eC5c-Y

Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Sentimentos e atitudes



Nesta manhã estive orando ao Senhor, pelos assuntos costumeiros (família, nação, negócios); enfim... Orei por minha vida e ministério, pois sei que a onda de engano que cobre a terra pode desviar do santo propósito; mesmo os cristãos mais experientes e maduros (já tenho visto tal coisa acontecer, com os prejuízos decorrentes de tal desvio). Portanto, precisamos aferir em oração, nossos sentimentos e atitudes; isto para que, em tempo algum, nos desviemos do rumo. Enfim; oração e Bíblia são elementos indispensáveis nesta aferição.

Estive também orando, pelo desfecho dos três concílios que estão em curso (1ª Região, 4ª Região e 8ª Região). Sabemos que serão empossados os oficiais regionais; e nomeados pastores e obreiros (uns, retornarão ao seu campo; outros, iniciarão seus preparativos para o novo campo). Em termos administrativos; estas nomeações são apenas parte, dos deveres de um bispo e seu CMR; Todavia, em termos proféticos, são decisões que devem parear com a vontade do Senhor. Enfim; responsabilidade, responsabilidade... Meu Deus!

Esta passagem bíblica nos alerta, quanto à importância da oração de intercessão: "Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual; Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus;" (Colossenses 1.9-10). Sabemos que orar é sempre importante; todavia, em alguns momentos, é inadiável.

Canção edificante esta! Oportuna em qualquer situação:
https://youtu.be/gkclq5UqNb8

Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 4 de dezembro de 2016

Que grande amor é este


Deus nos deu a graça de conhecer seu amado Filho, Cristo Jesus, nosso amado Salvador. Em função desta dádiva suprema; o Verbo virou gente, como nós - todavia, sem pecado - capaz de salvar todo aquele que nele depositar sua fé e esperança. Glória a Deus! Não houve uma só ferida em seu corpo e alma, que - longe de ter sido causada por palavra impensada e atitude irrefletida - não tenha sido causada por minha queda e meu fracasso. Que grande amor este... Que tomou sobre si a dor da cruz e a maldade do meu pecado? É o amor de Deus que, para nos dar vida, aceitou morrer a nossa morte.

Enquanto eu reflito sobre a relação de causa e efeito (o sacrifício de Cristo e a minha salvação) que redundou em minha redenção; vejo o modo como Deus restaurou minha vida; ao mudar meu ser por inteiro e me guardar de mim mesmo (de minha fértil razão e de minha farta emoção); pois, em caso contrário, o meu ser interior não resistiria aos desatinos do meu ser exterior (ainda que ambos constituam uma só pessoa). Pois, enquanto meu ser material busca conforto e segurança em coisas perecíveis; o meu ser espiritual se satisfaz com a paz e o descanso, somente encontrados em Jesus.

Que bênção mravilhosa esta: "Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado." (Romanos 5:1-5). Obrigado Pai!

Ao refletir; mais uma vez recorro a esta maravilhosa canção:
https://youtu.be/_tOQmTJflYA

Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 3 de dezembro de 2016

Cantinho onde eu oro


Hoje senti necessidade de rasgar meu coração, totalmente rendido aos pés do Senhor. Glória a Deus! Com o coração quebrantado e a alma carente; eu me pus a buscar graça e direção do Senhor; pois sei que nada supre melhor o coração humano, que a presença de Deus. Derramei perante o Pai, minhas necessidades e aspirações; pois é prostrado aos pés do Senhor, que o nosso eu se acalma e a nossa mente se enche de paz. Louvado seja o Deus todo poderoso!

Foi gratificante levar comigo ao cantinho onde eu oro (que chamo de lugar de oração), a minha querida família (que chamo de minha pequena casa) e o meu ministério (que chamo de minha missão). É reconfortante ao meu coração saber, que não há um só elemento de valor em minha vida, que não tenha sido dado por meu Senhor. Até porque, os pecados e as imperfeições em minha vida são meus; já o amor e o perdão presentes nela são teus, meu eterno Salvador.

Este texto da Bíblia resume tudo aquilo que, em minha oração, eu tentei dizer: "Não erreis, meus amados irmãos. Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas." (Tiago 1:16-18). Então, nada mais é preciso dizer... Bastando apenas desfrutar. Glória ao meu Senhor Jesus!

Vamos nos edificar com esta tão abençoada canção:
https://youtu.be/wOzj2OI_KPU

Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Brevidade da vida humana


Retornamos à nossa casa na quarta-feira; cientes de que nossa vida é um vai e vem constante, entre a casa e a missão. Que bom vivermos na esperança de poder servir sem ferir, conviver sem conflitar, amar sem cobrar... Enfim; viver segundo o sentimento de Cristo; pois este é o único sentimento capaz de conter nossos atos, em seus limites seguros. Abraçamos a maioria dos amigos e irmãos que ficaram, na esperança de os rever futuramente. Nossa vida é mesmo assim - chegadas e partidas - intercalando risos e lágrimas. Todavia, o importante é que a graça de Deus permeie as nossas ações.

Não consigo deixar de pensar na tragédia que se abateu sobre a próspera cidade de Chapecó... Penso em todos aqueles que perderam os seus familiares; no desastre que encerrou o sonho de jornalistas, atletas e componentes da comissão técnica do eficiente time de futebol da Chapecoense. Na verdade, mesmo sabendo da brevidade da vida humana, a morte sempre nos causa surpresa; especialmente quando chega em momentos inesperados. Todavia, quando temos vida com Deus, através de Jesus; sua manifestação nos transporta para o lugar onde a noite não chega e o sol nunca deixa de brilhar.

A Bíblia diz que no lar eterno, "nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão. E verão o seu rosto, e nas suas testas estará o seu nome. E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre. E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras; e o Senhor, o Deus dos santos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer." (Apocalipse 22:3-6). Esta é a nossa esperança! Ora vem Senhor Jesus!

Glória a Deus! Como faz bem ouvir esta canção da esperança:
https://youtu.be/PUMCkVtIQ20

Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Cordel de boas lembranças


Nesta terça-feira, novamente em casa do Pastor Perim e de sua esposa Eunice... Agradecido a Deus, pela vida deste abençoado casal! De noite, preguei no culto da IMW Central de Uberlândia. Ontem, retornamos a Petrópolis, arrastando pelo caminho um cordel de boas lembranças envoltas em gratidão. Obrigado Senhor por poder te servir, enquanto sirvo aos meus irmãos. Diante de ti, meu Senhor, trago o meu coração quebrantado e contrito; para me banhar na graça que me traz a cura (do corpo e da alma) e também força interior; para enfrentar as lutas e provações, que encontramos ao longo do caminho.

Enquanto eu orava, pensei naqueles crentes que formulam orações apressadas, imprecisas; para saírem apressados, rumo aos seus compromissos; afetando o seu dia, com oração imperfeita e preocupação doentia. Meu Deus! Quando teus filhos vão entender, que o tempo gasto em oração é o melhor calmante para um coração ansioso; e a ação mais eficaz contra as lutas e provações que a vida nos impõe? Tenho aprendido que, se as dores e problemas nos afligem; a oração nos acalma. Estou convencido que se os crentes orassem um pouco mais; veríamos entre eles, pais mais tranquilos e cristãos mais zelosos.

Quando o assunto é oração; este é um dos textos que mais procuro, para beber seus ensinos e refletir sobre a necessidade de orar; pois nele, percebo a urgência da oração: "Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus." (Filipenses 4:5-7). Sempre que penso em vida plena; penso em sua relação com o valor da oração.

Obrigado, Senhor! Por esta canção tão linda e edificante:
https://youtu.be/q2pxTmS9_k8

Cordialmente;
Bispo Calegari