sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Parlamentares em Brasília

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

As vezes, fico sem entender os nossos parlamentares em Brasília... Quando é pra votar uma lei para impor sacrifício ao povo brasileiro, já tão sacrificado; então, se nota rumorosa agitação em torno de uma pauta rápida, com pronta articulação envolvendo os líderes de bancadas. São tantas sessões convocadas em caráter de urgência, etc, que, as vezes, não sei se rio ou se choro, ante tão inequívoca insensibilidade e distanciamento, dos legisladores de plantão. Como entender uma casa de leis de representação popular; porém, que mais se parece com um salão de festas; ou... Com um balcão de negócios?

Por outro lado, percebo que, quando se trata de votar uma lei para impor penas mais duras aos infratores (de assassinos a agentes públicos corruptos); o que se vê é uma agenda sem pressa, lenta e irritante (quando não é engavetada); com emendas desfigurantes, que amenizam penas que deveriam se correspondentes aos crimes praticados pelos delinquentes... À sombra de um Estado, que dizem ser de Direito. Enquanto suas vítimas tombam diariamente, ante o desprezo deste mesmo Estado, que dizem ser Democrático. Então, eu me pergunto: A quem estes parlamentares estão representando?

Ante este texto, não posso deixar de pensar nos líderes do pobre Brasil rico: "Então falou Jesus à multidão, e aos seus discípulos, Dizendo: Na cadeira de Moisés estão assentados os escribas e fariseus. Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem e não fazem; Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com seu dedo querem movê-los" (Mateus 23.1-4). Até admito estar enganado em algum ponto; todavia... É como vejo este quadro.

Não consigo deixar de me emocionar, ao ouvir este hino:
https://youtu.be/9SRgmkPA-i0

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário