segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Oração em todo tempo

A imagem pode conter: texto

Já estive rendido, aos pés do Senhor, em meu lugar de oração; pois o fato de ter dormido bem mais tarde do que o habitual, não é razão suficiente para uma sempre perigosa "abstinência de oração". Já percebi que um feriado que coincide com o domingo, jamais tem o mesmo "sabor". No entanto, ontem foi Natal! Portanto, o motivo é mais que justificável, para a continuidade do real sentimento natalino (o louvor e adoração ao Rei dos reis e Senhor dos senhores); o qual deve prevalecer sobre qualquer outro sentimento, ainda que nobre.

Perdi a conta, das vezes que declarei que orar nunca é demais; é sempre de menos! Sei que alguns polemizam quando o assunto é "a melhor hora para se orar" (Já tenho sido alvo desta polêmica)... Todavia, independente do horário que escolhermos para orar; o importante mesmo é separar um tempo durante o dia (ou da noite); porém, mantendo espírito de oração em todo tempo; pois oração e vigilância - à semelhança de "precaução e caldo de galinha" - não faz mal a ninguém. Logo... Adágio à parte, oremos e vigiemos sempre!

Neste texto, Jesus nos exorta a orar sempre: "E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem." (Lucas 21.34-36). E ele não somente nos ensinou a orar, como viveu em oração. 

Que tal, meditarmos neste antigo hino? Ele enfatiza a oração:
https://youtu.be/1M3xrhVqU7Y

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário