sábado, 8 de outubro de 2016

Medidas e contrapartidas


Tenho pensado no quanto nós, os cristãos evangélicos, precisamos atentar para os sinais que se sucedem (me refiro aos sinais em consonância com as profecias Bíblicas). A Bíblia fala de guerras, pestes, catástrofes naturais, desamor, profanação no lugar santo, blasfêmia praticada e ensinada; enfim... Tudo se avolumando, como jamais se viu em tais proporções. E nós, cristãos bíblicos, não podemos ignorar tais eventos; mas sim, fazermos como os crentes bereanos; os quais buscavam nas Escrituras o fundamento  para o seu posicionamento à luz da Bíblia. Precisamos estar atentos, com os olhos na Bíblia.

Dentre as instituições postas sob intensa pressão; vemos a Igreja e a família sofrendo os mais duros golpes. Isto é tão verdadeiro, que são raras as igrejas de natureza apostólica que não estejam sofrendo o rigor deste tempo; como são raras as famílias modeladas na Palavra, que não estão sofrendo algum tipo de ataque ou crise no tocante aos usos, costumes e relacionamentos. Em um tempo assim, cabe a nós buscar em Jesus, as melhores medidas e as contrapartidas (oração em família, meditação bíblica em família, com claro debate sobre os males deste tempo). Só agindo assim, poderemos vencer.

Este texto é parte integrante da grande comissão. Nele é evidente a essência da nossa missão cristã: "E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." (Mateus 28:18-20). Portanto, nós precisamos pregar e ensinar as verdades sagradas; e nosso base de apoio e ponto de partida deve ser a nossa própria família.

Esta é uma excelente canção, para ouvirmos nesta manhã:
https://youtu.be/eoPRIHPX730

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário